Ex-seminarista e hoje deputado do PT denuncia cidadão, que é autuado em casa, por distribuir folheto da CNBB Sul 1!

Com informações do Último Segundo

Um homem identificado como Celmo Felski foi autuado nesta terça-feira em Campos do Jordão (Vale do Paraíba – SP), por distribuir panfletos elaborados pela Comissão em Defesa da Vida, do Regional Sul 1 da CNBB, no centro da cidade. De acordo com a polícia, Celmo Felski foi denunciado pelo ex-seminarista e hoje deputado estadual Carlinhos Almeida (PT),  e pelo presidente da Câmara Municipal de Campos do Jordão, Sebastião Aparecido César (DEM).

Não bastasse a restrição à “liberdade de expressão” tão propalada pelos democráticos dignitários, Celmo Felski foi atuado em sua própria casa! Posteriormente, foi ouvido pela polícia e liberado. Os panfletos foram apreendidos pelo delegado de plantão.

O folheto — objeto de uma declaração ambígua da presidência do Regional Sul 1 da CNBB que, aos olhos da grande mídia, deu a impressão de ter desautorizado a divulgação do mesmo — continua tendo sua distribuição encorajada pelo próprio vice-presidente do regional, Dom Benedito Beni dos Santos.

19 comentários sobre “Ex-seminarista e hoje deputado do PT denuncia cidadão, que é autuado em casa, por distribuir folheto da CNBB Sul 1!

  1. Cuidado com o iG.

    O iG é um portal que pertence à telefônica Oi, concessionária de um serviço público (federal) e coalhado de petistas disfarçados de jornalistas.
    É claro que a notícia relatada é verdadeira. Não estou dizendo que não seja.
    Mas acessem o link indicado e vejam lá como as coisas são noticiadas de forma calhorda.
    Sob a foto do panfleto escrevem:
    “Panfleto apócrifo da CNBB”.
    Ora, apócrifo quer dizer “de autoria duvidosa”. Se é da CNBB…Ora!
    Esse é o rigor da canalha petista infiltrada na tal “mídia burguesa”, que seria “tucana” como eles acusam.

    Curtir

  2. É interessante ver o que apenas um homem bom que não participa do esquema (D. Bergonzini) de “venda” da Igreja brasileira ao comunismo pode causar! Uma verdadeira onda de conservadorismo que, se Deus quiser, barrará as pretensões totalitárias do PT.

    Que Deus nos ajude!

    Curtir

  3. Alguém poderia me explicar por que um político do DEM estaria junto nessa “quebra de liberdade de expressão”? Alguém poderia me explicar por que na chamada da matéria acima só apareceu a referência ao deputado do PT?

    Curtir

  4. Porque quem é ex-seminarista, para escândalo dos que ainda têm algum senso de catolicismo, é o candidato do PT! E quem anunciou em seu site oficial o “feito” foi o candidato do PT!

    Curtir

  5. Mas, Ferretti, sua objetividade deveria incluir o político do DEM. Você não quer informar seus leitores? Ou você é daqueles do tipo do Ricúpero: o que é bom a gente mostra, o que é ruim a gente esconde? Começo a achar que o editor desse site não é assim tão idôneo, tão católico, amante da verdade como diz ser…
    Por outro lado, não tive a resposta à minha primeira pergunta, sobre por que um político do DEM estaria envolvido nessa “quebra da liberdade de expressão” denunciada na matéria. Aliás, o Índio da Costa deve ser o campeão da liberdade de expressão…

    Curtir

    1. Caro Pedro, se eu soubesse o porque um político do DEM está envolvido nisso, certamente lhe responderia. Sobre o que você acha a respeito do blog, você tem pura e simplesmente a liberdade de não mais nos ler.

      Curtir

  6. Então, Ferretti, em nome da verdade que você diz buscar e respeitar, é preciso dizer que o tal fulano terá sido denunciado TAMBÉM por um parlamentar do DEM, o que tornas as coisas no mínimo muito estranhas. Mas, permita-me dizer, fiquei sem resposta à minha primeira pergunta: o que um político do DEM estaria fazendo nessa ação de cerceamento da liberdaade de expressão que aqui se denuncia? Tal cerceamento não é coisa apenas do PT? Não são só os comunistas que são truculentos? Não entendi como um partido que tem como ícone o Índio da Costa pôde ter alguém de seus quadros se prestando a tão reles serviço. Seria bom denunciar esse conluio, não acha?

    Curtir

    1. Caro Pedro, a informação de que um filiado ao DEM também fez a denúncia está aí, no corpo de notícia. Quanto a denunciar tal conluio, tal seria oportuno se realmente houvesse “oposição” ou “direita” no Brasil…

      Curtir

  7. Caro Ferretti, é assim que recebe minha respeitosa dissensão: “não nos leia”? Por que não o debate? Não tenho o direito de propô-lo? É a ditadura do pensamento único: “ame-o ou deixe-o”? Obviamente não posso concordar que, porque a referência ao político do DEM está no corpo da mensagem, o título pode ignorá-la. Mas, se a solução é essa , “concorde como ovelhinha submissa ou não nos leia”…, que pena. Esse blog destila tantas provocações: por que não aceitar ser provocado por um de seus respeitosos leitores?

    Curtir

    1. Caro e insistente Pedro, não lamento sua provocação. As explicações foram dadas e, ao que parece, não aceitas. Logo, não há mais o que fazer a não ser relembrá-lo de sua liberdade em não nos ler. O amigo deveria perceber que se formos atender todos os pedidos de leitores, simplesmente passariamos o dia todo a responder comentários dos outros. Por isso, da nossa parte, o assunto está encerrado. Até a próxima.

      Curtir

Os comentários estão desativados.