Vergonha! Filme Abortista patrocinado com dinheiro público. Juiz abortista faz palestra de abertura do Curso de Teologia da Diocese de Limeira.

Estreou no dia 27 de  abril, no cinema Arte Sesc Flamengo, no Rio de Janeiro, o documentário pró-aborto “O Fim do silêncio“, de Thereza Jessouroun. O filme foi patrocinado pela Fiocruz e consiste no depoimento de várias mulheres que se submeteram ao aborto. Após a exibição do documentário, um painel formado exclusivamente por pessoas favoráveis à legalização do aborto falou a um público de aproximadamente cem pessoas. Para surpresa do público e do painel abortista, havia na platéia alguns manifestantes de grupos defensores da vida que se manifestaram de maneira veemente contra o infame documentário, bem como sobre a apologia ao crime com o dinheiro público. Após receber do Governo Federal oitenta mil reais para a produção do filme, duas mil cópias serão distribuídas em escolas e entidades feministas.

Do lado de fora do cinema, sete mulheres da Associação Mulheres pela Vida portavam cartazes de protesto contra o aborto. Imediatamente, surgiu um carro da polícia que ficou no local vigiando as “perigosas” manifestantes.

Notre Dame é aqui.

Curiosamente, um dos cinco membros do painel, que incluía Dulce Xavier, da horripilante organização “Católicas pelo Direito de Decidir”, era o Juiz de Direito Dr. José Henrique Rodrigues Torres, que no dia 7 de fevereiro proferiu uma palestra sobre o tema da Campanha da Fraternidade no ISCA Faculdades de Limeira, que marcou o início das aulas do Curso de Teologia da Diocese daquela cidade.

Nos Estados Unidos, o convite da Universidade Notre Dame, dirigida pela Congregação da Santa Cruz, a Barack Obama, para que profira o discurso de abertura do ano letivo neste mês de maio, tem suscitado o protesto de diversos bispos, sacerdotes e leigos. Como ficará a situação da Diocese de Limeira daqui por diante após ter convidado um juiz abortista para proferir um discurso marcando o início das aulas de seu Curso de Teologia? Qual será o conceito de Igreja que esses futuros sacerdotes terão ao serem submetidos a esse tipo de palestrantes? Até quando os Bispos do Brasil se calarão face à tamanha afronta à Doutrina Católica?

A propósito, para saber a posição do Excelentíssimo Sr. Bispo de Limeira Dom Vilson Dias de Oliveira sobre a Forma Extraordinária do Rito Romano, clique aqui [com especial atenção para as alíneas “b”, “c” e “d” do item 3]

Para ver o documentário, clique aqui.

Aproveite e escreva à cineasta que o produziu.

E manifeste sua indignação à Diocese de Limeira.

[Atualização – 04 de maio de 2009, às 08:46] Fomos informados por um dos participantes do evento que o Dr. José Henriques Rodrigues Torres é professor de Direito Penal da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. No referido painel, ele teria dito que como Juiz de Direito já concedeu alvará judicial para 389 abortos de bebês anencéfalos.

26 Comentários to “Vergonha! Filme Abortista patrocinado com dinheiro público. Juiz abortista faz palestra de abertura do Curso de Teologia da Diocese de Limeira.”

  1. Olá Fratres in Unum.
    Salve Maria !

    Além da tragédia do abortismo, ainda temos mais essa noticia aqui vindo da CNBB, que eu vi no blog do meu amigo jornalista de Sousa na Paraíba.

    CNBB admite homossexuais como padres desde que sejam celibatários

    http://sousaemfoco.blogspot.com/2009/05/cnbb-admite-homossexuais-como-padres.html

  2. acho que o video esta com problemas.
    achei esse aqui:

  3. Será que não existe uma forma de processar o governo federal? Afinal de contas, se sabemos que o aborto aqui no Brasil é contra a lei (salvo exceções), usar o dinheiro público para financiar vídeos e distribuí-los é usar dinheiro público para violar a lei. Não entendo nada de direito, mas não é algum tipo de improbridade administrativa ou corrupção? E a Fiocruz também… Este dinheiro tem que ser restituido aos cofres públicos, alguém precisa ser penalizado judicialmente. Qualquer cidadão pode processar os culpados? Aliás, processar o Estado? Ou o Ministério da Saude? Ou os responsáveis por liberar a verba? Ou a Fiocruz? Ou quem, finalmente?
    O que eles fizeram é o mesmo que enviar dinheiro para favorecer a violência, ou o roubo, ou o tráfico de drogas, ou a corrupção: isso é apologia ao crime, financiado com dinheiro público, não é possivel que não exista uma forma de penalidade jurídica para isso!

  4. Mensagem que envie à Diocese de Limeira sobre o absurdo do bispo exigir dos fieis dominar o latim para ter direito a missa na forma extraordinária.
    Revmo. Senhor Bispo:
    Em sua carta aso fiéis de Limeira o senhor diz que para haver a missa em latim é necessário que todos os fiéis saibam este idioma. Como fica a minha situação se eu viajar para a França ou para os Estados Unidos? Não poderei participar da missa por lá porque como ela é celebrada na língua daqueles países e eu não sei francês e nem inglês, então ficarei sem poder receber o corpo e sangue do meu Senhor por causa de um idioma não é? Mesmo sabendo qual o real sentido e significada missa. Foi isto que o senhor quis dizer ou esta norma se refere apenas ao latim por ser língua morta e da liturgia tradicional? Esclareça por favor, pois mesmo havendo muitos cursos de inglês eu sou obrigado a aprender inglês para ir a missa no exterior?

  5. Francisco, seus argumentos estão excelentes. As exigências desse bispo são absurdas. Creio que se essa notícia do juiz abortista for devidamente divulgada, esse bispo estará em maus lenções. Fui no sítio da diocese e vi que ele é bem novo.

    Há ainda uma carta dos próprios católicos tradicionais de Limeira. Vala pena lê-la.

    Infelizmente essa estória se repete no mundo inteiro. Lembro-me da notícia que o Ferretti postou aqui há algum tempo sobre o bispo de Manila impor restrições absurdas à Missa.

    Rezemos para que esses impeçilhos caium por terra.

  6. por detras desta campanha abortista a um poderoso movimento internacional, que uer de qualquer maneira impor uma ditadura do controle demografico,a midia que é o instrumento do satã não fala isso é claro,rezemos a deus que nos proteja contra esta alcateia de lobos,

  7. Salve Maria!

    Também encaminhei meu protesto ao Exmo.Sr. Dom Vilson, por sua postura contrária a implantação da Summorum Pontificum em Limeira. Agora, deparo-me com mais esse descalabro: um abortista dá palestra de abertura do curso de Teologia na mesma diocese!
    É preciso rezar muito por esse bispo, por sua conversão. Como muitos bispos, mais um que não está na plena comunhão com a Sé de Pedro.

  8. Michel,

    Você está certíssimo. Esse controle internacional está claríssimo no Relatório Kissinger (apoio financeiro a países em desenvolvimento em troca de reducação de população).

    Eis aqui uma excelente fonte comprovando o que você disse: http://www.pop.org. Esse é um dos principais institutos que denunciam esse controle populacional por parte dos ricos.

    Fora isso temos o padre Michael Schooyans, que já escreveu vários livros sobre o envolvimento da ONU nesse controle populacional.

    No fim, a estória é a mesma narrada no início do livro do Êxodo, ou seja, manda matar porque eles podem se multiplicar e nos ameaçar no futuro.

  9. Amigos, fiz como os outros, mandei minha mensagem para nosso Bispo Dom Vilson:
    Sr. Bispo, o senhor diz estar unido ao Papa, mas como o senhor pode estar com o Papa não permitindo a Missa ?
    Nao conheço pessoalmente o grupo, mas acompanho toda essa historia dos catolicos de limeira, e estou com eles, quero também o direito da Missa de Sempre … por favor nos dê a missa ! Rezo todos os dias pelo senhor e pelo clero de minha diocese que tanto amo, e continuarei a rezar, pois respeito o sacerdocio e tenho comigo que abrir mão de uma vida inteira para se dedicar a Igreja deve mesmo ser respeitado !! Um abraço, que nossa Senhora Aparecida o abenço-e cada vez mais. Brenda.

  10. Dom Vilson,

    Li a carta nos catolicos de limeira, no site da Montfort … gostaria de manifestar meu desejo pela Missa, que tanto fala meu avô de 96 anos, Deus queira que elee consiga ainda assistir a missa pelo menos mais uma vez.

    No site: https://fratresinunum.com/2009/05/02/vergonha-filme-abortista-patrocinado-com-dinheiro-publico-juiz-abortista-faz-palestra-de-abertura-do-curso-de-teologia-da-diocese-de-limeira/

    Vejo algo mais grave e urgente pois trata-se de uma questão moral, como a nossa diocese permite que um canalha abortista dê palestras ? Isso é uma vergonha e clama urgente reparo !

    Que nossa senhora o ajude, rezo por todos da curia !

    Um forte abraço

    Rodrigo

  11. Com relação à missa tridentina é triste ver a relutância de alguns do clero, porém é mais triste ver como alguns leigos e/ou grupos ditos tradicionais agem para fazer valerem seus “direitos”. As vezes, agem como modernistas.

  12. Vejam,
    Dom Vilson não tem nem dois anos como bispo (foi sagrado no dia 15 de setembro de 2007, um dia após o Motu próprio entrar em vigor) e já se tornou a referencia nacional dos bispos que desobedecem o Papa; em 2007 mesmo, com dois meses no episcopado, chegou a afirmar no Jornal que a “missa em Limeira será em português e ponto final”

    Jornal de Limeira

    00:00 – 02/12/2007
    Igreja perto do jovem é desafio, diz bispo

    Autor: Paulo Corrêa

    Dom Vilson fala numa catequese mais próxima do adolescente.

    (…)
    Jornal – Dentro desse âmbito, há pouco tempo o papa Bento 16 autorizou o uso do latim em parte da missa. Isso colabora para que as pessoas se identifiquem com a Igreja?
    Dom Vilson – O papa tentou responder para comunidades mais tradicionais. Na verdade, existem grupos no mundo hoje que têm essa linha tradicionalista, de poder rezar em latim. Acho que o papa tentou não desmerecer esse pessoal e deixou em aberto. Agora, isso não quer dizer que na Diocese de Limeira vai ter missa em latim. Diria que depois do Concílio (2º Concílio do Vaticano, em 1963), quando se celebraram as missas em português, as pessoas passaram a participar mais. Felizmente não temos esses grupos ultraconservadores na diocese. Eu não faria polêmica em torno dessa história. Rezamos na nossa língua e vamos continuar assim. Vamos ter missa em português e ponto final. Desde o Vaticano 2º houve muitos avanços.

    Jornal – Quais o sr. apontaria?
    Dom Vilson – Não vou citar todos os papas, mas desde João 23 houve muitos avanços. Rezar a missa e os cantos em língua vernácula. O rito é o romano para quem está aqui, em alguns países tem o rito ortodóxico, o rito maronita… Acho que isso foi um avanço grande porque antes as pessoas ouviam o padre, rezavam o terço, mas não entendiam nada. (risos). Com raras coisas. Alguma coisa o povo sabia, mas no geral não sabia. Hoje não. Todo mundo reza, participa, responde direitinho, canta, então digo: foi muito avanço, conseguimos caminhar bastante e isso foi muito importante para nossa igreja.
    (…)

    Pobre bispo,

    Rezemos por ele!

  13. Rito “Ortodóxico”?!?!?! What the hell does that mean!?!?

  14. Cristian, isso é revoltante!!!!! Ainda não jantei! Então ele tem uma visão pior do que eu imaginava. Como pode dizer tal coisa!!! Ele está desobedecendo o Papa frontalmente!

    Então eu que até agora era chamada de moderada virei ultra depois dessa! hahahaha

    Ele está objetivamente desmentindo o Papa e dizendo com as palavras dele que depois do Concílio Vaticano II a Missa de Sempre foi abrogada.

    Temos que rezar muito para não nutrirmos sentimentos de revolta. Que Nossa Senhora nos ajude a trabalharmos pela restauração litúrgica e consequentemente da fé católica sem nos deixarmos envenenar após ler uma coisa dessas.

  15. Maria, além de rezarmos por estes sacerdotes, temos que também mostrar para os católicos (a maioria mal informados) que esses sacerdotes não tem amor a Santa Igreja Católica Apostólica Romana e ao Santo Papa.

  16. Alguém saberia dizer se o pessoal de Limeira entrou em contato com a Comissão Ecclésia Dei para resolver esse impasse?

  17. Rodrigo, também me fiz a mesm aindagação. Creio que de posse da “Nota de Esclarecimento” publicada no sítio oficial da diocese e da entrevista ridícula que o Cristian colocou nessa seção de comentários, eles vão entender logo a má vontade do bispo e providenciar alguma solução. Provavelmente vai demorar porque eles lá em Roma devem estar entupidos de reclamações semelhantes.

    Por outro lado, penso que o Motu Proprio ainda contém algumas lacunas que precisam ser esclarecidas por Roma. Veja que eles falam que os fiéis de uma paróquia podem entregar uma petição ao pároco. Este acolherá o pedido. Caso este não acolha, os fiéis se dirigem ao bispo (em busca de uma solução e não para serem persuadidos do contrário como no caso de Limeira). Então, o bispo, como pai zeloso pelo bem espiritual de seus filhos, se encarrega de resolver o problema e, se sentir dificuldade para fazê-lo, recorre ele mesmo à comissão eclesia dei.

    Ora, na prática, ninguém vai recorrer ao pároco de sua paróquia, se este for totalmente avesso à ideia. As pessoas, geralmente dispersas em vários bairros e regiões, vão recorrer a um único padre que ama e sabe o valor da Missa de Sempre. Esse, por sua vez, pode ser um padre sem uma paróquia, na frágil condição de vigário paróquial de uma igrejinha longíncua. Aí está todo o problema. O documento fala em paróco e se o único padre que se encontra disposto é o vigário, ele está contemplado no documento para celebrar a Missa sem povo, mas não para reber o “pedido do grupo estável”.

    Penso que aí entra a diplomacia com os bispos, para que esses designem um local central para onde todos possam ir.

  18. Aguardemos, rezando, por uma resposta positiva da Comissão, a fim de que sejam resolvidas as dificuldades que nossos irmãos limeirenses estão enfrentando para a implantação do Motu Proprio na diocese à qual pertencem. E rezemos o rosário na intenção de que a Missa Tridentina seja implantada em todas as paróquias do Brasil.
    Bendigo a Deus por que em minha paróquia temos a Santa Missa no Rito Gregoriano celebrada 4 vezes por semana.
    Salve Maria!

  19. Rodrigo, faço minhas as suas palavras.

    Que benção 4 missas por semana!

    Deo Gratias!

  20. Maria, realmente é uma benção indescritível o que recebemos em nossa paróquia! Desejo que essa benção se estenda por sobre todas paróquias de nossa nação!
    Rezemos muito, pois a luta é renhida, mas, como nos prometeu a Ssma. Virgem em Fátima: “Por fim, Meu Imaculado Coração triunfará!”
    E rezemos por S.S. Bento XVI, o Papa providencial para estes tempos maus.
    Salve Maria!

  21. Gosto do Papa, mas digo com tristeza: ele tem medo dos bispos.
    Não adianta nada fazer grandes sermões se não se quer usar a autoridade do cargo que lhe foi investido.

  22. Não se trata de não querer usar sua autoridade papal, mas sim a forma como se deve proceder. Penso que pouco sabemos sobre o que realmente se passa nas sombras do palácio apostólico. Há um grave perigo de cisma, desde que S.S Bento XVI quis reintroduzir o Missal de São Pio V e, agora, ao levantar as excomunhões dos 4 bispos da FSSPX o perigo se acirrou ainda mais. É preciso cautela para se afastar os lobos que, desde sua elevação à cátedra de Pedro, S.S.Bento XVI apontou como sendo o perigo ao qual ele deveria se defrontar, pedindo, por isso nossas orações.

  23. Concordo com o Rodrigo. É fácil falar quando se está de fora. Lá dentro da Cúria a coisa deve pegar fogo. Com certeza o Papa sofre pressões indizíveis. Pelo que estamos vendo, acho que ele está dando o melhor que pode e está fazendo muito, mesmo nos pequenos detalhes.

    Vejamos que até nos pequenos grupos ou associações religiosas os coordenadores sofrem pressões e divergências dentre aqueles que livremente se associaram, quanto mais em algo tão grandioso quanto comandar a Igreja.

    Quantos e quantos fundadores de ordens religiosas foram sabotados e tiveram dificuldades com seus próprios subordinados (mesmo sendo “os chefes”), quanto mais o Santo Padre, coordenando uma mega organização.

    Só mesmo a Graça de Deus e o auxílio da Virgem Maria. Rezemos, confiemos e apoiemos o nosso Doce Cristo na Terra.

    Um padre aqui do Rio falou certa vez algo que nunca vou esquecer: “A maior prova de que a Igreja é uma instituição divina é que os padres não conseguiram acabar com ela em 2000 anos, por mais que tenham tentado.”

  24. Maria e Rodrigo,

    Também acredito que não sabemos nem a metade do que acontece “atrás das sombras”. Pressões e divergências, como disse a Maria, em qualquer grupo humano acontecem. Porém a Igreja é uma Monarquia e se Prelados não entendem isso, o Papa deveria delicadamente lembrá-los disso. Aos resistentes e desobedientes poderia, vamos dizer assim: lembrá-los com mais força e energia.

    Ricardo2

  25. Caros amigos,
    Salve Maria!

    A pergunta que não quer calar é:

    Se a paz é realmente fruto da justiça, porque a CNBB, não faz justiça?

    Fiquem com Deus.

    Abraço

%d blogueiros gostam disto: