Papa recebe Comissão Bíblica: “o centro de nossa fé não é somente um livro, mas uma história de salvação e, sobretudo, uma pessoa, Jesus Cristo”.

Cidade do Vaticano, 12 de abril de 2013 – VIS | Tradução: Fratres in Unum.com – Os membros da Pontifícia Comissão Bíblica, presidida pelo arcebispo Gerhard Ludwig Müller, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, foram recebidos nesta manhã pelo Santo Padre, ao fim de sua assembléia plenária anual cujo tema foi “Inspiração e verdade na Bíblia”.

No discurso que lhes dirigiu,  o Papa enfatizou que esse argumento “refere-se não somente ao crente, mas à toda Igreja, porque a vida e a missão da Igreja se fundam sobre a Palavra de Deus, que é a alma da teologia e, ao mesmo tempo, a inspiradora da existência cristã”.

As Sagradas Escrituras — reafirmou — são o testemunho escrito da Palavra divina, o memorial canônico que testemunha o acontecimento da Revelação. Portanto, a Palavra de Deus precede a Bíblia e a ultrapassa. Por isso, o centro de nossa fé não é somente um livro, mas uma história de salvação e, sobretudo, uma pessoa, Jesus Cristo, a Palavra de Deus que se fez carne. Precisamente porque o horizonte da Palavra divina abraça as Escrituras e se estende para além delas, é necessária a presença constante do Espírito Santo que “guia à toda verdade”. É necessário se inserir na corrente da grande Tradição que, com a ajuda do Espírito Santo e a orientação do Magistério, reconheceu os escritos canônicos como Palavra dirigida por Deus a seu povo e não cessou nunca de meditá-los e descobrir sua riqueza inesgotável”.

O pontífice recordou que o Concílio Vaticano II reafirmou isso com clareza na constituição dogmática “Dei Verbum”: “Porque tudo o que se refere à interpretação da Sagrada Escritura está submetido, em última instância, à Igreja, que tem o mandato e o ministério divino de conservar e de interpretar a palavra de Deus”. “De fato — explicou — a Sagrada Escritura é Palavra de Deus enquanto colocada por escrito sob a inspiração do Espírito Santo; por sua vez, a sagrada Tradição transmite integralmente a Palavra de Deus, confiada por Cristo Senhor e pelo Espírito Santo aos apóstolos, a seus sucessores, para que estes, iluminados pelo Espírito da verdade, com a sua pregação, a conservem, expliquem e difundam”.

“A interpretação das Sagradas Escrituras não pode ser somente um trabalho científico individual, mas sempre deve ser confrontada, inserida e autenticada com a tradição viva da Igreja. Esta norma é decisiva para precisar a relação correta e recíproca entre a exegese e o Magistério da Igreja. Os textos inspirados por Deus foram confiados à Comunidade dos crentes, à Igreja de Cristo, para alimentar a fé e guiar a vida da caridade”.

O bispo de Roma se despediu dos membros da Comissão Bíblica agradecendo-lhes o seu trabalho e manifestando o desejo de que,  neste Ano da Fé, “contribuam para que resplandeça a luz da Sagrada Escritura no coração dos fiéis”.

Tags:

10 Comentários to “Papa recebe Comissão Bíblica: “o centro de nossa fé não é somente um livro, mas uma história de salvação e, sobretudo, uma pessoa, Jesus Cristo”.”

  1. Adoraria presençar o papa metendo o pé no muller!

  2. Outro tapa no ecumenismo

  3. Não há dúvida que as palavras deste Papa são sempre muito boas. Chegam a soar como música aos meus ouvidos.

  4. Irmãos,
    seremos surpreendidos por este pontificado!

  5. Tapa com luva de pelica sobretudo na heresia do sola scriptura da protestantalha. Heresia com ar de fraude intelectual, diga-se de passagem, uma vez que a livre interpretação sobre um único texto tão só redunda em tão variadas interpretações quanto as que couberem nas cabeças de quem as interpretam. E a interpretação, bem lembrado pelo Papa, tal como prescreve as Escrituras, não pode ser privada.

    Gosto do teor das homilias e textos de Francisco. Mas ainda aguardo uma “reforma da reforma” na liturgia do novo Papa.

  6. Que contradição! Cristo!

  7. Cinco comentários para esta linda fala do Papa. Se ele tivesse trocado a cruz de ferro por alguma de madeira típica da argentina os comentários estariam “bombando”…

  8. Então tá, Junior, aí vai mais um comentário, vê se gosta:
    “Não tava com muita fé nesse papa não, mas palavras como essa, sopram a mecha fumegante que tava quase apagando e reascende a esperança.”

  9. Confiei na ação do Espírito Santo sobre o novo Papa desde o Conclave. Sou do tipo que prefere se sentir traída daqui há algum tempo do que desconfiar de tudo que o Papa faz. Vai com tudo Francisco, tá indo no rumo certo! Rezamos todos os dias pelo seu pontificado!

  10. Ah, e concordo muuuito com o Junior!