Mais um sacrilégio, graças à Comunhão na Mão.

San Jose, Calif., 12 de fevereiro 2010 / 07:08 pm (CNA).- Os católicos de Costa Rica continuam expressando sua repulsa após as ações de Deborah Formal, namorada do candidato à presidência Otto Guevara. No último domingo, Formal partiu um pedaço da Eucaristia e colocou no bolso de seu namorado.

A mídia costa-riquenha continou a transmitir a cena da Missa que mostra Formal recebendo a Comunhão, levando um pedaço dela a seu assento e dando a Guevara.

Divorciado, Guevara não se apresentou para a Comunhão.

O vídeo mostra que, ao se aproximar do arcebispo para receber a Comunhão, ambos rapidamente trocaram palavras. Formal disse depois que pediu permissão ao arcebispo para “compartilhar a benção” da Comunhão com Guevara. Ela disse ter mal interpretado o arcebispo e pensou que ele tivesse dado a ela permissão.

Nunca foi minha intenção desrespeitar a Igreja Católica”, disse.

Formal é vista recebendo a Comunhão na mão, consumindo um pedaço e levando o que restou a seu banco, onde se inclinou e colocou o pedaço no bolso da camisa de Guevara.

“Tentei fazer algo que permitisse Otto carregar uma parte de Deus em seu coração”, explicou Formal.

Depois dos padres terem sido avisados das ações de Formal, eles pediram ao candidato presidencial para devolver a hóstia consagrada. Ele a devolveu e ela foi imediatamente consumida por um dos padres concelebrantes.

Vários católicos entrevistados pela mídia expressaram seu escândalo pelas ações de Formal, disse que ela demonstrou não apenas ignorância em descrever a hóstia consagrada como uma “benção”, em vez da Presença Real de Cristo, mas também completo desrespeito pela Comunhão e pela Hóstia Eucarística.

O arcebispo Hugo Barrantes, de San Jose, qualificou suas ações de “inapropriada e desrespeitosa”, embora não sacrílega.

19 Comentários to “Mais um sacrilégio, graças à Comunhão na Mão.”

  1. Este comeu a própria condenação! E ela, pobre miserável tem maior responsabilidade neste sacrilégio horrendo!
    Misericórdia Senhor!!!

  2. Comunhão na mão: Crucifica Nosso Senhor Jesus Cristo novamente!!!

  3. Penso que o maior erro ali foi o Padre dar a comunhão na mão dela, não observando o desejo do Papa que pede que a comunhão seja na boca.

    Se o Padre tivesse informado que a comunhão seria na boca não teria acontecido essa desgraça.

    Como disse Carlos Magno:
    “Comunhão na mão: Crucifica Nosso Senhor Jesus Cristo novamente!!!”

  4. “J’accuse le concile!”

  5. Isso é um completo absurdo…

    Uma pessoa dessas deveria pedir perdão em rede nacional…

    E há culpa dos clérigos com certeza, que ficam toda hora se inclinando aos politicos, esquecendo de suas proprias funções…

    Simplesmente revoltante…

  6. prezado Christiano e amigos

    Penso que no caso não houve desrespeito ao que o Papa apenas já “pediu”, não mandou. O que se ensina hoje no pós Concílio Vaticano II é a horizontalização democrática na nova eclesiologia, isto é, pela SUA DIGNIDADE, o fiel tem o DIREITO de receber a comunhão de joelhos ou de pé. Dom Antônio de Castro Mayer escreveu numa carta circular (quando era bispo de Campos) sobre a Reverência aos Sacramentos – (que posso mandar para o Ferreti publicar, se desejar) – que jamais se deve admitir a Comunhão na mão em vista da referência ser NOSSO SENHOR, e isto, fazendo eco com a doutrina dogmática do Concílio de Trento.

    Sabemos que o Santo Padre tem a Comunhão na língua e de joelhos como a certa, mas, até o momento, pelo menos até onde sei, de que se tenha mandado, efetivamente, que se retorne (Sic!) a Comunhão na língua e de joelhos.

    O Santo Padre tem dado exemplo, sim, colocando genuflexórios e distribuindo a Comunhão na língua, mas até “cair a ficha” daqueles que viram o Concílio Vaticano II com uma “modernização” da Igreja (!) vai uma grande distância, vide o caso do “por muitos”, alguém já viu algum folheto da Missa nova com a revisão?

  7. Opss! Me esqueci. Mas se me permite, penso que o último trecho final: “Sejamos cautelosos com certas permissões” mesmmo autorizadas pela Santa Sé (palavras de Dom Antônio) amarra o contexto das “permissões” pela qual se introduziu não só a Comunhão na mão, mas de pé, por leigos, mulheres, em cestas de vime, duas espécies, etc. etc.

  8. Realmente Sr. G.M Ferretti é lamentável os abusos que vem sendo feitos pelo clero modernista que faz vista grossa ao que o Santo Padre ensina e no caso desse atrevimento único na história da Igreja, de trocar o “por muitos” pelo “por todos” causou muitos protestos.

    Mais a razão dessa heresia da salvação universal nasceu necessariamente do Concílio Vaticano II. Com efeito, a “Gaudium et Spes” afirmou uma doutrina absurda da qual iam decorrer muitas conseqüências errôneas…

    Enfim, o prazo pra fazer a troca esgotou e posso te assegurar que muitos padres nem sabem disso.

  9. Perdão!
    A mensagem acima era para o Sr. Antônio Maria Ribeiro Tavares e me enganei.

  10. Na paróquia que sou obrigada a cumprir preceito, na época da gripe A, uma moça pegou a Eucaristia e saiu pelo igreja andando e comendo em mordidas, como se fosse um pão ou bolacha.

    Fui falar com o padre, por sinal reitor do seminário, aproveitei e já falei se n tem como impedir 5 meninas coroinhas de dominar o presbitério.

    Resultado: nas homilias,boas até, no final sempre sobre uma indireta para mim: católico tradicional é assim, não abre a boca para acompanhar a assembléia e quando fala, reclama.

  11. Uma dúvida: sendo a senhorita namorada de um divorciado (suposto que ele tenha casado na Igreja Católica), ela poderia receber a comunhão?

  12. o problema aqui é a atitude desta prostituta, messalina, e etc, e não a comunhão na mão, embora deixo claro que sou a favor de todos receberem a comunhão na boca; vejam ela coloca a comunhão na boca e depois tira um pedaço. se ela tivesse recebido na boca tbm faria o mesmo. a questão não é o modo de receber, mas neste caso é a pessoa; jamais deveria ser permitido que esta mulher que vive com um homem casado se aproximasse da Santa Eucaristia.

  13. Italo, ela n coloca a Eucaristia inteira na boca, a parte que ela quebra e dá ao amante, fica fora da boca dela.
    *********************
    O que será que ela fala com o sacerdote? E ele responde o que??

  14. Só mesmo fazendo leitura labial pra saber. Eu não sei fazer isso, muito menos em espanhol…

  15. Alguém sabia disso e estava filmando. Esse vídeo deveria ser enviado ao Culto Divino em Roma.Talvez acordassem!!!

  16. Tomara que no Vaticano tenha o youtube.

  17. Concordo com o Italo

  18. Boa noite, essa informacao deveria ser passada pra todas igrejas, para que isso nao se repita em proporcoes que cause alarme, Falta de conhecimento e instrucao que leva a isso. Um erro grotesco.

%d blogueiros gostam disto: