Papa: Nossa Senhora não é um chefe dos correios, que dá mensagens diárias a videntes.

Vaticano, 14 de novembro de 2013 (Por TMNews.it- Tradução: Fratres in Unum.com ) – O espírito de curiosidade gera confusão e nos afasta do espírito de sabedoria, que, todavia, nos dá a paz: afirmou esta manhã o Papa na Missa celebrada na Capela da casa Santa Marta, no Vaticano. Bergoglio condenou alguns videntes, que consideram Nossa Senhora como “um chefe dos correios, que envia mensagens diárias” e convidou os fiéis a entender que “o Reino de Deus está no meio de nós ” e não necessita  “olhar para coisas estranhas ” .

Conforme informado pela Rádio Vaticano, a homilia do Papa começa com um comentário sobre a primeira leitura, tirada do livro bíblico da Sabedoria, que descreve “o estado de espírito do homem e da mulher espiritual”, do verdadeiro cristão e da verdadeira cristã, que vivem “na sabedoria do Espírito Santo. E essa sabedoria os leva avante com este espírito inteligente, santo, único, múltiplo, sutil“, um “espírito de Deus”, que “ajuda a julgar, a tomar decisões de acordo com o coração de Deus” e que “dá paz

Pelo contrário, no Evangelho – ressaltou o Papa – “somos confrontados com um outro espírito, contrário àquele da sabedoria de Deus: o espírito de curiosidade: É quando queremos aproveitar o projeto de Deus, o futuro da coisas, saber tudo, ter tudo na mão… os fariseus perguntaram a Jesus : ‘Quando é que virá o Reino de Deus?’ . Curiosos! Eles queriam saber a data, o dia… O espírito de curiosidade nos afasta do espírito de sabedoria, porque ele só está interessado nos detalhes, notícias, pequenas notícias todos os dias. E o espírito de curiosidade não é um bom espírito: é o espírito de dispersão, de afastamento de Deus, o espírito de falar muito. E Jesus também vai nos dizer algo interessante: esse espírito de curiosidade, que é mundano, nos leva à confusão.”

A curiosidade – prosseguiu Bergoglio – nos impulsiona a querermos sentir que o Senhor está aqui ou acolá, ou podemos dizer: “Mas eu conheço um vidente, uma vidente que recebe cartas de Nossa Senhora, mensagens de Nossa Senhora.” E o Papa disse: “Mas, veja, Nossa Senhora é Mãe, eh! E ela nos ama a todos. Mas ela não é um chefe dos correios, para enviar mensagens diárias“.

Essas inovações -- disse novamente – se afastam  do Evangelho, do Espírito Santo, da paz e da sabedoria e da glória de Deus, da beleza de Deus“. Porque “Jesus diz que o reino de Deus não vem para atrair a atenção: vem na sabedoria“. “O Reino de Deus está entre vós“, diz Jesus: é “esta ação do Espírito Santo que nos dá a sabedoria, que nos dá a paz. O Reino de Deus não se dá na confusão, assim como Deus não falou ao profeta Elias no vento, na tempestade“, mas “ele falou em meio a brisa suave, a brisa da sabedoria“: “Então, Santa Teresa – Santa Teresa do Menino Jesus – dizia que ela tinha sempre que parar à frente do espírito de curiosidade. Quando ela conversava com outra freira e esta  contava uma história, algo que a família, as pessoas, às vezes, passavam para outro tópico, e ela queria saber o final dessa história. Mas ela sentia que não era o espírito de Deus, porque era um espírito de dispersão, de curiosidade. O Reino de Deus está entre nós: Não se aproximem de coisas estranhas, não se aproximem dessa nova curiosidade mundana. Deixem que o Espírito os levem avante, com a sabedoria que é uma brisa suave. Este é o Espírito do Reino de Deus, do qual fala Jesus“.

18 Comentários to “Papa: Nossa Senhora não é um chefe dos correios, que dá mensagens diárias a videntes.”

  1. Uma mensagem clara de desaprovação de Medujorge

  2. O PAPA PAULO VI e OS VIDENTES:

    Por intervenção do Papa Paulo VI, os escritos referentes a novas aparições, manifestações, milagres, etc. podem ser espalhados e lidos pelos fiéis, mesmo sem licença da autoridade eclesiástica, contanto que se observe a Moral cristã geral.

    AAS – 58- (1966) – 1186

    O PAPA JOÃO PAULO II e MEDJUGORJE

    Os bispos italianos perguntaram ao Papa João Paulo II como proceder com relação aos fiéis que vão em romaria a Medjugorje. O papa responde: “Eles não rezam? Eles não fazem penitência? Eles não estão frequentando o Sacramento da Confissão? Eles não estão indo à Missa? Não é isso que vocês querem dos fiéis? Então deixem essa gente em paz. Lasciateli andare.” O mesmo papa declara a um grupo de Médicos italianos (1o de Agosto de 1989): “O mundo está perdendo o sentido do sobrenatural, e as pessoas vão procurá-lo e o encontram em Medjugorje.

    Através da oração, da penitência sacramental e do jejum, estão encontrando Deus em Medjugorje.”

    fonte: http://www.rainhamaria.com.br/estatico/cruz/cartaderomulo.htm

  3. “Nossa Senhora não é um chefe dos correios, que dá mensagens diárias a videntes.” (Papa Francisco)

    É a mais pura verdade! Isso é autêntica teologia mística. Fico pensando nestes tempos tão confusos em que cada um diz “uma verdade”, cada um tem uma profecia ou mensagem para dar, surge um Papa inaciano, quero dizer, um Papa formado na espiritualidade inaciana, que se destingue no discernimento dos espíritos! Isso é maravilhoso! O Papa Francisco é um papa da providência! Como também o foi Bento XVI!
    Essas palavras do Papa também me fazem pensar em São João da Cruz, grande místico que sempre alertava contra o desejo de visões e experiências místicas.

  4. Pois é… há Videntes e videntes, assim como há Papas e papas…

  5. Somente um homem escolhido por Deus, repleto do Seu Santo Espírito, para falar coisas tão edificadoras. VIVA O NOSSO SANTO PADRE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Num dia convida as pessoas a se afastarem das aparições de Nossa Senhora noutro dia goza com o rosário de Nossa Senhora. Distribuindo caixas que não têm nada que chame ao sagrado as suas faces, e fazendo de conta que ele é o farmacêutico distribuindo comprimidos contra os males do coração.

    http://news.yahoo.com/pope-jokes-hes-pharmacist-prescribing-prayers-135042299.html

  7. Depois dessas afirmações do Papa, o que ainda podemos esperar da comissão nomeada por Bento XVI com a finalidade de estudar as informações sobre as aparições de Nossa Senhora em Medjugorje? Aliás, também o Vaticano não impediu já a ida do vidente Ivan aos Estados Unidos? Ao menos por coerência, seria melhor mesmo dissolver – por ter sido ultrapassada – a aludida comissão. i

    • O Papa refere-se E BEM, ás aparições de Medjurge, que viraram um circo mediático de mensagens repetidas á exaustão.

  8. As aparições não são verdades de fé!, mas para que desmerece-las assim??? Ele acha que salva o mundo com essas palavras??? No dia que as palavras adocicadas do Papa Francisco levarem as pessoas a conversão, ao Rosário e a Confissão ele pode se levantar e dizer que as aparições são meras curiosidades!! Esse dia nunca chegará ,pois as palavras de Francisco beiram mais ao relativismo e passam longe do Catolicismo!!! Libera-nos Domine!!

  9. Bom que o papa tenha se manifestado contra essas “aparições” modernas absurdas, mas é incrível como mesmo quando ele defende o certo ele erra. Se “o Reino de Deus já está no meio de nós”, como ele argumentou, então deveríamos abolir uma das petições do Pai Nosso. Se o papa está certo, o Vaticano precisa “aggiornar” a Oração que Nosso Senhor ensinou aos apóstolos…

  10. Rá! Dá-lhe turíbulo!!

  11. Parece que Anthony Garotinho, Rosinha Mateus e Cidinha Campos (esta parece despontar como novo ídolo fagtrad) ocuparam o mercado campista, salvando aquela cidade de mais esse fenômeno no catolicismo pós-conciliar.

  12. Deus apareceu aqui no mundo, nascendo numa estrebaria, sujeito a todas as necessidades fisiologicas humanas, e ficou falando durante 33 anos. Foi muito pouco ouvido e até assassinado na periferia de uma cidade entre escarros e deboches.
    Que idéia, né! que coisa mais sem pé nem cabeça. Quem pode acreditar que Deus escolheria um jeito desse de agir? Será que é porque os pensamentos de Deus estão mais distantes dos nossos do que o céu está da terra?
    Ainda bem que o papa só é infalível em certos e determinados pronunciamentos. Mas que tem gente que não gosta dele e que agora vai aplaudir, isso tem. Aliás, já começou.

  13. Realmente, Nossa Senhora nunca teve este título. Todavia, em virtude da desobediência da Igreja (leia-se: alta cúpula) em cumprir suas recomendações (Fátima: consagração da Rússia e não do mundo), dentre outras. Mas o papa Francisco está equivocado, pois desde sempre, Nossa Senhora transmite ao mundo mensagens da parte de Deus. Lamentável tal declaração. Pior, num tom de ironia no trato das coisas sagradas. Em Fátima, na primeira aparição, a Virgem prometeu: “Depois voltarei ainda aqui uma sétima vez”. Seguiram-se seis aparições, de maio a outubro de 1917. Sobre a vindoura sétima aparição, ainda paira um mistério. Por quê o Vaticano ainda não revelou a segunda parte do Terceiro Segredo de Fátima? Com a palavra, o papa Francisco…

    • O Papa é bem claro quando fala “mensagens DIÁRIAS”
      Nesses videntes que a todo instante “vêm Nossa Senhora” não se encontra o mesmo testemunho de vida se comparado aos outros videntes nas aparições reconhecidas pela Igreja como a que você citou de Fátima. Por isso não se pode ser precipitado em chamar qualquer coisa de sagrada. Temos que ter muita prudência pois mesmo que de fato se vejam “sinais” antes disso devemos procurar discerni-los através das escrituras e da doutrina da Igreja com auxílio do Espírito Santo.
      Quanto a “segunda parte” do terceiro segredo de Fátima é invenção do povo.

  14. Que pancada do Santo Padre …

  15. O Papa está certíssimo..´Há pessoas que dizem receber rolos e rolos de fax com mensagens de Nossa Senhora…Nossa Senhora não é a senhora do silêncio? Por outro lado, a maior manifestação divina já temos: JESUS NO SANTISSIMO SACRAMENTO..E mesmo assim procuram “bengalas” para se apoiarem…Pela árvore se conhecem os frutos: não vejo ninguém se converter ou amar mais o seu próximo em função de ter ouvido mensagens…se nem o Evangelho os convence quanto mais as mensagens…

    • Concordo, mas não devemos esquecer que existem aparições aprovadas pela Igreja as quais a Igreja não nos obriga a acreditar, pois toda a revelação necessária para a salvação já se concretizou em Cristo. Porém, sendo bons cristãos não devemos desprezar as aparições aprovadas pela Igreja as quais os videntes deram testemunhos de vida (diferentemente destes que parecem fazer de Nossa Senhora um sensacionalismo), elas servem para aumentar o fervor espiritual de muitos, mas não devem ser a base de nossa fé.
      Como uma boa leitura aconselho ler o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem de São Luiz Grignion de Montfort. É considerado o livro que melhor fala de Nossa Senhora.