Conclave: Novo Papa deve estar pronto a «dar a vida» pela Igreja Católica, diz o mais antigo dos cardeais.

Cidade do Vaticano, 12 mar 2013 (Ecclesia) – O mais antigo dos cardeais da Igreja Católica afirmou hoje no Vaticano, na missa que antecede o Conclave para eleger o sucessor de Bento XVI, que o novo Papa deve estar pronto a sacrificar a vida pelos fiéis.

“A atitude fundamental de todo o bom pastor é (…) dar a vida por suas ovelhas. Isto vale, sobretudo, para o Sucessor de Pedro, Pastor da Igreja universal. Porque quanto mais alto e mais universal é o ofício pastoral, tanto maior deve ser a caridade do Pastor”, vincou o cardeal Angelo Sodano.

Perante os 115 cardeais que vão estar no Conclave e a maior parte dos membros do Colégio Cardinalício, revestidos de paramentos vermelhos, bem como de clero, leigos e autoridades civis que encheram a Basílica de São Pedro, o cardeal decano deixou um apelo à unidade.

“Todos nós devemos colaborar para edificar a unidade da Igreja”, referiu, frisando que Cristo “estabeleceu os seus Apóstolos, entre os quais Pedro tem a primazia como o fundamento visível da unidade”.

O antigo secretário de Estado do Vaticano lembrou o “serviço de amor pela Igreja e pela humanidade inteira” realizado pelos Papas.

Os “últimos pontífices foram artífices de muitas iniciativas benéficas também para os povos e a comunidade internacional, promovendo sem cessar a justiça e a paz”, naquele que é um “serviço de caridade faz parte da natureza íntima da Igreja”, disse D. Angelo Sodano.

“Rezemos para que o futuro Papa possa continuar esta incessante obra a nível mundial”, prosseguiu.

A “missão de misericórdia” que Deus confiou “aos pastores da sua Igreja” compromete “todo o sacerdote e bispo, mas empenha ainda mais o bispo de Roma, pastor da Igreja universal” e “fundamento visível da unidade” eclesial, assinalou.

D. Angelo Sodano recordou o legado do Papa emérito, evocação seguida de um aplauso da assembleia: “Queremos oferecer-nos com Cristo ao Pai que está nos Céus para agradecer-lhe pela amorosa assistência que sempre reserva à sua Santa Igreja e em particular pelo luminoso Pontificado que nos concedeu com a vida e as obras do 265.º Sucessor de Pedro, o amado e venerado Pontífice Bento XVI, ao qual neste momento renovamos toda a nossa gratidão”.

“Queremos implorar do Senhor que mediante a solicitude pastoral dos padres cardeais queira em breve conceder outro Bom Pastor à sua Santa Igreja”, acrescentou.

A missa, celebrada em latim, à exceção da homilia e de algumas orações, incluiu uma prece em português pedindo “justiça”, “solidariedade” e “concórdia para a humanidade”, além de pedidos em várias línguas pelos cardeais que vão escolher o sucessor de Bento XVI.

No final da celebração D. Angelo Sodano rezou para que o novo Papa “ilumine” a Igreja “com a verdade do Evangelho” e a “edifique com o testemunho de vida”.

RJM/OC

2 Comentários to “Conclave: Novo Papa deve estar pronto a «dar a vida» pela Igreja Católica, diz o mais antigo dos cardeais.”

  1. Eu não gostei dessa homilia no geral, só de alguns trechos. A homilia do cardeal Joseph Ratzinger em 2005 foi incrível e já demonstrava o quão grandioso ele seria como Papa: a denúncia da ditadura do relativismo no mundo pós-moderno que avançou na própria Igreja Católica. Foi bem normal a homilia de hoje, falou de João Paulo II, Paulo VI e Bento XVI. Foi como se o trabalho dos Papas anteriores a Bento devesse ser continuado, porque de certa forma Bento rompeu e deu uma mudada em alguns gestos, como por exemplo Assis. Mas o discurso do cardeal Sodano também não me autoriza fazer mais conjecturas. Que a Virgem Mãe de Deus nos abençoe com um Papa que seja do seu agrado.

  2. Lembro que em 2005 ficamos durante o curto conclave com as fortes palavras da homilia da Missa Pro Eligendo Pontifice.

    Deus abençoe os cardeais neste momento confinados para a escolha do novo Santo Padre. Que seja um Papa do agrado do coração de Deus.