Franciscans, Dominicans and Lefebvrists, An Open Letter to Progressivists and Modernists – Pe. João Batista

A versão inglesa do artigo “Franciscanos, Dominicanos e Lefebvrianos” foi publicada em The Remnant tanto em sua versão online como em sua versão impressa. Agradecemos a dois colaboradores do blog pela tradução e revisão, a Michael J. Matt pela gentileza em publicar o artigo e ao Reverendíssimo Padre João Batista pela autorização concedida.

Link para o original

Forum AngelQueen repercute artigo de Pe. João Batista.

3 Comentários to “Franciscans, Dominicans and Lefebvrists, An Open Letter to Progressivists and Modernists – Pe. João Batista”

  1. Que bom, aos poucos a Igreja no Brasil vai ganhando uma projeção bem discreta, bem pequena, mas ao menos se mostra aos olhos do mundo como presente e válida. Que bom termos um artigo saido de um padre que nem sequer é subordinado a algum grupo tradicionalista, mas usa apenas de bom senso e honestidade intelectual.

    O site The Remant tem um texto ótimo, emitido por luteranos.

    http://www.logia.org/index.php?option=com_content&view=article&id=79&catid=39:web-forum&Itemid=18

    Em que tempos vivemos: os hereges e os cismáticos estão precedendo a muitos de nossos irmãos. A Igreja Cismática Russa também reagiu de forma positiva e encorajadora à decisão do Santo Padre de se aproximar da FSSPX. E no link acima, também esses luteranos…
    Imaginem! Os próprios heterodoxos tem mais boa vontade com a FSSPX do que episcopados inteiros!

  2. Fico muito feliz que o artigo tenha sido traduzido para o Inglês e publicado. O Pe João Batista pelo que é e representa, merece nossa admiração, respeito e carinho. Os artigos dele são sempre excelentes e este concerteza será o primeiro de muitos.

    Parabéns Padre João Batista! Deus o abençoe hoje e sempre, que nossa Senhora lhe proteja de todos os males.

  3. Estou feliz com a notícia! Tenho uma grande admiração pelo Padre João Batista. Deus o abençoe Padre e que nossa Senhora lhe proteja. Obrigado por tudo.

    Cordial abraço

    Frederico de Castro