Declaração de Mons. Williamson: “A todas as almas que ficaram honestamente escandalizadas pelo que eu disse, ante Deus, peço perdão”.

Link para o originalO Santo Padre e meu superior, bispo Bernard Fellay, pediram que eu reconsidere as declarações que fiz num canal de televisão da Suécia há quatro meses, pois suas conseqüências foram muito fortes.

Observando estas conseqüências, posso dizer verdadeiramente que lamento ter feito estas declarações, e que se tivesse sabido com antecedência todo o dano e as feridas que provocaram, especialmente à Igreja, mas também aos sobreviventes e entes queridos das vítimas de injustiça sob o Terceiro Reich, não as teria feito.

Na televisão sueca só dei uma opinião (“Creio que…”, “Creio que…”) de uma pessoa que não é historiador, uma opinião formada há vinte anos em virtude dos dados que então estavam disponíveis, e que desde então havia expressado raramente em público. De todo modo, os eventos das últimas semanas e o conselho de membros da Fraternidade São Pio X me persuadiram de minha responsabilidade por tanta angústia causada. A todas as almas que ficaram honestamente escandalizadas pelo que eu disse, ante Deus, peço perdão.

Como disse o Santo Padre, todo ato de injusta violência contra um homem fere todo o gênero humano.

+Richard Williamson,

Londres, 26 de fevereiro de 2009.

Anúncios

17 Comentários to “Declaração de Mons. Williamson: “A todas as almas que ficaram honestamente escandalizadas pelo que eu disse, ante Deus, peço perdão”.”

  1. Parabéns, Excelência.
    Antes tarde, do que nunca.
    Com essa retratação, o diálogo com Roma se tornará mais facilitado e mais fecundo.
    Vossa Excelência errou, reconheceu seu erro, e como disse, ante Deus, merece todo nosso respeito e consideração por sua humildade e submissão.

  2. A notícia completa pode ser encontrada aqui
    http://zenit.org/article-20922?l=portuguese

    Rezemos pelo bom andamento da Fraternidade ao seio da Igreja, pois um galho que não esta junto a árvore seca.

  3. O galho nunca esteve fora da árvore, isto é, a FSSPX nunca esteve fora da Igreja. Falta hoje um reconhecimento canônico, apesar da sua supressão ter sido também fora das normas canônicas, pois quando a Fraternidade foi aprovada pelo bispo dom Charrière (“Preparai um documento, etc. Batei a máquina minha aprovação canônica dos estatutos da Fraternidade São Pio X, fundada por Mons. Lefebvre”), só poderia ser supressa pelo Papa.

  4. Uma atitude coerente e de grande humildade! A celeuma provocada pelas declarações de Dom Williamson lançou lenha na fogueira armada pelos inimigos de Cristo e da Sua Igreja que estão, à exemplo de Salomé, pedindo a cabeça deste prelado e,com ele, a do Santo Padre. Mas, praza aos Céus que sua atitude humilde e corajosa seja para desarmar os ânimos e desbaratar confundida toda uma caterva que se está contorcendo-se de ódio: a mídia, a comunidade judaica e os modernistas.

  5. A agência zenit publicou junto a esta notícia a “informação” dada pelo Arcebispo de “não-sei-quantas” que “Dom Williamson, assim como os outros bispos da Fraternidade São Pio X, não estão em comunhão com a Igreja, motivo pelo qual não podem celebrar os sacramentos na Igreja Católica”.
    Que engraçado! Parece-me que o levantamento, anulação, remissão ou qualquer nome que se lhe dê, retiram os Bispos da situação de EX-comunhão e os colocam novamente em comunhão!!! Ou não??? Que eu saiba, a questão da Fraternidade hoje é puramente jurídica!

    Parece-me que os modernistas roxos, talvez temendo que as (inevitáveis) discussões entre a Fraternidade e Roma avancem, já estão, de antemão, advertindo os fiéis para que evitem a Fraternidade São Pio, ainda que para isso tenham que mentir e enganar. Se bem entendi, se as coisas são como penso, me parece desonestidade pura desses modernistas, endossada por zenit inclusive.

    Me corrija, Sr. Ferretti, se não for isto.

  6. É verdade Natália…

    Que a Fraternidade nunca esteve em cisma o próprio presidente da Eclesiae Dei já reafirmou várias vezes.

    O decreto de excomunhão fora retirado pelo Santo Padre… de maneira que, se antes tal excomunhão já era duvidosa agora é que ninguém pode alegá-la.

    O que os Bispos da FSSPX ainda não têm é jurisdição ordinária… (também não têm por exemplo os Bispos Eméritos das mais variadas tendências).

    Ocorre que disso se faz uso para que os fiéis tenham um “espírito de prevenção” contra a Fraternidade… os modernistas são astutos… mas o Imaculado Coração de Maria triunfará.

  7. Essa Zenit, dizem, é de um sítio de uma ordem modernista – acho que procede isso, mas não lembro de qual ordem é essa.

    Ainda tem a cara-de-pau (perdoe-me a vulgaridade)de pedir contribuições para manter o sítio na Internet lá no Le Forum Catholique, de fiéis ligados a Tradição…

  8. André, a Zenit é orientada pelos Milionários de Cristo, mas tem membros até da Renovação Carismática.

  9. Esperemos em Deus que assim esta polemica esteja encerrada definitivamente, continuemos orando pelo santo padre pois seus inimigos continuarão atacando.

  10. Ah..Milionários..logo vi!

  11. Gostei da reabilitação da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, mas não confio no bispo Richard Williamson depois de de sua declaração mesmo que ele tenha pedido desculpas.

    A Fraternidade Sacerdotal São Pio X bem que poderia deixa-lo fora porque pelo visto ele promete dar muita dor de cabeça à Igreja.

  12. É mais que inoportuno ponderar que D. Williamson fique “de fora da FSSPX”. Logo agora que este Bispo dá mostras de estar revendo várias palavras e ações que fez. Deixar D. Williamson fora da FSSPX na melhor das hipóteses seria injustiça, e na pior das hipóteses o deixaria mais propenso a cair na tentação de aderir a idéias piores que as que já li dele (p.ex., sobre a questão de quem é hoje o “depositário da fé católica”).
    Qual o ponto-chave? A defesa da fé. Para onde os inimigos da Igreja tentam desviar as atenções? Para um assunto que nada diz respeito ao depósito da fé. Querem usar um argumento puramente cívico para impedir que a FSSPX continue seu trabalho pelo bem da Igreja.

  13. Gente! não caiamos no truque do diabo.

    Ele (o diabo) e seus seguidores (a mídia anti-católica mundial) querem isso mesmo: Fazer barulho!

    O ”afastamento” de Dom Richard Williamson é por um lado um sinal de inteligência cristã, pois não dará chance para os inimigos da Santa Igreja Católica Apostólica Romana persegui-la; e com o tempo esse asssunto irá cair no esquecimento, e a FSSPX voltará com força total para combater com severidade os inimigos da Santa Igreja Católica.

    Não caiamos no truque do diabo!

  14. Mons. Williamson é muito inteligente. Estudou em Cambridge, se não me engano. Mas vejam o texto com cuidado: 1) ele lamenta ter feito as declarações, pelas conseqüências que se seguiram, 2) ele diz que são meras opiniões de quando analisou as evidências há 20 anos atrás e 3) lamenta as almas que tenham ficado escandalizadas.
    É bom lembrar que, originalmente, ele não negou o Holocausto, só questionou nº de mortos (o que historiadores sérios também fazem) e se o nº de mortos em câmaras de gás foi expressivo – isso, sim, polêmico.
    Pra completar, a inteligência do Bispo se mostra na última frase em que, na minha opinião, ele se refere a ele mesmo! em virtude da caça às bruxas que a mídia lhe fez.

  15. O pior é saber que nada disso vai apagar toda essa fogueira… vão exigir que ele se retrate, querem obriga-lo a mentir publicamente e oficialmente. Mentir sim, pois ele acredita no que ele disse, senão não o diria. Ele mesmo disse que para retirar o que falou seria necessario estudar as evidências históricas que confirmassem que está errado. Li agora mesmo no site do Globo que um porta-voz do Vaticano disse que o pedido de desculpas não basta…

  16. http://www.zenit.org/article-20933?l=portuguese

    O que mais querem agora????

    Nosso Bom Deus tenha misericórdia de nós, e sobretudo de D. Williamson, a quem, pelo jeito, o inimigo de Deus está querendo a cabeça.

  17. bom Sr diogo, me desculpe mas a situação dos bispos emeritos sao bem diferente dos bispos da Fraternidade sao Pio X. Os bispos emerito nao tem jurisdiçõa mas podem celebrar licitamente a missa por exemplo. A Fsspx nao. de acordo com os decretos e explicações do Vaticano eles continuam irregulares canonicamente. E ao sr antonio ribeiro com todo respeito mas me parece que o sr está mal informado de direito canonico. que eu saiba, ainda que nao seja de nenhum movimento ligado a tradição, embora frequentei já, mas a supressao da FSSPX foi feita por quem de direito podia fazê-lo. se foi injusta ou nao, isso eu nao digo nada. mas foi feita por quem tinha poder de fazê-lo juridicamente. eu nao estou escrevendo por polemica mas por orientação, porque sei do que estou falando, sou doutor em DC. desculpe qualquer coisa. fernando