Jornal italiano fala sobre complô para matar o papa Bento XVI.

EFE – O cardeal colombiano Dario Castrillón Hoyos entregou ao papa Bento XVI um documento no qual informava sobre a existência de um complô para matá-lo dentro de 12 meses, afirma nesta sexta-feira o jornal italiano Il Fatto Quotidiano.

O jornal, especializado em jornalismo político e de investigação, informa que Castrillón entregou à Secretaria de Estado do Vaticano um documento para Bento XVI, escrito em alemão, no qual informava sobre o que disse o cardeal e arcebispo de Palermo, Paolo Romeo, durante algumas conversas na China em novembro.

“Vaticano, tramas e venenos. O papa morrerá dentro de 12 meses”, escreve a capa do jornal, que nas páginas internas publica uma parte do documento e a tradução ao italiano de toda a mensagem. Este texto, que é considerado “estritamente confidencial”, cita declarações “de uma pessoa bem informada” sobre as conversas mantidas durante uma viagem do cardeal Romeo à China em novembro.

“Seguro de si mesmo, como se soubesse com precisão, o cardeal Romeo anunciou que ao Santo Padre restam apenas 12 meses de vida”, diz a tradução do documento. Durante estas conversas, Romeo assegurou que Bento XVI estava também preparando sua sucessão e que tinha indicado o nome do cardeal e arcebispo de Milão, Angelo Scola.

“O cardeal Romeo se sentia seguro e não podia imaginar que estas conversas realizadas nas reuniões secretas fossem depois informadas por terceiras pessoas ao Vaticano”, continua a mensagem. Castrillón se inteirou destas conversas e decidiu escrever ao papa no dia 30 de dezembro do ano passado e Bento XVI recebeu a mensagem alguns dias depois, acrescenta a publicação.

O porta-voz do escritório de imprensa do Vaticano, o jesuíta Federico Lombardi, perguntado pelo jornal afirmou que a informação estava “tão fora da realidade e tão pouco séria que não podia ser levada em consideração”. “Parece incrível e não quero nem comentar”, acrescentou Lombardi, de acordo com o jornal.

7 Comentários to “Jornal italiano fala sobre complô para matar o papa Bento XVI.”

  1. Bem, nós nunca saberemos a realidade dos fatos, não é? Eu, sinceramente, espero que Bento XVI reine por muitos anos mais e sempre tenho pedido por isso nas intenções das minhas orações e também no Sacrifício da Missa.

  2. Então querem matar o sumo pontífice, o assunto é tratado com a máxima discrição e reserva e mesmo assim escapa para a mídia. Pelo jeito as paredes do Vaticano não são nem porosas, simplesmente inexistem.

    Don Brown deve ter ficado bastante ouriçado. Ele e toda a rapaziada que gosta de, mais sem do que com razão, armar as mais rocambolescas tramas envolvendo o Vaticano e a Religião em si, provavelmente estuda, em cima dessas notícias, mais um jeito de faturar milhões escrevendo outras lhérias.

    Como Thiago eu também espero longa vida à Sua Santidade. Mas, se o destino dele for selado a tão curto prazo, creio eu que muito mais do que a grande maioria de nós todos – que cedo ou tarde também morreremos – está muito mais bem preparado para a travessia.

    Baseado um pouco na fantasia do sensacionalismo, outro tanto na sua natural proximidade com Deus, tenho que a notícia não deve ter sobressaltado em demasia o papa Bento.

  3. Pelo menos o cotado para sucessor de Bento XVI nessa história maluca (será?) é o cardeal Scola.

  4. Não entendi??? Quem quer matar o papa?? O cardeal Romero ou o governo Chinês??
    Não acredito na história, mas devemos rezar para que o glorioso pontificado de Bento XVI dure muitos anos!

  5. Uma coisa é certa há muita gente poderosa que odeia Bento XVI!

    Deus livre o Santo Padre dos seus inimigos!

  6. Sabe que o aparente complô pode ter alguma procedência. Em um cenário no qual, aparentemente, o Papa quer a comunhão formal com FSSPX, muitos membros da cúria querem vê-lo morto.

  7. A que ponto chegam os modernistas: não contentes em matar a Fé, agora querem matar o Papa!