Rezemos pelo Santo Padre.

Declaração do Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Revmo. Pe. Federico Lombardi, S.I.

O Papa Bento XVI, com o pulso direito engessado, acena ao deixar o hospital nesta sexta-feira (17) na cidade italiana de Aosta. (Foto: AP)

O Papa Bento XVI, com o pulso direito engessado, acena ao deixar o hospital nesta sexta-feira (17) na cidade italiana de Aosta. (Foto: AP)

Após uma queda no próprio quarto, esta noite, o Santo Padre sofreu uma leve fratura no pulso direito.

Na parte da manhã, de todo modo, o Santo Padre celebrou missa e tomou um café da manhã, e subsequentemente foi acompanhado até o Hospital de Aosta, onde foi constatada uma leve fratura e se procedeu a imobilização do pulso.

——————–

Nota do Fratres in Unum: O Papa já levou alguns leves tropeços anteriormente, como na Missa de Pentecostes em 2008 e na Páscoa deste ano. Rezemos pela saúde do Santo Padre.

[Atualização – 17 de julho de 2009, às 08:29] Le Figaro: “O Papa Bento XVI está em vias de ser operado de sua fratura no pulso direito, após uma queda à noite. Encontra-se sob anestesia geral [na realidade foi apenas uma anestesia local – ver notícias posteriores abaixo], de acordo com a agência Ansa, citando uma fonte médica”.

[Atualização – 17 de julho de 2009, às 09:38] La Repubblica: Aosta, o Papa está bem – recomposta fratura no pulso. Médicos esperam dispensá-lo à noite.

AOSTA

Foi concluída a operação à qual Bento XVI se submeteu para a redução da fratura no pulso direito provocada por uma queda em seu chalé em Les Combes. “Nada sério, não se tratava de uma indisposição”, garante o padre Lombardi, secretário da sala de imprensa vaticana.

[…]

Do hospital.

Os médicos Manuel Mancini, chefe de ortopedia do hospital Umberto Parini de Aosta  e Enrico Visetti, chefe do departamento de reanimação, submeteram o Papa a uma  redução incruenta em leve anestesia local da fratura do pulso direito. Os médicos de Aosta, após a radiografia e os resultados negativos dos exames efetuados nesta manhã, juntamente com um check-up geral e análises anestesiológicas já realizadas, decidiram proceder a cirurgia.

A espera.

Quando o Papa Bento XVI chegou ao hospital Parini de Aosta, pediu para ser tratado como os demais pacientes, e – segundo o quanto se soube – esperou por sua vez tanto no departamento de radiologia como na sala operatória para a cirurgia. Em particular, a intervenção cirúrgica do Pontífice foi ligeiramente atrasada porque a sala operatória estava ocupada por uma peritonite aguda.

A volta para casa.

Os médicos esperam poder dispensá-lo à noite, o permitindo retornar à sua residência de verão de Les Combes. Anunciou o porta-voz do hospital de Aosta, Tiziano Trevisan. “Isso – afirmou – compativelmente com as condições de Bento XVI após a operação.”

O precedente.

Já faz 17 anos, quando ainda era cardeal e prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Joseph Ratzinger teve um incidente semelhante, durante um período de férias em Bressanone; era agosto de 1992, e o futuro papa (então tinha 65 anos) caiu no banheiro batendo a cabeça e se feriu.

© Copyright Repubblica online

[Atualização – 17 de julho de 2009, às 10:10] AGR – AOSTA: Os médicos do hospital Parini de Aosta excluiram que Bento XVI  tenha tido um mal estar antes de cair no banheiro da casa de campo em que está passando férias. (AGR)

[Atualização – 17 de julho de 2009, às 12:22] Vatican Information Service:  […] ‹‹ o Papa “foi submetido a uma intervenção de redução da fratura e osteossintese em anestesia local, com aplicação de um gesso. As condições gerais do Santo Padre são boas”, acrescentou o médico do Pontífice, Patrizio Polisca, especificando que “o Papa regressará em breve para sua residência” ››

Tags:

7 Comentários to “Rezemos pelo Santo Padre.”

  1. Sim, rezemos sempre pelo Santo Padre, todos os dias de nossas vidas!!! Que Deus o proteja e cure seu pulso e lhe dê saúde, força, santidade e sabedoria para conduzir a Igreja de Cristo.

  2. Apesar da idade avançada e suas dificuldades naturais o Santo Padre cumpre sua missão com firmeza, rezemos por sua saude.

  3. Salve, Santo Padre, vivas tanto mais que Pedro!

  4. Receio que esta pequena fratura no corpo do Papa se torne uma grande e dolorosa fratura no Corpo Místico de Cristo (a Igreja), se ELES se aproveitarem da oportunidade de um Papa acamado; se ELES resolverem arranjar um substituto para o anestesiado Papa Bento XVI…

    Rezemos pelo Papa! Rezemos pelo retorno da paz à Igreja!

  5. Que exagero!!!!

    O Santo Padre apenas caiu, e ao apoiar-se na queda, naturalmente, colocou suas mãos a frente e teve uma pequena fratura. O Papa não está inválido!!!

    Evidente que qualquer pessoa na idade dele merece cuidados, mas isso nem de longe põe o ministério petrino em risco.

    Lamento o alarmismo que se coloca em situações como essas. João Paulo II esteve firme até seus últimos dias, devemos rezar pela lucidez do Santo Padre para que continue firme e ele continue como faz com grande competência o governo da Igreja.

    Daqui a pouco vão dizer que é uma conspiração contra ele?

    Quem de nós nunca se acidentou dentro de casa?
    Rezemos…

  6. Irmão Emmanuel Maria: todos nós sofremos acidentes em casa, mas poucos de nós já fomos Pontífices.

    A Igreja está imersa numa crise; a autoridade do Papa é desafiada por bispos; e há oposição dentro do próprio Vaticano, como pudemos ver pelas desinformações promovidas pelos órgãos oficiais da imprensa vaticana e pela própria Cúria. Cada vez que o valente Bento XVI cair na cama, ainda mais “anestesiado”, isso me preocupará terrívelmente.

    Rezemos pelo Papa!

  7. Irmão Emmanuel Maria: todos nós já sofremos acidentes em casa, mas poucos de nós já fomos Pontífices…

    A Igreja passa por uma crise bem espessa e visível, e é ridículo qualificá-la como teoria da conspiração. A autoridade do Papa é abertamente desafiada por bispos no mundo inteiro, e é conhecida a desinformação promovida pelos órgãos da imprensa oficial vaticana à mando da Cúria. Portanto, cada vez que o valente Bento XVI cair na cama, ainda mais anestesiado, isso me preocupará terrívelmente. Paz e bem!

    Rezemos pelo Papa e pelo retorno da paz à Igreja!