Excesso de trabalho faz soar o alerta sobre saúde de Francisco.

Por Fratres in Unum.com – “Leve indisposição”. Assim justificou a Sala de Imprensa da Santa Sé o cancelamento de alguns compromissos do Papa Francisco por dois dias consecutivos, segunda e terça-feira da última semana. O cansaço seria decorrente da Missa de Pentecostes e do encontro nos jardins do Vaticano com os presidentes de Israel e Palestina, recebidos para uma jornada de oração pela paz. Dois intensos compromissos realizados em um mesmo dia. A suspensão das atividades incluiu até a Missa com fiéis na Casa Santa Marta — Francisco preferiu celebrar privadamente.

Junho de 2013 – Concerto na Sala Paulo VI pelo Ano da Fé. A primeira e mais marcante ausência do pontificado de Francisco não foi por motivo de saúde: o Papa preferiu continuar trabalhando. Agenda abarrotada de Pontífice causa preocupações quanto a sua saúde.

Os problemas persistem: hoje, 17, o Papa teve febre e cancelou outros compromissos, embora tenha mantido a audiência com membros do Superior Conselho de Magistratura da Itália, um dos eventos remarcados, pois fora cancelado na semana anterior. Ao chegar, atrasado, justificou-se revelando o fato.

Nestes meses de verão europeu, a agenda de Francisco se torna mais leve, como de praxe para essa época do ano. As audiências de quarta-feira são suspensas e também as Missas com fiéis na Casa Santa Marta. Todavia, neste ano, diferentemente do que fez no ano passado, Francisco deve tirar férias, indo eventualmente para Castel Gandolfo, como lhe sugeriu o seu homem forte, Cardeal Maradiaga.

O fato é que o excesso de compromissos e a agenda frenética têm comprometido a saúde do Bispo de Roma. Ao se encontrar com 50 mil desportistas no sábado, dia 7, o Papa Bergoglio gerou especulações sobre suas condições ao dizer: “Abençoo e rezo por vocês, e peço-lhes que rezem por mim, para que eu também faça meu jogo, que é o jogo de vocês, o jogo de toda a Igreja! Rezem por mim para que possa levar este jogo até o dia em que o Senhor me chamar para Ele. Obrigado”.

O pessoal em torno do Papa minimizou tanto as palavras como as repetidas indisposições. Além de seus conhecidos problemas nas costas, nas articulações dos joelhos e no pulmão, bem como o visível ganho de peso desde que subiu ao Sólio Pontifício, de acordo com os que são próximos do Pontífice, não há com o que se preocupar.

Por recomendação médica, o Papa deveria ter uma sesta de 45 minutos diariamente, porém, Francisco frequentemente não a observa. Em 17 de março, quando almoçou até às 16 horas com Cristina Kirchner, por exemplo, partiu diretamente para uma reunião previamente agendada.

Em maio, Francisco já havia cancelado compromissos — a visita agendada para o Santuário do Divino Amor foi postergada para data ainda não definida. Também em 28 de fevereiro, o Papa cancelou sua ida ao Seminário Romano. Todos os cancelamentos por conta de “leves indisposições”.

Tags:

24 Comentários to “Excesso de trabalho faz soar o alerta sobre saúde de Francisco.”

  1. Interessante que um outro Franciscano, Padre Pio de Pietrelcina ficava 12 horas no confessionário ministrando sacramento e orientação espiritual, rezava 16 rosário e não tinha fadiga…

  2. Quem disse que o Padre Pio não tinha fadiga?

  3. Pelo visto sua aposentadoria será mais rápida, para o alivio de muitos, que o esperado.

  4. Com quase 80 é mais do que esperado.

  5. rsrsrsrs boa Lucas!

  6. risinhos meus também: ri, ri ri….

    Um senhor da idade dele deve para cumprir com suas funções essenciais e importantes e deixar o supérfluo para com tiver melhor disposto.

    Pode ser o efeito do batismo do “Espirito” que recebeu recentemente dos “carismáticos”. Coisa bastante supérflua, para dizer o mínimo.

  7. Dele estar cansado e precisar descansar, sem problemas afinal, independente de sua posição ele é um idoso, porém se nas vezes em que aparecesse (que fosse uma por semana) ele mantivesse a coerência em seus discursos e em suas ações, não haveria problema.

  8. O papa é uma pessoa idosa (77 anos, ele é de 17/dez/36). Eu, nos meus poucos 47 anos não tenho o pique dele, muito menos de Bento XVI. O papa João Paulo II tinha uma saúde bastante frágil, mas não abdicou, levando a sua cruz até o fim. Nos termos da profecia de S. Malaquias, o papa Francisco seria o último papa. Por outro lado, o papa emérito Bento XVI seria o “bispo vestido de branco”. Só o tempo, senhor da história, nos revelará a verdade. Muita água correrá daqui pra frente…

  9. Quando ele se recolhe para descansar, o orbe católico descansa duas vezes mais e é poupado de declarações lamentáveis, relativismo doutrinário, más ações de governo e gestos escandalosos. Espero que os médicos dêem a ele muitos dias de descanso, e que ele os obedeça. Até nós precisamos de um recesso de bergoglicies…

  10. Saúde e longa vida ao Papa Francisco!

  11. Lucas Janusckiewicz, onde lestes que o Padre pio nao tinha fadiga?

    F. Xavier quanto ao seu comentario eu deixo S. Paulo responder:
    Recebestes o Espírito Santo, quando abraçastes a fé? Responderam-lhe: Não, nem sequer ouvimos dizer que há um Espírito Santo!
    Então em que batismo fostes batizados?, perguntou Paulo. Disseram: No batismo de João.
    Paulo então replicou: João só dava um batismo de penitência, dizendo ao povo que cresse naquele que havia de vir depois dele, isto é, em Jesus.
    Ouvindo isso, foram batizados em nome do Senhor Jesus.
    E quando Paulo lhes impôs as mãos, o Espírito Santo desceu sobre eles, e falavam em línguas estranhas e profetizavam.

    Atos 19:2-6

    Por fim deixar uma nota, eh extramamente triste ler comentarios de pessoas que se dizem catolicas e ainda por cima de um catolicismo que apregoam ser melhor do que o dos outros e depois fazerem comentarios deste tom.

    Realmente o evangelho de hoje eh apropriado para voces.

  12. Trabalho incessante… para edificação ou para a destruição?

  13. Oh Hugo, Não quero mudar de assunto – a questão do post é a saúde do Papa. Ele realmente deveria descasar em momentos de pouca relevância, como esse encrontro com os carismáticos.

    Mas acho que senhor está em site errado, procure um site onde está a turma do “Sola Scriptura”.

    Talvez lá ache alguém que se interesse em discutir as escrituras e, imbuídos de um “espirito desconhecido”, retirem livremente uma interpretação dos versículos indicados pelo senhor.

    Papa é homem idoso, espero que não esteja, mesmo por indicação médica, pensando em aposentação logo depois do sínodo deste ano. Ele tem muitas tarefas essenciais à fé para cumprir.

    • Caro J. Bosco

      Carismaticos ou nao, todos sao catolicos e todos devem respeito ao Papa. Porque o encontro com os carismaticos que contam com 100 milhoes de catolicos eh de pouca importancia e o cruzar de mais duzia de palavras com Dom Bernard Fellay faz correr rios de tinta entre as hostes do catolicismo tradicionalista?

      Eu estou longe de ser tradicionalista mas aprecio muito participar quando possivel no rito extraordinario. Mas nao percebo e considero pouco fraternal a forma como menosprezais o renovamento carismatico. Para alem disso o renovamento carismatico brasileiro nao eh o representante do renovamento carismatico mundial.

      E sola Scriptura??? Caro senhor o que eh que esta escrito? Que exegese faria o senhor desta passagem? Que interpretacao desconhecida?

      Mas voltando ao post, tanta tradicao tanta tradicao mas os deveres mais basicos de um cristao que sao a caridade e a misericordia onde ficam? Eh do Papa que estamos falando, mas nem que fosse um sem abrigo, nao me parece que seja esta a forma de falar:

      Pelo visto sua aposentadoria será mais rápida, para o alivio de muitos, que o esperado.

    • Senhor Hugo,

      Se me for permitido uma digressão do post:

      Não faça da situação do Santo Padre uma oportunidade de difamar os católicos, que lutam pela sã doutrina, parecem maus.

      O senhor alega:

      “Mas voltando ao post, tanta tradicao tanta tradicao mas os deveres mais basicos de um cristao que sao a caridade e a misericordia onde ficam? Eh do Papa que estamos falando, mas nem que fosse um sem abrigo, nao me parece que seja esta a forma de falar:

      “Pelo visto sua aposentadoria será mais rápida, para o alivio de muitos, que o esperado.”(comentário de Roberton Kent)

      Este comentário, que acho realmente um tanto insensível com a pessoa humana, ainda mais em se tratando da pessoa do Papa, claro ele é especial sim, talvez o senhor duvide disso tanto quanto ele.

      Bom, para eu me corrigir, digo ao senhor, que rezo e rezarei sempre, com a graça de Deus, pelas necessidades espirituais e temporais do Santo Padre.

      Ocorre, também, que o senhor disse não ser tradicionalista, nem havia necessidade. E que eu menosprezo os “carismáticos” – termo tomado erradamente, pois, na verdade; são neopentecostalistas. Carismáticos são santos que, para converterem pecadores contumazes, recebiam dons sobrenaturais(carismas) de Deus para dar-lhes provas da verdadeira doutrina revelada, fazendo-os, com exemplos de milagres (próprios de cada um), emendarem suas vidas – e sendo verdade o meu menosprezo em tudo que é contrário ao catolicismo, não nego que o Papa perdeu uma oportunidade de falar a verdade, que ele bem conhece, dos erros dessas cem milhões de pessoas(quanta pressão! Cem milhões?!). Comunicando a elas o espirito de Jesus Christo, dando-lhes as instruções da Religião Católica.

      Veja que seria um ato autentico, e bem relevante, de ecumenismo(sentido inequívoco da palavra), tirando tantos milhões do erro, em companhia dos sucessores dos apóstolos, os cardeais ali presentes.

      Fato que lamento, devido a perda de tempo, ainda se deixando-se “batizar no Espirito” que, segundo o artigo de http://www.rccbrasil.org.br/artigo.php?artigo=935 em dia 23/06/2010 às 11:20:12, significa:

      “É, em suma, a redescoberta experiencial, na fé, de que Jesus é Senhor pelo poder do Espírito para a glória do Pai”

      Será que o Papa Francisco já havia esquecido disso? Deixando-se ser “batizado” por um espirito protestante. Veja como isso cansa mesmo uma pessoa.

      Quanto as leituras e exegeses que me pediu não vou faze-lo, pois já há o Sagrado Magistério da Igreja que nunca ensinou tais importações dos hereges protestantes.

      O senhor também faz distinção entre o a rcc internacional e o “renovamento carismatico brasileiro”, filhote daquele, mas não vejo muito de diferente. Pois se o internacional é pior que o brasileiro, então que eu nem venha a conhecer. Pois naquele mesmo dia, na cn, estava passando lá uma festinha em comemoração desse dia. E o anfitrião era o Monsenhor Jonas Abib. Qual a diferença?

      Mas pesquisando pela caixa de pesquisa da google, eis que encontrei, inesperadamente, o site de um apologista protestante que se identifica assim:

      “Quem sou eu? Cristão. Evangélico. Pecador. Apaixonado por Deus. Totalmente dependente da graça e da misericórdia dEle.”

      e: DOM DE LÍNGUAS E BASTIMO COM O ESPÍRITO SANTO

      [http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1079782678]

      Perceba as semelhanças. São tantas que realmente essa não é mais a mesma Igreja que conheci.

      Parece a profissão de fé do clero moderno: “Quem sou eu? Cristão. Evangélico. Pecador. Apaixonado por Deus. Totalmente dependente da graça e da misericórdia dEle.”.

      Que coisa!

      Despeço-me e desejo melhoras para Sua Santidade.

  14. Lucas Janusckiewicz Coletta se tivesses uma semana de trabalho do Papa Francisco, ou de qualquer Papa, estaria de coma no hospital.

  15. Senhores eu replico,

    nunca li qualquer reclamação de que ele tinha fatiga e assim também com Santa Faustina. As vezes ficavam a noite inteira que era a hora do repouso em constantes ataques diabólicos, passavam a madrugada em oração e ao amanhecer quando os demônios iam embora tinham que cumprir com as obrigações da casa.

    Ora, é claro que qualquer trabalho que fazemos cansamos. o trabalho manual pode até cansar fisicamente, o trabalho intelectual cansa mais, mas o trabalho espiritual, a oração cansa mais não é?

    Vejamos a vida de São Pio X, que é claro teve resfriado, mas sempre foi um defensor infatigável da fé. Na sua biografia não se fala de que teve fadiga.

    Pois é, na hora do futebol, da festinha com os amigos ninguém tem fatiga ou compromissos com “familia”, mas vá marcar de rezar um terço (não um rosário completo), tudo mundo reclama de dor na ponta do cabelo e etc.

    • Caro Lucas,

      Eh claro que nao conhece Sw Faustina. Como nao sei se fala polaco ponho a versao em portugues:

      Ajudai-me, Senhor, para que sejam misericordiosos também os meus pés, para que levem
      sem descanso ajuda aos meus irmãos, vencendo a fadiga e o cansaço (…)

      Uma vez, cansada dessas diversas dificuldades que tinha por causa de Jesus falar-me e exigir a pintura da Imagem, decidi firmemente, antes dos votos perpétous(…)

  16. Cada alma recebe particulares disposições da parte de Deus para desempenhar sua missão. Não igualemos Anchieta a Margarida Maria, por exemplo.

    No caso em questão, como o Papa Francisco está constantemente sob o foco da mídia, naturalmente que qualquer tropeção no tapete é alvo de milhares de flashes.

    Deve, no entanto, respeitar os limites de sua constituição física. Mas inspira admiração pela vontade de entregar a vida pela Igreja. Mostra-se um apaixonado pela vocação e missão que recebeu do Alto.

  17. O Papa hoje não ingressará a Procissão do Corpus Christi, mas esperará em Santa Maria Maior que a procissão chegue ali, para dar a bênção…

  18. Oremus Pro Pontifice Nostro FRANCISCO
    Dominum conservet eum et vivificet eum,
    Et beatum faciam eius in terra,
    Et non tradat eum in animam inimicorum eius.
    Amem