Uma onda de declarações e retificações enche as páginas dos principais meios de comunicação estes dias.

(05/04/10 –  Sector Católico) Esses dias da Semana Santa também foram agitados do ponto de vista informativo, visto que os meios de comunicação prosseguiram com a sua campanha contra a Igreja e renovaram os seus esforços em atacar a figura do Papa a propósito dos abusos sexuais imputados a alguns sacerdotes de vários países. Porém, assistimos nesses dias a uma serie de declarações e retificações preocupantes e que afetaram novamente a Santa Sé. O protagonista, Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, que em sua homilia de Sexta-feira Santa vinculou o anti-semitismo sofrido pelos judeus à perseguição atual sofrida pela Igreja. Horas depois, o porta-voz do Gabinete de Imprensa, Federico Lombardi, teria que retificar publicamente o franciscano por temor da comunidade judaica, que estava novamente indignada com o mundo católico por essas declarações.

Nesse meio tempo, o arcebispo de Canterbury e primaz da autodenominada “Igreja da Inglaterra”, Rowan Williams, falava com gosto dos casos de pederastia na Irlanda, acusando a Igreja Católica de “haver perdido toda a sua credibilidade”. Poucas horas mais tarde, esse prelado se via na necessidade de pedir desculpas por essas palavras infelizes, que, uma vez mais, evidenciam a situação delicada da hierarquia naquele país.

Seja como for, parece que as águas voltaram ao normal e que o diálogo ecumênico e inter-religioso seguirá adiante com ambas as comunidades. O que desde logo, nos parece lamentável, é que, como conseqüência desse diálogo, a Igreja não possa expressar-se com liberdade e todas as declarações públicas do Pontífice ou das pessoas ao seu redor sejam examinadas com lupa e de forma excessivamente crítica.

É verdade que todos nos equivocamos, mas o importante, como sempre, continua sendo fazer a retificação. Por essa razão, é mais que aconselhável que a Santa Sede estabeleça agora um perfil informativo mais baixo, e deixe passar algum tempo para evitar novos incidentes que, desde já, não beneficiam a ninguém, salvo aos inimigos da única e verdadeira Igreja de Cristo.

13 Comentários to “Uma onda de declarações e retificações enche as páginas dos principais meios de comunicação estes dias.”

  1. A verdade é que se os bispos diocesanos — dos locais onde eclodiram casos de pederastia — tivessem agido com a mesma severidade com que atuaram nos casos onde grupos de fiéis pediam permissão para a Missa Tridentina ao longo dessas últimas décadas, a pederastia envolvendo o clero teria sido reduzida a pó.

  2. Concordo plenamente com o Sr. Eduardo Monteiro,

    Se eses padres pedófilos fossem julgados dentro da Igreja da mesma forma que são julgados os tradicionalistas e aqueles fiéis que amam a missa tridentina, certamente já teriam sido reduzido a pó.

    Os Tradicionalistas são taxados de anti-católico muitos eclesiásticos colocam em dúvida se realmente somos católicos estou certo??, por outro lado os padres pedófilos muitas vezes foram protegidos e seus atos foram acobertados estou mentindo??

  3. Credibilidade mesmo, quem tem é a seita anglicana, que perdeu comunidades inteiras para a Igreja de Cristo por terem ordenados gays.

  4. Quando se fala em bispo omisso, vem a minha cabeça d. nelson westrup(sei lá como escreve)…se ele tivesse ouvido as insistentes denuncias do Padre Wagner, teria evitado a morte desse jovem sacerdote, que foi morto pelo amante do outro padre, que n lembro o nome e que ESTÁ escondido em um convento no Nordeste!

  5. O que mais dói, e nesse sentido os anticatólicos e anticlericais estão cobertos de razão, é que, em nome de uma pretensa caridade, esses predadores sexuais travestidos de padre, ao invés de serem punidos com rigor, continuaram a atuar em lugares nos quais poderiam exercer sua sanha maléfica. Tudo isso com a conivência ou, pelo menos, omissão de muitos Bispos. Ao invés de serem bons pastores, tais Bispos entregaram as ovelhas aos lobos.
    “Mas todo o que fizer cair no pecado a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que uma pedra de moinho lhe fosse posta ao pescoço e o lançassem ao mar!” (Mc 9,42)

  6. ana o sobrenome correto do dom nelson é estrupício.

  7. Italo combina bem.

    ******************************

    Outro bispo omisso é o de Taubaté, olhem a nova do padre doutor joãozinho:
    http://sucessaoaapostolica.blogspot.com/2010/04/plena-comunhao-da-desobediencia-35-alo.html

  8. A hipocrisia é que verdadeiramente faz a credibilidade da Igreja desabar. COMO PODEM ENSINAR UMA CONDUTA MORAL E, AO MESMO TEMPO, NÃO POR EM PRÁTICA EM SUAS PRÓPRIAS VIDAS. Os homens conseguiram, aos poucos, dinamitar toda a estrutura moral da Igreja Católica. Se existem padres ou bispos pederastas, pedofilos, homosexuais ou heterosexuais que violam o seu voto, ou, de alguma forma, insentivam a violação, ou ainda, negligenciam a obrigação de impedir a violação, devem ser todos sumariamente excluidos da Igreja. NÃO EXISTE OUTRA SAÍDA. PROPONHO A CRIAÇÃO DE UM DISQUE DENÚNCIA PARA QUE SEJAM INFORMADOS, SEM NECESSIDADE DE IDENTIFICAÇÃO, OS SUSPEITOS OU VIOLADORES DO VOTO DE CASTIDADE. CADA DENÚNCIA SERIA APURADA POR UM TRIBUNAL DE SÁBIOS. A IGREJA PRECISA SE LIMPAR, E ESSA LIMPEZA COMEÇOU AGORA! AO CONTRÁRIO DO QUE A MAIORIA DOS CATÓLICOS PENSAM, ACREDITO QUE A MÍDIA TEM FEITO UM EXCELENTE TRABALHO(PROVA DO PODER DE DEUS), MESMO NÃO PERCEBENDO,TEM AJUDADO A VIR AS CLARAS ESSE SUBMUNDO ECLESIÁSTICO. A IGREJA DE NOSSO SENHOR É LUZ E NÃO TREVAS, DEVE SER TRANSPARENTE E NÃO NEBULOSA. E AINDA, CABE A NÓS, ESCOLHERMOS O TRIGO E NÃO O JOIO, PADRE AFEMINADO, INFELIZMENTE, NÃO PODE SER CONSIDERADO PADRE, O MESMO DIGO DO PADRE GARANHÃO, DEVEM SER AMBOS DESCONSIDERADOS E DESPRESTIGIADOS. NOTEM BEM, NA MAIORIA DAS VEZES, ESSE PADRES VIOLADORES, SÃO RELATIVISTAS E MODERNOS, ISSO COMO FORMA DE JUSTIFICAREM EM SUAS CONSCIÊNCIAS, AS BÁRBARAS VIOLAÇÕES (SENÃO, SÃO SIM INSTRUMENTOS DO MALÍGNO).

  9. Será que eu estou ficando maluco!

    Esses bispos que acobertaram os padre pedófilos, são os bispos modernistas favoraveis ao CV II!

    São esses bispos (reparem como eles participam dos ataques contra a Santa Igreja!) que querem o fim do celibato (Christoph Schönborn); são esses bispos que se dizem escandalisados com essas aberrações – como se eles não soubessem de nada disso!

    Agora todos esses sacerdotes do diabo vem na maior cara-de-pau falarem que estão surpresos e indignados… faça-me o favor!

    Ana Maria Nunes, esse tal dde Pe. Joãozinho é outro que daqui a algum tempo vai está envolvido em algum escândalo (rezo a Deus que eu esteja errado)!

  10. A fumaça de Satanás não apenas invadiu a Igreja Católica. Ela invadiu a mente de muitos sacerdotes moderninhos que desgraçadamente não merecem mais um pingo de respeito pois eles perderam esse direito.

    Esse Padre joãozinho como mostra a Ana Maria Nunes, já não bastasse ter levado a surra de teologia que levou do Sr. Orlando Fedélis agora vem defender Dilma, lula enfim o comunismo socialista … essa é boa.

  11. Wagner, o disque denuncia vai dar certo, se criarmos um grupo de extermínio…

    *********************************
    Renato, temos que rezar por todos, mas eu, tô nem ai com o doutor, fico horrorizada por aquelas almas tristes que comem o vômito dele como se fosse manjar.

  12. Envie para o seu padre – Texto para combater a pedofilia entre os padres

    Texto magnífico de Santo Afonso de Ligório para combater a pedofilia entre os padres:

    Sobre a castidade do padre: Excelência desta virtude, e quanto é necessária ao padre

    No link abaixo:

    http://arenadateologia.blogspot.com/2010/04/sobre-castidade-do-padre-excelencia.html

    “A castidade faz do homem um anjo”. Santo Afonso de Ligório

  13. infelizmente é isso que acontece com um grande numero de bispos,perseguem a missa tridentina ferozmente, mas morrem de medo de perseguir as seitas protestantes que se alastram como uma infecção e toleram demais sacerdotes pederastas,só o Espirito Santo para nos proteger.