Carta aos católicos irlandeses pronta. Instrução sobre aplicação de Summorum Pontificum ressuscitada.

Sairá em 6 de março a esperada carta do Papa aos católicos irlandeses sobre os abusos sexuais. O esboço já estava preparado por ocasião da reunião de Bento XVI com os bispos irlandeses de 15 e 16 de fevereiro, no Vaticano. Mas o Pontífice quis revisar o texto tendo em conta as observações dos bispos. Em particular, algumas passagens da carta teriam sido suavizadas que, não obstante, se prenuncia muito severa. Haverá, ademais, um forte chamado à unidade da Igreja irlandesa, dilacerada pelos escândalos.

E também está na reta final a Instrução da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei para a interpretação e aplicação do motu proprio do Papa, Summorum Pontificum, sobre a liberação da Missa em latim com o rito antigo. Há quase três anos da publicação do controvertido documento papal, os grupos tradicionalistas denunciam, todavia, o obstrucionismo de alguns bispos contra a celebração da Missa com o rito tridentino. Ao que se acrescenta dúvidas e contestações sobre a interpretação das normas. A esperada instrução deveria dar a palavra final a estas divisões.

Fonte: Il blog degli amici di Papa Ratzinger

Tradução a partir de versão de La Buhardilla de Jerónimo

2 Comentários to “Carta aos católicos irlandeses pronta. Instrução sobre aplicação de Summorum Pontificum ressuscitada.”

  1. E virá a instrução da instrução da instrução enquanto não for destruída de uma vez por todas esta maldita colegialidade.

  2. Diz-se “alguns bispos” mais por educação… Quase a totalidade deles colocam barreiras à missa. Uns por diplomacia; outros, por medo de retaliação; outros, por ódio.

    Gostaria que a passagem de São Paulo falasse fundo no coração deles: “De Deus não se troça”.