Foto da semana.

3540_10200992371317802_765609469_n

Domingo, 7 de abril de 2013: Francisco toma posse da cátedra de bispo de Roma na Basílica de São João do Latrão e prossegue com a sua decidida reforma da reforma da reforma, reaposentando a férula de Bento XVI e restaurando a tradicionalíssima (nos últimos 50 anos) “férula conciliar”.

Tags:

31 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Infelizmente isso não é uma novidade para mim. Sabia desde o início que isso ia acontecer, próximas mudanças? Alguém tem algum palpite? Acho que o Mons. Guido Marini tem seus dias contados também.

  2. “Houston, we have a problem !”

  3. O Papa poderia derreter e vender ESTA férula e dar o dinheiro aos pobres. Seria coisa linda de se ver…
    Deus nos ajude!

  4. ÉEEEE…
    O trator jesuíta franciscano está com tudo…
    Não dorme em serviço…
    Que ele faça o que quiser, que jogue a Reforma da reforma do seu antecessor no lixo…
    Uma coisa é certa: O novo Movimento litúrgico instaurado por Bento XVI continuará, o Papa atual querendo ou não, ele depredando a Liturgia ou não, afinal, se Paulo VI não conseguiu, com toda sua turminha destruidora e infeliz, sepultar definitivamente a beleza sóbria e edificante da Liturgia, não vai ser esse Papa que conseguirá…
    Próximas mudanças???
    Ele é imprevisível e astuto, sabe a hora de dar o bote…
    A nós cabe uma interrogação: O que Deus nosso Senhor que nos mostrar com tudo isso, permitindo mais um inverno bravo similar ao dos anos 70, que se aproxima com toda velocidade na Igreja de Deus, especialmente na Liturgia?
    Rezemos e continuemos na REFORMA DA reforma, afinal, Bento XVI provou, ad nauseam, que “uma das causas principais da crise na Igreja foi a decadência litúrgica”…

  5. Concordo com o Thiago. Para mim também não foi nenhuma novidade.
    Daqui para frente serão essas atitudes “marcantes” que presenciaremos.
    Abraço a todos.

  6. Pior que essa férula só a escultura baseada no “evolucionismo” de Teilhard de Chardin da Sala Paulo VI.

  7. Surpresa pra alguém? Acho que infelizmente não. Só não entendo o que de valoroso veem nessa férula.

  8. Dias ainda mais tenebrosos parecem se aproximar…

  9. Papa Bento tambem usou esse pastorale no inicio de seu pontificado.
    Acredito que Francisco ou Marini esteja ‘bolando’ o novo.

  10. O Papa também rezou o Cânon Romano em vernáculo [Italiano]. Em outras palavras: aplicando o espírito do Concílio Vaticano II, condenado pelo seu antecessor, Bento XVI; já que o dito Concílio diz claramente que esta oração é para ser rezada em latim.

    Quem ouviremos?

  11. É uma pena…mas eu percebi que ele estava usando um anel de pescador diferente!

  12. Alguém precisa lembrar aos chamados às ordens sacras, que eles ocupam função. Logo, quando se presta reverência, respeito e atenção; não é a pessoa, mas a função desta pessoa. Quando o sacerdote celebrante enverga paramentos suntuosos, não é para vaidade pessoal, mas para a quem se presta o culto. Lembramos do patrono dos párocos, São João Vianney, que possuía uma vida, de extrema pobreza e humildade . Contudo, para o culto divino, fazia questão do melhor. Sua batina surrada, toda remendada, se cobria com os paramentos mais finos para celebrar e adminsitrar os Santos Sacramentos. É este o verdadeiro espírito de humildade e pobreza que deve fazer parte da vida dos que são admitidos às ordens sacras. Alias, os clérigos regulares fazem Voto de Pobreza, os seculares embora não o façam, devem ter este espírito. Com relação aos objetos sacros que se utilizam, devem se levar em consideração que estes devem levar à piedade e a oração.

  13. Por causa de alguns paninhos e de alguns salamaleques introduzidos como caco por Constantino os fratres ficam em polvorosa. Aqui a forma tem mais valor que o conteúdo.
    Prezados precisamos prestar mais atenção nas palavras do Francisco, hoje 07/04/2013 na praça de S. Pedro nunca reuniu tanta gente, neste horário, para ouvir o que o Francisco tinha para dizer.
    Muitos serão chamados, mas nem todos por aqui estão prestando atenção.
    Vão perder o bonde.
    Martas e Marias, fratres de que lado vocês estão?
    Sei que serei censurado, mas essa é minha opinião.

  14. FRATRES;
    Primeiramente peço desculpas pela ausência.
    Motivos de trabalho, mudanças e obviamente, de esperar o Sucessor de Pedro, após a renúncia do papa emérito…
    Desculpem-me a franqueza, mas alguém que teve contato com os Católicos de Buenos Aires, aqueles que NÃO tiveram a Missa em suas igrejas, mas sim uma “pantomima” – com leituras e o maldito “calendário-novo” – não poderia esperar nada de mais “relevante” em nome da Sagrada Tradição.
    Ademais, este “novo” Papa, sucessor legítimo do papa Roncali e do papa Montini, era do grupo do cardeal Martini, SJ.
    Desculpem-me, uma vez mais a franqueza, mas esperar que este senhor aí esteja “bolando”, como disse o FRATER Fábio acima, uma “nova” férula. Possivelmente deve estar imaginando como se livrar “desse arquetípico fantasma medieval”, como seus predecessores se livraram da tiara e da sedia gestatoria…
    Só fico imaginando como o Mons. Fellay e os seus amigos se posicionarão diante desse “novo” Paulo VI…
    Afinal, pergunta o FRATER Marcelo: “O que Deus nosso Senhor que nos mostrar com tudo isso, permitindo mais um inverno bravo similar ao dos anos 70, que se aproxima com toda velocidade na Igreja de Deus, especialmente na Liturgia?”
    Acredito naquilo que nos profetizou o Santo Profeta Jeremias, nos sonhos e Profecias de Dom Bosco e de Teresa Newman, mas especialmente naquilo que fora predito pela Santíssima Virgem em la Salette,de forma clara e evidente:
    “(…) e Roma perderá a Fé e tornar-se-á a sede do anticristo.”
    Alguma dúvida?
    Rezemos e preparemo-nos para a luta.
    Como muitos FRATRES disseram acima:
    “Coisas piores virão!”
    Rezemos!
    Boa semana a todos!
    Abraços:

    Felipe e Helena.

  15. Por alguma razão ele só usa o anel papal nas missas. Não entendo: ele só é papa nas celebrações litúrgicas?

  16. Como dizia meu comandante no quartel, durante o curso de formação: “Aluno, estou vendo nuvens negras em cima de você”.

  17. Bento XVI tinha que ter derretido essa férula, para que nenhum pontífice tivesse a sandice de reabilita-la. Os sinais exteriores indicam que as coisas vão de mal à pior em Roma.

  18. E o “pro multis” pronunciado na missa de domingo (07-04-2013) na tomada de posse como Bispo de Roma? Segundo cópia do missal, a frase, em italiano, ficou assim: “versato per voi e per tutti” (derramado por vós e por todos…).
    Mais detalhes em:

    http://secretummeummihi.blogspot.com.br/2013/04/versato-per-voi-e-per-tutti-el-papa.html

  19. Eu penso que o actual Papa ainda não percebeu que deixou de ser Bergoglio. Teremos de rezar para que ele perceba que ser Papa é diferente de Bergoglio. Por outro lado sabemos que a Igreja é de Jesus e o Senhor guia a Sua Igreja. A ortodoxia da doutrina tem de andar de mãos dadas com a ortodoxia litúrgica. Se assim não for, a segunda acaba por destruir a primeira. Penso que muitos dos nossos bispos e sacerdotes, filhos do Vaticano II, não conseguem perceber isso. Há, na verdade, uma enorme cegueira espiritual na cabeça da Igreja. Penso que foi este o alerta que Fátima veio mostrar.

  20. “A ortodoxia da doutrina tem de andar de mãos dadas com a ortodoxia litúrgica. Se assim não for, a segunda acaba por destruir a primeira. Penso que muitos dos nossos bispos e sacerdotes, filhos do Vaticano II, não conseguem perceber isso”.

    Infelizmente a senhora talvez não está percebendo que a ortodoxia na doutrina não se resume a questões morais. O Catolicismo não é um conjunto de regras morais e ponto final. O dogma “fora da Igreja não há salvação”, a necessidade absoluta do batismo, de ser católico para ser salvo, entre outras coisas, está sendo relativizado desde o Concílio Vaticano II, que tece elogios às falsas religiões, até mesmo usando o adjetivo SANTO para falsas religiões pagãs.

    Enfim, o Catolicismo não se resume a questões morais. Questões de Doutrina de Fé também são fundamentais. O atual Papa pode ser conservador em questões morais, mas e questões de Fé? Não basta ser contra camisinha, métodos contraceptivos, aborto, casamento gay, tudo isso é muito importante. Mas e o dogma “fora da Igreja não há salvação”, continuará sendo relativizado, ou vamos retomar o ensino tradicional e dogmático nesse ponto?

  21. Diogo, vou responder ao seu cometário uma vez que iniciou o seu com uma citação do meu. Primeiro não sou uma senhora, mas homem. Dá para perceber pelo nome Ludgero. Segundo não percebi a sua advertência. Repare, quando eu digo ortodoxia doutrinal está incluso tudo, moral, sacramental e dogmática. Um abraço em Jesus por Maria. Ludgero Bernardes

  22. Essa férula conciliar é bem a imagem da Igreja pós conciliar: curvando-se perante o mundo, sem autoridade sobre ele, sem poder, sem influência… sem reinado de Cristo nas leis e costumes dos povos….

  23. Mais de 2000 mil anos já se passaram e parece-me que pouco de seus ensinamentos foram entendidos.
    Ele valorizou prostitutas, leprosos e todo tipo de marginalizado. Me parece com tudo isso que leis, vestes, usa ou não usa são mais importantes que a valorização da vida que o papa Francisco vem fazendo?
    Ele terá mesmo trabalho é de evangelizar “os tardos em entender tudo o que havia de acontece”.

  24. Ludgero Bernardes

    Desculpa pelo erro no nome, realmente dá para perceber nitidamente que se trata de um homem falando. É que acabei nem prestando a devida atenção no nome mesmo… e sim na escrita…

    Bom, de qualquer forma vc concorda no cerne da questão: não basta ser contra aborto e casamento gay, doutrina de Fé é fundamental. Até porque a grande apostasia diz respeito acima de tudo a questões de Fé, e não de moral. Muitos estão se apegando a questões morais para criar falsas esperanças… Desculpa, mas é hora de acordar, estamos na grande apostasia predita. E isso não é de hoje, faz algumas décadas já, apenas agora iremos ao cume de todo esse processo.

    Abraços, salve Maria!

  25. “Ele valorizou prostitutas, leprosos e todo tipo de marginalizado”.

    Blasfemia. Cristo não valorizou prostitutas. E colocar os leprosos no grupo de “marginalizados” no mesmo patamar de pessoas que cometem graves pecados contra a carne é má-fé.

    Cristo mostrou misericórdia com relação aos pecadores, como a Santa Igreja sempre fez ao longo de sua história. Misericórdia com relação ao pecador, e não com relação ao pecado, muito menos “valorizando a classe”. Muito menos colocando, como vc fez, no mesmo patamar prostitutas e doentes, que comparação infeliz.

    Essa imagem de um Cristo mundano, comendo com prostitutas e beberrões é bem típica de pessoas mundanas que, para se autojustificarem, “criam um Deus a sua imagem e semelhança”.

    Aliás, esses dias esteve na nossa casa um padre muito amigo de nossa família. Ele nos relatou os casos de pedofilia, corrupção (dinheiro) e homossexualismo presentes no clero. Disse que é muito maior do que podemos imaginar, especialmente no tocante à corrupção e homossexualismo. Realmente podemos entender porque raramente vemos alguma homilia condenando pecados. O que mais vemos é a “pregação da misericórdia”, entendida pelos liberais como “Deus nos perdoa sempre”, como se não fosse necessária a contrição sincera, o ódio ao pecado e firme propósito de emenda de vida, além da confissão.

    Dá para entender esse relaxamento na pregação, já que a consciência pesa. Se o pregador não vive o que o Evangelho manda, como pregar aos outros? Como pregar aos outros para não usar camisinha, pílulas, viver a castidade, ser fiel a Deus, fazer penitência etc se não se vive isso no dia a dia?

    Essas últimas considerações não as fiz propriamente a vc, para que fique claro. Mas está dentro do que estamos falando. Abraços.

  26. Caros frades, existem inúmeras atitudes que são censuráveis com relação ao comportamento do novo papa até o presente momento (curvar-se para o povo e não para Deus; lava-pés com presença feminina; bênção silenciosa para os jornalistas… e por último, ou melhor, por enquanto, a férula conciliar). Não sei aonde iremos parar. Só Deus sabe! O que vem me assombrando é a LUA-DE-MEL do papa Francisco com a ONU. A agenda global da ONU promove o aborto, o casamento homossexual, a falência dos Estados Nacionais (com vista a criação da “Nova des-Ordem Mundial”- NWO, ou seja, o Governo Único Mundial, totalitário e anticristão). Se não, vejamos:
    São Marino (RV) – “Espero que a liderança espiritual de Papa Francisco possa influenciar o mundo inteiro”, para que possa viver “em paz, harmonia e serenidade”. Foi o que disse o Secretário Geral da ONU, Ban Ki Moon numa entrevista a SMTV – Radiotelevisão do Estado da República de São Marino.
    “Eu assisti a missa de início do Pontificado – observou o Secretário da ONU – e espero encontrá-lo em breve”. “Também fiquei muito tocado quando ele falou de PAZ e SEGURANÇA na sua mensagem de Páscoa. Espero que ele possa guiar o mundo para a harmonia e paz”, completou Ban ki Moon. (JE)
    Fonte: http://pt.radiovaticana.va/bra/articolo.asp?c=678967
    Moral da estória: penso que estamos muito próximos do cumprimento de mais outra profecia bíblica:
    “Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição , como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão” (I Tess. 5:3-4).

  27. Diogo
    Está correcto. Eu concordo plenamente com o que afirmou, eu não englobei apenas a parte da doutrina dogmática, que trata das questões de fé, mas também do resto: a sacramental e a moral. É verdade o que diz: nós estamos na grande apostasia. E sabe porque ela é grande? Porque atingiu a cabeça, isto é, os bispos. A vitória da “fumaça de Satanás” que entrou pela porta do Vaticano II está precisamente ter conseguido uma tremenda cegueira espiritual da cabeça da Igreja. É esta cegueira espiritual que não consegue ver que uma liturgia aggiornamentada (mundana) ataca ferozmente o todo (dogmática, sacramental e moral).
    A questão está em saber se o Vaticano II é o culpado. Eu penso que o Vaticano II tem o problema de ser simplesmente pastoral e isso implicou que não fosse preciso. Dos documentos conciliares pode-se tirar várias conclusões.
    O Vaticano II é como um lei que foi publicada mas depois faltou a regulamentação da mesma. Ela surgiu praticamente 30 anos depois, isto é, com o Catecismo mandado publicar por João Paulo II. Mas já veio muito, mas mesmo muito tarde. Em 30 anos a “fumaça de Satanás” esteve a solta e auto-demoliu a igreja.
    Porque permanece ela ainda? Porque tem a promessa de Jesus: As portas do inferno não prevalecerão sobre Ela”.
    Um abraço em Jesus por Maria
    Ludgero Bernardes

  28. Neste ponto eu ainda tenho uma esperança. No site do Vaticano é dito que essa Missa teve uma homenagem a João Paulo II. Vai que ele usou essa férula como homenagem ao beato…

  29. O Papa Francisco,enfatiza em suas palavras,a essencia da boa nova e nos encoraja na fé.Naõ vamos perder a oportunidade de escutá-lo.Ninguem aprende falar,sem antes escutar.

  30. Ao invés de criticar o Papa, temos que estar unidos a ele, rezar por ele, mesmo que nao nos agradem algumas coisas. Como podemos exigir a unidade da igreja se nós nao somos os primeiros? a critica, por melhor que seja a intençao, sempre piora as coisas

  31. O maior problema é constatar que não há mais respeito pela autoridade do Sumo Pontífice e alguns comentários chegam a beirar o deboche! Ora, será que somos assim TÃO, TÃO piedosos para criticarmos com tanta veemência o supremo pastor da Igreja de Cristo? Meus irmãos, a Igreja não é um clube! Deus está no controle! Rezemos pelo Santo Padre, é nossa obrigação e não percamos tanto tempo “descendo a lenha” a cada vez que percebemos algo de errado ou que julgamos estar errado. Vamos agir com caridade! Nossas armar, como bem dizia S. Luís Maria devem ser a Cruz e o Rosário!