Os hipócritas só não querem dialogar com a Fraternidade.

Cardeal Philippe Barbarin

Cardeal Philippe Barbarin

O Superior do Distrito francês da Fraternidade São Pio X, Padre Régis de Cacqueray, deu à luz um novo escândalo.

No início da semana passada, o Arcebispo de Lyon, Cardeal Philippe Barbarin (59), e o Arcebispo de Rouen, Mons. Jean-Charles Descubes, (70) entraram em cena na maçonaria, em Paris e Lyon.

Em 10 de maio, o Arcebispo Descubes fez uma palestra a convite do grupo maçom francês “Grande Loge Nationale Française” em seu templo em Paris.

Essa Grande Loja Maçônica foi fundada em 1913. Ela segue a Tradição britânica e, ao contrário da “Grande Loge de France”, não é ateísta. Ela tem cerca de 20.000 membros.

O tema da noite na palestra do Arcebispo Descubes intitulou-se “A Maçonaria Regular e o Monoteísmo no Século XXI.”

Participaram da discussão subseqüente um padre, um teólogo muçulmano e um rabino militar francês, Haïm Korsia (46).

Igualmente, no dia 10 de maio, o Cardeal Barbarin participou de um evento da Associação “Diálogo e Democracia Francesa” em Lyon.

A Associação consiste basicamente de maçons de diferentes lojas.

O Cardeal discutiu com um rabino, um dirigente religioso muçulmano e o Presidente da comunidade evangélica reformada de Lyon.

O tema chamou-se “Laicismo, Religião, Espiritualidade”.

Para o Padre Cacqueray, a participação de ambos os prelados em eventos maçons constitui “um escândalo gravíssimo”.

O sacerdote vê o comportamento dos prelados como uma “traição da Fé”.

A participação nos eventos promove a concepção de que a maçonaria se trata de uma associação honesta, que se pode freqüentar livremente.

Na verdade, a maçonaria foi descrita por todos os Papas como seita de especial perversão, cujo verdadeiro objetivo consiste na destruição da Igreja – disse o Padre de Cacqueray.

* * *

DECLARAÇÃO SOBRE A MAÇONARIA

Foi perguntado se mudou o parecer da Igreja a respeito da maçonaria pelo facto que no novo Código de Direito Canônico ela não vem expressamente mencionada como no Código anterior.

Esta Sagrada Congregação quer responder que tal circunstância é devida a um critério redacional seguido também quanto às outras associações igualmente não mencionadas, uma vez que estão compreendidas em categorias mais amplas.

Permanece portanto imutável o parecer negativo da Igreja a respeito das associações maçônicas, pois os seus princípios foram sempre considerados inconciliáveis com a doutrina da Igreja e por isso permanece proibida a inscrição nelas.  Os fiéis que pertencem às associações maçônicas estão em estado de pecado grave e não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão.

Não compete às autoridades eclesiásticas locais pronunciarem-se sobre a natureza das associações maçônicas com um juízo que implique derrogação de quanto foi acima estabelecido, e isto segundo a mente da Declaração desta Sagrada Congregação, de 17 de Fevereiro de 1981 (cf.  AAS 73, 1981, p. 240-241).

O Sumo Pontífice João Paulo II, durante a Audiência concedida ao subscrito Cardeal Prefeito, aprovou a presente Declaração, decidida na reunião ordinária desta Sagrada Congregação, e ordenou a sua publicação.

Roma, da Sede da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, 26 de Novembro de 1983.

Joseph Card. RATZINGER
Prefeito

+ Fr. Jérôme Hamer, O.P.
Secretário

19 Comentários to “Os hipócritas só não querem dialogar com a Fraternidade.”

  1. Meu Deus…

  2. Dialogar com maçons pode!
    Dialogar com protestantes pode!
    Dialogar com comunistas pode!
    Dialogar com ateus pode!
    Acobertar pedófilos pode!

    Agora, dialogar com a FSSPX isso é difícil demais!

  3. Isto é mais um sinal dos tempos. Estamos realmente a caminhar a passo largo para o fim dos tempos. Até quando o Senhor terá paciência connosco? Rezemos, rezemos muito, pela nossa conversão em primeiro lugar. Sejamos fieis a Deus e reparemos assim tanta miséria que clama por castigo. Rezemos pelo Santo Padre. Que tenha a fortaleza necessária para por as coisas no lugar. Rezemos pela conversão dos nossos bispos à verdadeira fé. Rezemos uns pelos outros.

  4. rá! Típico comportamento “modernista/ecumênico”, conversam, se abraçam e ficam “ombro a ombro” com qualquer tipo de seita, sobretudo com as que mais ofendem NSJC, menos com seus verdadeiros irmão de fé.
    Que NSCJ tenha misericórdia de nós!
    Salve Maria Imaculada!

  5. Meu Deus…Infelizmente muitos sacerdotes estão fazendo como Judas fez com Cristo.
    Vendendo a Eucaristia!
    Por um valor meramente ilusório, trocando Cristo por Barrabás.Esquecem dos novíssimos.
    Morte, Juízo, Céu e Inferno.

    Por mais santa que se diz ou que seja uma ordem católica, se não estiver em plena comunhão com o Santo Padre, Deus acolhe o decreto.Pois o Senhor criador do céu e da terra é que determinou assim, Ele sabendo do que poderia acontecer, o permitiu.Então rezemos para que a verdade venha a tona através do Santo Padre Bento XVI. Amém!

  6. Complementando, a maçonaria não é uma ordem católica, é uma seita satanica, o que eu quis dizer é que a FSSPX deverá aguardar e rezar para que o Santo Padre decrete a toda a Igreja Militante as verdades infalíveis. Acredito que o Santo Padre aparará algumas arestas na ordem, pois só Deus é perfeito, espero que o Divino Espirito Santo ilumine a nós e a todos vocês.

  7. São realmente muito extranhas as atitudes de certos dignatários eclesiásticos…

    Não sou da FSSPX mas, a pouca vontade de dialogar com a mesma, por parte da grande maioria da Igreja Católica, é patente, excetuando-se, é claro, o Papa Bento XVI…

    Meu Deus! É inegável que, na essência, o que eles querem, é o que a Igreja sempre pregou por,pelo menos… pelo menos,500 anos…

    Hoje ouvimos, a torto e a direita, “SAUDAÇÃO AOS BUDISTAS PELA COMEMORAÇÃO DO DIA DISSO…”SAUDAÇÃO AO MULÇUMANOS PELA PASSAGEM DE SUA FESTA TAL…”SAUDAÇÃO AOS HINDUÍSTAS POR MAIS NÃO SEI O QUE…”ENCONTRO COM OS MAÇÕES PELA COMEMORAÇÃO DISSO…

    Será que todas as religiões,todas as seitas, todos os movimentos,etccccc… merecem elogios, cumprimentos, diálogo por parte da hieraraquia católica, menos os que defendem o que ensinou a Igreja e, dogmaticamente, por pelo menos…pelo menos…500 anos até 1963????

    Realmente faz pensar essas atitudes eclesiásticas…

    Essa “alergia” a tudo que é tradicional deixa-nos cada vez mais decepcionados e de olhos bem abertos para com a atual hierarquia católica, não só a nível nacional, como internacional…

    “Pelos frutos conhecereis a árvore” nos disse Nosso Senhor”…
    Quais os frutos desse diálogo interminável e tolerantíiiiiiissimo…?
    Alguns bem patentes: indiferentismo, ceticismo, igualdade entre Nosso Senhor e buda, entre Nosso Senhor e maomé, entre Nosso Senhor e xiva, entre o Deus cristão e o deus malmetano, o deus judeu, o deus maçom,etccccccccccccccccccc.

    Realmente a situação não é nada boa, não é nada alentadora…

    Quem somos nós para “ensinar o pai-nosso ao vigário”?
    Mas, ou há um retorno total e unívoco nas raízes dos ensinamentos doutrinais e morais na Igreja ou continuaremos, como diz o ditado popular, a “nadar, nadar e morrer na areia”.

    “Um reino dividido é um reino destruído”…

    O deserto, a secura, a frieza, a tibieza na Igreja nestas últimas décadas,a banalização do sagrado, são inegáveis, pra qualquer um, de um míiiinimo de bom senso.

    Olhemos as grandes ordens religiosas…as grandes associações paroquiais…os grandes Seminários de outrora …Estão no chão…desertos e infectados pela imoralidade e pela falta de cultura…A cultura que nos é passada nestes seminários, em vista à cultura dos padres antigos…faz-nos corar de vergonha…

    Digo isso, com conhecimento de causa.

    Há padres que se formam sem saber, pelo menos, manusear o Missal, sem saber dar uma Bênção com o SSmo Sacramento…Meu Deus!!!…Só querer tapar o sol com a peneira, e com uma peneira bem microscópica, pra não enxergar o tsunâmi que asslou e assola a Igreja.

    Podem dizer que sou saudosista…Que estou sendo exagerado…Mas, contra os fatos não há argumentos…

    Ninguém nega que a Igreja precisava de uma renovação espiritual em finais da década de 50, no pós segunda guerra…Mas, será que se um papa da têmpera de um Pio XII, tivesse aberto e conduzido o Concílio, as coisas não teriam sido diferentes???? Apenas uma conjectura…

    Parafraseando o cardeal Siri eu digo: “Se a Igreja não fosse divina, alguns documentos e idéias, algumas atitudes e comportamentos que se tomaram em “nome” do Concílio teriam, literalmente, destruído a Igreja”…

    Paulo VI disse, na década de 70, que a fumaça de satanás tinha entrado na Igreja; hoje,podemos afirmar sem medo de errar, que satanás teve a entrada solene, facilitada, nas nossas Cúrias(inclusive a Romana), nas nossas Dioceses, nas nossas Paróquias, nos Conventos, nos nossos Seminários, onde maior foi o estrago. E, por consequência lógica, ele está solto e galante no mundo inteiro, pois a força una e monolítica da Igreja, era a única que fazia frente a esse ser “mesquinho, pervertido e pervertedor nas também palavras de Paulo VI…

    Mas a vitória final é de Cristo, sem dúvida…

    Depois da desolação, virá a consolação…

    “Por fim o meu Imaculado Coração triunfará”!!!

    Que Deus nos dê a graça e a perseverança final; como ele próprio disse:”No mundo, tereis tribulções. Mas tende coragem! Eu venci o mundo!”.

    MATER BONI CONSILII, ora pro nobis!

    AUXILIUM CHRISTIANORUM, ora pro nobis!

  8. O “grande maçon” Albert Pike disse:
    “Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irmãos dos graus 32, 31 e 30: A Religião Maçônica deve ser, por todos nós iniciados dos altos níveis, mantida na pureza da Doutrina Luciferiana”; “Sim, Lúcifer é Deus…”; “E a verdadeira e pura religião filosófica é a crença em Lúcifer, o igual de Adonai; Mas Lúcifer, Deus da luz e Deus do bem, está lutando pela humanidade contra Adonai, o Deus da escuridão e do mal.” (Instructions to the 23 Supreme Councils of the World, Albert Pike, Grand Commander, Sovereign Pontiff of Universal Freemasonry, July 14, 1889)

    NÂO EXISTE MAÇONARIA “DO BEM”!

    Não existe nada de espantoso numa loja maçônica que não é ateísta. Acaso os demônios duvidam da existência de Deus?

  9. Há quem acredite na “tentativa” de interpretação do Segredo de Fátima (sem aspas) dada por Cardeal Ratzinger
    Há quem acredite na validade da consagração do Mundo ao Coração Imaculado de Maria feita por João Paulo II
    Há quem acredite que estamos vendo o triunfo anunciado do Coração Imaculado de Maria
    Há quem acredite em papai Noel.

  10. Agora os filhos das trevas graduados ou não estão perdendo a vergonha na cara e querem se fazer percebidos para além do esgoto, colando em seus carros adesivos c/ o símbolo deles. Mas eles têm razão de se sentirem confortáveis fora da casa dos ratos, já que contam com a benção das, ditas, altas autoridades católicas. Essas denuncias deveriam ser regra.
    Aqui em Osasco tem até a porta de uma garagem pintada c/ o simbolo deles.

  11. Salve Maria, senhora Vilma!

    Só a FSSPX deve rezar e aguardar que o santo padre proclame verdades infalíveis, e os outros católicos que não são da FSSPX, o que eles devem fazer?

    Mais uma observação: para estar em comunhão com o santo padre é preciso antes ser católico, sem ter nenhuma participação com seitas satânicas nem ter arestas com tais, não adianta assinar um documento, ou estar erigido em um canon, do código de direito canônico reconhecido pelo papa para estar em comunhão com ele, é preciso antes crer nas verdades que a fé católica propõe integralmente ai sim valerá todos os documentos assinados todos os reconhecimentos pontificios e tudo mais.E tem mais ,isso ja foi falado e vou tornaR A REPETIR D. Marcel Lefebvre nunca quis separar-se do papado.

  12. O Padre Régis ainda foi brando pois o que o Arcebispo e o Cardeal fizeram é digno de uma punição severa, mas se duvidar alguns em Roma já estavavam a par desses acontecimentos bem antes deles acontecerem, e muito provavel que até tenham incentivado esse “encontro” dos dois bispos.

  13. Já ouvi a seguinte pérola neo-católica, depois da leitura da tal Declaração sobre a maçonaria: “O Papa disse que proibiu o ingresso, mas não o diálogo fraterno e a colaboração na caridade!!!”.
    Claro está que isso me foi falado entre gritinhos, apupos de plena ufania moderna…

  14. Êis o §|Olhar Católico|§ verdadeiro com relação a Maçonaria: http://verdadeiromododever.wordpress.com/category/maconaria/

    Moisés Gomes de Lima
    http://vercatolico.wordpress.com

  15. “Na nossa época, os fautores do mal parecem haver-se coligado num imenso esforço, sob o impulso e com o auxílio de uma Sociedade difundida em grande número de lugares e fortemente organizada, a Sociedade dos mações. Estes, com efeito, já não se dão o trabalho de dissimular as suas intenções, e rivalizam entre si em audácia contra a augusta majestade de Deus. É publicamente, a céu aberto, que empreendem arruinar a Santa Igreja, a fim de, se possível fosse, chegarem a despojar completamente as nações cristãs dos benefícios de que são devedoras ao Salvador Jesus Cristo.” (Papa Leão XIII, A sociedade dos mações, Carta Encíclica Humanum Genus, 2)

  16. Escandaloso, de facto, mas nem é muito de estranhar. Bento XVI bem disse no avião para Fátima que os piores inimigos da Igreja são os internos. Por cá, em Portugal, é sabido das relações próximas que alguns bispos têm com lojas maçónicas, nomeadamente o Cardeal Patriarca José Policarpo e D. Januário Torgal, bispo das Forças Armadas. Este último, defende o casamento do clero e a ordenação de mulheres! Porquê o espanto em que pertença ou frequente, como amigo, uma loja maçónica?

  17. E pensar que muitos empregam tempo para criticar a FSSPX por não estar em “plena comunhão”…

    Pois é, estes arcebispos estão em plena comunhão. Eles tem autoridade de bispos, tem jurisdição, foram sucedidos por bispos regularizados, e provavelmente serão sucedidos por outros bispos.

    Paradoxo: esses caem em obediência contra a DOUTRINA CATÓLICA, mas são considerados católicos. A FSSPX, por amor à mesma doutrina, desobedece por questão de consciência, e assim mesmo com muito pesar e fazendo de tudo para não conferir nada que se assemelhasse a jursidição, e é considerada CISMÁTICA.

    O inimigo está dentro… Mas duro é quando põem os amigos FORA. Mas o inimigo se alimenta não só da injustiça. Ele se alimenta das más doutrinas, se alimenta da confusão conciliar que até hoje não definiu nada de forma definitiva, basta ver que até monsenhores de renome na Cúria, como é o caso de monsenhor Gerardini pedem a mesma coisa… E nada, ainda.
    Nada de consagração da Rússia, nada de definições solenes e inequívocas… Realmente, é preciso ter uma vida católica de muita oração e muito abandono em Deus para não ser arrastado pelos ventos.

    Só Deus sabe o que acontece com o Santo Padre, o que acontece com a Cúria Romana, o que acontece com o governo da Igreja. Mas o que eu sei é a realidade do dia-a-dia… Tanto escombro, tanta ruina…

  18. O título é a mais pura verdade : nada de diálogo com quem segue a fé católica de fato.

    Diálogo só com as religões pagãs e com as seitas protestantes.

    É como diz o Cardeal Kasper “a tradição é dinâmica” e esse dinamismo da tradição leva hoje muitos cle´rigos a admitir que ser católico é ser aberto a tudo menos a tradição de sempre da Igreja que diz com a escritura que “os deuses dos pagãos são demônios”.

  19. SÓ PARA COMPLETAR : ACREDITAM OS PROGRESSISTAS QUE “TRADIÇÃO VIVA” É AQUELA QUE SE ADAPTA AO ESPÍRITO DO TEMPO , AQUELA QUE ABANDONA A CADA ESTAÇÃO AS ROUPAS QUE VESTIA NA ANTERIOR…PARA ELES TRADIÇÃO NÃO É TRADIÇÃO MAS APENAS ABERTURA AO MUNDO.

    TUDO QUE CHEIRA A PASSADO DEVE SER JOGADO NO LIXO.