A Espanha Católica tem um lugar especial no coração dos Papas.

Excerto do tradicional encontro do Papa com os jornalistas, em seu vôo, hoje, para a Espanha, onde, até domingo, visitará Santiago de Compostela e Barcelona:

Nestes meses, está iniciando o novo dicastério para a nova evangelização. E muitos se perguntavam se a própria Espanha, com o desenvolvimento da secularização e do rápido declínio da prática religiosa, é um dos países para os quais pensou como alvo para este novo dicastério, ou mesmo se não é o alvo principal…

“Com esse dicastério, pensei, em si, no mundo inteiro, porque a novidade do pensamento, a dificuldade de pensar em conceitos da Escritura, da teologia, é universal, mas há, naturalmente, um centro, e este é o mundo ocidental, com o seu secularismo, a sua laicidade, e a continuidade da fé que deve procurar renovar-se para ser fé hoje e para enfrentar o desafio do laicidade. No Ocidente, todos os grandes países têm sua própria maneira de viver esse problema: tivemos como exemplo as viagens para a França, República Checa e Reino Unido, onde em todo lugar está presente, especificamente para cada nação, para cada história, o mesmo problema, e isso aplica-se também de maneira forte para a Espanha. A Espanha foi sempre, por um lado, um país nascido da fé, pensamos que o renascimento do catolicismo nos tempos modernos é devido em grande parte à Espanha, figuras como Santo Inácio de Loyola, Santa Teresa de Ávila e São João d’Avila, são figuras que finalmente renovaram o catolicismo e formaram a fisionomia do catolicismo moderno. Mas é igualmente verdadeiro que na Espanha também nasceu uma laicidade, um anti-clericalismo, um secularismo forte e agressivo como vimos na década de 30, e essa disputa, antes, esse embate entre fé e modernidade, ambas muito vivas, acontece também hoje na Espanha: assim, para o futuro da fé e do encontro – não o embate  – mas um encontro, entre fé e a laicidade, tem também um ponto central na própria cultura espanhola! Neste sentido, pensei em todos os grandes países do Ocidente, mas sobretudo também na Espanha”

Tags:

2 Comentários to “A Espanha Católica tem um lugar especial no coração dos Papas.”

  1. Das recentes visitas internacionais do Papa Bento XVI, a Espanha foi o único lugar onde houve protestos de baixo nivel contra o Papa, como o “beijaço” dos gays para protestarem contra o Papa e contra a Igreja.