“Mais uma vez a questão do Aborto” – Nota Pastoral de Dom Antonio Rossi Keller.

DOM ANTONIO CARLOS ROSSI KELLER
PELA GRAÇA DE DEUS E DA SANTA SÉ APOSTÓLICA
BISPO DE FREDERICO WESTPHALEN (RS)

 Nota Pastoral

 “Mais uma vez a questão do aborto”

“Aquele, portanto, que violar um só desses menores mandamentos e ensinar os homens a fazerem o mesmo, será chamado o menor no Reino dos Céus. Aquele, porém, que os praticar e os ensinar, esse será chamado grande no Reino dos Céus.” (São Mateus 5,19)

Caros Diocesanos de Frederico Westphalen, irmãos e irmãs que compreendem o valor da vida humana.

Mais uma vez o Bispo Diocesano sente-se no dever, derivado de seu Ministério Episcopal, de vir a público e manifestar-se em relação ao tema do aborto. Mais especificamente, às veladas e covardes ações levadas a cabo por autoridades, que deveriam zelar pela defesa da vida, mas que “na calada da noite” estão empenhadas em implantar a prática do aborto em nossa Pátria, passando por cima da vontade da grande maioria da população que é contrária a esta prática.

Poucos dias atrás, os jornais “Folha de São Paulo”, “O Estado de São Paulo” e “Correio Brasiliense”, traziam, em suas primeiras páginas, notícias de ações que visam, na prática a implantação do aborto no país.

Somente a título de exemplo, para justificar esta preocupação em relação à introdução velada da prática do aborto, cito, em primeiro lugar “A Folha de São Paulo”. Em reportagem de capa afirmava que, segundo o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães: O SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO PASSARÁ A ACOLHER AS MULHERES QUE DESEJAM FAZER ABORTO E ORIENTÁ-LAS SOBRE COMO USAR CORRETAMENTE OS MÉTODOS EXISTENTES PARA ABORTAR. CENTROS DE ACONSELHAMENTO INDICARÃO QUAIS SÃO, EM CADA CASO, OS MÉTODOS ABORTIVOS MAIS SEGUROS DO QUE OUTROS.

A Folha afirmava ainda que o modelo será copiado do Uruguai, que o adota desde o ano de 2004.

A PROPOSTA, diz a FOLHA, FOI ABORDADA NA ÚLTIMA SEMANA DE MAIO PELA MINISTRA ELEONORA MENICUCCI, QUE AFIRMOU ‘SOMENTE SER CRIME PRATICAR O PRÓPRIO ABORTO, MAS QUE O GOVERNO ENTENDE QUE NÃO É CRIME ORIENTAR UMA MULHER SOBRE COMO PRATICAR O ABORTO’.

Depois de orientada sobre como praticar o aborto, uma vez consumado o delito, a mulher passaria por uma nova consulta para evitar maiores conseqüências pós aborto. Ainda segundo a Folha, PARA OS QUE DESENVOLVERAM A POLÍTICA, ELA NÃO SÓ É UMA ATITUDE LEGAL, COMO É ÉTICA E DE DIREITO HUMANO BÁSICO.

É preciso recordar que a matéria veiculada pela “Folha de São Paulo” traz dados inverídicos em relação aos números do aborto do Brasil. A “Folha” acolhe os números do governo, que afirma que há mais de um milhão de abortos por ano, no Brasil. Os números reais são bem outros. Hoje, no Brasil, acontecem cerca de cem mil abortos por ano, e este número está diminuindo pouco a pouco. Isto é o que pode se concluir dos próprios dados do Ministério da Saúde, que mostram que o número de internações por aborto no Brasil, nos últimos quatro anos, está diminuindo à taxa de 12% ao ano, todos os anos. Na matéria veiculada pelo jornal paulistano, não são apresentados os números reais, por exemplo, das internações por razões de aborto. Ao afirmar que são cerca de duzentas mil as internações por causa do aborto, o jornal não leva em consideração que destas duzentas mil, cerca de cinquenta mil são por causa do aborto provocado. As outras cento e cinquenta mil são devidas ao aborto espontâneo. Ou seja, há um propósito do governo, secundado pela “Folha de São Paulo” em inflar os números do aborto…

Há uma “Pesquisa Nacional do Aborto”, levada a cabo pela Universidade de Brasília em conjunto com a ANIS, que revela números mais reais: No Brasil, de cada duas mulheres que provocam o aborto, uma é internada. Portanto, se há cinquenta mil internações por ano por aborto provocado, isto significa que são realizados cem mil abortos por ano e não o milhão e meio de abortos provocados, números estes anunciados pelas autoridades.

A realidade mostra não só que os números dos que são contrários ao aborto, entre a população brasileira, estão aumentando. Mas que também as brasileiras estão abortando cada vez menos, no Brasil. Esta é a realidade dos números.

A Matéria de “O Estado de São Paulo”, por sua vez, trata da elaboração, por parte do Ministério da Saúde e de um “grupo de especialistas” de uma “cartilha” que tem como finalidade orientar as mulheres que desejam abortar. “A INTENÇÃO É FECHARMOS O MATERIAL DE ORIENTAÇÃO EM, NO MÁXIMO, UM MÊS”, AFIRMOU O COORDENADOR DO GRUPO DE ESTUDOS SOBRE O ABORTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA (SBPC), THOMAZ GOLLOP. O FORMATO FINAL DO PROGRAMA SERÁ DEFINIDO PELO MINISTÉRIO. A CARTILHA CONTERIA, POR EXEMPLO, INFORMAÇÕES PARA MULHER ESCOLHER O LUGAR DO PROCEDIMENTO”.

Já o “Correio Brasiliense” noticiava que ao longo do mês de junho uma comissão de trabalho se reunirá com os técnicos do Ministério da Saúde para formular uma norma técnica que servirá de base para um programa de aconselhamento para mulheres com gravidez indesejada. Além disso, o Correio informa que o Ministério da Saúde tem a intenção de liberar a venda de remédios abortivos, hoje de uso reservado à rede hospitalar. Desta maneira, os médicos poderão orientar as mulheres sobre como praticar o aborto seguro e os medicamentos necessários estarão nas farmácias amplamente disponíveis para o público.

Interessante que no decorrer de poucos dias, aparece como que uma onda gigantesca em setores do atual governo a favor, em última instância, do aborto, veiculada por grandes e importantes jornais do país.

Muito mais interessante e importante, seria recordar o compromisso que a atual presidente da República assinou, no dia 16 de outubro de 2010, durante a campanha eleitoral, declarando que: “SOU PESSOALMENTE CONTRA O ABORTO E DEFENDO A MANUTENÇÃO DA LEGISLAÇÃO ATUAL SOBRE O ASSUNTO. ELEITA PRESIDENTE DA REPÚBLICA, NÃO TOMAREI A INICIATIVA DE PROPOR ALTERAÇÕES DE PONTOS QUE TRATEM DA LEGISLAÇÃO DO ABORTO E DE OUTROS TEMAS CONCERNENTES À FAMÍLIA E À LIVRE EXPRESSÃO DE QUALQUER RELIGIÃO NO PAÍS. […] COM ESTES ESCLARECIMENTOS, ESPERO CONTAR COM VOCÊ PARA DETER A SÓRDIDA CAMPANHA DE CALÚNIAS CONTRA MIM ORQUESTRADA”.

Assim, apesar de todas as negativas e desculpas, o que se vê, concretamente, é um encaminhamento por baixo dos panos de medidas que visam pura e simplesmente, a prática livre do aborto, já que o grupo que está elaborando, junto com o Ministério da Saúde a nova Norma Técnica que pretende criar em todo o país centros de orientação sobre o aborto, liberalizar a venda de drogas abortivas na rede nacional de farmácias e difundir uma cartilha que ensine as mulheres como e onde praticarem o aborto é exatamente o mesmo Grupo de Estudos sobre o Aborto, coordenado pelo mesmo médico Thomas Gollop, cujo convênio com o Ministério da Saúde estava sendo contratado pelo governo enquanto a atual presidente, na época candidata garantia que jamais promoveria o aborto no Brasil.

Ou seja, hoje, em nossa Pátria está acontecendo na prática um verdadeiro ataque que visa obter à revelia da atual legislação e da imensa maioria do povo brasileiro, a pura e simples liberalização do aborto. Há anos nosso país vem sendo alvo destes ataques, já que há muito dinheiro investido por organizações estrangeiras para obter, por razões ideológicas e de cunho geopolítico, a pura e simples liberalização do aborto no Brasil e demais países da América Latina.

É preciso reagir a esta sanha abortista, que navega de velas soltas, alimentada por interesses desumanos, e que contraria o desejo da imensa maioria do povo brasileiro. Calar-se, fingir que o problema não existe e desvincular-se de uma ação de reação a esta sanha, é covardia e traição aos princípios mais elementares da fé cristã que professamos.

Escrevo esta “Nota Pastoral” ainda sob o efeito da tristeza pelo falecimento de Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, Bispo Emérito de Guarulhos (SP), um digno e combativo Bispo da Santa Igreja Católica, que enfrentou com coragem e destemor até mesmo perseguições e calúnias, por sua intransigente defesa da vida.

Há dias, do leito do hospital, Dom Bergonzini escrevia: “Se Ele determinar que eu continue por aqui, todos daremos as mãos e seguraremos nas mãos de Deus para, juntos, combatermos as iniquidades e propagarmos o Evangelho por todos os telhados… e por todos os meios existentes”.

Deus determinou outra coisa, e este seu servo certamente já goza da visão beatífica. Sua dedicação em defesa da vida deve servir-nos de alento neste combate exigente.

Sabedores de que o aborto é um pecado gravíssimo contra Deus e contra a humanidade, venho apresentar algumas indicações práticas, no sentido de que se busque reagir contra esta imposição por parte das autoridades que deveriam cuidar e promover a vida. É preciso frear estes ataques à vida humana. Tais indicações são oferecidas pela Comissão de Defesa da Vida, do regional Sul 1 da CNBB (São Paulo) e enquadram-se no direito que todos nós, católicos temos, como cidadãos deste país, em nos manifestar.

 1. Telefonar, enviar fax e mensagens ao Ministério da Saúde e à Casa Civil da Presidência, mostrando com clareza, ao Ministério da Saúde e à Casa Civil da Presidência que o povo brasileiro compreende exatamente o que nosso governo está fazendo e não está de acordo com a implantação do aborto no país.

2. Pedir em seguida (e isto é importante, já que são aqueles que estão à frente destas ações de violência à vida):

(A) A DEMISSÃO IMEDIATA DA MINISTRA ELEONORA MENICUCCI DA SECRETARIA DAS MULHERES.

(B) A DEMISSÃO IMEDIATA DO SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, HELVÉCIO MAGALHÃES.

(C) O ROMPIMENTO IMEDIATO DOS CONVÊNIOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE COM O GRUPO DE ESTUDO E PESQUISA SOBRE O ABORTO NO BRASIL.

Os contatos para estas manifestações são os seguintes:

- CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA: GLEISI HELENA HOFFMANN, MINISTRA-CHEFE DA CASA CIVIL

TELEFONES: (61) 3411-1573, 3411-1935, 3411-5866, 3411-1034

FAX: (61) 3321-1461, 3322-3850

MAILS:  casacivil@presidencia.gov.br

- MINISTÉRIO DA SAÚDE: ALEXANDRE PADILHA , MINISTRO DA SAÚDE

TELEFONES: (61) 3315-2392, (61)3315-2393, (61) 3315-2788, (61) 3315-9260, (61) 3315-9262

FAXES: (61) 3224-8747, (61) 3315-2680, (61) 3315-2816

MAILS: ministro@saude.gov.br

- SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE: HELVÉCIO MIRANDA MAGALHÃES

TELEFONES: (61) 3315-2626 3315-2133

FAX: (61) 3225-0054

MAIL:  helvecio.junior@saude.gov.br

Que Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, abençoe nossa Pátria e nos livre da praga do Aborto.

Frederico Westphalen, 13 de junho de 2012.

Festa Litúrgica de Santo Antonio

Padroeiro da Catedral Diocesana

+ Antonio Carlos Rossi Keller

Bispo de Frederico Westphalen

Fonte: Encontro com o Bispo

31 Comentários to ““Mais uma vez a questão do Aborto” – Nota Pastoral de Dom Antonio Rossi Keller.”

  1. Onde está a CNBB em uma hora dessas?? Grande Bispo Antônio Keller

  2. Sugestão: Cada um de nós mande a seu (arce)bispo (arqui)diocesano. Será que o chamado de um bispo não se tornará, ao menos de alguns?

  3. Obrigado, Dom Keller, por esta firme nota pastoral. Lembrando o que disse Dom Bergonzini: Deus nos pede que lutemos, quer obtenhamos ou não a vitória. Aos advogados que lêem o Fratres: existe um caminho legal para nós, católicos, questionarmos essa abominação na justiça? Podemos instar a CNBB a ingressar com uma Adin no STF, visto que essa aberração que o ministério da saúde pretende promover afronta o direito à vida, garantia fundamental da Constituição Federal?

  4. Dom Antonio Keller é um bispo que faz jus à Santa Igreja. Quem dera o Brasil tivesse tantos “dom Antonios” com a coragem de defender a Fé Católica das investidas do laicismo.

  5. RUGE O LEÃO DE FREDERICO WESTPHALEN!!! Longa vida a Dom Keller! Por sua elevação ao cardinalato, te rogamos: – ouvi-nos Senhor!

  6. Sabiamos que os assassinos vermelhos não desistiriam tão fácil.

    Atendamos ao chamado de Dom Keller, dedicando nossos esforços em honra de Dom Bergonzini.

    A luta está só começando!

  7. Véi, Dom Antônio Keller é o cara, ops!, ou melhor, é o bispo !!!

    Parabéns Dom Antônio, feliz desta Igreja que o tem como bispo. Que São Patricio rogue a Deus nosso Pai pelo senhor neste episcopado tão admiravel.

  8. Liebe Dom Keller, já postei aqui no frates que é o nosso canal de comunicação com nosso clero, que devemos sair às ruas a exemplo do que fizeram os polacos na sua Tradicional Marcha contra o aborto, o divorcio e o casamento homossexual:

    http://devotosdamisericordiadivina.blogspot.com.br/2012/06/marcha-contra-aborto-divorcio-e.html

    Ou seja, antes se dizia dos homossexuais que eles tinham que “sair do armário”, ir para as ruas, ter “orgulho” de seus predicados. O mesmo se diga dos católicos que não deviam sair do armário, mas sim debaixo da cama e mostrar nas ruas com cartazes, fanfarras, banners que somos cristãos e veemente contra o aborto. Quem topa o convite?

  9. Que Deus o abençoe, Excelência, pela coragem e denodo.

  10. Parabéns D. Keller!!! Que Deus o conserve sempre na defesa da fé católica. Mas pra ser Leão faltou falar do PT de modo explícito.

  11. Pois é Bruno, não sou “Leão”: sou apenas um Bispo. Escrevi o que minha consciência de Bispo julgou necessário escrever. A mim, o que importa é alertar meus diocesanos em relação ao mal que é o aborto. Venha o mal do partido que vier…

  12. D. Keller, rezo com sinceridade para que o senhor seja como o leão de Münster, como o leão de Campos, como o Leão de Guarulhos. Estes “leões” souberam dar nome aos bois. Espero que nas próximas eleições o senhor subscreva aquele comunicado da Regional Sul 1 sobre o PT. Mas parabenizo-o pela iniciativa, que a Virgem o guarde sempre.

  13. A verdade não precisa ser dita, ela se impõe por si só. Se dissermos que Dom Keller é ou não um leão, isso não mudara, nem fará disso uma verdade ou mentira. A verdade se impõe e esta a vista de todos, Dom Keller é o melhor bispo que temos hoje no brasil.

    Por mais que não denuncie (e a meu ver não tem motivo para isso) tudo de ruim que tem no Brasil ainda é o bispo de melhor equilíbrio que vejo, sempre no intento de salvar as ovelhas confiadas a ele, nem mais nem menos que isso.

    Deixo meu agradecimento não somente pelas atitudes formais, mas também por compartilhar a sua excelentíssima opinião informalmente aqui nos comentários.

  14. Bem, Bruno, se em minha Nota Pastoral você não conseguiu ver os nomes dos bois…

  15. Excelência,

    Se o ofendi chamando-o de “Leão de Frederico Westphalen”, peço seu perdão!

  16. Excelência, que Deus vos guarde e vos torne cada vez mais fiel à Igreja de Cristo, da qual sois um fiel e digno servidor…
    Parabéns pela coragem…
    Numa Conferência de mais de 300 Bispos, um, somente um, tem a coragem de brandir a espada contra esse vômito de satã chamado aborto…
    A Presidência e mais suas milhares e milhões de comissões e subcomissões, estão mais preocupadas com a terra, com o clima, com o micro leão dourado, produzindo trocentos e mais trocentos subsídios e mais subsídios, para os tontos e bobos que não tem o que fazer lerem, e se debruçarem, nas milhares de reuniões promovidas nos 4 cantos do Brasil, todos, é claro, com os belíssimos anéis de tucum nos dedos e com os gorros de pai de santo na cabeça, uns verdadeiros(as) palhaços(as), no mau sentido do termo.
    Que vergonha…
    Deus nos livre e guarde…
    O senhor é uma honra para nosso Episcopado!
    Sua bênção.

  17. Certo é o ditado do povo, que “em terra de cego quem tem um olho é rei”. Assim sendo, os parabéns ao Sr. Bispo possuidor do olho do óbvio em meio ao episcopado cego (ou não desejoso de ver)!

    O Sr. Bispo, como BISPO da Santa Igreja, também tem o direito de:

    1. lançar seu ANÁTEMA PÚBLICO a cada um dos Ministros do Superior Tribunal Federal, com a honrosa exceção dos ministros Peluso e Lewandowsky. SABEMOS que já estão excomungados latae sententiae e suscetíveis às penas divinas caso não se retratem MAS os próprios não sabem disso, e nem a ignara massa secularizada. Dom Sobrinho o fez, com relação aos abortistas de Alagoinha.

    2. advertir os fiéis de sua Diocese, em homilia e também em Nota Pastoral, a situação de excomunhão em que se encontrarão caso votarem em candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT), responsável por todas estas desgraças, nas próximas eleições, ou colaborarem para a realização de seus ímpios projetos. Agindo assim se estará reforçando a determinação do “Decreto Contra o Comunismo” de 1949, de S. S. Pio XII, de saudosa memória.

    3. instar com os colegas da Conferência Episcopal (já que ela existe e o convoca a reunir-se a ela) a fazer o mesmo. Indisposições serão inevitáveis, admito. Em caso de excessivos aborrecimentos e rixas infrutíferas da parte da “colegialidade”, desfiliar-se a si e a Diocese da referida Conferência Episcopal que, segundo o outrora cardeal Ratzinger “NÃO POSSUI FUNDAMENTO CANÔNICO”. “Na minha diocese mando eu”, dissera o saudoso dom Manoel Pestana Filho referindo-se às ingerências acanônicas da CNBB.

    4. E evidentemente aguentar como Pastor das ovelhas a perseguição da matilha…

    Dom Antonio Carlos, desculpe-me por pretender ensiná-lo a ser Bispo na insignificância dos meus laicos 27 anos de idade, mas é o que faria se estivesse em vosso lugar, pois “quem amar demais a própria vida, irá perdê-la”.

  18. Caro D. Antonio.

    V. Excia é na atualidade “o” Bispo católico do Brasil. Continue assim, melhorando sempre.
    É claro que o senhor citou nomes, mas não o “bezerro de ouro”, o PT. É preciso dizer que os nomes citados servem a um partido cujo conteúdo programático está em flagrante desacordo com a doutrina da Igreja. Como disse o Pedro Pelogia é preciso proscrever o PT e aqueles que o integram. Perdão se lhe pareço inoportuno. Recomendo-lhe a leitura das notas pastorais do Leão de Münster sobre o nazismo. Mais uma vez asseguro minhas orações pela pessoa e intenções de V. Excia. Reze por mim também.

  19. D. Antonio, só uma última pergunta, se me permite a indiscrição.
    O senhor vai subscrever aquela nota pastoral do SUL 1 sobre o PT?

  20. Não há o que “subscrever”. O Documento do regional Sul 1 da CNBB (São Paulo) foi escrito pelos bispos do estado de SP para seus fiéis, etc… E foi lançado no contexto da eleição presidencial. Eu sou bispo aqui no RS, e escrevi uma Nota Pastoral naquela época, sôbre as eleições, falando sôbre o tema e a questão, a partir de minha visão e com minha responsabilidade de Bispo local. (http://www.diocesefw.com.br/new/bispo/notaspastorais.php?id=9).
    Esta Nota atual (Mais uma vez…) está escrita em outra circunstância, mas com o mesmo conteúdo. Penso que esteja fazendo minha parte, aquilo que me cabe como pastor.
    Quanto ao que escrevo todos tem o direito de discordar ou concordar. Espero que aqueles que tem tantas sugestões, façam também sua parte, além de jogar pedras em quem esforça-se por fazer a sua… Aliás, não é isso o que me preocupa. Inaceitável é a velada acusação de que eu esteja sendo omisso ou medroso, até acusando-me de “amar mais a própria vida”. Por favor, não é: respeito pelas pessoas é sempre bom.
    Repito, não me interessa absolutamente ser leão ou coisa que o valha, nem que me comparem a ninguém. O que escrevo, na minha Missão como Bispo, não escrevo para angariar simpatias ou platéias. Interessa-me cumprir minha Missão Episcopal com os olhos postos em Deus.

  21. Excelência DOM KELLER,

    Já disse e gostaria de repetir: – se o ofendi ao chamá-lo de “Leão de Frederico Westphalen”, peço seu perdão humildemente! Não o vejo como quem busca plateía! Juro em Nome de Deus!

  22. Eis a crise da Igreja: até mesmo quando um bispo acerta, vem um leigo a público para dizer que não está bom e como deve ser…

  23. D. Keller, com todo o respeito à V. Excia, prometo que é a última manifestação minha nesta questão.
    Mas se V. Excia e os outros Bispos tivessem sido mais incisivos e proscrevessem expressamente o PT como fez o regional SUl 1, muito provavelmente o resultado do pleito presidencial seria outro, e, não estaríamos passando por toda essa dificuldade na questão do aborto.
    Em todo caso, reitero minha estima e elevada consideração pela sua postura atual, sem, contudo, deixar de expressar alguma contrariedade quanto à necessidade de uma condenação mais explícita ao PT.
    Diante da inércia da maior parte dos Bispos contamos com senhor para a defesa da fé e dos valores cristãos. Rogando sua benção.

  24. Emails enviados a quem de direito pedindo o que S.E. o Bispo Keller solicitou.

  25. Prezado Eduardo, não há o que desculpar, já que vc não ofendeu nem a mim nem a ninguém. Entendi perfeitamente tua colocação, nos posts anteriores. Agradeço as manifestações, mesmo as contrárias. Rezem por mim para que, ao menos, saiba miar alto…

  26. Se Dom Keller não está dando nome aos bois, então só eu vi ao menos três nomes, entre presidente, ministra e secretário, sendo citados? Poxa… isso é demais! Ele faz mais que qualquer um, é direto, pede providências aos fiéis, ele dá a cara a tapa, e nunca, nunca está bom, nunca é suficiente, nunca é incisivo o bastante!
    Perdão Dom Keller! Com certeza já deve ser ruim o suficiente as críticas dos abortistas, o sr. não merecia o completo oposto!
    Parabéns e que Deus o fortalece e sustente nesta luta. Sua benção.

  27. DOM KELLER

    Não há sequer UMA MANIFESTAÇÃO MINHA EM CONTRÁRIO AO QUE SENHOR FEZ! Pelo contrário, o defendi em todas as postagens aqui no Fratres! Sou tradicionalista, mas o defendo com unhas e dentes porque admiro e o tenho como nosso melhor Bispo.

  28. Li toda a nota do Dom Keller e também todos os comentários aqui colocados. Em relação ao Dom Keller, só tenho a agradecer pelas suas palavras de pastor muito bem colocadas. O Sr. Não deixa a desejar em suas orientações que são bem vindas (apesar de eu não ser de sua diocese, sou da Arquidiocese onde as más decisões são tomadas por parte de nossos “representantes”, Brasília). Bom seria realmente se os Bispos se manifestassem tanto como o Sr., mas de qualquer forma através de sua instrução, a Igreja está se posicionando, isso é o que importa. Não defendo nenhum partido e nem votei na Dilma, mas vejo um erro sendo cometido ao acusar somente o PT e a presidente. Lembro-vos que a presidente sozinha não tem como tomar tal decisão quanto a alguns temas como o aborto, tal decisão também é tomada pelo congresso. O PT não tem deputados suficiente para aprovar uma lei dessa, o governo precisa do apoio dos partidos coligados como o PMDB, PTdoB, PDT dentre outros. Afirmo a todos que, dos candidatos que votei, um defendem claramente a vida fazendo parte do Pró Vida e os outros defendem a educação. Esses outros, nem os candidatos nem os partidos deles publicaram nota contra ou a favor do aborto. Caso a presidente vete lei a respeito do aborto, o congresso pode derrubar o veto dela. Não estou do lado de “A” ou “B”, simplesmente tento defender a vida da forma que posso postando nas redes sociais minha visão contraria a lei independente do motivo que possa levar uma pessoa a cometer aborto. Se alguém tiver mais conhecimento que eu em direito, coloco aqui uma critica referente ao Código Civil, em seu artigo Art. 2o: A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro. Para mim, simples leigo, o texto jurídico fala que a vida começa na concepção. Temos que questionar também a constitucionalidade da lei. O STF considerou inconstitucional a Lei da Ficha Limpa para a ultima eleição, lei esta que não alterava em nenhum ponto o processo eleitoral. Por que o tema sobre o aborte que fere diretamente um texto jurídico do código civil somado a dignidade da pessoa humana e a contrariedade da pena de morte no Brasil como fala a nossa Constituição Federal, foi declarada como legal? Novamente agradeço pelas suas palavras. Pax et bonum!

  29. Será que apreciariam, hummm, quem sabe…
    Gostaria de saber dos abortistas se acaso concordariam serem mortos no leito quando adormecidos, devidamente amordaçados, sem a menor possibilidade de reverter o quadro, sendo aos poucos retalhados em partes até à consumação final do frio assassinato, urrando de dor e muito mais, surpresos com o fato àquela hora, talvez, com o remorso de terem agido por subversão financeira de outrem que os usou como fantoches para interesses escusos.
    E mais: se o abortista acima relatado ainda a essa hora tiver a mais a visão de Satanás lhe dizendo: aguente firme, daqui a pouco estará comigo…