A Legião espera um novo superior geral. E treme.

Um comissário apontado pelo Vaticano tomará o comando dos Legionários de Cristo, órfãos de seu fundador Marcial Maciel, envolto em escândalos. É o desfecho previsível de oito meses de averiguações. Muitas coisas deverão mudar, inclusive os atuais chefes.

por Sandro Magister – www.chiesa

ROMA, 16 de março de 2010 – Em plena tempestade que sacode a Igreja Católica por conta dos abusos sexuais contra menores perpetrados por sacerdotes, encerrou-se a visitação apostólica ordenada pela Santa Sé aos Legionários de Cristo, a congregação fundada por Marcial Maciel.

O caso Maciel é extremo em tudo. Leva a limites exasperantes o contraste entre a imagem e a realidade; entre a imagem beatífica do sacerdote fundador de uma congregação religiosa ultra-ortodoxa, ascética, devota, florescente de vocações também exemplares, e a realidade de uma segunda vida dissoluta, composta de incessantes violações não apenas dos votos, mas dos mandamentos, de contínuas aventuras pecaminosas com mulheres, homens e meninos de toda idade e condição, com filhos e cônjuges espalhados por todo o mundo, em número até agora impreciso.

Uma segunda vida que também no momento de sua morte apareceu em brilho sulfúreo. Relatos mórbidos vazaram sobre os últimos dias de Maciel em Houston, no fim de janeiro do ano de 2008, antes de seu sepultamento em Cotija, sua cidade natal, no México.

A visitação apostólica começou em 15 de julho de 2009. Os cinco bispos visitantes concluíram seu mandato em meados deste mês de março, com a entrega de seu relatório às autoridades vaticanas. Foram Ricardo Watti Urquidi, bispo de Tepic, no México; Charles J. Chaput, arcebispo de Denver; Giuseppe Versaldi, bispo de Alejandría; Ricardo Ezzati Andrello, arcebispo de Concepción, no Chile; e Ricardo Blázquez Pérez, bispo de Bilbao.

Serão as autoridades vaticanas que decidirão o que fazer. Os três cardeais encarregados do caso são Tarcisio Bertone, Secretário de Estado, William J. Levada, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, e Franc Rode, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada.

Mas a última palavra será pronunciada de toda maneira por Bento XVI, o mais clarividente de todos. Já antes de ser elevado ao papado e quando Maciel ainda tinha protetores fortíssimos no Vaticano, Joseph Ratzinger fez investigar a fundo as acusações contra o fundador dos Legionários. E como Papa, em 19 de maio de 2006, o condenou “a uma vida reservada de oração e de penitência”.

Depois desta condenação, a congregação dos Legionários se submeteu à ordem papal. Mas seguiu prestando veneração ao próprio “pai” fundador, como “vítima inocente” de falsas acusações.

Só após a morte e ao aflorar de outros escândalos a admissão de algumas culpas do fundador encontrou espaço entre os dirigentes da Congregação, mas não de modo a induzi-los a desmentir a bondade de sua obra.

Ainda hoje, depois de oito meses da visitação apostólica, o sucessor de Maciel como superior geral da congregação, Dom Álvaro Corcuera, e o vigário geral Luis Garza Medina – que durante décadas foram também, especialmente o segundo, colaboradores muito próximos do fundador – não manifestam nenhuma intenção de deixar o comando. E assim outros dirigentes médio-altos, centrais e periféricos.

Sua linha de defesa é que sempre lhes fora ocultado a segunda vida de Maciel e que sua fidelidade à Igreja e ao Papa, mais que sua experiência de guia, assegurariam da melhor maneira a continuidade da congregação.

Em 5 de fevereiro passado, no “L’Osservatore Romano”, o padre Luiz Garza Medina publicou inabalável um artigo para descrever como deveria ser a “vida virtuosa” do sacerdote ideal. Ele, que viveu ao lado de Maciel mais que ninguém, conhecendo todos os segredos e administrando o dinheiro, e que o exaltou sempre como modelo.

Mas é totalmente inverossímil que os atuais líderes dos Legionários sejam deixados na direção da Congregação pelas autoridades vaticanas. A decisão mais provável é que a Santa Sé nomeie um comissário próprio, dotado de plenos poderes, e fixe as linhas-guias para uma refundação completa, incluída a substituição dos atuais dirigentes.

Mas será uma empresa árdua refundar desde a cabeça uma Congregação na qual o estigma do indigno fundador é, até agora, fortíssimo.

Sacerdotes e seminaristas que até ontem foram embebidos nos escritos atribuídos a Maciel terão dificuldade para encontrar novas fontes inspiradoras, não genéricas, mas específicas para sua ordem. Tampouco ajudam os atuais líderes da Congregação. Ainda mais, um ex-secretário pessoal de Maciel, o padre Felipe Castro, junto de outros sacerdotes da Legião, trabalhou durante estes meses selecionando entre as numerosissímas cartas do fundador um grupo delas para “salvá-las” para o futuro, e assim ter viva uma imagem positiva de Maciel.

A dependência dos Legionários para com Maciel era – e para muitos ainda é – total. Não havia rincão da vida cotidiana que escapasse às regras ditadas por ele. Regras minuciosas até o inverossímil, que ordenavam, por exemplo, como sentar-se à mesa, como usar o guardanapo, como ingerir alimentos, como comer o frango sem usar as mãos, como tirar as espinhas de um peixe.

Mas isso não era nada diante do controle exercido sobre as consciências. O manual para o exame de consciência ao fim de um dia era de 332 páginas, com milhares de exigências.

E depois estavam – e estão – os estatutos próprios e autênticos. Muito mais amplos e detalhados que os entregues aos bispos das dioceses nas quais os Legionários têm suas casas. Os cinco visitadores tiveram que se esforçar muito para obter os estatutos completos.

Dos estatutos surge que, além dos três votos clássicos das ordens religiosas (pobreza, castidade e obediência), os Legionários professavam outros dois votos – mais um terceiro chamado “de fidelidade e caridade” para os membros seletos da Congregação – que proibiam qualquer tipo de crítica e ao mesmo tempo obrigavam ante os superiores os confrades que tivessem sido vistos violando a proibição.

Estes votos acrescidos tinham sido abolidos em 2007 por ordem da Santa Sé. Mas não consta que esta revogação tenha sido notificada ao corpo dos Legionários.

Na Congregação fundada por Maciel, não são sempre perceptíveis os limites entre o espírito de obediência e o espírito de submissão.

Entre os Legionários, a concorrência encorajada pelas regras é entre os que conseguem fazer mais prosélitos.  E o noviço ingressa imediatamente numa maquinaria coletiva que absorve completamente sua individualidade. Tudo está controlado e regulado meticulosamente, dentro de uma selva de limitações: desde o correio pessoal até as leituras, desde as visitas até as viagens.

Nos oito meses que durou a visitação apostólica este controle foi relaxado somente em parte. Alguns sacerdotes denunciaram aos visitadores as coisas que consideravam errôneas. Outros abandonaram a Congregação e se incardinaram no clero diocesano. Por último, outros ainda têm confiança no renascimento sobre novas bases de uma Congregação religiosa que é parte de suas vidas e aquela que continuam amando.

46 comentários sobre “A Legião espera um novo superior geral. E treme.

  1. Bem,nos poucos contatos que tive com sacerdotes legionários de Cristo, eles sempre me pareceram padres exemplares, seja por sua doutrina ortodoxa, seja por sua vida moral. Sei que de todo mal Deus sempre pode tirar um bem. Neste caso concreto penso que a Legião de Cristo sairá purificada e fortalecida. Que Deus os abençõe!

    Curtir

  2. Tem um seminário desse povo em Santa Branca – Jacareí.

    No orkut, tem um seminarista que dá moral geral, mas tem um bambam que fala muitos palavões, mas esse pode, faz parte da panela ôoo gente dupla face…fiel ao fundador…

    Curtir

  3. PIOR QUE A FALTA DE PIEDADE É A FALSA PIEDADE…TRISTE TUDO ISSO ;A LEGIÃO TORNOU-SE EXPRESSÃO DE UMA MENTE DOENTIA : A DO PE MACIEL.

    A CRER EM TUDO ISSO A ÚNICA SAÍDA É ABOLIR ESTA CONGREGAÇÃO.

    Curtir

  4. Discordo totalmente do Rafael. Podemos questioanr o exemplo de vida do fundador, porém negar os frutos benéficos da Legião para a Igreja é de duas uma: ou hipocrisia ou ignorância.

    Estamos falando de uma das congregações que têm mais vocações na Igreja atualmente. Sem falar na extrema obediência e fidelidade ao papa. Se compararmos com outros sacerdotes religiosos teremos uma triste discrepância em relação aos legionários.

    Curtir

  5. Acho que sei de quem vc está falando Ana Maria.

    Realmente é triste tudo isso- que frutos podem sair daí ?

    Curtir

  6. Salve Maria,
    Fidelidade ao papa e por consequencia, a Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Não se deve “jogar o bebê com a água suja da banheira”, mas somente a água suja e manter vivo e íntegro o bebê.

    Troquem os mandantes, refaçam a ordem e ajustem os estatutos.
    Todos devem suportar estas dores, pois como disse Cristo Jesus “aqueles que querem me seguir, peguem a sua CRUZ e me siga”.

    Deus tenha piedade dos que abusam da fé dos seus filhos.

    AMDG,

    Velasco

    Curtir

  7. Vinícius que frutos benéficos são esses?
    O controle legalista de cada aspecto mínimo do comportamento é desumano (se realmente for verdade o que a matéria traz) a criação de tres novos votos é mais absurdo ainda , e o controle minucioso da consciencia é odioso-tudo isso lembra um processo de lavagem cerebral , de controle comportamental.

    Cade o lugar da graça divina nisso tudo , cade o lugar da liberdade de filhos de Deus ?Onde uma autentica pedagogia de santificação?

    Cristo nos livrou da canga das prescrições legais farisaicas.Excessom de leis é tão ruim quanto a falta delas.Farisaísmo não santifica -ele dá a falsa impressão de santidade.De uma santidade que se conquista só pelo esforço,sem a graça.

    O processo de formação de um legionário lembra a produção de uma massa amorfa , sem personalidade onde a única personalidade que parece é a persona megalomaníaca do fundador.Lembra o fascismo e o comunismo quando favorece o culto ao líder.

    Rezo para que isso não seja verdade , para que tudo não passe de boato,de mentira.

    Por que se for verdade é horripilante e será um prato feito para a mídia anticatólica.

    E se for verdade não se poderá falar de frutos;se eles houverem não são frutos da Legião mas de Deus que mesmo do meio do lixo pode tirar joias.

    Curtir

  8. Esse é um dos casos em que o provérbio ‘Pelos frutos se conhece a árvore’ parece não se encaixar, pois os padres legionários sempre gozaram de boa fama.

    Creio que essa medida da Santa Sé veio em ótima hora a fim de proporcionar uma certa cura para essa congregação.

    Pessoalmente, acho que deve ser uma dor profunda para um religioso não poder falar de seu fundador com orgulho e admiração. Só por isso já são dignos de nossa compaixão e orações.

    Curtir

  9. rafael, acaso você já foi legionário? Está dizendo isso tudo baseado em quê? Na matéria que acabou de ler? bom, eu já fui um candidato na Legião de Cristo. A experiência que tive é de um catolicismo autêntico, não um contole de liberdade. Desculpe, mas se é preciso carregar todo um estígma para ser fiel ao que a Igreja prega, que eles permaneçam no caminho santo que sempre estiveram. De que adianta ter um fundador canonizado se a maioria das grandes ordens e congregações não seguem nem o próprio fundador, quanto mais Jesus Cristo…

    Obs.: desculpem a generalização. Só serve a título de ilustração.

    Curtir

  10. Sem querer vincular um assunto com o outro, essas regras minuciosas me lembraram um pouco dos Araltos do Evangelho. Eles andam, falam e gesticulam de uma maneira muito peculiar. Até os penteados femininos são igualíssimos, como o cabelo repartido sempre do mesmo lado. Será o que o fazem em obediência a uma regra específica?

    Curtir

  11. A segunda metade do século XX foi realmente o período onde floresceram os agrupamentos católicos mais bizarros.

    Os Legionários são apenas mais um desses, mas podemos enumerar vários outros, sejam de leigos, sejam de sacerdotes, sejam mistos…

    Eu proponho que dêem aos Legionários uma nova orientação, tradicionalista, como antídoto para curar seus enganos. E também que se passe um pente fino nos excessos de cuidados (mas não se enganem! não são apenas os Legionários que possuem normas estritas até para virar o pescoço. Há grupos que prefiro não citar o nome, onde ensinam até a maneira correta de dar passos… em escadas!).

    Essa disciplina em estilo militar me faz recordar o exército dos nazistas desfilando naqueles filmes preto-e-branco… Porque não se espelham na disciplina das velhas e frutíferas ordens da Igreja? Ou mesmo na dos jesuitas? Enfim… Vejamos onde tudo isso acabará…

    Curtir

  12. O Pe Marcial está sob o julgamento do Senhor. Não atiremos pedras nele, pois ele não está mais aqui para se defender. Ele sempre foi perseguido pela Maçonaria, bem como sua ordem mexicana. Meu filho estudou lá no Seminário de Santa Isabel- SP e hoje é uma pessoa extremamente grata á formação que recebeu.
    Eu não acredito nessas bobagens todas.

    Curtir

  13. Quais “velhas e frutíferas ordens da Igreja” são, hoje, de fato frutíferas? Poderia dar um exemplo, Bruno?

    Curtir

  14. IMPORTANTE:

    http://eponymousflower.blogspot.com/2010/03/germanys-spiegel-offers-1-million-euro.html

    MONDAY, MARCH 15, 2010

    Germany’s ‘Spiegel’ offers 1 Million Euro Bounty on Pope Benedict

    WANTED!

    Seems like they’re desperate because they want to crown their assault with something more sustainable. You know, it’s a cruel irony in all this, though we repeat it often, that the people responsible for the abuse in the first place are themselves, largely of the same political and philosophical bent as the journalists and political low-jobbers craving the power and financial resources of the Church.

    It’s funny too since ‘Spiegel’, Germany’s ‘Time’, was founded by a National Socialist.

    [Kreuz.net] The Goebels-Successors want to celebrate Pope’s homosexual violation. The thing does not need to be in tune, the main thing is that it be set forth into the world.

    Whoever accuses the Pope of a homosexual violation, ‘receives one million euros from the Anti-Catholic German magazine, Spiegel’.

    This was reported by German web page ‘fact-fiction.net’ yesterday with ‘apparently reliable’ press circles.

    The ‘Spiegel’ was founded by a former Nazi-Journalist apprentice and Lieutenant in the German Wehrmacht.

    The Schmiermagazine will offer multiple former Seminarians and Theology students of the 60s and 70s who studied in Munster and Tubingen, this enormous bounty, “if it nails the Pope as a homosexual child molester.”

    According to the data of ‘fact-fiction.net’, the accusation does not have to be correct. It is primarily the concern of ‘Spiegel’ to set these slanders loose in the world.

    The offers are going to make the rounds for two weeks.

    ‘Spiegel’ informers are to have thick bundles wagged in front of them.

    The German Street Magazine, ‘Stern’ — of a former National Socialist journalist based – only offers 50,000 for its Pope slanderers.

    The magazine doesn’t “have so much money any more” since its pratfall with the falsified Hitler diaries in the early 80s according to ‘fact-fiction.net’.

    According to the web page, the investigative journalist and political editor of the ‘Süddeutschen Zeitung’ Hans Leyendecker (60) “crept incognito into the Vatican as as a boy prostitute and ran into German journalist colleagues there.”

    ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

    http://www.kreuz.net/article.10828.html

    ‘Spiegel’ setzt eine Million Kopfgeld auf Papst Benedikt XVI. aus
    Goebbels-Nachfolger wollen dem Papst eine homosexuelle Schändung unterjubeln. Die Sache braucht nicht zu stimmen, Hauptsache, daß sie in die Welt gesetzt werden kann.

    Der ‘Spiegel’ hetzt in Goebbels-Manier gegen die Kirche.
    (kreuz.net) Wer den Papst einer homosexuellen Schändung überführt, erhält vom deutschen Kirchenhaß-Magazin ‘Spiegel’ eine Million Euro.

    Das berichtete die deutsche Webseite ‘fact-fiction.net’ gestern mit Berufung auf „offenbar zuverlässige“ Pressekreise.

    Der ‘Spiegel’ wurde von einem ehemaligen Praktikanten einer NS-Zeitung und Leutnant der deutschen Wehrmacht gegründet.

    Das Schmiermagazin soll mehreren ehemaligen Seminaristen und Theologiestudenten, die in den 60er und 70er Jahren in Münster und Tübingen studierten, diese riesige Abschußprämie angeboten haben, „falls sie den Papst als homosexuellen Kinderschänder festnageln.“

    Nach Angaben von ‘fact-fiction.net’ braucht die Anklage nicht zu stimmen. Es geht den ‘Spiegel’- Verleumdern in erster Linie darum, sie in die Welt zu setzen.

    Das Angebot soll schon seit zwei Wochen die Runde machen.

    ‘Spiegel’- Spitzel sollen mit dicken Geldbündeln herumgewedelt haben.

    Das andere deutsche Straßenmagazin ‘Stern’ – von einem ehemaligen nationalsozialistischen Journalisten gegründet – soll Papst-Verleumdern nur 50.000 Euro geboten haben.

    Das Magazin hat seit dem Reinfall mit den gefälschten Hitler-Tagebüchern in den frühen 80er Jahren nach Angaben von ‘fact-fiction.net’ „nicht mehr soviel Geld“.

    Nach Angaben der Webseite soll sich der Investigativ-Journalist und politische Redakteur der ‘Süddeutschen Zeitung’ Hans Leyendecker (60) „inkognito als Strichjunge in den Vatikan eingeschlichen haben und dort auf deutsche Journalistenkollegen gestoßen sein“.

    Curtir

  15. Tem razão Bruno Luís:”A segunda metade do século XX foi realmente o período onde floresceram os agrupamentos católicos mais bizarros.”

    Os Arautos tem essa coisa de regular os mínimos gestos;eles tem muita coisa boa mas me parece que certos hábitos revelam mais uma psicologia doentia do que expressão de santidade.Se santidade fosse esse gestual almofadinha dos Legionários e Arautos então restariam poucos santos.

    Não sei o que é pior : a estrangulação do indivíduo nestas congregações com a imposição de um regime quase judaizante junto de um culto ao líder , o progressismo anárquico dos modernistas ou a loucura pneumática dos carismáticos.

    E Vinícius , realmente não conheço por dentro a LC mas conheço um exseminarista da Legião – na época em que saiu ele me contou exatamente isto aí que fala a matéria mas não acreditei pensei que ele estivesse correndo das exigencias da Legião, pensei que ele quisesse um caminho mais fácil , a porta estreita.Agora não sei se fiz um juízo correto da situação dele.

    Mas se vc teve uma boa experiencia na Legião ótimo : isso prova que nem tudo são trevas por lá.

    Curtir

  16. “Uma segunda vida que também no momento de sua morte apareceu em brilho sulfúreo. Relatos mórbidos vazaram sobre os últimos dias de Maciel em Houston, no fim de janeiro do ano de 2008, antes de seu sepultamento em Cotija, sua cidade natal, no México.”

    O que o autor quis dizer nesse trecho do artigo? A que ele se refere?

    Curtir

  17. Paulo, de acordo com o seu comentário, você não poderia falar nada de mal contra absolutamente qualquer sacerdote ou prelado já falecido que tenha pisado na bola pelo simples fato “de não poderem se defender”. Se você procede assim com todos, tudo bem. Caso contrário é um contrasenso.

    O fato de ser perseguido pela maçonaria não tem nada a ver com o que está se discutindo. A maçaonaria persegue a Igreja em geral. E se ele tinha duas caras, a maçoncaria perseguia o lado dissimulado e não o lado libertino.

    O seu comentário está mais baseado em gratidão pessoal (o que é sempre algo bom) do que em objetividade.

    Curtir

  18. Paulo,

    o que Nosso Senhor condena é o juízo temerário, feito sem provas ou baseado em mentiras. Como foi o julgamento de Nosso Senhor. Ora, é óbvio que apenas Ele é o Juiz Universal: mas, quando o pecado se torna público, é necessário apontá-lo objetivamente, tomando cuidado para não atacar a pessoa, e sim o seu pecado. Como é justo que as autoridades ajam energicamente contra qualquer indício de desvio da doutrina (Coisa rara em nossos dias), como ficou provado pelas informações.

    A vida é uma luta. Corremos o risco de cair no bom mocismo covarde ou na atitude de condenar a tudo e a todos.

    O fato de existirem algumas pessoas bem-intencionadas em movimentos ou ordens não é – e nunca foi – atestado de ortodoxia (Não estou dizendo, contudo, que você afirmou isso): temos o exemplos dos franciscanos, dominicanos e redentoristas – além da RCC, que nasceu má; diferente dos outros, que nasceram santas, tiveram inúmeros santos e beatos, mas hoje são uma lástima.

    Curtir

  19. Esse negócio de “mi padre” é complicado…
    Uma “devoção” semelhante à cumplicidade criminosa é demais, não?!
    Tudo bem que há “piedade” e “ortodoxia” – que seja explícitado que nos padrões modernos de neo-conservadorismo! – podem ser virtudes louváveis nesses tempos de debacle e derrocada geral, mas daí defender a completa desarticulação dos dois fenômenos é como possuir uma distúrbio de personalidade dupla!
    Toda a obra do tal Marcial Maciel é suspeita já que está eivada do seu “carisma”! E todos os “superiores” estão igualmente contaminados já que sabiam e nada fizeram!
    Dizer que “ficavam para o bem da instituição” é uma conversa meio torta, já que poderiam se desligar desta e se filiar a outras instituições tão ou mais “tradicionais” que poderiam acolhe-los perfeitamente.
    Refundar a agremiação em outras bases defenestrando os seus cabeças creio ser inviável, já que “não seria mais a mesma”; acho que só sobra uma atuação que seria mais condizente…
    Mas acho que apontarão desesperadamente para todas as obras que já fizeram na expectativa de salvar alguma coisa, mas acho estranho já que a fé que anima tudo é mais importante!
    Não basta fazer certo: tem de ser pelos motivos e os ideais corretos!

    Curtir

  20. Uma notícia desta ordem é uma tristeza. Deixa-nos mais pobres. Faz-nos meditar que a Igreja é Santíssima, porque apesar de sermos tão pecadores, Ela continua singrando e se mantendo viva nos mares encapelados.
    É uma tristeza vermos que irmãos nossos que foram modelos para nós, caíram tão baixo. Não é o momento, nem nunca será, de os amesquinharmos, mas de orar por eles com mais devoção e vermos que não é bom apoiarmos nos seres humanos que podem ser vítimas da tentação diabólica sem uma profunda crítica do que dizem e fazem e sem uma comparação constante com Jesus, o único Caminho seguro, a única Verdade impoluta, a única Vida que merece ser vivida.
    É uma tristeza vermos que eles podem se tornar numa ferida aberta na Igreja por onde pode penetrar o joio, mas não nos podemos esquecer do bem que fizeram. Portanto, não podemos culpar todos só porque alguns pecaram. Os que não pecaram merecem o nosso carinho dobrado.
    Lembremo-nos também que nós poderemos ter alguma culpa em virtudo desse dogma extraordináriamente belo e assombroso da “Comunicação dos Santos”. Demos-lhes as nossas orações, demos-lhes o nosso exemplo? Sobretudo, sabendo dos seus erros, lutamos para que se desviassem deles? A nossa tolerãncia não foi altamente pecaminosa?
    É um momento para uma grande meditação. Que a Graça do Senhor esteja com eles e conosco

    Curtir

  21. “Uma segunda vida que também no momento de sua morte apareceu em brilho sulfúreo. Relatos mórbidos vazaram sobre os últimos dias de Maciel em Houston, no fim de janeiro do ano de 2008, antes de seu sepultamento em Cotija, sua cidade natal, no México.”

    Alguém sabe dizer qual seria o conteúdo de tais relatos mórbidos?

    Curtir

  22. Marcus,

    Mera coincidência ou será que o “Nostro Padre” seguia um certo “Estilo Macho”?!

    Não me surpreende alguns blogueiros fazerem-se porta-vozes de comportamentos sectários e bem estranhos a um suposto pastor de almas. Deus queira desses escândalos tirar o proveito de estirpar a chegueira de muitos seguidores do pe. Maciel.

    Curtir

  23. Rodrigo Ruiz:
    “velhas e frutíferas ordens da Igreja”, quando eu me referi, não foi em relação às mesmas ordens de hoje, aggiornadas, mas às Ordens e Congregações clássicas da Igreja, que floresceram séculos atrás e chegaram até os nossos dias, como a Ordem dos Franciscanos, como a Regra de São Bento, como a disciplina de Santo Inácio…

    João Guilherme, é sempre bom que todos parem sempre e meditem sobre a precariedade das intenções dos homens, tão rapidamente desvirtuadas por sua mesma fraqueza. Devo dizer que os Legionários de Cristo nunca foram modelo para mim, e apesar de eles estarem inseridos dentro de toda uma atmosfera conciliar e aggiornata (assim como quase toda a totalidade dos católicos), ainda assim vejo esses escândalos e essa decadência como objeto de muita tristeza… O remédio para essa situação não seria apenas o retorno à Tradição, pois se assim fosse, todos os tradicionalistas seriam anjos, mas vejo como remédio um desapego maior à vontade de Deus, e um redobramento de orações e sacrifícios, para que a União com Deus diminua a probabilidade das quedas… E aí dos que causam escândalo!

    Curtir

  24. De todo mal, Deus pode tirar um bem maior!
    Não quero levantar bandeira a favor do Pe. Maciel e nem mesmo atirar-lhe pedras… Penso apenas na congregação dos Legionários de Cristo e nos padres e seminaristas envolvidos nela.
    Acredito que não seja pré-requisito para admissão nos LC atitudes semelhantes à do fundador. Pode até existir pessoas lá dentro que tenham comportamentos piores, mas certamente haverá pessoas com comportamentos santificantes.
    Eu tenho um amigo que está no seminário dos LC na Grande São Paulo e até onde eu conheço o seu comportamento é exemplar. Dono de uma inteligência invejável, ele demonstra interior e exteriormente que está envolvido com sua vocação de forma determinante.
    Por outro lado, também, ele comenta comigo de outros seminaristas que apresentam comportamentos distintos, assim como todos os outros seminários…
    Eu penso que se os LC passarem por um processo de intervenção no sentido de “re-engenharia”, não haveria problema algum a manutenção daquela congregação.
    O seu fundador de fato errou, mas os novos legionários podem acertar… Outrora São Francisco de Assis acertou, hoje muitos franciscanos “atiram n’água”.

    Curtir

  25. eu acredito na misericórdia. Somente isso! E nesta página aqui não encontro isso.Aqui só atiram-se pedras como se todos aqui fossem puritanos. Paracem alguns mais protestantes que católicos.

    Curtir

  26. Não é correto pregar compreensão e perdão em detrimento da vítima do pecado; na defesa do próximo, deve-se evitar o bom-mocismo e a linguagem untuosa. Antes devemos sair qual leões e acabar com os malditos que entram na Igreja e se disfarçam de cordeiros para atrair os fiéis bem intencionados.

    Vede que N.S. Jesus Cristo disse que devemos dar a outra face, mas a nossa e não a de outrem. Quando nos mostramos tão dóceis e compreensivos com os algozes, tão duros e “justos” com as vítimas, estamos nesse mesmo ato oferecendo a face do próximo. Se comprovadas todas as denúncias, S. S. P. Bento XVI tem de fechar esse barraco, demoli-lo e mandar salgar o chão. Ainda, se comprovadas as denúncias, quem fizer parte dessa organização tem de sair dela imediatamente e, com todas as veras do coração, ajudar na sua demolição.

    O maior cuidado deve estar em preservar as vocações verdadeiras que, mistificadas, caíram na armadilha, por ex., redistribuindo-as para outras ordens. O mesmo se diga das obras pias e do mais que se possa aproveitar.

    Quando beneditinos, franciscanos e dominicanos enlouquecem, traem os carismas de seus santos fundadores; já os “carismas” do Pe. Marcial Maciel, quais são? Se a coisa for ruim desde a raiz, só há um jeito: circunvalar a planta, arrancá-la pela raiz e jogar no fogo.

    Curtir

  27. Ana Maria vc não me diz o que devo fazer.Eu nem citei seu nome, mas se vc se achou incomodada, problema seu.Vai estudar o catecismo.

    Curtir

  28. Quem gosta de idolatrar os Legionários de Cristo, escutem segredinhos dessa seita penetrada dentro da Santa Igreja Católica neste endereço:

    http://www.blogtalkradio.com/olavo

    Depois clique no play em On Demand Episodes 3/17/2010 8:00 PM

    Até o Olavo de Carvalho percebeu isso! Mas os neo-católicos de hoje…

    PS: É claro que o comentário é feito pelo Olavo e o que tem de palavrão!

    Curtir

  29. Sr. Paulo,

    o sr, tão misericordioso, acusa as pessoas de protestantes, puritanos e ignorantes? Faça-me um favor de deixar de bom-mocismo e condenar os outros temerariamente.

    Rezemos pela lástima que são as nossas instituições atuais – inclusive esse péssimo padre, que, Deus queira, terá se arrependido de seus pecados (PÚBLICOS) e chegado ao porto da salvação.

    Curtir

  30. Nossa o Olavo detonou os legionários e até agora nenhuma manifestação de seus membros. Eu, pelo menos não ouvi nada.

    Curtir

  31. Caro Albert Rudolf,

    O podcast do Olavo foi um dos lugares em que ouvi os detalhes sobre o Pe. Marcial Maciel e a sua legião.

    Digo por experiência que não basta aos ex-legionários sairem da organização, mas atacá-la com vontade. Antes de me converter – louvado seja Deus! – era comunista. Só consegui exorcisar o espírito vermelho de mim após me tornar um anti-comunista. Enquanto não declarei guerra de morte ao comunismo, todos meus pensamentos e atos rodavam em torno de seus conceitos, embora dissesse que era um não-comunista.

    Se há aqui algum legionário, falo para ti que não adianta dourar a pílula: o mero desligamento da congregação não é suficiente. Até por dever moral os ex-membros devem atacá-la: assim como ajudaram a fazer prosélitos, assim têm de ajudar a afastar os incautos.

    Para mim, o mais difícil não era o desligar-me do comunismo mas declarar-me, em alto e bom som, que estava enganado, que fui enganado; que meti-me até ao pescoço num mar de mentiras.

    Congregações, institutos, fraternidades, associações, etc. – nada disso, sozinho, é a Igreja. Se for para o bem da Igreja e das almas, que elas passem, para que permaneça só o importa.

    Curtir

  32. A mentalidade que credita aos Legionarios, bons frutos, tambèm pode creditar bons frutos aos luteranos, calvinistas, muçulmanos, judeus e etc. Sao Pio X, explicou muito bem esta mentalidade na Pascendi, mostrando como a “Hydra” pensa:

    “O viver para os modernistas é prova de verdade; e a razão disto é que verdade e vida para eles são uma e a mesma coisa. E daqui, mais uma vez, se infere que todas as religiões existentes são verdadeiras, do contrário já não existiriam.” Pascendi Dominici Gregis – Sao Pio X

    O raciocinio è bem simples: para viver e sobreviver, è necessàrio frutificar. O Le Sillon, por exemplo, teria frutiticado e continuado a viver, nao tivesse lhe cortado a raiz, com os golpes precisos de machado, na Notre Charge Apostlique.

    Os legionarios e o regnum, em respeito e honra Daquele que disse “a arvore ma nao pode dar bons frutos”, deveria ter o mesmo destino que o Le Silon. Contudo, atualmente o magisterio que tem por regra o viver como prova da verdade, nao suprimira os LC. Pela primeira vez na historia, temos uma Congregaçao religiosa fundada por um depravado que parece querer sobreviver a descoberta das depravaçoes de seu fundador.

    Eis o magisterio do Vaticano II….

    Curtir

  33. Bom,primeiro de tudo: muita calma nessa hora! Está se averiguando a verdade, está se colocando os pingos nos “i” e seguirá sendo assim. E não nos esqueçamos: há muita, muita mesmo, gente santa sofrendo de uma maneira indizível, assim como suas famílias e também a Igreja. Pois sabemos o que a Legião de Cristo representava para a Igreja e espero que continue representadno com a formação de sacerdotes diocesanos no mundo todo e fonte de sólida formação e santidade de vida para milhares de famílias no mundo inteiro. Qualquer um que tenha entrado em contato com os Pes. Legionários ou os jovens do Regnum Crhisti se dão conta do tipo especial de pessoa que temos em frente, sob todos os aspectos. Não foi à toa que desde Madre Teresa a Gorbachov ficaram impressionados com o tipo de homnes e mulheres que essa espiritualidade com uma identidade tão transparente e forte era capaz de produzir. Autênticos cristãos destemidos e preparados para as condições do século que vivemos e capazes de defender concretamente a Igreja. Lembrem-se que o primeiro a se refastelar com tudo isso é o inimigo de Deus. Vamos muito devagar com as críticas e com a ferocidade das exigências. É hora de nos unirmos todos em oração e implorar a misericórdia divina que os ampare a todos nesse momento, pois a grande perda é antes de tudo para nossa própria Mãe Igreja. Claro que todos que foram realmente lesados pelas atitudes incorretas têm todo direito de serem reparados plenamente no plano psicológico, moral e material se for o caso. Quanto a su anotícia, Ferretti, teria alguns comentários, mas me fixo em uma apenas. Acho que parece meio óbvio que uma congregação tão elogiada pelas autoridades da igreja que têm acesso a seus atos de piedade e manuais espirituais não aplicaria um manual de exame de consciência de 332 páginas antes de dormir, né meu caro? Uma coisa é a liberdade de expressão que lhe permite contar a notícia, outra bem diferente é manipular dados inventando um absurdo como este, não lhe parece? Mas enfim, serve para todos: ao tratar desse caso tenhamos muito cuidado. O grande dano está sendo feito a nossa mãe Igreja antes mesmo do que à Legião e ao Regnum. Se a amamos, vamos antes de tudo orar muito a Deus. Que Maria nossa Mãe do Céu nos auxilie e nos leve a bom termo a fim de sair desse pesadelo. Obrigado.

    Curtir

  34. Sr. “Flasgow”,

    Tudo indica que a Legionários de Cristo não foi contaminada pela desolação do pecado, mas fundada pelo Pe. Marcial para funcionar como disfarce de atividades espúrias e como visgo para fiéis conservadores. Se assim for, sanear a Congregação não basta: ela tem de acabar.

    Ainda, Sr. “Flasgow”, nenhum católico deve aceitar que pedofilia e estupro sejam considerados apenas “atitudes incorretas”. São ambas abominações horríveis. Que Deus nos dê um santo ódio para abominar esses pecados.

    Curtir

Os comentários estão desativados.