Fixados os termos das discussões doutrinárias entre Roma e a FSSPX.

O Bispo Richard Williamson, um dos quatro bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, informa em seu blog que Dom Bernard Tissier de Mallerais confirmou em Paris que já foram estipulados os termos para as discussões doutrinais a serem conduzidas entre a Fraternidade São Pio X e as autoridades eclesiásticas em Roma.

Segundo Dom Williamson, as negociações que se darão por escrito não se tornarão públicas.

Conforme noticiado no bem-informado Rorate Caeli, Dom Tissier de Mallerais foi um dos quarto membros da comissão informal organizada pela Santa Sé e a FSSPX nas negociações de 1988, (os outros foram os Padre Patrice Laroche, também nomeado pela FSSPX através do Arcebispo Lefebvre, e o Pe. Tarcisio Bertone dentre os demais membros nomeados pela Santa Sé através do Cardeal Ratzinger).

Dom Williamson afirma que, pelo menos, subjetivamente, tanto o Papa quanto a Fraternidade têm boa vontade em relação um ao outro. Entretanto, o bispo crê que, objetivamente, é impossível reconciliar a religião do homem [instaurada pelo Concílio Vaticano II) com a religião de Deus (Tradição).

Oremos! Que o Espírito Santo ilumine e conduza os participantes dessas discussões doutrinárias.

2 Comentários to “Fixados os termos das discussões doutrinárias entre Roma e a FSSPX.”

  1. Curioso ver que um dos quarto membros da comissão informal organizada pela Santa Sé e a FSSPX nas negociações de 1988 era nada mais, nada menos, que o actual Vigário Geral do Opus Dei, D. Fernando Ocáriz.
    Curioso ver também que o Rorate-Caeli retirou essa informação da página principal depois de a ter colocado.

  2. Olá Fratres in Unum.
    Salve Maria !
    Que a Roma Eterna prevaleça \o
    Oremos por esse momento importante que terá repercussões nas próximas décadas para a Santa Madre Igreja.
    ———————
    Que Dom Orani conduza bem a Arquidiocese do Rio de Janeiro.