Escândalo! Cardeal de Manila desobedece o Santo Padre frontalmente e restringe Missa Gregoriana.

Com grande confiança e esperança, coloco nas vossas mãos de Pastores o texto duma nova Carta Apostólica «Motu Proprio data» sobre o uso da liturgia romana anterior à reforma realizada em 1970. O documento é fruto de longas reflexões, múltiplas consultas e de oração“. Assim se expressou o Santo Padre em sua carta aos bispos que acompanha Summorum Pontificum. Determinou Sua Santidade que nenhum padre deva pedir qualquer autorização, a quem quer que seja, para celebrar a Santa Missa no Rito conhecido como de São Pio V, vinculando a todos os católicos de modo que “se considere ‘estabelecido e decretado’ e que se observe desde 14 de setembro deste ano, festa da Exaltação da Santa Cruz, pese ao que possa haver em contrário“.

Tal disposição parece não vincular o senhor Cardeal de Manila, Filipinas, Gaudencio Rosales. Como é próprio do liberalismo a desvinculação a toda autoridade (que provém da própria Verdade, Cristo Nosso Senhor), não tendo a quem obedecer o liberal obedece apenas a si mesmo e a seus caprichos. Impressiona a similaridade entre as disposições do senhor Cardeal e aquelas oficiosamente impostas pelos bispos brasileiros aos que ousam, em absoluta oposição à “pastoral” atual, reintroduzir a Santa Missa de Sempre; há de se levantar a hipótese de que o Demônio que inspira a um inspire também a outros.

Assim “decretou” ilegitimamente o senhor Cardeal:

Cardeal Gaudencio Rosales

Cardeal Rosales recebe o chapéu cardinalício do Papa Bento XVI, a quem prestou juramento de obediência até o derramamento de sangue.

Esta forma de Missa deve ser celebrada somente na Capela Cristo Rei da Catedral Metropolitana de Manila uma vez por mês, mas não aos domingos e feriados.

O presidente desta forma de celebração deve ser um sacerdote devidamente nomeado pelo Arcebispo de Manila.

Para garantir a solenidade e a boa ordem da celebração desta forma de Missa, a participação de outros ministros (e.x. leitores, mestre de cerimônias, assistentes, coro, etc.) na liturgia será determinada e normatizada pelo Ministro de Assuntos Litúrgicos da Arquidiocese de Manila.

A celebração da forma extraordinária da Missa nesta capela é aberta a qualquer pessoa ou grupo na Arquidiocese de Manila que tenha o desejo de participar de tais celebrações.

Outras solicitações de pessoas ou grupos de paróquias que pertençam à Arquidiocese de Manila deverão ser instruídas a se unirem à celebração mensal na Catedral de Manila para celebrar esta forma de Missa.

Encoraja-se fortemente que um missal / livreto do rito em latim e inglês seja preparado para auxiliar os fiéis a acompanharem a celebração. Encoraja-se igualmente que aqueles que irão participar nesta Missa se submetam a uma orientação catequética antes da celebração.

O Arcebispo de Manila tem jurisdição sobre esta celebração e, portanto, pode decidir limitar ou descontinuar esta celebração mensal a qualquer momento que julgar que a mesma não está em consonância com toda a direção pastoral da Igreja Local.

Dado em Manila, neste dia 8 de dezembro de 2008.

+GAUDENCIO B. CARDINAL ROSALES
Arcebispo de Manila

Fonte: Rorate-Caeli – tradução: T.M. Freixinho

Publicado originalmente aqui.

Nos dizeres de São João Fisher: o forte é traído até mesmo por aqueles que deveriam defendê-lo.

6 Comentários to “Escândalo! Cardeal de Manila desobedece o Santo Padre frontalmente e restringe Missa Gregoriana.”

  1. Tá difícil… Enquanto isto, em Salvador da Bahia… O quadro é ainda pior… Simplesmente o cardeal ouve a camarilha que não quer a Missa e não quer reformar seus costumes… Dom Geraldo… Acorda! Saia deste condomínio fechado em que V. Eminência reside e veja a sede de fé deste tão sofrido povo de Salvador…

  2. Aposto que essa missa mensal vai ser concorridísima. O Ferretti está de parabéns por publicar essa notícia. Temos todos que nos unir a fim de que a Missa de Sempre seja efetivamente implementada em todas as dioceses do mundo.

    Aqui no Brasil ainda que tenhamos a missa em alguns lugares, coincidentemente, elas não são reveladas nos boletins paroquiais, nas fotos afixadas nos murais de eventos das paróquias e etc. Cabe a nós divulgá-las.

    Que Deus dê forças aos católicos filipinos e ilumine esse cardeal.

  3. O falecido jesuíta e escritor Malachi Martin, em uma de suas últimas entrevistas (antes de falecer em circunstâncias misteriosas), afirmou que o então Papa João Paulo II, promotor da “colegialidade”, não acreditava possuir poderes para corrigir e punir Cardeais. Será que Bento XVI não vai punir esse desobediente Cardeal filipino? Será que Sua Santidade também não acredita possuir poderes para punir desobedientes, rebeldes ou recalcitrantes?

  4. Se o Santo Padre tiver a coragem de enfrentar esses lobos vestidos de vermelho, terá muito trabalho pela frente, pois a limpeza será pesada, afinal há muitos membros da hierarquia que precisam ser disciplinados ou,defenestrados! Que Nosso Senhor e a Santíssima Virgem ajudem S.S.Bento XVI a enfrentar corajosamente esses inimigos da Santa Igreja infiltrados dentro dela.

  5. Sim, caro amigo Mario Rocha! Há lobos de todas os matizes infiltrados em verdadeiras alcatéias andando pela Santa Igreja, devastando o rebanho, hoje imerso numa profunda confusão religiosa. Mas, o que me anima é que esses fautores do erro serão punidos,caso não se emendem, se não aqui, na eternidade com toda certeza, pois a Mão de Nosso Senhor está levantada para defender Sua Igreja, mesmo que nela reste apenas um pequeno rebanho fiel ao Supremo Pastor.
    Auxilium Christianorum, ora pro nobis!