“Eles socavam as hóstias restantes em suas bolsas”

(kreuz.net) Depois da missa do Papa no santuário de Nossa Senhora no sul da França, Lourdes, graves sacrilégios foram cometidos.

Isso foi reportado pelo jornalista e testemunha alemão Alexander Smoltczyk – vaticanista da anti-clerical revista ‘Der Spiegel’ – em 14 de setembro.

Após o final da missa papal de Bento XVI e o êxodo da maioria do clero, alguns assistentes da missa aproximaram-se das credências em frente à mesa-altar, sob a qual incontáveis vasos sagrados contendo as Sagradas Hóstias consagradas remanescentes da celebração foram postos. Os vasos sagrados estavam descuidados. Também patenas com mais hóstias nelas foram colocadas nas credências.

Assistentes da missa [turistas? peregrinos?] se jogaram em direção a essas credências e sem nenhum escrúpulo começaram a encher suas bolsas, bolsos e casacos com as Sagradas Hóstias remanescentes, para todos verem, como Smoltczyk. “Eles encheram suas bolsas com a santa comunhão inteiramente e desinibidamente”.

Conforme a versão do jornalista, apenas um único bispo interveio. Mas apenas depois de outro casal de [supostos] peregrinos começaram a mergulhar seus dedos nos cálices contendo o precioso sangue remanescente, visando molhar suas testas com ele. “Não, não! Isso não é certo!” – o bispo supostamente disse.

Ao mesmo tempo – atrás do bispo que interveio, e depois de inúmeras hóstias sagradas terem sido roubadas por supostos devotos do papa – uma senhora loira tomou lugar sob o grande trono de maneira, onde há poucos momentos o Papa Bento XVI sentou-se, e deixou-se fotografar em diferentes poses.

Escoteiras do norte da Espanha posaram em torno do altar, como se estivessem tomando vinho em torno de uma mesa de um bar.

Neste meio tempo, reporta o jornalista Alemão, “uma senhora idosa e aparentemente frágil de maneira bem sucedida tentou esconder todo tipo de panos sagrados usados em suas bolsas”.

E enquanto inimagináveis sacrilégios contra a eucaristia (deixada totalmente vulnerável pelo clero que deixou o lugar numa pressa para seguir o evento papal no centro da cidade) e roubos ocorriam a poucos metros, devotos do Papa começaram a beijar e a afetar tudo que o “Santíssimo Padre” havia andado ou sentado sobre há quinze minutos atrás.

“Essa cena era inacreditável, estou ainda apavorado”, escreve Smoltczyk, enquanto esfrega os olhos.

Fotos (clique nas imagens para ampliá-las):

Atenção (19/09/08, às 13:10): A publicação em Angelqueen alerta que as fotos não foram tiradas enquanto ocorriam as ações, mas são representações do ocorrido. Aguardaremos esclarecimentos.

Fonte: Angelqueen. Original: Kreuz.netSpiegel

3 Comentários to ““Eles socavam as hóstias restantes em suas bolsas””

  1. QUE TRISTEZA!!!! QUE VERGONHA!!! QUE SACRILÉGIO!!

  2. MEUS DEUS! QUE HORROR!!

  3. Patético. E o pior: filmou-se, fotografou-se, e ninguém fez nada!!

    Apocalipse…