Ataques histéricos a um bispo que fez algo completamente normal.

Por  Pe. John Zuhlsdorf

Bispo sob ataque por causa de fotografias

Alain Castet, Bispo de Luçon, na Vandéia, esteva na Alemanha no dia 12 de maio para um evento. Agora as imagens dele lá se tornaram conhecidas: as fotos que sacudiram uma  diocese…

Do diário “Ouest France”:

Um evento “perigoso”: seis novos diáconos tradicionais.

Um evento “perigoso”: seis novos diáconos tradicionais.

Mal estar na Igreja após uma ordenação

Dom Castet esteva na Alemanha, em 12 de maio, onde ordenou seis diáconos para a Fraternidade Sacerdotal São Pedro. Um gesto que fere uma parte da Igreja na Vandéia, a Fraternidade é percebida como integrista.

As fotos foram veiculadas por toda a diocese. Elas podem ser muito facilmente encontradas em um sítio da Internet. Nelas vemos Dom Castet ordenando seis diáconos. A cerimônia ocorreu em 12 de maio, em Wigratzbad, na Alemanha, a convite da Fraternidade Sacerdotal São Pedro. Desde então a raiva está fermentando na Igreja da Vandéia. Na realidade, a Fraternidade é considerada por alguns como ultra-traditionalista.

“Eles são até mesmo integristas [fundamentalistas],” disseram alguns próximos do bispo, sob anonimato… “Isso é demais, isso é demais”, diz outro padre, “o bispo nos propõe uma volta ao passado, estamos dando as costas ao Concílio Vaticano II”…

* * *

Não, eles não estão de gozação.  [Fonte: Le Salon Beige, cujos editores acrescentam que “vocês podem rezar por ele” e talvez enviar-lhe uma mensagem de apoio para eveque@catho85.org]

Quem sabe a LCWR não gostaria de emitir uma declaração de apoio a Dom Castet, uma vez que agora ele é uma vítima injustamente oprimida.

9 Comentários to “Ataques histéricos a um bispo que fez algo completamente normal.”

  1. Corrijam se eu estiver errado (principalmente Eminência Reverendíssima D. Antônio Carlos R. Keller, citado neste comentário): Seria uma reação similar a esta que D. Antônio teme em sua diocese?
    Duros tempos onde Bispos são criticados por serem, digamos assim, Bispos Católicos (vide D. Lefebvre, D. Mayer). Rezemos para que Deus confirme na fé o episcopado fiel á Santa Igreja, cuja quantidade e qualidade são precisamente conhecidas apenas pelo Deus Altíssimo que sonda os corações e mentes de todos.

  2. Adoro ler reportagens sobre “pitís” de modernistas, isso faz enxergar luz no fim do túnel e me faz rir à beça.

  3. É parece que a hierarquia está invertida mesmo, Bispos já querem mandar no Papa, e agora os Padres querem mandar nos Bispos, haaa sem contar que em algumas paróquias tem fiel que manda nos padres. Por aí se percebe a seriedade das coisas! Isso ta virando anarquia!

  4. diz outro padre, “o bispo nos propõe uma volta ao passado, estamos dando as costas ao Concílio Vaticano II”…

    Sinceramente, eu não entendo como um concilio pode ser tão bom e a cada dia e ano que passa a Igreja vai de mal a pior. O “bom”, acredito eu, seja a anarquia.

  5. Uma pergunta (retórica, antes que me critiquem) que me ocorreu agora: Se o Concílio está em plena continuidade com a Tradição, de onde vem tanta aversão ao pré-concílio? Se antes era ruim e agora é bom, há uma continuidade? E, pra finalizar, realmente antes era tudo ruim e errado e agora é tudo belo e mil maravilhas?

    Sem mais perguntas neste momento, meritíssimo!

  6. Se S. Lus Grignion de Montfort voltasse hoje a Vandéia, para fazer missões, certamente seria expulso dela.

  7. E imaginem o que dirão estes modernistas se acontecer o acordo com a FSSPX.

    REZEMOS!

    Fiquem com Deus.

    Flavio.

  8. Ué? Mas nós não estamos em tempos de primavera conciliar???

  9. Outono treval…. Horizontes negros… Tristeza sem fim…