Um bispo vestido de branco.

426443_574502885894653_1596218003_n

Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando.

Declaração de abdicação do Papa Bento XVI – 10 de fevereiro de 2013.

* * *

O Senhor me chama a ‘subir o monte’, a dedicar-me ainda mais à oração e à meditação.

Palavras do Papa Bento XVI em seu último Angelus – 23 de fevereiro de 2013.

* * *

“Ele continuará a chamar-se Sua Santidade Bento XVI, mas foi escolhido também Papa Emérito ou Romano Pontífice Emérito. Sobre as vestes: branca, simples, sem mantelete”.

Esclarecimento prestado hoje pelo porta-voz da Santa Sé, pe. Federico Lombardi.

* * *

E vimos n’uma luz emensa que é Deus: “algo semelhante a como se vêem as pessoas n’um espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestido de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”. Varios outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fôra de sobreiro com a casca…

Da transcrição da terceira parte do Segredo de Fátima.

* * *

Não, não queremos insinuar absolutamente nada sobre o “Papa de Fátima”. Mas gostaríamos de saber de você, caro leitor: O que acha? É tudo mera coincidência?

Tags:

41 Comentários to “Um bispo vestido de branco.”

  1. Um pouco forçado, não Fratres?

  2. Sei lá se esse realmente é o terceiro de Fátima. Mas vamos ver se o proximo papa dirá algo sobre isto.

  3. É provável que Bento XVI seja o papa de Fátima (terceiro segredo). Ainda há a visão do papa Pio X, em 1909, durante uma audiência que o angustiou: “O que vi foi terrível! Serei eu, ou um meu sucessor? Vi o Papa fugir do Vaticano entre os cadáveres de seus padres. Irá refugiar-se em algum lugar, incógnito, e depois morrerá de morte violenta”. Até a natureza (act of God) está dando sinais após o anúncio da renúncia papal: queda do raio sobre a cúpula do Vaticano; queda do meteoro na Rússia; fuga de milhares de golfinhos da costa da Califórnia; terremoto na Itália…

  4. Bento XVI N É o papa de Fátima. Ora, se fosse como ele sufocaria a mensagem de Fátima?

  5. Em primeiro lugar, tenho a dizer que esta foi talvez a postagem (ou das postagens) mais bonitas em todos estes anos de actividade. Bem-hajam, Fratres!

    Não, não há coincidências. Nem os sinais no céu, na terra, nem os sinais dos tempos são coincidências. E Nosso Senhor e Sua Mãe Santíssima não falham com as promessas!

    O Papa Bento XVI afirmou bem claro e textualmente que «se engana quem pense que a missão profética de Fátima esteja concluída».

    Não tenho dúvidas que o Segredo de Fátima não aponta apenas para um Papa (como quiseram fazer com João Paulo II), mas sim o Papado, tal como os sonhos de D. Bosco.

    O Santo Padre Bento XVI poderá ser – e muito justamente – o Papa (ou um dos Papas) pós-Concílio, que atravessa a Igreja (cidade em ruínas). Chegou o momento do Papa chegar ao sopé da escabrosa montanha encimado pela cruz, «o Bispo vestido de branco, acabrunhado de dor e de pena».

    Talvez o próximo Papa caminhe em direcção à cruz, seguido do povo fiel, perseguido pelos inimigos.

    Serão tempos difíceis. Temos de estar, mais que nunca, firmes na Fé!

  6. Se S.S. o Papa Bento XVI é ou não este tal bispo de branco, eu não sei. Mas queria que fosse.

  7. Nada tem sido coincidência. Nem mesmo o raio que caiu no Vaticano.Se tem algo a ver com Segredo de Fátima difícil dizer mas uma coisa é certa,nas conversas com Deus o papa tomou a decisão que deveria tomar para que tudo aconteça conforme Deus planejou.Mostrou que o servo é maior que o poder ou o cargo e recebeu em troca o mesmo título como presente do Alto.Falo isso por que passei pela experiência de Deus me colocar misticamente a escolher entre a obediência e o cargo e escolhi a obediência e Ele me retribuiu com o cargo de volta embora eu abri mão posteriormente.Este episódio ainda vou detalhar em artigos na net a favor da atitude do papa,sobre a servidão ser maior que o cargo ou o poder.Para Deus conta a servidão,o ser útil , acima do cargo ou do título.

    O que ocorre em tantas divisões de pensamento é a dificuldade das pessoas principalmente católicas em aceitar o sobrenatural.Por medo de confundir com advinhações ou espiritismo fomos educados ou formados na religião a ter sempre um certo receio do sobrenatural esquecendo que a bíblia e o credo são sobre o que é espiritual.Professam “eu creio na ressurreição da carne” mas se perguntarem separadamente da oração se acreditam que o mundo terá um final e que voltarão os mortos aparece o sorrizinho de desconfiança na face da pessoa ou então semblante de espanto e mudam de conversa por que incomoda para o cristão falar dos assuntos espirituais.A fé verdadeira é quase nula na Terra por que uma minoria acredita que Jesus volta e os mortos também.A boa nova anunciada por Jesus é desejada,acreditada e esperada por poucos.As pessoas pensam que fé é apenas crer que Deus existe.

    Mais claros do que estão os sinais é impossível e ainda assim todo mundo age como se o mundo fosse acabar daqui a bilhões de anos e olhe lá.Saber a data exata ninguém sabe mas os sinais se foram dados é para que se prestasse atenção neles,seja pela bíblia ou pelos profetas reconhecidos e Fátima é uma profecia que merece atençao.

  8. Nada a ver. A Ana Maria Nunes deu um dos motivos (e só um entre vários!) plausíveis para que Bento XVI não seja o papa da visão.

  9. Desde o dia dessa renúncia que sinto que algo vai acontecer… O raio depois das palavras de Sodano, no mesmo dia, na hora do angelus… O cometa raspando a Terra, outros menores já caindo justamente na Rússia, em Cuba e na Califórnia (comunismo e pedofilia)… Terremotos na Itália… A indiferença de tantos da Igreja para com o Santo Padre e para com a Fé… A desconstrução de tudo que é essencialmente católico dentro da própria Igreja Católica… Os sonhos de Dom Bosco, o respeito litúrgico do Papa, seu combate pela Missa, a reforma da reforma, o Summorum Pontificum, a consulta para o dogma da mediação de Maria Santíssima, as coincidências do Pe Malachin Martin sobre tantas coisas, dentre as quais uma renúncia papal em meio a escândalos… O conclave que anuncia o novo Papa juntamente com a morte do outro… A basílica extra muros que só tem espaço para mais um papa, a aparição de Nossa Senhora em Garabandal que fala também no sentido de que o próximo papa será o último… Acho que o próximo papa fará uma restauração e será concedido um tempo de paz, para depois começar de vez a perseguição e os últimos tempos com antipapas…

  10. Não acho que seja nada forçado Caio, acredito que haja pouca sensibilidade na sua percepção sobre os recentes acontecimentos na Igreja Católica.
    Sim, essa renúncia de Bento XVI ainda é muito misteriosa. O fato de termos um bispo emérito de Roma que continuará a usar sua batina branca é curioso. Nunca antes a história da Igreja conheceu uma situação dessas. O Papa Bento XVI insistiu em seus discursos que era a vontade de Deus que ele renunciasse e fosse viver uma vida de reclusão e oração. No último “Angelus” do Papa Ratzinger ele disse que Deus queria que ele subisse o monte. É uma clara alusão ao sacrificar-se em favor de Deus e da sua Igreja. Mais misterioso e curioso é o fato de a Irmã Lúcia dizer que eles viram um bispo vestido de branco e que tiveram a impressão de que ele era o Papa. Oras, o único bispo vestido de branco é o Papa. Não há impressões. Nossa Senhora não deixaria as crianças com tamanha dúvida, pois ela explicava tudo aos pequeninos. Mas agora nós temos um bispo, vestido de branco, que não possui mais o poder de jurisdição universal, não é mais Papa, no sentido pleno, verdadeiro e único, mas Papa “emérito”. Ademais, sabemos que Bento sofreu em seu pontificado muitas oposições e resistências, as quais o Papa João Paulo II não sofreu, justamente por sua tendência “reconciliadora”, reconciliadora da Igreja com sua própria Tradição. A beata Jacinta falava de um Papa sozinho, abandonado, triste e chorando muito em uma grande casa e de fora ele era hostilizado. Acredito ser difícil encontrar isso concretizado em Bento XV, Pio XI, Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo I e João Paulo II. Talvez apenas os sofrimentos de Bento XV e Pio XII devido às guerras. Mas é misterioso e curioso. Isso é inegável.

  11. A partir do dia 28 próximo, Bento XVI será o “bispo vestido de branco”. Em sua homilia inaugural afirmou: “Amar é estar pronto para sofrer”. A sua despedida se dará na quinta-feira, como na Última Ceia, Jesus despediu-se dos seus. A Última Ceia antecedeu a Sexta-Feira da Paixão. Como a cruz antecedeu a glória da ressurreição. Rezemos pelo Papa Bento XVI, que a partir do dia 28, será o bispo vestido de branco…

  12. Se for uma profecia de interpretação literal, não creio que Bento XVI seja o “bispo vestido de branco” e nem mesmo João Paulo II; temo que seja algo bem pior mesmo, mais ‘ao pé da letra’, como uma guerra ou revolução anticristã.

    Por outro lado, se for uma profecia simbólica, é possível que se trate mesmo dos acontecimentos do século passado, como o comunismo, as guerras mundiais, o atentado ao Papa João Paulo II, etc., onde muitos clérigos e cristãos foram martirizados. Veja que a profecia fala que o “bispo caiu morto por soldados que disparavam tiros e setas”. O que seriam essas “setas”, já que na época da profecia já não se usava mais lanças e nem flechas? Sei lá, mas Isso dá a entender que pode ser uma profecia simbólica mesmo; embora, os dois outros segredos se cumpriram bem ‘ao pé da letra’ mesmo!

    Embora também não passe mera especulação pessoal, o artigo do saudoso Prof. Fedeli faz uma polêmica interpretação do Terceiro Segredo:

    http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cadernos&subsecao=religiao&artigo=fatima3&lang=bra

    Sinceramente, espero que a interpretação oficial do Vaticano seja mesmo a verdadeira!

    O mais estranho dessa profecia é que ela fala que um “anjo com uma espada de fogo estava para incendiar o mundo” e era impedido por Nossa Senhora. A profecia de Nossa Senhora de Akita (no Japão) também fala que Deus enviará um castigo pior do que o Dilúvio, que fogo cairá do céu e exterminará grande parte da humanidade. A Bíblia também fala que esta Terra está reservada ao fogo. As profecias de Nossa Senhora do Bom Sucesso e de La Salette também não são nada otimistas. Há, ainda, outras profecias sobre os “três dias de trevas”. Etc.

    Aliás, gostaria de saber se tais profecias que são divulgadas na Internet (em especial: N. Sra. Bom Sucesso, La Salette e Akita) são autênticas mesmo ou são apenas invencionices para nos pôr medo? Porque, se forem mesmo verdadeiras e de interpretação literal mesmo, algo terrível nos aguarda!

    Seja lá o que for, devemos lembrar que a MISERICÓRDIA de Deus é infinita, mas sua JUSTIÇA não é menor!

    A questão é:

    O que estamos merecendo? A Misericórdia ou a Justiça Divina?
    Os homens pararam de ofender a Deus?
    Será que o mundo está melhor ou pior do quê na época da Aparição de Fátima?

    Creio que, infelizmente, todos sabemos a resposta!

  13. Um dia Sua Santidade, o Papa Bento XVI, será elevado à Glória dos altares e será conhecido como o último lampejo de luz nessas trevas que estão sobre o mundo antes da grande tribulação.

    Que Maria Santíssima, a Rainha de Misericórdia, o acompanhe de perto nesta nova fase e o atenda em suas necessidades.

  14. …NÃO ABANDONA O LEME DA IGREJA A ELE CONFIADO!

    “ Perene é a solidez daquela fé que foi louvada no Príncipe dos Apóstolos. E, assim como permanece o que Pedro acreditou acerca de Cristo, igualmente permanece o que Cristo instituiu na pessoa de Pedro. (…) fiel a fortaleza da pedra que recebeu, não abandona o leme da Igreja a ele confiado”.

    (Papa São Leão Magno)

  15. “De Magnis Tribulationibus et Statu Ecclesiae” , sob este título veio a ser publicada em Veneza no ano de 1527 uma profecia alusiva à sucessão apostólica . Esta profecia , também conhecida como “ Profecia do Monge de Pádua “ , foi levada ao prelo ainda antes da comentada “ Profecia de São Malaquias “ ( que somente foi descoberta nos arquivos do Vaticano em 1590 ) . Ante a proximidade do momento em que se descortinará, na Igreja, a definição de um novo Pontífice à Cátedra de São Pedro , não há como deixar de volver um olhar sobre as palavras proféticas desta obra do século 16 , cujo título por si só já surpreende pela exatidão com que se mostra apropriado aos momentos vividos nos dias de hoje : “ De Magnis Tribulationibus “ … A referencia profética ali contida, alusiva ao próximo Papa, diz o seguinte : “ Vindo de uma terra distante, chegará a Roma, onde encontrará tribulação e morte “. Seja como for , uma coisa é certa : QUEM VIVER , VERÁ …

  16. Eu acho que devemos rezar muito, o 3º segredo de Fátima, ainda continua um segredo para todos nós… muito importante é fazermos o que Nossa Senhora nos pediu, rezar o rosário, agora mais ainda…!

  17. Estou com aqueles que enxergam o que está acontecendo!

    Embora possa até se pensar estar havendo uma manipulação dos acontecimentos (divulgação de meteoros caindo etc), fato é que parte da Igreja (do Vaticano e nas nações) anda muito no escuro. E Cristo ou Paulo, salvo engano, já vaticinou que o mal vive na obscuridade! Cristo é a luz verdadeira para os homens e não Lucifer!
    A pureza das crianças que Cristo recomendou não está na Igreja nem nos Padres muito menos nos cristãos que dela participam, os quais muitas vezes se enveredam por caminhos no meio social dos quais não sabem nada, movidos muitas vezes por desejo de poder, vaidade etc! Esse Papa corre risco sim e ele assumiu esse onus!

  18. É uma hipótese…plausível, bem plausível!

    Existe uma declaração de um Bispo, que relata que um sacerdote da Áustria, conhecido seu, disse a ele que o Cardeal Ratzinger confidenciou que tinha DUAS coisas pesando em sua consciência. Uma foi TER MANEJADO MAL A MENSAGEM DE FÁTIMA em 26 de junho, a outra foi a questão sobre o arcebispo Lefebvre, em 1988. É relato que o cardeal Ratzinger teria dito que no caso do Arcebispo Lefebvre, “Eu falhei”, e no caso de Fátima, “minha mão foi forçada”

    Ora, uma das coisas que pesava em sua consciência Sua Santidade já procurou resolver, quem dirá que não está buscando resolver a outra?

    Bento XVI pode muito bem não ser o Papa de Fátima, mas dizer que ele não o é simplesmente por conta de seu trabalho na publicação de 26 de junho de 2000 é uma grande besteira.

    Volto a dizer: é plausível, bem plausível.

  19. Quais são, afinal, os segredos de Fátima?

  20. Ele “abafou” a mensagem de Fátima porque disse que “sua mão foi forçada”. Mas ele sabe e abafou sim!

    Ou ele anúncia de algum modo agora a mensagem de Fátima, é assassinado e a profecia de Dom Bosco se cumpre ou ele ficará rezando a intercedendo para que um dia algum Papa tenha a coragem que ele não teve – ou foi forçado apenas?

    Deus sabe. Continuemos com nossas orações e sacrifícios.

  21. Quando o Santo Padre diz : “O Senhor me chama a subir o monte”, talvez seja uma referência aos salmos 120 e 121, os salmos graduais que costumam ser utilizados nos exercícios espirituais da quaresma.

    Diz o bispo auxiliar de Aracaju, Dom Henrique Soares: “Eram os salmos que os judeus cantavam quando subiam para Jerusalém em peregrinações. Jesus os rezou quando subiu a Jerusalém para sua Paixão. Vamos subir com ele, nesta santa Quaresma! ”

    E diz ainda Dom Henrique: “Este salmo exprime uma confiança inefável: tendo feito a experiência de habitar em Mosoc e Cedar, o peregrino agora ergue os olhos para os montes, como que antevendo o Monte Sião, habitação bendita do Senhor! Atenção para o gesto: erguer os olhos é reconhecer-se pobre, necessitado, aberto para o Eterno.

    O peregrino ergue os olhos porque reconhece que a salvação não nos vem das criaturas, mas Daquele que é a fonte de todo bem, de toda graça, de toda vida. Quando levanto os olhos aos montes, de onde espero o meu socorro, não são os montes que me enviam esse socorro, mas o Senhor, criador do céu e da terra.”

    “Eu me alegrei nisto que me foi dito: À casa do Senhor iremos” (Livro dos Salmos, 121:1).

  22. E se… (apenas uma suposição, por favor…)

    E se o Papa não revelou o segredo de Fátima justamente por saber que era sobre ele que falava Maria Santíssima. Pode ser que não tenha revelado para não chamar a atenção a si mesmo, não causar uma comoção popular em torno de sua pessoa, e também para não mudar o curso natural da profecia e da História.

    Bento XVI é um santo homem e com certeza faz aquilo que é da vontade de Deus. Ele ainda será muito importante para o futuro próximo da Santa Igreja.

    O que os “fratres” acham dessa suposição?

  23. Em todo o caso, a crise de Fé no clero deve ser um grande flagelo para Sua Santidade.
    É muito triste vê-lo assim, sinto a mesma tristeza quando do falecimento de João Paulo II, ainda que, fora dos bastidores, na minha ignorância, eu ache que muito deveria ser feito pela restauração da Fé.

  24. Ferreti, talvez sim, talvez não. Só mesmo quando o tempo chegar. Mas uma coisa é certa, o mundo “vai mal”, porque a Fé também “vai mal”. Vemos a renúncia do Sucessor de Pedro, numa época de grande instabilidade em todo o mundo, o que comprova que este não tem autoridade alguma para ensinar a Igreja, que está em crise justamente porque quis sair da sua posição de docente para discente, em relação ao homem e à sociedade.
    Quando o Império Romano caiu, os limites daquilo que mais se aproximava de uma autêntica civilização restringia-se ao “Velho Mundo”. Mas, agora o homem já alcançou todos os recônditos deste planeta; as crises locais, como rastilho de pólvora, rapidamente se alastram e se tornam crises gerais, tudo isto por conta deste mundo globalizado obtido pelos esforços mundiais se romperem com as autênticas diferenças entre povos.
    Temos aí os grandes organismos de direito internacional a uniformizar (“comunizar”, pra ser mais exato) as regras que disciplinam o homem moderno: ONU, UE, Mercosul, Nafta, OMC, OIT, sobretudo, os inúmeros pactos militares de ajuda mútua em caso de agressão (OTAN, v.g.).
    Todavia, esses esforços, que visam a paz mundial (paz, com um “p” bem “pequenininho”), não querem a Paz que somente o Príncipe da Paz, Nosso Senhor Jesus Cristo, pode nos dar, (“Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. “São João XIV, 27).
    Assim, a “comunização” de um direito internacional, só irá espalhar crise e nunca paz, porque desprezam o Príncipe da Paz e a Igreja que ele mesmo instituiu.
    Ver a renúncia do Papa Bento XVI, no atual cenário de crise moral, política e econômico-financeira na europa só deixa meu coração aflito, porque sinto que estamos perto de uma guerra de grandes proporções, arriscaria dizer uma IIIª Guerra Mundial.

    P.S.:
    “…Por fim, Meu Imaculado Coração triunfará” (O que me acalma o coração é essa frase).

  25. Se é ele ou outro a mim não me importa. Se não for ele outro lá estará. O eu quero é ver uma chuva de fogo nesta sodoma e gomorra que virou o mundo. Que os castigos prometidos em Fatima e Akita se inicie o quanto antes e se faça a Justiça sobre nossos imensos pecados e o Coração Imaculado de Nossa Senhora triunfe o quanto antes sobre a autodemolição da igreja e a fumaça de satanás.

  26. “…Por fim, Meu Imaculado Coração triunfará”. Todo mundo se apega a essa frase como se fôssemos viver pra ver esse triunfo. Que no final Deus triunfará sobre todo o mal não há dúvida, mas se vamos viver pra ver ainda nessa geração isso se concretizar é toda uma outra história. De fato, agora é hora de rosário na mão e joelho no chão. Que Deus tenha misericórdia de todos nós.

  27. Gente, parem de surtar!!!
    Pra quem n sabe o papa é bispo de Roma, logo, sempre tivemos e teremos um bispo de branco.
    Como pode ele ser o papa de Fátima se em seus escritos têm coisas pra lá de estranhas? Ah, ele mudou! É mesmo? CADÊ a retratação pública???

    O Cardeal Ratzinger disse: a Gaudium et Spes é CONTRA SYLLLABUS e uma tentativa da Igreja de se reconciliar com a nova era inaugurada em 1789.

    É plausível que quem diga isso seja o papa de Fátima SEM se retratar???

  28. Na primeira quinzena de março saberemos realmente se o “bispo vestido de branco” de Fátima e o papa que “cai de novo e morre” do sonho de Dom Bosco é Bento XVI. Não temos como adivinhar mas, parece plausível.

  29. Eu acredito que o Papa Bento XVI seja o santo padre do Terceiro Segredo de Fátima e que o seu sucessor terá de fugir de Roma. O brasão do cardeal Angelo Scola é um barco rumando em direção ao Ocidente, o que faz uma clara referência à profecia de D. Bosco. Rezo pelo Papa Bento XVI e pelo cardeal Angelo Scola, a quem tive a felicidade de ver pessoalmente no último domingo de Páscoa na catedral de Milão. Eu me senti na presença de um homem santo diante do cardeal Scola. Seus olhos são translúcidos e ele parece ter sido tocado pessoalmente pelo Senhor. Se existe um cardeal preparado para conduzir a Igreja neste momento tão difícil, eu acredito que seja Angelo Scola. O Imaculado Coração de Nossa Senhora irá triunfar.

  30. Fiz um texto e o enviei ao site. Vou publicá-lo aqui. Ao final, deixo minha conclusão sobre isso.

    E o Terceiro Segredo de Fátima?

    A partir do dia 28 de fevereiro, o Papa Bento XVI será um “Bispo vestido de branco”, segundo informações divulgadas na imprensa oficial. O link pode ser visto aqui:

    http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=490350

    Sem querer posar de “profeta do apocalipse”, mas, levando-se em conta que fazia cerca de 600 anos que um Papa não renunciava ao Trono de Pedro e tendo em vista estarmos ainda nos “tempos de Fátima”, tudo isso, inevitavelmente, abre espaços para especulações.Algumas infundadas e mirabolantes, outras nem tanto.

    A parte oficialmente revelada do Terceiro Segredo de Fátima fala de um “Bispo vestido de branco” que sai de uma cidade arruinada, subindo um Calvário, onde é morto a tiros e flechadas, juntamente com Bispos, Padres e povo. A visão de Fátima fala de um “Bispo vestido de branco”, e não de um Papa. Sim, o Papa é Bispo de Roma. Mas a interpretação de que esse “Bispo vestido de branco” seria um Papa, ou mesmo um Papa em atividade, já é, como o próprio termo indica, uma interpretação.

    Com o atentado sofrido pelo Papa João Paulo II, em 1981, divulgou-se, mesmo por vias oficiais no Vaticano, que esse “Bispo vestido de branco” seria João Paulo II. Este, no entanto, jamais afirmou isso. Limitou-se tão somente a agradecer a Nossa Senhora pelo fato de uma “mão misteriosa” o ter livrado da morte. Segundo a interpretação do Pontífice, essa “mão misteriosa” teria sido a mão da Virgem Maria, Mãe de Deus e da Igreja. Bem plausível, já que o atentado ocorreu justo no dia 13 de maio, data da primeira aparição de Nossa Senhora no ano de 1917.

    Segundo o texto oficial do Vaticano, o “Bispo vestido de branco” seria, assim, o Papa João Paulo II. Ocorre que o atentado de Ali Agca não guarda correspondência alguma com a parte do Terceiro Segredo que foi revelada, já que, na visão revelada, morrem um bispo vestido de branco e vários outros membros do clero, juntamente com vários leigos, um após o outro. Como todos sabem, o saudoso pontífice continuou peregrinando pelo mundo depois do ocorrido.

    Um fato intrigante para um católico conservador é que o exegeta responsável pelo texto publicado é um Secretário de Estado de linha modernista silenciador que, segundo divulgado (http://www.publico.pt/sociedade/noticia/cardeal-acusa-exnumero-2-do-vaticano-de-encobrir-pedofilia-1436561 ), teria acobertado até mesmo casos de pedofilia na Igreja. O cardeal de Viena, Christoph Schönborn, considerado próximo do Papa, acusou o cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio Cardinalício, de ter travado a investigação de abusos sexuais durante o tempo em que foi número dois do Vaticano, entre 1990 e 2006.

    Schönborn fez acusações a Sodano de, em 1995, ter impedido o então cardeal Joseph Ratzinger de investigar alegações de abusos sexuais pelo então arcebispo de Viena, cardeal Hans Herman Groër, já falecido, que deixou o posto em 1995. Confrontos públicos entre Cardeais não é algo muito comum de se ver, o que denota a gravidade dos fatos.

    Com relação ao fundador dos legionários de Cristo, igualmente há acusações contra Sodano de ter ele fechado os olhos às denúncias que eram feitas pelas vítimas. De fato, uma das ações mais louváveis do atual Papa Bento XVI nesse campo foi não somente ter combatido a pedofilia no interior da Igreja, como ter punido severamente o fundador dos legionários de Cristo, inclusive referindo-se a ele como um “falso profeta” (http://fratresinunum.com/2010/11/22/papa-maciel-falso-profeta/ )

    Silencioso Cardeal Sodano que defende segredos que Nossa Senhora mandou publicar já na década de 60 e faz pouco caso de crimes revoltantes de padres pedófilos que tanto escandalizam as almas e ferem a imagem da Santa Igreja…

    O atual Papa é responsável também pelo retorno da Missa Tridentina na Igreja e por ter voltado à prática de distribuir a Sagrada Comunhão na boca e de joelhos, como tradicionalmente sempre foi feito. Não que o rito tridentino, hoje chamado de “Rito Extraordinário”, tivesse sido alguma vez revogado, como Sua Santidade mesmo explicou.Mas foi colocado em desuso e seus simpatizantes perseguidos e marginalizados por boa parte do clero oficial. Sem dúvida, seu Motu Proprio foi um bálsamo na alma de centenas de milhares de católicos tradicionais descontentes com os rumos do novo rito. Não foram poucos os membros do alto e baixo clero que protestaram contra essa “atitude retrógrada” do Papa.

    Diversas vezes o Papa condenou os erros de interpretação do Concílio Vaticano II, ou seja, as interpretações modernistas, progressistas e liberais. Condenava o Papa a “hermenêutica da ruptura”, exortando de forma insistente para que fosse aplicado aos textos do Concílio a “hermenêutica da continuidade”.

    Enfim, são alguns exemplos de atos de coragem do atual Papa que, certamente, causaram-lhe dor, sofrimento e perseguições. E que leva muitos a questionar até que ponto seu ato de renúncia, por mais nobre, humilde e virtuoso que possa ser em si, tenha sido tão livre assim.

    Pois bem, pode o leitor estar se perguntando: e o que isso tudo tem a ver com o Terceiro Segredo de Fátima?

    Segundo o texto publicado pelo Vaticano, a interpretação dada por esse suspeito Cardeal refere que os acontecimentos de Fátima pertenceriam a “algo do passado”. O texto oficial na íntegra pode ser visto aqui:

    http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20000626_message-fatima_po.html

    “Chegamos assim a uma última pergunta: O que é que significa no seu conjunto (nas suas três partes) o « segredo » de Fátima? O que é nos diz a nós? Em primeiro lugar, devemos supor, como afirma o Cardeal Sodano, que « os acontecimentos a que faz referência a terceira parte do “segredo” de Fátima parecem pertencer já ao passado ». Os diversos acontecimentos, na medida em que lá são representados, pertencem já ao passado. Quem estava à espera de impressionantes revelações apocalípticas sobre o fim do mundo ou sobre o futuro desenrolar da história, deve ficar desiludido. Fátima não oferece tais satisfações à nossa curiosidade, como, aliás, a fé cristã em geral que não pretende nem pode ser alimento para a nossa curiosidade”.

    Convenhamos que um Cardeal de linha modernista e que é omisso em casos de pedofilia não parece ser a pessoa mais indicada para interpretar o que a Mãe de Deus disse em Fátima. O que estaria ele escondendo agora?

    Antonio Socci, em seu livro “O Quarto Segredo”, provou que, além da visão revelada em 2000, uma parte do Segredo de Fátima ainda não havia sido tornada pública. O Cardeal Bertone, sucessor de Sodano na Secretaria de Estado e na defesa do Segredo, prontamente tratou de refutar o livro de Socci, escrevendo um livro fraquíssimo sobre o assunto, cuja tese era: tudo já foi revelado, não há um quarto segredo.

    Mas o que está escrito na parte revelada do Terceiro Segredo? A interpretação dada pelo Vaticano condiz com a realidade? Deixarei o texto oficial publicado e algumas considerações. O leitor tire suas próprias conclusões.

    “Embora os acontecimentos a que faz referência a terceira parte do « segredo » de Fátima pareçam pertencer já ao passado, o apelo à conversão e à penitência, manifestado por Nossa Senhora ao início do século vinte, conserva ainda hoje uma estimulante actualidade”.

    Ora, em Fátima Nossa Senhora disse: “por fim, o meu Coração Imaculado triunfará”.Logo, se a mensagem de Fátima pertencesse a algo do passado, sem nenhuma relação com eventos futuros, o Coração Imaculado de Maria já teria triunfado na Igreja e no mundo. E o que vemos na Igreja e no mundo está bem longe de ser o Reinado de Cristo, seu Filho, que é justamente o triunfo do Coração de Maria.

    “Na visão, também o Papa é morto na estrada dos mártires. Não era razoável que o Santo Padre, quando, depois do atentado de 13 de Maio de 1981, mandou trazer o texto da terceira parte do « segredo », tivesse lá identificado o seu próprio destino? Esteve muito perto da fronteira da morte, tendo ele mesmo explicado a sua salvação com as palavras seguintes: « Foi uma mão materna que guiou a trajectória da bala e o Papa agonizante deteve-se no limiar da morte » (13 de Maio de 1994). O facto de ter havido lá uma « mão materna » que desviou a bala mortífera demonstra uma vez mais que não existe um destino imutável, que a fé e a oração são forças que podem influir na história e que, em última análise, a oração é mais forte que as balas, a fé mais poderosa que os exércitos”.

    Ora, na visão de Fátima, morrem o “Bispo vestido de branco” e muitos outros membros do clero, também leigos. Já no atentado de 1981, ninguém morreu. O próprio Papa João Paulo II nunca disse “eu sou o Bispo vestido de branco de Fátima”. Apenas agradeceu a Nossa Senhora por ter salvado a sua vida.

    “Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fôgo em a mão esquerda; ao centilar, despedia chamas que parecia iam encendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro: O Anjo apontando com a mão direita para a terra, com voz forte disse: Penitência, Penitência, Penitência! E vimos n’uma luz emensa que é Deus: “algo semelhante a como se vêem as pessoas n’um espelho quando lhe passam por diante” um Bispo vestido de Branco “tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre”.

    Varios outros Bispos, Sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fôra de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meia em ruínas, e meio trémulo com andar vacilante, acabrunhado de dôr e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de juelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns trás outros os Bispos Sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posições. Sob os dois braços da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal em a mão, n’êles recolhiam o sangue dos Martires e com êle regavam as almas que se aproximavam de Deus”.

    Confesso que tenho dificuldades de ver aqui o atentado ao Papa João Paulo II. Onde está o grupo de soldados? Na praça de São Pedro, havia apenas Ali Agca. E seu tiro não foi fatal. E os vários Bispos, Sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos que, segundo a visão, foram morrendo um após o outro? Ninguém morreu no atentado a João Paulo II….

    Isso que estamos falando da parte REVELADA do segredo. Se na parte revelada já há incongruências e contradições na interpretação oficial, qual é a confiança que esse texto oficial possui? Qual é a credibilidade?

    A parte não revelada, segundo estudiosos no assunto, diz respeito à crise de apostasia no interior da Igreja. Mas isso não foi revelado. E, provavelmente, por motivos óbvios, nunca será. Sabemos que o Terceiro Segredo foi escrito em forma de uma carta ao Bispo D. José Alves Correia da Silva. A própria Irmã Lúcia diz-nos que o Terceiro Segredo foi escrito como uma carta. Temos, sobre esse ponto, o depoimento escrito do Padre Jongen, que interrogou a Irmã Lúcia em 3 e 4 de Fevereiro de 1946 desta maneira:

    “Já revelou duas partes do Segredo. Quando chegará a altura da terceira parte?” “Comuniquei a terceira parte numa carta ao Bispo de Leiria”, respondeu ela¹.

    Temos também as palavras do Cónego Galamba:

    “Quando o Bispo se recusou a abrir a carta, Lúcia fê-lo prometer que esta seria definitivamente aberta e lida ao Mundo ou por altura da sua morte, ou em 1960, conforme o que sucedesse primeiro”².

    Por que em 1960? Em 1955, o Cardeal Ottaviani perguntou à Irmã Lúcia por que razão a carta não devia ser aberta antes de 1960. Respondeu-lhe ela: “porque então parecerá mais claro” e “porque a Santíssima Virgem assim o quer»³.

    “Porque então parecerá mais claro”, disse a Irmã Lúcia. O que ocorreu na década de 1960 que revolucionou a Igreja Católica? Ora, todos os testemunhos acerca do conteúdo do Terceiro Segredo, desde 1944 até pelo menos 1984, incluindo uma entrevista com o Cardeal Ratzinger, confirmam que seu conteúdo diz respeito à perda catastrófica da verdadeira Fé e da disciplina na Igreja, com mudanças radicais e revolucionárias tanto no campo da doutrina, como no campo da disciplina e Liturgia.

    Que o Concílio foi uma revolução na Igreja, alguns de seus defensores clamam-no, eles mesmos. Assim, o Cardeal Suenens fez um paralelo entre o Concílio e a Revolução Francesa, dizendo que o Vaticano II havia sido o 1789 na Igreja. O Padre Yves Congar, teólogo conciliar, comparou o Concílio à Revolução bolchevique: “A Igreja fez pacificamente sua Revolução de Outubro.” (Yves Congar, O.P. Le Concile au jour Le jour.Deuxième session, Paris, 1964, p.215).

    O jesuíta herético Karl Rahner, professor da “Nova Teologia”, inimigo dos dogmas do Catolicismo, da autoridade papal e do celibato sacerdotal, foi chamado “construtor da Igreja do futuro”, “primeiro dos teólogos”, “mente do Concílio Vaticano II”. Antes, havia sido condenado pelo Papa Pio XII e até mesmo pelo Santo Ofício.

    Na época do Vaticano II, Karl Rahner teria mantido relação amorosa com a escritora Luise Rinser, ex-mulher do compositor Karl Orff, com centenas de cartas de amor trocadas.Seria a “nova moral” também? Sim, pois da “nova teologia” ele é um dos mestres.

    Por fim, um breve esclarecimento teológico acerca do Terceiro Segredo revelado pelo Vaticano. Alguns poderiam objetar: mas o Cardeal Ratzinger não aprovou essa revelação oficial feita pelo Vaticano?

    Ora, esse fato não prova que essa interpretação seja a verdadeira. Prova que ela é possível e ortodoxa, ou seja, não contraria nenhum artigo de Fé ou Moral da Igreja. Mas não prova que ela seja verdadeira. São coisas distintas.

    A Congregação para a Doutrina da Fé cuida de questões pertinentes à Doutrina Católica. O que o Cardeal Ratzinger fez, na ocasião, foi analisar o texto que lhe foi apresentado do ponto de vista doutrinário. Ora, do ponto de vista da Doutrina, realmente a interpretação dada pela comissão do Vaticano não contém erros, o que não significa que retrate o que a Mãe de Deus falou em Fátima. Ou pior: que não tenha havido uma omissão na divulgação da integralidade do segredo.

    Aqueles que, levando em conta essa aprovação oficial, concluem que aquela é a “interpretação final dos acontecimentos” no sentido de que “corresponde 100 % ao que foi predito”, cometem um “non sequitur teológico”. A conclusão não se segue da premissa. O texto não contém erros doutrinários. É uma interpretação possível e, teologicamente falando, ortodoxa. O que não significa que corresponda ao que foi revelado. Muito menos que prove que nada foi omitido.

    Isso sem dizer que, do ponto de vista da Doutrina Católica, essa aprovação não se reveste do carisma da Infalibilidade que Cristo confiou a Sua Igreja, já que não preenchidos os requisitos estabelecidos no Concílio Vaticano I, quando da proclamação do dogma. Não se trata de um pronunciamento ex cathedra feito por um Papa. E sim de um texto realizado por uma comissão do Vaticano e aprovado, do ponto de vista doutrinário, pelo Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Não é uma proclamação dogmática da Igreja. Logo, não revestida de infalibilidade.

    De tudo isso, o que podemos concluir? Que o Papa atual é o “Bispo vestido de branco”? Não, não creio que se possa concluir assim. Que seria possível que fosse? Sim, seria possível. Somente o futuro dirá. Pode ser que haja ainda Papas ortodoxos, guiando a Igreja no reto caminho. Pode ser que o “Bispo vestido de branco” não tenha ainda nem nascido.

    Podemos concluir que João Paulo II foi o “Papa de Fátima”? Muito provavelmente não, levando-se em conta todo o exposto. A possibilidade de o Papa de Fátima ter sido João Paulo II é bastante improvável, para não dizer inexistente. Julgue o leitor, com base nos textos oficiais postos.

    Mas podemos concluir sim que o Terceiro Segredo de Fátima “não pertence a algo do passado”, como o Cardeal Sodano defendeu publicamente. Há ainda uma parte não revelada.

    Seja como for, diante dos tempos e acontecimentos do tempo presente, a cada novo Conclave o católico – e por que não dizer, todo o cristão – deve ter bem em mente este ensinamento providencial contido no parágrafo 675 do atual catecismo da Igreja, publicado pelo Papa João Paulo II, cujo título é significativo e profético. Termino essa reflexão, citando-o:

    P.91.8 Última provação da Igreja

    §675 Antes do advento de Cristo, a Igreja deve passar por uma provação final que abalar a fé de muitos crentes. A perseguição que acompanha a peregrinação dela na terra” desvendará o “mistério de iniquidade” sob a forma de uma impostura religiosa que há de trazer aos homens uma solução aparente a seus problemas, à custa da apostasia da verdade. A impostura religiosa suprema é a do Anticristo, isto é, a de um pseudo-messianismo em que o homem glorifica a si mesmo em lugar de Deus e de seu Messias que veio na carne.

    §677 A Igreja só entrará na glória do Reino por meio desta derradeira Páscoa, em que seguirá seu Senhor em sua Morte e Ressurreição. Portanto, o Reino não se realizará por um triunfo histórico da Igreja segundo um progresso ascendente, mas por uma vitória de Deus sobre o desencadeamento último do mal, que fará sua Esposa descer do Céu. O triunfo de Deus sobre a revolta do mal assumirá a forma do Juízo Final depois do derradeiro abalo cósmico deste mundo que passa”.

    1. Revue Médiatrice et Reine, Outubro de 1946, pp. 110-112. Cf. também The Whole Truth About Fatima – Vol. III, p. 470.

    2. Padre Joaquín Alonso, La verdad sobre el Secreto de Fátima, pp. 46-47. Cf. também The Whole Truth About Fatima – Vol. III, p. 470.

    3. Barthas, Fatima, merveille du XXe siècle, Fatima-Éditions, 1952, p. 83. Note-se que o Cónego Barthas publicou este relato depois de ter tido o privilégio de se encontrar novamente com a Irmã Lúcia, em 15 de Outubro de 1950, na companhia de Monsenhor Bryant, O.M.I., Vigário Apostólico de Athabasca-Mackenzie. Cf. The Whole Truth About Fatima – Vol. III, p. 472.

  31. Se for o Papa do Segredo de Fátima, por que não fez a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria?

  32. O Papa de Fátima é martirizado.Bento XVI não foi martirizado.Logo não é o Papa de Fátima.

  33. Rafael

    Dá uma lida no texto que fiz. Em primeiro lugar, a visão nem fala de um Papa. Fala de um “Bispo vestido de branco”. A interpretação de que seja um Papa, ou um Papa em atividade, já é uma interpretação. Segundo a tua lógica, o Papa de Fátima não pode ser também João Paulo II. Leia o que escrevi, se tiver interesse. Grande abraço.

  34. Carlos

    “Se for o Papa do Segredo de Fátima, por que não fez a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria?”

    E quem disse que o “Bispo vestido de branco” que é morto a tiros na visão deve ser o mesmo que fez a consagração? Essa consagração pode ter sido feita ou por Pio XII, ou pelo Papa João Paulo II. Muitos defendem – e com fundamento – que foi Pio XII, pois, em 31 de Outubro de 1942, ele fez a Consagração do mundo inteiro ao Imaculado Coração de Maria, com menção especial da Rússia, tendo renovado essa Consagração em 8 de Dezembro do mesmo ano.

  35. Essa questão da Consagração da Rússia ao Coração Imaculado não está de todo explicado ainda. A que tudo indica, essa consagração já foi feita pelo Papa Pio XII, como pode ser visto aqui:

    http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/speeches/1942/documents/hf_p-xii_spe_19421031_immaculata_po.html

    E, especialmente, aqui, onde o Papa Pio XII relembra a consagração ao mundo feita em 1942 e, agora, faz uma EXPRESSA MENÇÃO À RÚSSIA. O texto está em italiano.

    “Noi, pertanto, affinché più facilmente le Nostre e le vostre preghiere siano esaudite, e per darvi un singolare attestato della Nostra particolare benevolenza, come pochi anni fa abbiamo consacrato tutto il mondo al Cuore immacolato della vergine Madre di Dio, COSÌ ORA, IN MODO SPECIALISSIMO, nella sicura fiducia che col potentissimo patrocinio di Maria vergine quanto prima si avverino felicemente i voti, che Noi, che voi, che tutti i buoni formano per una vera pace, per una fraterna concordia e per la dovuta libertà a tutti e in primo luogo alla chiesa; in maniera che, mediante la preghiera che Noi innalziamo insieme con voi e con tutti i cristiani, il regno salvifico di Cristo, che è «regno di verità e di vita, regno di santità e di grazia, regno di giustizia, di amore e di pace»,(8) in ogni parte della terra trionfi e si consolidi stabilmente.

    E con supplice invocazione preghiamo la medesima Madre clementissima, perché assista ciascuno di voi nelle presenti calamità e ottenga al suo divin Figlio per le vostre menti quella luce che proviene dal Cielo, e impetri per le anime vostre quella virtù e quella fortezza, per cui, sorretti dalla divina grazia, possiate vittoriosamente superare ogni empietà ed errore.

    Roma, presso San Pietro, 7 luglio 1952, festa dei santi Cirillo e Metodio, anno XIV del Nostro pontificato.

    http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/apost_letters/documents/hf_p-xii_apl_19520707_sacro-vergente-anno_it.html

  36. Essa questão da Consagração da Rússia ao Coração Imaculado não está muito clara. Num primeiro momento, tudo parece indicar que essa consagração já foi feita pelo Papa Pio XII, como podemos ver aqui:

    http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/speeches/1942/documents/hf_p-xii_spe_19421031_immaculata_po.html

    E, especialmente, aqui, onde o Papa Pio XII relembra a consagração ao mundo feita em 1942 (link anterior), mas, agora, fazendo uma EXPRESSA MENÇÃO À RÚSSIA, o que não havia sido feito em 1942. O texto está em italiano. Cito:

    “Noi, pertanto, affinché più facilmente le Nostre e le vostre preghiere siano esaudite, e per darvi un singolare attestato della Nostra particolare benevolenza, come pochi anni fa abbiamo consacrato tutto il mondo al Cuore immacolato della vergine Madre di Dio, COSÌ ORA, IN MODO SPECIALISSIMO, nella sicura fiducia che col potentissimo patrocinio di Maria vergine quanto prima si avverino felicemente i voti, che Noi, che voi, che tutti i buoni formano per una vera pace, per una fraterna concordia e per la dovuta libertà a tutti e in primo luogo alla chiesa; in maniera che, mediante la preghiera che Noi innalziamo insieme con voi e con tutti i cristiani, il regno salvifico di Cristo, che è «regno di verità e di vita, regno di santità e di grazia, regno di giustizia, di amore e di pace»,(8) in ogni parte della terra trionfi e si consolidi stabilmente.

    E con supplice invocazione preghiamo la medesima Madre clementissima, perché assista ciascuno di voi nelle presenti calamità e ottenga al suo divin Figlio per le vostre menti quella luce che proviene dal Cielo, e impetri per le anime vostre quella virtù e quella fortezza, per cui, sorretti dalla divina grazia, possiate vittoriosamente superare ogni empietà ed errore.

    Roma, presso San Pietro, 7 luglio 1952, festa dei santi Cirillo e Metodio, anno XIV del Nostro pontificato.

    http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/apost_letters/documents/hf_p-xii_apl_19520707_sacro-vergente-anno_it.html

    Eu digo que “não está muito clara” essa questão, pois, em 13 de junho de 1929, Nossa Senhora apareceu à Irmã Lúcia. A aparição é relatada da seguinte forma:

    “Eu tinha pedido e obtido licença das minhas superioras e confessor para fazer a Hora-Santa das onze à meia-noite, de quintas para sextas-feiras. Estando uma noite só, ajoelhei-me entre a balaustrada, no meio da capela, a rezar, prostrada, as Orações do Anjo. Sentindo-me cansada, ergui-me e continuei a rezá-las com os braços em cruz. A única luz era a da lâmpada. De repente iluminou-se toda a Capela com uma luz sobrenatural e sobre o Altar apareceu uma Cruz de luz que chegava até ao tecto. Em uma luz mais clara via-se, na parte superior da cruz, uma face de homem com corpo até a cinta, sobre o peito uma pomba também de luz e, pregado na cruz, o corpo de outro homem.

    Um pouco abaixo da cinta, suspenso no ar, via-se um cálix e uma hóstia grande, sobre a qual caíam algumas gotas de sangue que corriam pelas faces do Crucificado e duma ferida do peito. Escorregando pela Hóstia, essas gotas caíam dentro do Cálix. Sob o braço direito da cruz estava Nossa Senhora (era Nossa Senhora de Fátima com o Seu Imaculado Coração na mão esquerda, sem espada nem rosas, mas com uma Coroa de espinhos e chamas). Sob o braço esquerdo, umas letras grandes, como se fossem de água cristalina que corresse para cima do Altar, formavam estas palavras: “Graça e Misericórdia”.

    Compreendi que me era mostrado o mistério da Santíssima Trindade e recebi luzes sobre este mistério que não me é permitido revelar. Depois Nossa Senhora disse-me: – É CHEGADO O MOMENTO EM QUE DEUS PEDE PARA O SANTO PADRE FAZER, EM UNIÃO COM TODOS OS BISPOS DO MUNDO, A CONSAGRAÇÃO DA RÚSSIA AO MEU IMACULADO CORAÇÃO, PROMETENDO SALVÁ-LA POR ESTE MEIO. São tantas as almas que a justiça de Deus condena por pecados contra Mim cometidos que venho pedir reparação: sacrifica-te por esta intenção e ora. Dei conta disto ao confessor que me mandou escrever o que Nossa Senhora queria se fizesse.

    Mais tarde, por meio duma comunicação íntima, Nossa Senhora disse-me, queixando-se: – Não quiseram atender ao Meu pedido!… Como o rei de França, arrepender-se-ão e fá-la-ão, mas será tarde. A Rússia terá já espalhado os seus erros pelo mundo, provocando guerras, perseguições à igreja: O Santo Padre terá muito que sofrer.

    Fonte: “Memórias e Cartas da Irmã Lúcia”, edição do Pe. António Maria Martins S.J., Porto 1973.

    Ou seja, a Consagração, pelo que se depreende, deveria ser feita pelo Papa, mas não de forma isolada, e sim em união com todos os Bispos do mundo. Tanto Paulo VI como João Paulo II não consagraram a Rússia, e sim “o mundo”.

    Ocorre que, em 19 de Março de 1983, a Irmã Lúcia teria falado ao Núncio Papal, Arcebispo Portalupi, ao Dr. Lacerda e ao Padre Messias Coelho que a Consagração feita pelo Papa João Paulo II não tinha sido feito como a Mãe de Deus pedira, por falta de referência expressa à Rússia.

    “No ato de dedicação de 13 de Maio de 1982 (quando João Paulo II consagrou o mundo a Nossa Senhora em Fátima), a Rússia não aparecia como sendo o objeto da consagração”. E continuou a dizer: “A Consagração da Rússia não foi feita como Nossa Senhora pediu. Não pude dizer isso porque não tinha licença da Santa Sé”. (http://www.fatima.org/port/crusader/portcr84_ferrara.asp).

    Só que essa última citação acima, além de não ter fonte no site indicado, apresenta outro problema: essa Irmã Lúcia de 1982 é real? Ou é uma impostora? Muitos defendem – e com provas – que a verdadeira Irmã Lúcia teria falecido por volta do ano de 1960. A causa de sua morte seria desconhecida, sobre isso não há dados, somente especulações. Em seu lugar, teria sido colocada uma falsa Irmã para validar o falso terceiro segredo revelado. Sobre o “terceiro segredo”, já expus minha opinião acima.

    Talvez alguns digam precipitadamente: isso é teoria da conspiração. Ora, se estivéssemos na seara criminal, no mínimo um Inquérito seria instaurado para apurar os fatos. As provas de que se trata de uma “falsa Irmã Lúcia” vão desde comparações de fotos e caligrafia, até contradições entre os ensinamentos da “verdadeira Irmã Lúcia”, ou seja, aquela sobre quem não pairam dúvidas de que seja a real, e os ensinamentos da “falsa”. São analisados também ensinamentos da “falsa irmã Lúcia”, alguns bastante suspeitos e conformes à “nova teologia”, do ponto de vista doutrinal.

    Ensinamentos do tipo “mesmo os não batizados são chamados à santidade”, como se pudesse haver santidade sem a graça do Batismo, somente com a prática de virtudes naturais. Enfim, ensinamentos bem ao agrado da “nova igreja” que se está fundando. Há vídeos sobre isso no youtube, com as citações respectivas para quem quiser ver.

    Eu realmente não tenho opinião formada sobre isso.

    Um dos que defendem a falsidade da Irmã Lúcia é o próprio Olavo de Carvalho. Ver aqui:

    Enfim, essa questão da validade da consagração feita pelo Papa Pio XII é um tema ainda confuso. Inclino-me a achar que a consagração já foi feita por Pio XII (pelo teor das duas consagrações que ele fez, como postado acima). E, como foi feita tardiamente, a Rússia já havia espalhado seus erros pelo mundo. Mas é um tema ainda em aberto….

  37. Peço perdão, pois, acima, postei um texto trocado. Mas os dois links das consagrações do Papa Pio XII estão corretos e são do site do Vaticano. De qualquer forma, a citação que eu queria ter feito era a de 1952, que faz expressão menção à Rússia. De resto, minha opinião é essa que postei antes. Segue.

    “Noi, pertanto, affinché più facilmente le Nostre e le vostre preghiere siano esaudite, e per darvi un singolare attestato della Nostra particolare benevolenza, come pochi anni fa abbiamo consacrato tutto il mondo al Cuore immacolato della vergine Madre di Dio, COSÌ ORA, IN MODO SPECIALISSIMO, CONSACRIAMO TUTTI I POPOLI DELLA RUSSIA AL MEDESIMO CUORE IMMACOLATO, nella sicura fiducia che col potentissimo patrocinio di Maria vergine quanto prima si avverino felicemente i voti, che Noi, che voi, che tutti i buoni formano per una vera pace, per una fraterna concordia e per la dovuta libertà a tutti e in primo luogo alla chiesa; in maniera che, mediante la preghiera che Noi innalziamo insieme con voi e con tutti i cristiani, il regno salvifico di Cristo, che è «regno di verità e di vita, regno di santità e di grazia, regno di giustizia, di amore e di pace»,(8) in ogni parte della terra trionfi e si consolidi stabilmente.

    E con supplice invocazione preghiamo la medesima Madre clementissima, perché assista ciascuno di voi nelle presenti calamità e ottenga al suo divin Figlio per le vostre menti quella luce che proviene dal Cielo, e impetri per le anime vostre quella virtù e quella fortezza, per cui, sorretti dalla divina grazia, possiate vittoriosamente superare ogni empietà ed errore”.

    Roma, presso San Pietro, 7 luglio 1952, festa dei santi Cirillo e Metodio, anno XIV del Nostro pontificato.

    http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/apost_letters/documents/hf_p-xii_apl_19520707_sacro-vergente-anno_it.html

    Abraços a todos.

  38. Mas, em relação à Consagração da Rússia muitos discordam que tenha sido de fato realizada, pois foi feita uma Consagração do Mundo, e Nossa Senhora disse da Rússia. Parece mais uma ”gambiarra”, não a realização de fato do pedido Dela, além do que o socialismo se infiltrou na Igreja também.

  39. Malachi Martin disse em entrevista a uma radio americana que os eventos preditos em Fátima se concluiriam em menos de 20 anos.Isso ele disse em 1995.O papa bento XVI disse em Fátima, em 2010,que esperava que até 2017 (100 anos das aparições) o Triunfo do Coração Imaculado de Maria acontecesse.
    Portanto 1995+20=2015.O que concorda com a esperança do Papa.Certamente ele tem acesso a documentos de Fátima que não temos e pode estar querendo apressar o triunfo do Coração Imaculado de Maria com sua renuncia de alguma forma que desconhecemos.
    Os inimigos do papa o chamam pejorativamente de papa alemão,Panzer e etc.Gostaria de lembrar que as divisões panzer eram muito temidas e que mesmo em recuada causavam grande estrago nos inimigos a ponto de deixarem de persegui-la,os ingleses que lutaram contra as divisões panzer de Rommel no deserto que o digam!

    Rezemos pelo papa.
    Viva o papa!

  40. “Fira o pastor , para que as ovelhas se dispersem” (Zc 13,7).

  41. Acho que o Andrea Tornielli andou lendo o Fratres:

    Sui siti tradizionalisti circolano poi riferimenti apocalittici a rivelazioni e apparizioni. C’è chi ricorda che ora Ratzinger assomiglia sempre di più a quel «vescovo vestito di bianco» citato nel Terzo segreto di Fatima, il quale, «mezzo tremulo con passo vacillante, afflitto di dolore e di pena» sale fino alla «cima del monte» attraversando un campo di cadaveri. Si fa notare che all’Angelus di domenica scorsa Ratzinger ha usato l’espressione «salire al monte», peraltro giustificata dal Vangelo del giorno che descrive la trasfigurazione sul Monte Tabor.

    http://vaticaninsider.lastampa.it/vaticano/dettaglio-articolo/articolo/dimissioni-22793/