Fogo amigo cardinalício.

Cardeal Marx: o uso de celulares na igreja é inaceitável. Schönborn dá o exemplo.

Cardeal Schönborn.

Cardeal Schönborn.

Fratres in Unum.com | com informações de Kreuz.netEm uma entrevista, o Cardeal Reinhard Marx, arcebispo de Munique e Frisinga, criticou o uso de celulares durante a Missa: “Quem envia mensagens de texto em seu celular ou simplesmente o fita durante uma conversa, demonstra ao outro que ele não é importante. Ninguém deveria ousar fazer isso com qualquer pessoa, especialmente com o querido Deus”.

O mais famoso usuário de celular durante a Missa é o Cardeal Christoph von Schönborn, arcebispo de Viena. Em suas missas jovens, os participantes enviavam mensagens de texto a ser projetadas em um telão durante a Missa.

Na foto, Schönborn participa ativamente da liturgia jovem. Em mais de uma ocasião, na Missa disco em outubro de 2005, em Viena, e na peregrinação dos jovens a Mariazell, em agosto de 2010, Sua Eminência usou seu próprio aparelho para enviar torpedos. Uma verdadeira guerra à liturgia católica.

9 Comentários to “Fogo amigo cardinalício.”

  1. Se o Arcebispo de Viena ignora descaradamente o que o Papa diz sobre liturgia, o que se dirá de um cardeal?

    Descobri um sítio em homenagem a dom Schonborn: http://www.cardinalschonborn.com/bio.html

    Nem Chuck Norris consegue ser tão imune às penas do Vaticano quanto este cardeal…

  2. Já vi fiel ligar radinho pilha para escutar resultado de jogo de futebol em plena missa. Era de olho jogo e olho na missa.

  3. Alguém sabe o número do Cardeal? Preciso mandar uma mensagem de texto para ele.

  4. Oras, caros amigos; tudo não passa de “mera fantasia”. Prestem atenção nos “paramentos” dele, ou melhor dizendo na “fantasia religiosa” desse homem, cujos “paramentos” são o melhor sinal!

  5. Christoph von Schönborn, é cria de Bento XVI. Por isso não se vê nenhuma punição para esse cardeal.

  6. E São Padre Pio criticava o uso de relógios… aonde vamos parar?

  7. Também quero convidar o cardeal para sair no próximo ano em algum carro alegórico aqui no carnaval, pois com esses paramentos “litúrgicos” ele quase… quase… brilhou mais que o pe. Pinto….rsssssssssssssssss
    Alguém sabe o número do EMINENTÍSSIMO?????????

  8. Marcelo, onde está a graça?

    Assim certos vão tratando os problemas do clero, fazendo piada…(como se já não bastasse a vergonha que suas atitudes [do clero ruim] geram para Igreja)

    Salve Maria!
    Viva Cristo Rei!
    Rennan

  9. Meu caro…
    Não pense que não me aterrorizam e me deixam indignado a balbúrdia litúrgica que se instalou na Igreja em “em nome”, note bem, “em nome”, do Concilio…
    Vc não se lembra do rídiculo a que este cardeal expôs o Papa, fazendo-o usar um paramento “liturgissímo” azul? Parece que também a mitra era azul…
    Só que esbravejar, anatematizar, condenar, xingar, não resolve a questão, principalmente quando a solução desta não está ao nosso alcance, ao contrário, pode nos levar a sermos pouco caridosos ou temerários com os outros, por isso fiz um comentário jocoso…
    Deus nos abençõe!