Padre Legionário ao antigo Núncio do México: “Continuam ensinando impunemente aos seminaristas em Roma que Maciel foi um profeta…”.

Para Sua Excelência Justo Mullor
(ex Núncio Papal para o México)
Piazza della Minerva, 74,
00186, Roma, Itália

22 de abril de 2012.

Caro Monsenhor Justo,

Cheio de vergonha li a recente entrevista onde o senhor descreve as calúnias e as mentiras as quais foi submetido pelas mãos de minha congregação religiosa, a Legião de Cristo. Apesar de eu ser somente um membro qualquer, meu pedido de perdão talvez não tenha muito valor, mas, de qualquer maneira, lhe peço desculpas pelo que o senhor padeceu por culpa do padre Maciel e de seus colaboradores.

Apesar dos esforços do papa, do Monsenhor De Paolis e de um pequeno grupo de legionários, não conseguimos banir o macielismo da congregação e aqueles que cometeram todo o tipo de abusos, de difamações, de irregularidades canônicas e administrativas continuam a ser encobertos. De fato, a maioria da cúpula macielista segue governando a Legião, usando os mesmos truques aprendidos com o fundador: eleições falsificadas, meias verdades, esclarecimentos fraudulentos às autoridades Vaticanas, falta de transparência nas questões econômicas e, sobretudo, uma cegueira com relação a todos os que foram feridos pelos crimes deste homem e de seu séqüito.

No entanto, continuam ensinando impunemente aos seminaristas em Roma que Maciel foi um profeta, continua a existir um voto de “humildade” onde os religiosos juram diante de Deus que delatarão seus irmãos [que ousam duvidar ou criticar].

Pediu-se à Secretaria de Estado, numa carta de 3 de novembro de 2010, que se estabelecesse uma comissão da verdade para que, de uma vez por todas, se investigasse as maldades do macielismo e se fizesse justiça aos que foram prejudicados. Esperava-se que aqueles que acobertaram Maciel dentro da congregação e dentro do Vaticano fossem destituídos. Infelizmente, a sugestão não foi considerada oportuna e a maioria dos signatários da carta abandonou a congregação. Assim, casos como o do senhor e de outros legionários e eclesiásticos caluniados não serão esclarecidos.

Finalmente, Monsenhor Justo, só me resta agradecer ao senhor por ter tido o valor de enfrentar a corrupção de Maciel, por haver escutado as vítimas e por ter trazido o maior escândalo da Igreja Católica à luz. Compreendo que o senhor tenha pago um preço alto por sua lealdade à Igreja. Esperamos que a história e Ele, que é a “Luz do Mundo”, reconheçam e premiem o senhor abundantemente.

“Ex Igne Lux”.

Afetuosamente em Cristo,

Padre Peter Byrne, LC.

Original aqui. Tradução: Fratres in Unum.com

9 Comentários to “Padre Legionário ao antigo Núncio do México: “Continuam ensinando impunemente aos seminaristas em Roma que Maciel foi um profeta…”.”

  1. Lá vem um novo culto, para um novo PLÍNIO E LUCILA.

  2. Em suma, ou se extingue essa seita fundada por esse Profeta da Desgraça (aí sim ele é profeta, e não os pastorzinhos de Fátima, assim alcunhado injustamente pelo Beato João XXIII, de infeliz memória e que espero nunca ser canonizado), ou então vai continuar essa loucura.
    Em tempos de crise, “tem que cortar na carne”, como foi feito com o seminário de Viena.

  3. A hipocrisia dos governantes da Igreja, dos membros da Cúria Romana, já deve ter bradado nos céus! Satanás já está em vias de sentar-se no Trono de Pedro. É asqueroso pensar que para alguns a Roma modernista dá o rigor da lei, e para outros – LC e RC – afaga-se! Esta “Roma”, esta “prostituta” não é a Igreja Imaculada.

    Pelo fim da Legião e do Regnum Christi, te rogamos: – ouvi-nos Senhor!

  4. Gente, precisamos saber diferenciar a Igreja Imaculada, mãe e mestra da verdade, dos seus filhos, pobres pecadores, que não podem maculá-la, somente podem obscurecer a luz que dela irradia, luz que vem do seu Esposo Divino.
    Mesmo com as modernas modificações, que favorecem o erro, o modernismo, nenhum clérigo, nem mesmo um Papa, poderá macular o depósito sagrado.

  5. Graças a Deus a verdade sobre o Pe. Marcial Marciel e sobre os Legionários está aparecendo cada vez mais. E que fique bem claro que eu não estou falando sobre aqueles que estão lá enganados ou iludidos ou sem culpa nas maldades que o Pe. Maciel e seus cúmplices fizeram.

    Infelizmente o Papa João Paulo II foi enganado por essa gente. O Papa João Paulo II, eu repito INFELIZMENTE, foi feito de bobo ao ter acreditado nos Legionários (entenda-se Legionários como sinômino do Pe. Maciel e seus cúmplices). E eu não estou condenando o Papa João Paulo II, só constantando um fato.

    Durante muito e muitos anos, o mal foi plantado pelo Pe. Maciel e seus cúmplices dentro da Igreja, de modo que as suas raízes foram profudamente arraigadas e muitas pessoas inocentes foram envolvidas. E agora é difícil extirpar todo esse mal, todas essas raízes más sem atingir as pessoas inocentes que estão lá sem culpa.

    Por isso não é fácil de resolver essa situação de uma só vez e com a rapidez.

    A propósito, as palavras de Santo Agostinho são muito oportunas nesse sentido:

    “Essa paciência nos ensinou o Senhor, quando, aos servos irritados com a mistura da cizânia e, querendo arrancá-la, deu a resposta do pai de família; Deixai que ambas cresçam até ao tempo da colheita; Convém, pois, que se suporte com paciência aquilo que não se pode suprimir com prontidão. Dessa paciência [Cristo] nos apresentou e demonstrou um exemplo, quando antes da paixão de seu corpo suportou o diabólico Judas [como] ladrão antes que o declarasse traidor e, antes de experiementar as cordas, a cruz e a morte, e amorte, não negou o beijo da paz a seus lábios enganadores.” (De Patientia, Santo Agostinho)

    Vejam também este texto

    O bem como instrumento do mal

    http://www.olavodecarvalho.org/semana/100401dc.html

  6. Jesus garantiu que as portas do inferno não prevaleceria contra a Igreja e o que parece é que a Igreja já chegou aos portões do inferno.. as coisas só não estão ainda muito pior porque não apareceu ainda um Papa “modernista” para coroar a imundície de certos “ministros” corruptos .

  7. Estudei 5 anos com os LC em Roma e só tenho a agradecer pela oportunidade que tive. Nunca testemunhei nenhum dos problemas que infelizmente aconteceram. A mim eles só fizeram o bem. Peço a Deus que retribua com bençãos todo o trabalho da Legião de Cristo. Quanto aos que cometeram ou cometem pecados graves e/ou crimes, peçamos para eles (e para nós) uma verdadeira conversão.

  8. “Perigosíssimos” FRATRES;
    Difícil não acham?
    A figura do Fundador, por pior que possa ser, é muito forte.
    O sr. Maciel fez muito mal, tanto à Igreja, quanto à muitos membros da Legião.
    O grande problema é o eterno “respeito humano”.
    Sabia-se muito em Roma e em outros lugares…
    Ninguém com poder nada fez.
    E o sr. Maciel continuou a extorquir, a falsificar, a molestar…
    E, ainda assim, esse “tumor maligno” não fora devidamente corrigido…
    É que este senhor tinha muitos “amigos” em Roma, gente muito influente, gente poderosa… Gente que está até na glória…
    Enquanto seu grande amigo viveu, nunca deixou que nada aparecesse.
    Caso o sr. Maciel tivesse morrido no final dos anos ’90, ele seria aclamado “santo súbito”…
    Não me esqueço de uma vez que um padre legionário nos mostrou um vídeo onde o próprio Papa, numa audiência geral, perguntar: “Onde estão os filhos do “padre” Maciel?”
    Nossa! Já imaginaram se os filhos (ilegítimos) se levantassem e gritassem: “Estoy aquí!”
    Seria lindo… Aquele coral de estudantes legionários cantando a música da Shakyra, enquanto, entre lágrimas “papai” abraçava e beijava (beijo paternal!) seus filhinhos, ali mesmo, diante do amigo…
    Deus faz as coisas de maneira que a Luz resplandeça, ainda que em meio às trevas.
    Tal qual ocorreu com Santo Atanásio, que fora expulso de sua Sede Episcopal, “excomungado” e exilado, porém, ele fora o único Bispo que permanecera fiel ao Cristo e ao Ensinamento dos Apóstolos.
    E assim passa a glória do mundo…
    Ainda outro dia, o sr. Maciel era saudado e reverenciado por tantos…
    Quanta gente importante o reverenciava, e logicamente, ganhava seus “regalitos”, desde um bom vinho, até mesmo quem sabe…
    Quanta gente simples e cheia de Fé o via como um “santo”, como um “profeta”?
    Muitos ainda o vêem assim!
    Portanto, está mais que na hora do Papa chamar a si a Autoridade que lhe foi confiada por Cristo, nosso Senhor: é momento de definir um “Preâmbulo” também à direção, ou coordenação, (seja lá como se diz, uma vez que não sou, e nem quero ser “magistério autorizado”) dos Legionários, que lhes imponha contar a verdade sobre o fundador.
    Um “Preâmbulo” que faça com que os atuais “coordenadores” da legião digam, clara e evidentemente que apesar de ter sido seu fundador, ele teve defeitos imensos e que Deus tenha misericórdia dele, e ponto final.
    Ou, por acaso, o “Preâmbulo” só é para determinado grupo Católico?
    Quem viver, verá!

  9. O Papa João XXIII não chamou os pastorzinhos de Fátima de “profetas de desgraça”. Ô Rogério, sua consciência ainda funciona??