Papa a religiosas enclausuradas: sua oração é “muito preciosa para o meu serviço”.

(FSSPX – Alemanha) O Papa Bento XVI pediu o apoio das congregações femininas silenciosas. Em sua saudação depois da oração do Ângelus no domingo (22) o chefe católico agradeceu especialmente às irmãs de clausura no Vaticano. Ele afirmou que sua oração silenciosa era “muito preciosa para o meu serviço”.

No sábado realizou-se na Igreja Católica um dia de lembrança pelas congregações contemplativas. João Paulo II (1978-2005) fundou o Convento “Mater Ecclesiae” no Vaticano, em 1994, a fim de ter um elemento de vida religiosa contemplativa em seu estado.

A cada cinco anos o convento é ocupado por uma congregação diferente. A primeira formação consistia em oito clarissas.

Em seguida, as carmelitas, beneditinas e atualmente salesianas assumiram o serviço.

As freiras rezam, sobretudo, pelo Papa e pela Cúria do Vaticano. O prédio do convento pertenceu originalmente à polícia pontifícia. (KNA)

Tags:

5 Comentários to “Papa a religiosas enclausuradas: sua oração é “muito preciosa para o meu serviço”.”

  1. De fato a retaguarda é muito importante para o combate. Fico muito triste em vê freiras e religiosas “misturando-se” com o mundo, adotando compartamentos progressistas e deixando de lado a missão que é silenciosamente interceder pela Igreja.

  2. Segundo notícia da Rádio Vaticana, são da Ordem da Visitação de Santa Maria – visitandinas – as religiosas que neste novo quinqüênio estão morando no mosteiro de clausura do Vaticano.
    http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=337422
    Aqui no Brasil, salvo engano, existe um único mosteiro dessa Ordem que está em Barbacena/MG.

  3. Segundo consta no livrinho A Grande Promessa (Editora da Divina Misericórdia), no Brasil há três mosteiros da Ordem da Visitação; respectivamente em São Paulo/SP, Barbacena/MG e Barretos/SP. Não sei se estas informações estão atualizadas.

  4. Caro Alex. Salve Maria!

    Na cidade de São Paulo, no bairro de Vila Mariana, há um mosteiro das visitandinas. Tal mosteiro já está alí há mais de 80 anos.
    As ordens contemplativas são muito fecundas para a Igreja, ao contrário de muitas congregações de vida ativa, cujas religiosas perderam de há muito o “hábito” de trazerem sempre o hábito religioso (algumas vestem um ridículo uniforme que mais lhes assemelha a ascensoristas de lojas de departamento) e, o pior, perderam mesmo a fé, pois muitas propagam elementos não católicos em seu “apostolado”, pra não citar as que abertamente apoiam a contracepção e o aborto. São os estragos da “primavera” pós-conciliar.

  5. Soube que as ordens religiosas femininas nos Estados Unidos estão se recusando a preencher os questionários que o Vaticano lhes passou para ter uma idéia do estado de coisas entre elas naquele país.
    Bom, a própria recusa já mostra que a situação está fora de controle; e não é de hoje.
    Nos sites americanos dessas ordens minguantes há tudo, menos o Catolicismo como era antes do Vaticano II. Há culto à Mãe Terra, feminismo, ativismo esquerdista, tudo, menos Catolicismo.
    Essas ordens cometeram suicídio. O médico (o Vaticano) chega ao leito de morte e tenta ministrar um derradeiro remédio, mas a doente se recusa, gritando e se debatendo. Esse é o estado dessas religiosas.
    Graças a Deus as ordens tradicionais florescem e até lhes falta espaço para receber tantas candidatas!