“Quam bonum est et quam jucundum, habitare fratres in unum”

 

 

 

Cântico das peregrinações. Oh, como é bom, como é agradável para irmãos unidos viverem juntos.

 

 É como um óleo suave derramado sobre a fronte, e que desce para a barba, a barba de Aarão, para correr em seguida até a orla de seu manto.

 

 É como o orvalho do Hermon, que desce pela colina de Sião; pois ali derrama o Senhor a vida e uma bênção eterna.