O novo responsável pela arquitetura e música sacra na Congregação para o Culto Divino.

O Papa Bento XVI nomeou, no último sábado, o abade americano Michael John Zielinski O.S.B. como chefe de um novo departamento da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos dedicado à arquitetura e à música litúrgica [como antecipado aqui]. Conclui-se, assim, a reestruturação desejada pelo Papa para esta congregação. Recordamos, a seguir, algumas palavras de Dom Zielinksi que publicamos em 2010:

Qual é o seu relacionamento com o mundo lefebvrista?

Dom Zielinski em conferência de "Si, Si, No, No", revista ligada à Fraternidade São Pio X, em Paris, em 2007.

Dom Zielinski em conferência de “Si, Si, No, No”, revista ligada à Fraternidade São Pio X, em Paris.

Abade: Encontrei Dom Bernard Fellay, superior da Fraternidade São Pio X, há mais de cinco anos. Naquela época, vim a conhecer muitos outros padres, e também monges e religiosos ligados à Fraternidade. Fui convidado a falar no recente congresso de “Si, Si, No, No”, em Paris. E lá, falei sobre minha experiência da Missa Tridentina como uma redescoberta da natureza sacrificial da Missa. O Rito Tradicional tem um papel de muito importância a desempenhar na Igreja. Ele pode acentuar a reverência e o sentido de mistério e de temor perante a ação de Deus.

Fico honrado pela amizade e também pela confiança deles. Pude ouvir e penetrar profundamente não apenas nas suas preocupações e temores, mas também em seu imenso amor pela Igreja e pelo Santo Padre. Suas palavras, artigos e cartas podem parecer muito fortes para alguns, e, portanto, causar muita aflição; no entanto, o que eles dizem sobre liturgia e teologia não deve ser ignorado ou descartado. Até que haja a plena unidade e a plena caridade mútua, não se pode ficar escandalizado se há alguma “intemperança verbal”.

Mas alguns bispos afirmam que os lefebvristas deveriam reconhecer a legitimidade do Papa.

Abade: Infelizmente, mesmo nas altas fileiras na Igreja, nem sempre há pleno conhecimento da Fraternidade. A Fraternidade sempre reconheceu o legítimo sucessor de São Pedro. Há grupos tradicionalistas que não reconhecem os últimos Papas depois de Pio XII. São os chamados “sedevacantistas”. Visitando algumas das casas da Fraternidade, fiquei impressionado em ver a foto de Bento XVI e também de saber que eles rezam diariamente por ele e pela Igreja.

O senhor acredita que o possível motu proprio ajudaria os lefebvristas a retornar a Roma?

Abade: Acredito que um motu proprio seria o primeiro passo em direção à plena comunhão. Todavia, a Fraternidade não procura apenas a simples restauração da Missa Antiga. Eles estão fazendo questões teológicas e litúrgicas muito sérias, que devemos tratar. De outra forma, reduzimos toda a questão de Dom Fellay e dos membros da Fraternidade a uma questão de coreografia e não de questões substanciais de fé. O motu proprio, portanto, é um começo. Mas, também, é o possível começo de uma reforma e de uma renovação do caráter sacramental da liturgia; e, logo, o começo de um movimento litúrgico que quer para o Povo de Deus um novo despertar da fé.

* * *

Em 2007, Dom Zielinski participou de um congresso em Paris promovido pelo jornal Sim, Sim, Não, Não. Naquela ocasião, visitou a histórica igreja de Saint Nicholas du Chardonnet e lá celebrou sua missa privada. Nos mesmos dias, também visitou a comunidade beneditina de Bellaigue.

16 Comentários to “O novo responsável pela arquitetura e música sacra na Congregação para o Culto Divino.”

  1. Que a Santíssima Mãe de Deus Nossa Senhora das Graças rogue por ele para que seja fiel aos princípios e a dignidade da Liturgia católica, que combata sem cessar a dessacralização e que promova junto aos bons artistas músicos e liturgistas a beleza e a verdadeira fé, juntos as artes sacras e arquitetura sagrada.

  2. Parece que temos uma nomeação que favoreça o bem da Igreja, mas, qual será o contraponto? Temo pelas próximas nomeações, que podem ser feitas para agradar os modernistas.

  3. Todas as vezes que estivem junto ao povo da FSSPX sempre vi citarem o papa na reza do terço.

  4. Deo Gratias!

    Agora, como disse o sr. Anderson Bento, qual será o afago nos modernistas? Há alguma especulação?

  5. Luiz Fernando, é realmente uma das coisas mais feias que já vi. O que essa gente tem contra uma bela igreja em forma de cruz? Com uma bela torre para os sinos… Capela para o Santíssimo, imagens dos santos com altar próprio e, principalmente, altar-mor! Em belo mármore! Mesmo com tudo isso, duvido que a igreja custasse os tais cem mil… Tenho certeza de que esse elefante branco tem um altar frio e vazio, com alguma cruz estilizada em cima e o sacrário largado do lado esquerdo. Alguém já viu a igreja que dedicaram ao Santo Padre Pio na Itália? Horrível, em forma de espiral… Sacralidade zero…

  6. Luiz Fernando,

    Caso você leia em italiano, dê uma olhada nesse link. Há em inglês e espanhol também. Esse site é muito catastrofista, mas mesmo assim vale a pena.

    http://www.chiesaviva.com/Tempio%20Satanico%20a%20Padre%20Pio.pdf

  7. Já li sobre a horrosa “igreja” dedicada ao Santo Padre Pio, COISA DE MAÇOM, dos infernos. vou procurar o site que esmiuça essa “beleza” comparando suas “artes” com símbolos maçonicos, lembro que estava em ingles, frances e espanhol… estou procurando o link.

  8. Será que o problema da perda de fiéis tem a ver com tamanho e a capacidade de uma Catedral? Volto a repetir : “Quando Eu for levantado da terra, atrairei tudo a mim”. Simples, apenas repita-se o que Jesus pediu aos apóstolos. Já estou imaginando esta “catedral” recebendo celebridades na sua inaguração e um “grande público” emocionado com a sua “grandiosidade” … Alguem de BH pode me dizer se a catedral atual, está pequena, abarrotada de gente, e se precisa fazer uma maior ??

  9. qual as atribuicoes dese órgão?

  10. Eu sou arquiteto.Mas também sou Católico, pelo que me consta. Lamento projetos como esses.

  11. O pior é a cara de pau em pedir 100 milhões de reais, como se fosse pra comprar banana.

  12. Vale assistir e compartilhar este excelente documentário da BBC referente à arte moderna.

    Por que a beleza importa? – Why Beautty Matters?

  13. Nossa! 100 milhões! Ele ta disputando com o Macedo, que está “reconstruindo” o templo de salomão?

    Quantas capelas tradicionais e escolas católicas poderiam ser construídas com esse montante né.

    Ademais, ele não deve ser TL, se for está indo contra a balela propagada por essa “teologia”, tinha que dar para os pobres.

  14. Outra coisa, Dom Walmor deve pretender concorrer entre as “igrejas” mais feias do mundo e entrar no livro dos recordes.

    Mas é bom avisa-lo que a concorrência é fortíssima, vejam essa igreja dedicada ao Santo Padre Pio (com a cruz Lego) e a nova Basílica de Fátima (com o Cristo em desespero)… que pra mim estão entre as mais horrorosas do mundo.

  15. Qualquer palavra de uma autoridade eclesiástica, que venha incentivar a volta da Tradição da Igreja. É bem vinda! Sobretudo quando estes tem a coragem de dizer algo em benefício da Fraternidade São Pio X.
    Todos nós devemos congratular com ele, sublinhando a sua coragem de vir a público, mostrar ao mundo que a Fraternidade não é este “bicho” que os modernistas ou progressistas pintam.
    Ali, estão os verdadeiro católicos de todos os tempos. O que eles defendem, é a mesma doutrina de sempre. Um dia; espero que seja breve, as autoridades da Igreja irão de reconhecer, que a mesma, não tem doutrina própria. Caso à tivesse, seria uma seita como as demais, espalhadas no mundo inteiro.
    Aqui em Campos dos Goytacazes, na terra de Dom Mayer. Criou um verdadeiro ódio, aqueles que apoiam à Fraternidade São Pio X. Caluniando tudo que a mesma faz ou ensina. Não sei apoiado em que? Em Roma os padres da Fraternidade celebram dentro do Vaticano, em Lurdes também… Será por que? Esta contradição? Será que aquele, ou aqueles que receberam tudo da mesma, hoje, não lembram mais de tantos benefícios que receberam no passado? Ou é outra coisa?
    Joelson Ribeiro Ramos.

  16. Só para comentar sobre a catedral de Belo Horizonte, a atual é realmente muito pequena, contudo há uma grande igreja no centro da cidade (Igreja de São José) que, penso, poderia ser elevada ao nível de catedral de BH. Outro fato estranho é que a catedral será construída numa espécie de vale, ficando na parte baixa e não na alta, como seria o correto. A catedral ficará na região norte da cidade, longe de muitas pessoas, ao invés de sua atual localização, no centro. Por fim, já existia um projeto do nosso primeiro Arcebispo – que inclusive proibiu o uso da capela da Pampulha de Niemeyer, que foi construída sem sua autorização – Dom Antônio dos Santos Cabral, que era bem melhor, com uma estátua de Cristo Rei de 12 metros bem no portal.