Carta de São Pio X ao bispo de Limerick sobre os escritos do Cardeal Newman.

CARTA

Na qual o Papa [São] Pio X aprova a obra do Bispo de Limerick sobre os escritos do Cardeal Newman.


Ao Nosso Venerável Irmão Edward Thomas, Bispo de Limerick

Venerável Irmão, saúde e benção apostólica.

Pela presente informamos que Aprovamos o vosso ensaio, no qual mostrais que os escritos do Cardeal Newman, longe de estarem em desacordo com a Nossa Carta Encíclica Pascendi, estão em estreita consonância com a mesma: pois não pudestes ter servido melhor tanto a verdade quanto ao eminente mérito do homem.

Parece que aqueles cujos erros Condenamos em nossa Carta estabeleceram como regra fixa a busca de aprovação do nome de um ilustríssimo homem para as próprias coisas que eles mesmos inventaram. E assim, afirmam, livremente, que tomaram certas posições fundamentais extraídas daquela origem e fonte, e que, por essa razão, não Podemos condenar as doutrinas que lhes são próprias sem, ao mesmo tempo e ainda mais, em prioridade de ordem, condenar o ensinamento de tão eminente e grande homem.

Se não se soubesse que poder o fermento de um espírito envaidecido tem de inchar a mente, pareceria incrível a existência de pessoas que pensam e se dizem católicas, quando, em uma questão que diz respeito ao próprio fundamento da disciplina eclesiástica, colocam a autoridade de um doutor privado, embora eminente, acima do magistério da Sé Apostólica.

Vós não apenas demonstrastes plenamente a sua contumácia, mas também seus artifícios. Pois, mesmo que se detecte algo que carregue alguma semelhança a certas teses dos modernistas nos escritos de Newman anteriores a sua profissão de Fé Católica, vós justamente negais que, de qualquer maneira, tais semelhanças sejam embasadas nesses mesmos escritos; tanto porque o significado subjacente às palavras é muito diferente quanto o é o propósito do autor, sendo que ele, ao ingressar na Igreja Católica, submeteu todos os seus escritos à autoridade da própria Igreja Católica, certamente, para serem corrigidos, se necessário.

Quanto aos numerosos e importantes livros que escreveu como católico, dificilmente se faz necessário defendê-los da sugestão de parentesco com a heresia. Como todos sabem, entre o público inglês, Henry Newman, em seus escritos, defendeu incessantemente a causa da Fé Católica de tal modo que sua obra foi muito salutar para seus compatriotas, e ao mesmo tempo, elevadamente estimada por Nossos predecessores. Assim sendo, foi considerado digno de ser nomeado Cardeal por Leão XIII, indubitavelmente, um acurado juiz dos homens e das coisas; sendo, desde então e por toda sua vida, muito merecidamente estimado por ele.

Não há dúvida de que em tão grande abundância de seus trabalhos seja possível encontrar algo de alheio ao método tradicional dos teólogos, mas nada que pudesse levantar uma suspeita sobre sua fé. E vós corretamente afirmais que não é de se espantar que, se em uma época em que não se mostrava nenhum sinal da nova heresia, seu modo de expressar em alguns lugares não mostrasse um cuidado especial, mas que os modernistas agem de maneira errônea e enganadora em deturpar aquelas palavras para seu próprio significado, em oposição a todo o contexto.

Congratulamo-vos, portanto, por terdes vindicado com eminente sucesso, através do vosso conhecimento de todos os seus escritos, a memória de um homem tão bom e sábio; e ao mesmo tempo, o quanto vos era possível, por terdes assegurado que entre vosso povo, especialmente o inglês, aqueles que se acostumaram a abusar daquele nome tenham já cessado de ludibriar os ignorantes.

Eles deveriam seguir Newman, como mestre, fielmente, estudando seus livros, não ao modo daqueles que entregues aos seus próprios preconceitos buscam seus volumes, e com desonestidade deliberada extraem deles algo com o que respaldar seus pontos de vista, mas poderiam reunir seus princípios puros e inalterados, e seu exemplo, bem como seu espírito grandioso. Eles aprenderiam muitas coisas excelentes de tão grande mestre: em primeiro lugar, com relação ao sagrado Magistério da Igreja, defender a doutrina transmitida de maneira inviolada pelos Padres e, o que é de máxima importância para salvaguardar a verdade Católica, seguir e obedecer o Sucessor de São Pedro com a máxima fidelidade.

Portanto, Venerável Irmão, Agradecemos sinceramente a vós e ao vosso clero e povo por terdes vos preocupado em Nos ajudar em nossas limitadas condições, enviando o seu donativo financeiro habitual: e a fim de ganhar para todos vós, mas, primeiramente para vós mesmo, os dons da bondade de Deus, e como um testemunho de Nossa benevolência, Conferimos a Nossa benção Apostólica.

Dado em Roma, em São Pedro, em 10 março de 1908, no quinto ano de Nosso Pontificado.
Pio PP. X

Tradução: Fratres in Unum.com

Fonte: New Zealand Tablet, Volume XXXVI, Issue 19, 14 May 1908, Page 1 – Biblioteca Nacional da Nova Zelândia

Texto em latim aqui.

2 Comentários to “Carta de São Pio X ao bispo de Limerick sobre os escritos do Cardeal Newman.”

  1. Desculpa mas não podia deixar passar em branco, o blog foi humilde mas algum leitor deve comentar. Hoje o Gradual começava com “Oh quam bonum est et quam jucundum, habitare fratres in unum”…

  2. “Se algum padre ou algum bispo pretende ser prudente e guardar o silêncio, eu não guardarei, porque não quero entrar para história como os bispos que covardemente não levantaram a voz quando Hitler começou a governar a Alemanha em 1933.” (Pe. Paulo Ricardo, sobre o PNDH-3)

    “Porque se a gente se calar, as pedras vão falar. E vai ser … uma vergonha muito grande se as pedras falarem porque os cristãos não se pronunciam.” (Padre José Augusto, sobre o PT na Canção Nova)

    “Não podemos nos calar!” (Dom Aldo Pagotto, sobre a Cultura de Morte no governo)

    Muitos padres e pastores ergueram corajosamente sua voz para denunciar a Cultura de Morte do governo. Vamos também nós fazer o que estiver ao nosso alcance!

    O site * www ponto ABORTOnaoPTnao ponto com * é uma FERRAMENTA que nos ajuda a deixar descoberta a Verdade sobre como o atual governo está tentando implantar a Cultura de Morte no Brasil. O site tem um histórico de notícias, é simples de acessar e fácil de divulgar!

    Ajude a divulgar escrevendo uma postagem no seu blog e enviando e-mails para seus amigos! Mostrar a Verdade sobre o que o atual governo está fazendo em relação ao aborto é um ato de Amor com os brasileiros e patriotismo.

    Alguns “fatos”, não “boatos”, a serem conferidos no site:

    * UM DIA DEPOIS do primeiro turno, Ministério da Saúde continua projeto: “Estudo e Pesquisa – DESPENALIZAR o Aborto no Brasil”
    * Como pré-candidata, Dilma ALTERA radicalmente discurso sobre aborto e fé
    * Dilma diz que é um absurdo que não haja a DESCRIMINALIZAÇÃO do aborto no Brasil
    * Dilma defende “atendimento PÚBLICO para quem estiver em condições de fazer o aborto ou querendo fazer o aborto”
    * Igreja chama Lula de “novo Herodes” devido a DECRETO pela legalização do aborto
    * Ministério da Saúde financia filme pró-aborto
    * PT PUNE deputados por serem contra o aborto

    “Aquele que conhece a Verdade e não a proclama é um covarde miserável e não um cristão.” – São Pio V