A guerra dos liberais contra Dom Cordileone.

Por Gercione Lima | Fratres in Unum.com – Quando o arcebispo Salvatore Cordileone desembarcou no Aeroporto Internacional de San Francisco pra assumir aquela Arquidiocese, trouxe uma bagagem pesada demais para os liberais suportarem: pró-vida, pró-família e pró-liturgia tradicional.

Dom Cordileone segura faixa em Marcha pelo Casamento: "Toda criança merece uma mãe e um pai".

Dom Cordileone é um dos que seguram faixa em Marcha pelo Casamento Tradicional: “Toda criança merece uma mãe e um pai”.

Cordileone tornou-se líder nacional de um movimento religioso contra o casamento gay. Ele dirige a Subcomissão para a Promoção e Defesa do Matrimônio da Conferência dos Bispos dos EUA e teve um papel fundamental na arrecadação de  fundos para aprovação da famosa Proposição 8, um plebiscito que proibiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, no Estado da Califórnia, em 2008.

A medida mais tarde foi derrotada por ativismo judicial e considerada inconstitucional, permitindo que os casamentos homossexuais voltassem a ser realizados no estado.

Embora tendo perdido essa primeira batalha, Cordileone continuou firme em sua oposição franca ao chamado “casamento gay” ao declarar: “O combate final do Maligno é o ataque ao casamento” .

Desta vez, quem está por trás dos ataques ao Arcebispo Cordileone é a líder dos Democratas e pseudo-católica Nancy Pelosi que, citando a famigerada frase do Papa Francisco: “quem sou eu pra julgar”, resolveu declarar guerra aberta ao Arcebispo e encabeçar uma campanha de difamação e ataques contra o líder da Igreja em San Francisco.

O motivo da celeuma foi a participação do Arcebispo na Marcha pelo Casamento Tradicional, que aconteceu no ultimo dia 19 de junho em Washington DC.

A Marcha pela Familia é um evento que atrai milhares de americanos e organizações que apoiam o casamento tradicional. A multidão faz o percurso que vai do prédio do US Capitol ao prédio da US Suprema Corte.

Mas, quem, afinal é o Arcebispo Salvatore Cordileone? Salvatore Joseph Cordileone (“Coração de Leão”) nasceu no dia 5 de junho de 1956 em San Diego, Califórnia, numa família de origem italiana. Estudou no St. Francis Seminary de San Diego, no North American College e na Universidade Gregoriana de Roma. Foi ordenado sacerdote no dia 9 de julho de 1982 e fez pós graduação em Direito Canônico em Roma entre 1985-1989.

Entre 1985-1991 serviu como oficial do Tribunal da Diocese de San Diego e de 1989 a 1991 como secretário do Bispo diocesano. Entre 1991-1995, foi pároco em Nossa Senhora de Guadalupe em Calexico, California.

Entre1995-2002, foi chamado a servir como oficial do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica em Roma, onde foi fortemente influenciado por seu amigo e mentor Cardeal Burke.

No dia 05 de julho de 2002, foi apontado por João Paulo II como Bispo auxiliar de San Diego e, em Julho de 2012, Papa Bento XVI o nomeou Arcebispo de San Francisco na Califórnia.

A indicação do Arcebispo Cordileone foi vista pelos ativistas gays como uma estaca cravada no coração do movimento gay americano e como o último golpe de Bento XVI contra esse movimento.

De fato, a chegada de Dom Salvatore Cordileone foi como um terremoto naquela Arquidiocese, que por anos se viu dominada por toda sorte de liberais. Uma de suas primeiras medidas foi coibir a Associação Católica de Ministérios para Gays e Lésbicas, ou CALGM, ao obrigá-los a assinar um termo de compromisso ou juramento de adesão à Doutrina Católica.

Outra medida foi a proibição de missas com a presença de drag queens e, finalmente, o seu amplo apoio para a celebração da Missa Tradicional em latim, bem como a sua participação ativa em várias dessas celebrações.

OREMUS PRO EPISCOPO NOSTRO Salvatore Cordileone! Que Deus confirme em sua graça esse Coração de Leão e que lhe ilumine com a sabedoria do Salvador para salvar as almas de boa vontade da Arquidiocese de San Francisco!

13 Comentários to “A guerra dos liberais contra Dom Cordileone.”

  1. No próprio texto o sinal da influência do capeta na Igreja. Nancy Pelosi, que se diz Católica, investe contra a doutrina Católica representada por Dom Cordileone. E a argumentação da Nancy, fundamenta-se em palavras do Francisco. Não deveria ser ao contrário…?!

  2. Ler essa notícia alegra o meu coração em meio a essa tempestade que assola a vida contemporânea da Igreja.

  3. Ao meu tambem Thiago. Nota-se que a profecia de Dom Bosco está se concretizando. O retorno às duas colunas.

  4. Graças a Deus que ainda existem santos sacerdotes; sacerdotes destemidos, que defendem o rebanho, que não têm compromisso com os modismos do mundo, mas querem mais é agradar a Deus. Não têm medo da verdade e nem de perseguições por causa da mesma. Como precisamos de santos bispos orantes, piedosos e tementes a Deus.

  5. Quem souber inglês, vale a pena ouvir a homilia. Lá pelos 49.15 do video ele diz algo que todo Católico tradicional defende: “Se nós não respeitamos Deus e o sagrado, nós também não respeitaremos o próximo”.

  6. Subcomissão para a Promoção e Defesa do Matrimônio da Conferência dos Bispos dos EUA. Existe algo similar na CNBB?

  7. “A indicação do Arcebispo Cordileone foi vista pelos ativistas gays como uma estaca cravada no coração do movimento gay americano e como o último golpe de Bento XVI contra esse movimento.” ( II ).

    O S. Pontificum foi visto pelos demolidores enlouquecidos do pós Concílio e endeusadores do mesmo Concílio, como ponto de partida da Igreja, renegando todo seu passado, como um golpe mortal do saudoso Papa Bento contra a destruição da Liturgia. O movimento desencadeado a partir de então não tem mais volta, graças a Deus, um bom número de padres, mesmo no Rito atual, celebram retamente, escorraçam da Igreja o ieieie esdrúxulo e asqueroso implantado pelos inferno no Templo Santo…

    No fundo Bergóglio e bergoglianos sabem que não terão êxito em sua investida contra a LITURGIA…

    Seminários na linha bergogliana estão sobrevivendo a rasto com uma dúzia de gatos pingados, deformados e patéticos, que insistem, perversamente, em dá soco em ponta de faca, insistem em colher figos de espinheiros, como se fez na Igreja há décadas, depois do Concílio, e em nome desse…

    Em mais uma e triste patacoada de Bergóglio na entrevista que deu ao ateu italiano Scalfari,onde o Papa dá mais uma de suas escorregadas feia e pouco inteligente sobre o celibato, o cardeal Brandmuller, com luva de pelica, cala a boca do ateu e do Papa com uma aula MAGISTRAL sobre os alicerces escriturísticos e patrísticos do CELIBATO…

    Continuemos nossas orações… Nossa Senhora nunca falhou…
    Deus é o Senhor da Igreja e de nossa vida!

  8. Sim Ana Luna!llConcordo com você mas encontrar religiosos assim como descreves ..na atual Igreja Católica. ..significa procurar agulha num palheiro. .Existem…mas são poucos milagrosos exemplares infelizmente! Oremos!

  9. O Arcebispo de Roma sabia que estava dizendo: ‘sou favorável à prática do homossexualismo e não a considero pecado”, quando disse sua infeliz frase: quem sou eu para julgar?( de passagem: é um Padre, ordenado para JULGAR e dar absolvição, ou não).Sabia que ela seria utilizada crescentemente pelos que querem fazer crer que a igreja Católica é uma ONG, que decide e desdecide como qualquer outra associação leiga, por deliberações de dirigentes e assembleias.Se não soubesse( santa ingenuidade, Batman! ), seguramente viu como ela foi repetida e utilizada pelos inimigos do Credo e da Devoção, assim como da Vida Pia e Santa.Ele quer incentivar, apoiar, incrementar todos estes movimentos mentirosamente chamados católicos, dirigidos à criação de uma outra igreja com proposições, vagas, ” inclusivas” ( menos dos tradicionalistas, ” homofóbicos”, conservadores, etc), que busca arrebanhar ” seguidores” para encherem salas, baterem palmas, darem saltinhos,financiarem quermesses, feirinhas da pechincha, ” pastorais”, ” trilhas e caminhadas”, ” reflexões”. É preciso que se multipliquem líderes católicos como o Arcebispo Cordileone( Coração de leão) e que usem suas legítimas autoridades para criarem movimentos INTELIGENTES, CRIATIVOS, EFICAZES, de católicos romanos que, pelo número, pelo testemunho, pela santidade e inteligência das palavras e ações, crie crescentes dificuldades aos movimentos anti católicos e anti humanos que pululam , como joio agitado, entre o Trigo Católico, levando-os à desmoralização, enfraquecimento e morte. Para isto, é preciso desmascarar os lobos transvestidos de ovelhas e, com caridade para com todos, atacar diretamente as heresias, as indecências e todos os males propostos, assim como aqueles que são símbolos dos mesmos, que não devem ser condenados em nossos corações, mas condenados socialmente, teologicamente, politicamente, de modo claro e explícito, por todos nós, em público.E nós aqui somos os de boa vontade, ainda não santos, a caminho, cheios de pecados, mas querendo livrar-se de todos eles e, amando a todos, querendo o esclarecimento e a salvação de todos.

  10. BRAVÍSSIMO, Arcebispo “Cor Leonis”.

  11. Que Nossa Senhora o abençoe e proteja.