O zelo litúrgico do episcopado brasileiro.

Brasília, 06 de maio de 2010 – Missa na Assembléia Geral dos Bispos do Brasil. “Portanto, reprove-se qualquer uso, para a celebração da Missa, de vasos comuns ou de escasso valor, no que se refere à qualidade, ou carentes de todo valor artístico, ou simples recipientes, ou outros vasos de cristal, argila, porcelana e outros materiais que se quebram facilmente” (Redemptionis Sacramentum, 117).

Tags:

38 Comentários to “O zelo litúrgico do episcopado brasileiro.”

  1. Pra falar a verdade… O desânimo e o pecado tomam conta de minha alma… E o culpado sou eu, somente eu.
    Mas quando vejo isso, e a foto da Dilma no post anterior, esse desânimo aumenta…

    Moisés Gomes de Lima
    http://verdadeiromododever.wordpress.com

  2. Há muito tempo a CNBB estraga a liturgia católica,NOVA REFORMA LITURGICA JÁ,para acabar com essa onda se abusos

  3. Caro José JR,
    Eu diria que a muito tempo a CNB do B faz o que quer. Ela além de estragar a liturgia com esses abusos nojentos, faz vista grossa a tudo o que BentoXVI diz, desobedece ao Papa descaradamente. Desgraçadamente a Igreja do Brasil está entregue a eclesiásticos dessa categoria . Lamentável

  4. Quando será que haverá uma mudança radical no episcopado brasileiro. Todos são muito novos? Para haver uma boa mudança o Papa precisaria ser mais jovem. Pena que ele não terá um pontificado tão longo como o de seu predescessor.

  5. Plena comunhão! Rá!

  6. As vezes me pergunto se existe Igreja Católica no Brasil ou se o que ei=xiste aqui é só um arremedo de Igreja , uma imagem pálida e fosca da Igreja Católica e Apostólica fundada pelo Cristo.

    Desperta Senhor !

  7. Renato, um erro não justifica o outro.

  8. Deus tenha misericordia da Igreja do Brasil. É triste ver que a CNBB só piora a situação da Igreja,para mim é uma vergonha ver padres que falam as baboseiras que a CNBB ensina e fazendo o povo fiel a eles confiados ficarem mais confusos ainda.
    Eu mesmo ouvi no ultimo sabado da boca de um sacerdote(e cantor)que a Igreja é ” SANTA E PECADORA ” eu fiquei horrorizado e o pior é que ele celebro essa missa com um decaso enorme para ir correndo fazer um show que não vale nada.Ao termino da missa fui a capela do Santissimo e diante de Jesus pedi perdão por aquilo e implorei pro Senhor pelas pobres almas que tinha ouvido aquilo.Lembro-me tambem que nessa mesma homilia ele negou a hierarquia da Igreja,sendo assim negou ele mesmo e o Santo Padre o Papa Bento XVI.
    Sinceramente tenho dó das almas dos fieis desses tipos de “padre” eles não merecem nem mesmo esse titulo.

  9. HEMODIÁLISE NO EPISCOPADO BRASILEIRO. Já!!!

    Não podemos conviver com estes bispos agindo à revelia. Será que ainda não percebemos que a Igreja do Brasil padece por falta de comandantes?
    A desobediência que a CNBB tem para com Roma é gritante. Não precisamos de muitas provas para afirmar que a fé católica passa por uma situação delicada aqui nestas terras… Comparem a situação atual do catolicismo no Brasil por aquilo que verdadeiramente é Catolicismo!!!
    O Papa Pio XII havia dito que devemos lutar com todas as nossas forças contra o comunismo… E hoje o que vemos? Os bispos participando de coquetéis juntamente com uma líder socialista e candidata a presidente da República… Francamente!!!

  10. Flávio, não pretendo justificar o que você chama erros.

  11. CNB do B e seus “clássicos” cálices de barro/isopor/papelão…sacrilégio pouco é bobagem

  12. Acho que seria melhor aplicar quimeoterapia neles.

    ************************

    Tenho outras fotos, muito piores:
    http://sucessaoaapostolica.blogspot.com/search/label/Fotos%20de%20abusos%20lit%C3%BArgicos

  13. APOSTASIA! A Igreja Católica no Brasil não possui mais nenhum critério, nenhum traço de ortodoxia, de zelo, de Verdade. E o pior é que nós leigos, ficamos sem direção, sem saber exatamente o que fazer.
    Deus meu, livrai-nos destes lobos!

  14. Nem tudo está perdido, pois ainda não se disseminou por aqui a consagração do suco de uva e das rabanadas.

  15. “ainda” não Ferdinand… ainda não…

  16. Tenho ouvido dizer que padres que tem problemas com álcool podem ser autorizados a consagrar com suco de uva.

  17. Infelizmente não é só no Brasil que tais coisas acontecem. Os abusos litúrgicos se espalham por todo o orbe católico e são fruto de uma mentalidade “criativa” que dita a práxis em matéria de liturgia. Acho que teremos que esperar o tempo dar cabo dessas cabeças “pensantes” e confiar nas novas gerações de sacerdotes que, ao que parece, têm mais zelo pelo culto a Deus.

  18. Isso acontece na Assembléia dos Bispos ??

    Estamos mal.

    Se quem deveria dar o exemplo , erra feio,

    o que se pode exigir dos padres ??

  19. Nos unamos pelo fim da CNBB! È uma “Igreja” dentro da própria Igrja de Cristo!

  20. Hemodiálise??!?!!? INQUISIÇÃO nessas “cloacas de impurezas” (Nossa Senhora de La Salette)

  21. Então perguntar-se-á: «-Como sabemos quem, de entre o Clero, faz parte do terço das estrelas que será arrastado pelo demonio a que se refere, indirectamente, o Papa João Paulo II? Como sabemos quem são os sequazes de erro?» E a resposta, uma vez mais, pode encontrar-se naquilo que foi definido infalivelmente: aqueles que sustentam a Fé, que se agarram com firmeza à doutrina de Jesus, são amigos (Apoc. 12:17); aqueles que não fazem isto são adversários. Como Nosso Senhor disse: «Pelos frutos os conhecereis» (Mt. 7:16). Pode saber-se quem é de confiança: quem professa a Fé Católica tal como é definida pelas definições solenes. Outro sinal será, também, o facto de viverem a sua Fé Católica.
    (O derradeiro combate, cap. 13)

  22. continuação…

    Em conclusão, quando o Papa Paulo VI lamentava, em 1967, que «o fumo de Satanás entrou no Templo de Deus» e, em 1973, que «a abertura ao Mundo [se] tornou uma verdadeira invasão da Igreja pelo pensamento mundano», estava somente a confirmar o conteúdo do Terceiro Segredo; assim como o fez o Papa João Paulo II nas suas declarações, mais veladas, de 1982 e 2000. As duas primeiras partes do Grande Segredo de Fátima advertem sobre o facto de a Rússia espalhar os seus erros pelo mundo inteiro. O Terceiro Segredo, no seu conteúdo completo, é seguramente uma advertência de que aqueles erros se infiltrarão na própria Igreja, aí se implantando especialmente por meio da “abertura ao Mundo” pelo Vaticano II. A infiltração da Igreja Católica por elementos homossexuais, neo-modernistas, comunistas e maçons vê-se nos resultados ruinosos das suas actividades e na perda da Fé, mesmo entre os Católicos que frequentam a igreja.

    Está claro que um dos sinais evidentes dessa perda de fé que devasta grande parte do clero é esse desrespeito nojento para com o Santíssimo Sacramento.

  23. Rezemos pela perfídia dos CNBbistas, afim de que Deus Nosso Senhor não olhe para a dureza de coração deste povo, e os livre de sua cegueira, para que uma vez convertidos à Fé Católica, possam regressar à Igreja Católica Apostólica Romana, a qual atualmente os mesmos movem uma guerra atroz e raivosa.
    Para que o clero cismático e herético retorne à Comunhão total com a Igreja Católica, que é imutável, oremos, pois…

  24. JESUS CRISTO…Deus do Céu, quanta ‘perversidade’ litúrgica…

    Isto roça o cúmulo da desordem e da oposição a Sua Santidade Bento XVI!!

  25. No meu ex-seminário este “tipo de cálice” era usado em Missa solene, alem de usarmos massa de pizza para a cosagração por ser maior e parecer mais com “pão” e não ficar no fato abstrato de que a hóstia “é o corpo de Cristo…” Sem contar que no RS se usam calices de chifre de vaca… Se os Bispos-pastores assim estão não se é surpressa os escandolos do clero… Maus Bispos, maus padres e fiéis na tibieza… Lamentável !!!

  26. E não podia faltar a presença de Dom Fernando demonstrando sua ‘plena comunhão’!

    Missa da 48ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, 05 de maio

    Imaculado Coração de Maria, sêde a nossa salvação!

  27. alguém poderia informar quando haverá uma reforma do
    Missal em Portugues com as traduções corretas?

  28. Utilizam vasos melhores para receber flores do que para receber o Sangue de Cristo!

    Gostaria de chamar atenção para outro fato: curioso como os paramentos modernos são extremamente simplórios! Já repararam?

    Não se usa mais o manípulo. As casulas e as estolas são de cores sólidas, com desenhos minimalistas e geralmente não contém bordado algum.

    Antigamente éramos mais caprichosos e zelosos com as coisas de Deus…

  29. A CNBB necessita de um visitador apostólico de Roma. É realmente uma outra igreja.É um cabide de emprego de leigos ligados às mais estapafúrdias entidades, geralmente de cunho marxista. Um nojo!

  30. É o que acontece com quem paulatinamente deixa de acreditar que se consagra o Sangue de Cristo. Se a mesa da comunhão se torna apenas um espaço de partilha, e não mais o milagre da Eucaristia, dá no mesmo servir “vinho” em taça de ouro ou em copo de requeijão.

  31. “Tenho ouvido dizer que padres que tem problemas com álcool podem ser autorizados a consagrar com suco de uva.”
    Eles podem até ter a permissão, mas a transubstanciação não acontecerá por defeito de matéria.

  32. Sr.Paulo Morse

    Os bispos que não concordam com as orientações da CNBB (por exemplo, Dom Alano, como alguém disse aqui num comentário. Dom Rifam, Dom Aldo Pagoto, Dom Santoro, Dons Roberto e Fernando Guimarães)poderiam agir como uma espécie de visitadores, relatando ao Santo Padre Bento XVI, como o sr. disse ser a CNBB: “uma outra igreja.É um cabide de emprego de leigos ligados às mais estapafúrdias entidades, geralmente de cunho marxista. Um nojo!”

  33. Parece-me contraditório dizer “Quam bonum est et quam jucundum, habitare fratres in unum” e ao mesmo tempo atacar a hierarquia.

  34. Caro Ferdinand, existe um vinho próprio para esses sacerdotes. Já o vi nas paulinas. Não é suco de uva, mas vinho sem álcool.

  35. “A CNBB necessita de um visitador apostólico de Roma.”

    E para que serve o núncio apostólico? Não é a ele que cabe esse informe ao Papa?

  36. Prezado João,

    O autor do texto não atacou a hierarquia católica enquanto categoria, mas apenas noticiou mais uma ocorrência de desrespeito litúrgico praticado por um bispo brasileiro. Isto é desgraçadamente tão comum entre eles que a generalização sugerida no título do “post” não atinge aqueles bem poucos e conhecidos bispos que prezam pelo decoro na celebração da liturgia. O autor do delito sequer é identicado pelo nome, nem pela imagem, onde sua face está encoberta. Portanto, a crítica não pode ser tachada de pouco caridosa, haja vista que resta evidente que tem por objeto o ato, e não a inominada pessoa. O celebrante em questão certamente ofendeu a disciplina imemorial da Igreja, que por tantos séculos afirma serem indignos tais vasos para portar o Sangue de Nosso Senhor. Se, por absurdo, alguém acredita que teria havido pouca caridade por parte do site, muito menos caridade ainda teria praticado o autor do ato criticado, sob essa mesma ótica.

    Não falo pelos mantenedores desse site, mas parece-me que o “Fratres in unum” propõe seu lema no contexto somente da Fé e da Caridade católicas. Sujeito a falhas, mas não no caso concreto apontado pelo senhor.

    A propósito, falando em Brasília e em fraternidade maçônica, eis mais um escândalo do Congresso Eucarístico. Em sede dele será executada a Nona Sinfonia de Beethoven, cujo quarto movimento musica o poema “An die Freude”, do romântico alemão Friedrich von Schiller. Esse poema, extremamente revolucionário e gnóstico, é a chave para se compreender em que sentido (mundano) pode-se interpretar o lema arquidiocesano “Todos sejam um”. “Alle Menschen werden Brüder”!! É a síntese mesmo dos focolarinos. E que não se diga que a referida centelha divina seria coisa de tradicionalista que vê gnose e maçonaria em tudo. Foi Schiller quem escreveu, e a arquidiocese de Brasília quem o quis ou permitiu:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ode_%C3%A0_Alegria

    Qualquer semelhança com a “Gaudium et Spes” e a “Unitatis Redintegratio” NÃO É mera coincidência.

    Que todos sejam um, menos, é claro, os ditos tradicionalistas — nas reuniões da cúria também chamados pejorativamente de “tridentinos”.

    Em Cristo e Maria,

    Antonio

  37. João Carlos, se bem me lembro o papa São Félix III nos ensinou que “Não se opor ao erro é aprová-lo, e não defender a verdade é suprimi-la; e a nossa negligência em defender a verdade, quando podemos fazê-lo, é tão pecado quanto incentivar o erro.”

    E São Francisco de Sales disse: “Caridade é denunciar o lobo escondido entre as ovelhas, onde quer que o encontremos.”

    Então não estamos fazendo mais do que a obrigação. Contraditória mesmo é a atitude de muitos de nossos bispos, e não a nossa – pois os ataques dirigem-se somente àqueles que por suas atitudes não se encontram em plena unidade (não estão morando juntos).

  38. O núncio faz parte da gangue.