Dom Müller: “Agora realmente chega”.

Por FSSPX-Alemanha | Tradução: Fratres in Unum.com - Um comunicado de imprensa foi divulgado hoje pelos meios de comunicação: segundo informações da “Focus”, o Vaticano deseja encerrar o diálogo com a Fraternidade São Pio X, iniciado pelo Papa Emérito Bento XVI.

É iminente uma declaração nesse sentido do prefeito alemão para a Congregação da Fé, Gerhard Ludwig Müller, informa a revista, citando fontes do dicastério.

A declaração publicada recentemente pelos três bispos, por ocasião do 25º aniversário da sagração episcopal, teria motivado essa medida.  [...]

De acordo com a revista “Focus”, em reação a essas afirmações [contidas na declaração] o Arcebispo Müller teria dito: “Agora realmente chega.” Como pastor supremo de Regensburgo, o Arcebispo Müller já era um opositor declarado da obra do Arcebispo Lefebvre.

* * *

Nota do Fratres: A exemplo do que fez em 2009, pouco depois do levantamento das excomunhões, Dom Müller comunicou à Fraternidade que ela deveria renunciar às ordenações previstas para o dia 29 de junho de 2013. A informação foi divulgada por Dom Bernard Fellay, superior da FSSPX, em Paris, no último dia 20. No passado, ainda como bispo de Regensburg, Müller teria afirmado que as ordenações na Fraternidade seriam inválidas, juízo nunca emitido por nenhum representante da Santa Sé.

18 Comentários to “Dom Müller: “Agora realmente chega”.”

  1. É bom esperar um pouco mais para comentar; Pe. Lombarde pode aparecer a qualquer momento dizendo que é “especulação” e que Müller não falou nada. Ainda bem que não se publica tudo que Müller fala, pois do contrário os comentários seriam impróprios para qualquer pessoa sensata.

  2. Uma aproximação cujo saldo foi a ruptura de Dom Williamson. Era melhor que esse diálogo entre surdos nunca tivesse iniciado pela forma como terminou.

  3. Nossa, pensei que o título se referia às missas carnavalescas do Papa Bergoglio!

  4. Suponho que esteja satisfeitíssimo…

  5. A opinião de Dom Muller não tem mínima relevância
    para a vida da Igreja, é o que parece:

    Arcebispos, Cardeais e mesmo sucessivos Papas o têm
    desautorizado publicamente. Felizmente, não será a FSSPX que
    vai ouví-lo…

  6. Perdem ambos os lados: a Fraternidade e a Igreja. Rezo ao Imaculado Coração de Maria pelo feliz desenlace dessa situação dolorosa. Ut omnes unum sint.

  7. Já devo gritar gol?

  8. Será que a iminente declaração de Dom Müller vai incluir um relatório explicando por quê o estado de necessidade acabou e a obra de Dom Lefebvre não é mais necessária?

  9. Encerra-se o diálogo com FSSPX e continua o diálogo com o mundo. Que coisa mais linda!!!

  10. Se a novela Roma-FSSPX acabar por aí, melhor. Menos um assunto para discutir nas rodas “tradicionalistas”.

  11. Depois que Bento XVI, o único que insistia na união, renunciou, era só questão de tempo até isso acontecer. Sabemos bem com quem os cardeais querem se unir e com quem eles não querem. Pelo menos são honestos.

  12. É meus irmãos. Deitemos nosso pranto agora nas Mãos da Virgem… Só Ela nos poderá consolar neste vale de lágrimas.

  13. Pois é Gercione, e eu aqui achando que era referente a rasgação de seda com o islã….

  14. Eu acho que as maiores dificuldades para reingressamento na Igreja, estão sendo postas pelo lado da Fraternidade Pio X. Acho que há um limite para boa vontade e diálogo por parte da Igreja, se a Fraternidade não se mostrar também acessível e obediente, não há o que a Igreja possa fazer. Essa é minha opinião.

  15. A situação parece dolorosa e bela ao mesmo tempo; Veja só! Como pode haver acordo sem estar sedimentado na verdade. Roma tomada pelos modernistas, ela não quer, ou melhor não pode aceitar a doutrina cristalina, selada com o sangue dos mártires, neste longos séculos de cristianismo.
    Não pode haver duas verdades contraditórias: A doutrina de vinte séculos de cristianismo está certa ou a doutrina da igreja nova está errada. As duas doutrinas são opostas: São Pio X. Condenou o modernismo na sua famosa encíclica. O Papa João Paulo II. Colocou em prática, todos os erros já condenado pelo Papa acima mencionado. Qual dos dois está certo? A Santa Igreja, canonizou São Pio X. Agora a igreja nova pretende canonizar o Papa João Paulo II e João XXIII. Ambos causaram uma tragédia enorme na história da Igreja.
    Um iniciando o concílio vaticano II. De cujos frutos, estão aí para qualquer pessoa de bom senso julgar. Este concílio, maculou a fé imaculada de vinte séculos de cristianismo. O outro, deixou milhões de católicos abandonar esta doutrina deixada pelo Nosso Divino Redentor. Para ir atrás das seitas que proliferam cada dia mais.
    Agora estamos neste dilema: Como podemos aceitar, santos de doutrinas contraditórias? Será que a Igreja errou em canonizar São Pio X?
    Joelson Ribeiro Ramos.

  16. Criticar o super- concílio é a mesma coisa que xingar a mãe! Impressionante!

  17. Desculpem a ignorância, mas a FSSPX está presente no Brasil? Melhor dizendo, todos que aqui frequentam paróquias com Rito Extraordinário, o fazem em paróquias regulares, correto?
    -
    Sobre o CVII. É fato, o problema não está no CVII, e sim com as interpretações (não corrigidas) que fizeram dele. Se tem missa show, abusos litúrgicos, participação excessiva e abusiva de leigos, tudo isso vem em decorrência dessa interpretação, associada à não correção por parte dos Bispos. Aí vem as ideologias esquerdistas….

  18. “É iminente uma declaração nesse sentido do prefeito alemão para a Congregação da Fé, Gerhard Ludwig Müller, informa a revista, citando fontes do dicastério.” Até que enfim apareceu alguém de bom senso, mesmo que assuma posições próprias de um herege de vez em quando, para reconhecer que não é possível conciliar o irreconciliável.