Medjugorje, um parecer ainda em 2012.

Fratres in Unum.com – Em 6 ou 7 meses terminarão os trabalhos da comissão que desde 2010 investiga, sob os cuidados do Cardeal Camilo Ruini, o “fenômeno Medjugorje”. É o que informa o vaticanista Andrea Tornielli. Os resultados das investigações serão submetidos à Congregação para a Doutrina da Fé e, posteriormente, ao Papa Bento XVI, para que se dê a última palavra sobre as supostas aparições que causam controvérsia desde 1981.

Fiéis rezam em Medjugorje.

Até o momento, os bispos de Mostar, diocese a que pertence Medjugorje, continuamente desautorizaram as ditas aparições. Em 1991, a Conferência Episcopal da antiga Iugoslávia afirmou a respeito dos eventos: “non constat de supernaturalitate”, em uma tradução literal, “não consta a sobrenaturalidade”.

A Comissão chefiada pelo Cardeal Ruini acaba de entrevistar todos os alegados videntes em Roma. Apesar do segredo em torno dos procedimentos, considera-se provável nos sacros palácios que o parecer seja mantido: “non constat de supernaturalitate”. O que significa, segundo o Cardeal Angelo Amato, uma desaprovação. Mas não necessariamente uma condenação ou proibição de peregrinações e tudo o mais que gira em torno da pequena cidade da Bósnia e Herzegovina.

Provavelmente, a Santa Sé procurará manter vivo o que os fiéis buscam ao visitar o local, isto é, a administração dos sacramentos e a devoção a Nossa Senhora. Esclarecendo, contudo, que as mensagens não são sobrenaturais. Resta ainda saber se o parecer tratará daquelas mensagens que, segundo católicos proeminentes, inclusive da hierarquia, destoam da doutrina católica. Algo necessário, mas que por circunstâncias políticas pode sequer ser abordado. Quem viver, verá.

13 Comentários to “Medjugorje, um parecer ainda em 2012.”

  1. Um comentário de um leitor colocado no Rorate Caeli depois que saiu a aprovação de Bento XVI para a heresia do movimento Neocatecumenal, diz que Bento XVIvai aprovar essas aparições aberrrantes.

  2. Primeiramente, penso que uma coisa é o neocatecumenato outra é uma revelação particular. O Papa Bento XVI não “canonizou” o neo, pelo contrário, desde 2005 o repreende e manda que eles obedeçam os livros litúrgicos. Em segundo lugar, tudo indica mesmo que as aparições não são verdadeiras e que não serão aprovadas pelo Sumo Pontífice.

  3. Ridículo! Assim como o muito bem lembrada aprovação das “liturgias neo-catecumenais”, bem como a tentativa de salvação das aparências laicais-carismáticas do Regnum Christ, estamos agora de fronte a uma tentativa de “polidez política” sobre o aberrante caso de Medjugorje.
    Como já levantado em vários sítios tradicionalistas, o que esperar da Hierarquia que dá “uma no prego e 20 na ferradura”?!
    Creio que estamos vislumbrando aquela tentativa já anunciada de “hermenêutica da continuidade”, onde, à custa de todo hibridismo, tem-se posto e disposto um grande supermercado da fé: cada freguês vá e se refastele no self-service da fé que melhor lhe afeiçoar…

  4. Tenho até medo do que possa acontecer.

  5. Infelizmente, também acredito que será assim. As tais “aparições” aprovadas pela Santa Sé :(
    Será uma tragédia para Fé de muitos. Rezemos pelo milagre :( Rezemos para que a farsa de Medjugorje (que já dura décadas) caia de uma vez!

  6. Vocês viram o Fantástico ontem? Um certo grupo diz que Nossa Senhora também está aparecendo, em MG só dessa vez com hora e dia marcados previamente. Achei o fato, muito parecido com Medjugorje só que pior. Segundo o “fundador” da ordem, a “A comunidade é ecumênica. Ela tem uma relação interna com todas as religiões, porque todas as religiões no fundo são uma só”.

  7. Diogo

    Vi a situação e fiz o mesmo comentário. Fiquei com “pé atrás” na questão de dia e hora pois isso também ocorreu em Fátima. Porém, quando falou em “comunidade ecumênica”, “todas as religiões são uma só” acho que a sobriedade recomendada pelo bispo local ao final da reportagem é pouco. Não há fé católica sendo ensinada nesta aparição mineira. Logo, não é católico e não deve ser buscado.

    Infelizmente uma declaração destas feriria o “pensamento ecumênico” vigente graças ao…

  8. “considera-se provável nos sacros palácios que o parecer seja mantido: …uma desaprovação”.

    Os rumores também falavam de uma desaprovação do NeoCatecumenato. E no entanto, deu no que deu.

  9. Como sempre a dubiedade de Roma. Mantém, mas não mantém. Hermenêutica da continuidade. Sim, Não; Não, Sim.
    Os bispos locais já detonaram Medjugorje e o culto continua lá. Por que uma declaração do Vaticano teria mais peso em tempos de colegialidade?

  10. Como vcs tem certeza que é uma farsa, muitos que se diziam sábios diziam que os três pastorinhos eram uma farsa, pois é quem vive verá , que Deus e a Virgem Santissima tenha piedade dos que desacreditam no sobrenatural de Deus.

  11. O rapaz faz um comentário baseado num boato e todo mundo cede à febre. Neocatecumenato tem a ver com esse assunto tanto quanto Dom Lefèvre tem a ver com Elvis Presley.

  12. Tem um advogado no Rio que diz ver e falar com Nossa Senhora desde os 12 anos, ele leva multidões até uma paróquia para ouvir suas “revelações”.. tudo com autorização da Arquidiocese do Rio e total apoio dos carismáticos.

    Já ví muitas reportagens na TV e revistas sobre esse advogado “vidente”.

  13. Galvão,
    É verdade. Em Fátima, as aparições também foram com data e hora. Havia esquecido desse detalhe.