“Estou nas mãos de Deus, quem sabe…”

É o que responde Dom Ranjith ao ser questionado por Bruno Volpe se permanecerá no seu atual cargo, secretário da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos.

Esperamos que ele deixe o cargo não para retornar ao Sri-Lanka, como diziam boatos antigos, mas para assumir a Prefeitura da Congregação, já que o Cardeal Francis Arinze será logo substituído por motivo de idade.

2 Responses to ““Estou nas mãos de Deus, quem sabe…””

  1. Uma grande pena. Já que Monsenhor Ranjith não poderá mais lutar em Roma, então, que faça um excelente trabalho, pelo menos na sua terra natal.

Trackbacks