Nomeado novo bispo de Franca, SP: Dom Paulo Roberto Beloto.

Acaba de ser anunciada a nomeação de Dom Paulo Roberto Beloto, até então bispo de Formosa, GO, como novo bispo de Franca, SP. Os amigos goianos poderão informar, na caixa de comentários, qual o perfil do senhor bispo.

Tags: ,

20 Comentários to “Nomeado novo bispo de Franca, SP: Dom Paulo Roberto Beloto.”

  1. Folgo em saber que quem vê cara não vê coração… Pelo menos é assim o ditado.

  2. Sou Francano e aguardo informações

  3. Dom Paulo é Bispo na minha diocese Formosa-GO, estamos pasmos com a decisão da santa Sé, pois esta diocese ja esteve vacante a pouco menos de 8 anos, é uma diocese que enfrenta alguns problemas, mas que esta caminhando bem, com um povo muito perseverante e com a ajuda de Brasilia, já que faz divisa com a capital.

    Dom Paulo é singelo e amoroso, seu lema: Servo do Evangelho, cuidadoso, o povo da Diocese de Formosa o ama muito, Dinâmico e apoia todo serviço pastoral, aberto a conversa.
    Estou certo que a Diocese de Franca irá gostar muito, estamos na expectativa que nos venha outro Pastor o mais rapido possivel.

  4. Tendo em vista sua proximidade com o Conselho da CNBdoB, não tenho esperanças.

  5. Mais uma francana.

  6. Caro Ferretti,

    Peço licença para divulgar meu e-mail a todos os francanos que acessarem estes comentários: semoliveira@yahoo.com.br

    Explico: sou de Franca e já estamos nos organizando para conversarmos com o novo bispo. Tínhamos Missas Tridentinas até junho deste ano, quando o padre que as celebrava decidiu “dar um tempo” ao menos até a chegada do novo bispo. Agora que finalmente ele foi nomeado, podemos sonhar novamente com o retorno da Santa Missa.

    Por favor, todos os interessados entre em contato comigo.

    Alexandre.

  7. Caros, salve Maria!

    Também pertenço a diocese de Formosa e conheço pouco D. Roberto, mas cheguei, há alguns anos, a trocar e-mails com ele sobre a Missa Antiga, e ele, ao menos por e-mail, foi muito receptivo, dizendo que a Missa fazia parte da história da Igreja, que o santo Padre Bento XVI, Papa na época em que falamos, era favorável e que portanto ele não podia se opor, mas que para minha paróquia, Imaculado Coração de Maria, de Planaltina de Goiás, era prematuro, visto que não havia nem fiéis e nem padre que conhecessem suficientemente o rito, etc. Ele chegou ao ponto de me indicar a Missa que é rezada em Brasília, quando eu disse que já a conhecia e frequentava. Portanto, quanto à santa Missa, reforço que por e-mail ele foi muito receptivo, não sei se também o seria se eu tivesse conseguido formar um grupo, o que até tentei, mas não obtive sucesso, infelizmente.

    Também cheguei a trocar e-mails com ele sobre o “Pro Mutis”, mas ele parece não ter levado a coisa a sério, visto que, ao que parece, nada mudou na consagrações feitas na diocese, ao menos não tenho conhecimento de nenhuma mudança.

    Quanto as características gerais de um bispo, não está muito além dos demais que temos, talvez seja um pouco mais conservador, ao menos não é ultramodernista, mas é só.

    Aos amigos de Franca, procurem-no, pois se ele foi sincero comigo, deverá socorrê-los.

    Salve Maria!

    Cleber Lourenço

  8. Franca estava mesmo precisando de um bispo, pois o administrador proibiu a comunhão na boca durante a “epidemia” de um suposto vírus, se bem que o verdadeiro vírus pra mim chama-se modernismo.

  9. Pobre Franca…
    Que a Virgem Imaculada, a Senhora da Conceição possa proteger Sua cidade e Diocese…

  10. Muito bom bispo, zeloso, amante das almas.
    Mas, aqui para os comentaritas nenhum bispo presta, está dificil de opinar.
    mas para os devotos, e católicos sem mentes protestantes; um bispo, sucessor dos apóstolos, que vai trabalhar bem pela conquista das almas.

    Pe. Carlos.

    • Engano seu Pe. Carlos, alguns bispos brasileiros prestam sim e são devidamente homenageados neste blog nos posts e nos comentários.

    • Padre Carlos: apoio totalmente sua opinião. Nada está bom. Que mudem o mundo então quem não está satisfeito.

    • Conquistar almas é proselitismo, padre. Papa Francisco é contra esse tipo de coisa.

    • Não há problema em tentar mudar o mundo. O problema são pessoas da Igreja tentando entregá-la para o mundo. “Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia”. (São João 15, 19)

  11. A pergunta que não quer calar: tem a verdadeira missa em Formosa ou só a abominação de Bugnini?

  12. Caro Padre Carlos, a vossa bênção!

    O problema não é que nenhum bispo preste, e sim que os que prestam são tão raros, poucos, que é difícil vê-los no meio dos que não são bons como deveriam ser.

    Vide as homenagens e apoios manifestados aqui neste site e noutro como o Montfort, e veja que reconhecemos os que agem conforme o múnus que receberam.

    Para citar alguns:

    D. Bergonzine
    D. Pestana
    Os dois falecidos há pouco tempo.

    D. José C. Sobrinho

    D. Rossi Keller

    D. Sérgio da Rocha, que apesar de ser um tanto desconhecido no meio tradicional, tem nos ajudado e apoiado muito em Brasília, no tocante à Liturgia Tradicional.

    A vossa bênção, Padre Carlos!

    Cleber

  13. Sou de Formosa, fui cerimoniário dele e acólito da Catedral por muitos anos.
    Dom Paulo é uma pessoa maravilhosa de se conviver, muito humilde (até demais), entretanto como pastor lhe falta, acima de tudo, uma voz forte com seu clero. Os padres daqui fazem o que bem entendem em suas paróquias, como missas de cura, missas sertanejas, missas criuolas, missas de devoção que mais parecem rodas de atabaque, e ele nada faz, inclusive já tive a oportunidade de o presenciar celebrando missas sertanejas por diversas vezes. Ele não liga para beleza litúrgica, celebra missas apenas de túnica e estola e só veste suas 2 batinas em datas especiais (semana santa, Corpus Christi e ordenações). Também é relutante quando deve usar dalmática em ordenações e em 80% das vezes profere sua homilia sem mitra, e em 99% sem báculo.
    Já a respeito da missa de sempre, creio que não haverá problemas desde que ele não precise de celebrá-la, pois o mesmo sabe pouco de latim, e aqui mesmo em Formosa NUNCA houve qualquer inclinação para que ela fosse celebrada, isso é porque eu perguntei de padre para padre e nenhum quis. Mas isso não é culpa dele. Ele não é ligado à Teologia da Libertação, inclusive quando o reportei do que tinha presenciado na Diocese de Goiás ele se mostrou bestificado; tão pouco é ligado à tradição; quando ele celebra para o Caminho Neocatecumenal aqui na Catedral não há aberrações litúrgicas nas missas, apenas o “normal” como palmas.
    Em suma, Dom Paulo é um ótimo homem, e apenas lhe falta um pulso firme diante do clero.
    E respondendo a quem perguntou, infelizmente aqui só tem aquilo pregado por Bugnini, e creio que vai continuar assim…

    Mais perguntas?

  14. caro pe.carlos, um bispo para o sr, que eu conheco pessoalmente, e faco venia para ele, e nao tenho duvidas nenhuma em afirmar, que se grande parte do episcopado fosse um pouco parecido com ele a tao sonhada renovacao da igreja viria, sem falsidade e brincadeira, a igreja seria outra. seu nome e DOM ATHANASIUS SCHNEIDER.conte com as minhas oracoes caro pe.

  15. Talvez um ótimo homem e um péssimo bispo?!

  16. Conheci D.Paulo quando residia em Marilia onde foi ordenado Bispo, e na epoca ,pertencia a Paróquia Santa Rita na Nova Marilia. Tive o prazer de participar daquela comunidade na Pastoral Familia e estive em Retiro Espiritual junto com ele. Ele é uma pessoa maravilhosa, humilde enfim um verdadeiro irmão .
    Parabéns Dom Paulo. A sua benção.