Foto da semana.

 

Verastegui

A virtude, sempre e em todas as circunstâncias, é possível – Foto publicada no facebook pelo ator Eduardo Verástegui, com a seguinte descrição: “Minha primeira vez servindo em uma Missa Tridentina, foi incrível, obrigado Padre Gerónimo. Pax Domini! #latinmass”. Créditos: Secretum Meum Mihi.

A seguir, texto (inclusive os erros) de Wikipedia:

“Eduardo reafirmou seu catolicismo após realizar em Hollywood o filme “Chasing Papi”, onde uma professora de Inglês fez ele refletir sobre o vazio de sua vida e perceber que, segundo nas suas palavras era “um vazio por dentro”. O padre mexicano Juan Rivas, lhe ofereceu ajudar e ofereceu-lhe alguns livros que em que aos pouco Eduardo foi descobrindo a vida cristã.

Começou a freqüentar diariamente a missa e de outro padre, o Padre Francisco, propôs uma confissão geral. Após uma longa preparação, Eduardo Verástegui fez uma confissão de três horas de duração com Padre Justin. Isso é o que o ator considera o seu segundo período de conversão. “Eu percebi que não nasceu para ser um ator ou qualquer outra coisa, mas para conhecer, amar e servir Jesus Cristo” disse ele.

Então, com a audácia de sua decisão ele vendeu todos os seus bens, e decidiu ir para o Brasil como um missionário, mas o padre Juan Rivas, fez ele ver que onde deveria estar era aonde estava em Hollywood, por que Cristo era ainda mais necessário do que na selva. Assim, Eduardo Verastegui criou com Leo Severino, a produtora Metanoia Filmespara fazer filmes a serviço da esperança e da dignidade humana.

O filme Bella é a primeira obra desta empresa, que ofereceram a Nossa Senhora de Guadalupe e que venceu o “Toronto Film Festival” contra todas as probabilidades. Ele também criou um estudo bíblico para atores e diretores, um encontro em Hollywood para aqueles que procuram algo mais do que fama. Por cinco anos, o mulherengo “latin lover” viveu feliz e radiante em castidade, se sente livre, reza o rosário e vai à missa diariamente, e apesar disso se tornou uma referência contra cultural no círculo de Hollywood.

Eduardo Verástegui foi muito ativo na luta contra a liberalização da interrupção voluntária da gravidez, ele acredita que é um crime contra a humanidade e contra as mulheres. Tem participado em inúmeras campanhas de sensibilização e divulgação sobre a realidade do aborto”.

11 Comentários to “Foto da semana.”

  1. “[...] e decidiu ir para o Brasil como um missionário, mas o padre Juan Rivas fez ele ver que onde deveria estar era aonde estava em Hollywood, por que Cristo era ainda mais necessário do que na selva.”

    Oi? Moramos na selva? kkkkkkkkkkkkkkk

    • E não moramos?
      Qualquer pessoa de bom senso, tenha ou não morado fora deste tristemente vergonhoso país, entende que aqui é uma selva habitada por humanos orgulhosos de sua baixeza.
      Lógico que eventualmente, lá e cá, temos exceções. Assim como Eduardo Verástegui a é Hollywood.
      Não demora e Nossa Senhora solta a mão de Seu Filho para que Ele faça justiça nesta outrora Terra de Santa Cruz.

  2. Conheci Verastegui numa palestra em Brasília. De fato, uma história comovente de conversão.

    Só foi um pouco infeliz a fala: “fez ele [Eduardo] ver que onde deveria estar era aonde estava em Hollywood, por que Cristo era ainda mais necessário do que na selva”, típica de quem nunca esteve no Brasil.

    • Semana passada um policial tomou uma flechada de um índio em plena capital da República.

      Assim sendo……

  3. O que é interrupção voluntária da gravidez, citada no texto? Conheço apenas algo mais simples e mais horrendo, que é o assassinato frio de crianças indefesas e inocentes,algumas vezes para espiarem, com pena de morte, crimes de pais estupradores.Quando usamos a linguagem do adversário( gay, homofobia, interrupção voluntária da gravidez, direitos reprodutivos, etc) estamos colaborando com ele, na guerra semântica. Não existem gays, mas boiolas( viados, frangos, qualiras, frescos, usemos palavras do português do Brasil);não existe interrupção voluntária da gravidez, mas aborto criminoso.Não existem direitos civis decorrentes de “união” registrada em cartório para alienados sexuais, existem pecados e doenças mentais a serem sanados.

  4. Deo Gratias!

  5. “Na selva”.
    É fácil compreender porque o padre se expressou sessa maneira
    A grande maioria dos missionários que são enviados dos EUA para o Brasil, são enviados para o interior do país, e especialmente para o norte, que é uma região de selva, limítrofe com outros países também em regiões de selva da America do Sul. Simples assim.