“Vamos falar francamente dos que querem nos matar”.

Por Padre Raymond J. de Souza

Fonte: Rorate-Caeli

Tradução e adaptação de Roberto F. Santana

Sua ira sobre suas cabeças

O sangue de Bagdá grita aos céus e à terra.

Houve uma orgia de violência no Iraque nesta semana, os terroristas desencadearam uma série ataques de bombas, matando mais de 100 pessoas. Mas o que aconteceu no último domingo foi tão absolutamente horrível que merece especial e completa condenação, apoiado em força letal, se necessário.

No domingo, um grupo terrorista afiliado da al-Qaeda invadiu a catedral da Igreja Católica Siríaca, Nossa Senhora do Livramento, durante a missa à noite, matando imediatamente o sacerdote que oferecia a Santa Missa – três sacerdotes ao todo foram assassinados.

Eles começaram a atirar nos membros da congregação, e prendendo outros reféns que se refugiaram em uma sala trancada. Quando as forças de segurança invadiram a igreja, os jihadistas mataram quantos podiam, e alguns deles detonaram as bombas suicidas em seus cintos.

Cerca de 60 católicos foram mortos. Em sua catedral. Durante a Missa. Cristãos são mortos em oração por fanáticos muçulmanos.

Existem cristãos no Iraque desde os primeiros séculos, muito antes de existir um Iraque ou, pode-se notar, antes mesmo do Islã. Jihadistas lançaram uma campanha com intenção genocida, que visa expulsar todos os últimos cristãos a partir do que eles consideram ser uma terra islâmica. Agora está claro que o único lugar que os jihadistas deixaram para cristãos no Iraque é a sepultura.

O arcebispo católico foi morto. Os sacerdotes foram crivados de balas ao sair de suas igrejas. Cristãos comuns, tentando viver uma vida tranquila, tem sido alvo de perseguição, ameaças e violência. O Iraque na sequência da invasão norte-americana tem sido particularmente perigoso, mas a violência anticristã se estende por todo o mundo islâmico.

“Os cristãos são assassinados no Iraque, em suas casas e igrejas, e o chamado mundo  ‘livre’ está prestando atenção com completa indiferença, interessado apenas em responder de uma forma que é politicamente correta e economicamente oportuna, mas na realidade é hipocrisia”, disse o patriarca católico sírio Ignace Joseph III Younan depois destas últimas matanças.

De fato, a comunidade internacional emitiu as condenações no clichê habitual, a maioria deles se recusam a identificar os responsáveis. Na Igreja, também, muitas vezes há uma certa relutância em apoiar vigorosamente os cristãos sob ataque, e chamar as coisas pelo nome.

“Como no passado e ainda hoje existente, alguns desequilíbrios estão presentes em nossas relações,” é a declaração final da recente Vaticano Sínodo dos Bispos sobre o Médio Oriente caracterizou as relações entre cristãos e muçulmanos. Desequilíbrios? Tal como no desequilíbrio entre os jihadistas jogando granadas e explodindo famílias católicas?

O sangue sobre o altar torna claro. Nem mesmo uma boa quantidade de sangue, nem mesmo uma boa quantidade de diálogo, nem mesmo uma boa quantidade de evasões e circunlóquios, nem mesmo uma boa quantidade de prostrações – nada vai dissuadir os jihadistas. Então, não vamos renunciar a nós mesmos sobre os cadáveres dos nossos irmãos caídos em Cristo.

Vamos falar francamente dos que querem nos matar.

Allahu Akbar – Deus é grande! Assim, os católicos no domingo ouviram a mensagem dos jihadistas durante o massacre na igreja. Pode haver algo maior do que o sacrilégio de matar inocentes em oração, enquanto gritava que Deus é grande?

Os jihadistas não respeitam nem o homem, nem Deus, nem mesmo seus próprios. Eles matam os seus irmãos muçulmanos e mesquitas são bombardeadas. Cristãos foram mortos no domingo assim como os iraquianos, os árabes, os seus concidadãos, os seus vizinhos. Eles matam, porque eles estão tomados por um ódio assassino. O mínimo que podemos fazer é convocar uma justa raiva em troca.

O cristão sempre espera para a conversão e oferece o perdão. Também deve haver justiça e prudência e a prudência exige que aqueles que matam em nome de Deus são os que mais rapidamente são despachados para o seu julgamento.

A vingança é minha, diz o Senhor. Assim, a Escritura ensina-nos, e por isso deve assim para nós, deixando a vingança para o Senhor, e implorar a graça da conversão e da reconciliação. Mas não vamos deixar de levantar nossas vozes ao Senhor, com a justa raiva e quentes lágrimas, para que possa mandar sua vingança contra aqueles que fizeram isso, trazer a Sua ira sobre suas cabeças e aplicar sobre eles uma terrível justiça na medida certa.

Essa não é a língua dos desequilíbrios, é a angústia e a agonia do pastor quando o rebanho está sendo abatido.

25 Responses to ““Vamos falar francamente dos que querem nos matar”.”

  1. Há um vídeo no You Tube que mostra as cenas chocantes do martírio dos católicos nessa igreja.

    Católicos martirizados no Iraque

  2. Vejam também esta outra notícia da BBC Brasil

    Após massacre em igreja, cristãos consideram deixar Iraque

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/11/101108_cristaos_iraque_mv.shtml

  3. Malditos cães!

  4. off-topic: há um bom artigo sobre a vida religiosa atual no seguinte link, pelo secretário da educação católica, sobre quem eu já ouvi em sites franceses que pose ser o novo prefeito dos religiosos.
    http://www.arautos.org/noticias/21143/Artigo–A-vida-religiosa-e-a-secularizacao.html

    se quiser, não precisa publicar meu comentário. só queria compartilhar a informação que achei interessante.

  5. O medo do Vaticano é o mesmo da época da Segunda Guerra, fazer algum pronunciamento mais forte e ter que enfrentar uma carnificina ainda maior.

  6. Gostaria de fazer uma pergunta sobre a imagem dos padres q oram numa capela para um defunto no canto superior direito do site. “Oremus pro fidelibus defunctis”

    Chamou-me a atenção o chão quadriculado (em forma de tabuleiro de xadrez) da capela, o q em vários sites tradicionalistas e usado como argumento para associar os protestantes a maçonaria.

    Vcs sabem a raz desse chao no caso dessa imagem ? era comum a epoca ?

    Att,

  7. Reverendíssimo Padre Ubirajara sua benção !

    Sua observação é inteligente, realmente se o Vaticano se pronunciar de uma forma qe faça com que esses fanáticos se sintam ofendidos a coisa piora ainda mais para os cristãos de lá.

    O que me deixa profundamente indignado é que quando esses Islamitas querem abrir suas Mesquitas aqui no ocidente recebe de muitos Bispos ali do Vaticano total apoio enquanto que a realidade dos cristãos lá do oriente é comparável aos campos de extermínio .

    Esses Islamitas são tudo farinha do mesmo saco; odeiam os cristãos e só aparentam ser bonzinhos em países do ocidente onde eles são minoria . Onde eles são maioria a realidade é dura como vemos aí : “Os cristãos devem desaparecer da face da terra” !! é assim qe eles pensam.

    E se acontecer do Islamismo tomar conta do ocidente os cristãos vão ter que sofrer muito, como os que moram lá no oriente, onde a religião cristã é maioria .

    Mas se depender de alguns cardeais do vaticano as portas estão escancaradas para eles abrirem suas mesquitas na europa..

  8. Onde se lê: “onde a religião cristã é maioria , leia-se “onde a religião cristã é minoria “..

  9. A fraquesa do vaticano é de dar medo , a desculpa de que se fazer uma declaração mais dura irá aumentar a chacina é falaciosa.
    OS djihadistas matam pois consideram que é um dever divino matar os cristãos, no minimo um direito, com pronunciamento ou sem pronunciamento vão continuar matando.
    Ao menos se o vaticano se pronunciar a historia não o culpará por omissão.
    Ademais quem sabe o sangue dos martires clame aos céus.

  10. H2onews também noticiou sobre esse massacre

    ¿Quiénes somos, nosotros cristianos de Irak?

    http://www.h2onews.org/espanol/72-acontecimientos/224447116-%c2%bfquienes-somos-nosotros-cristianos-de-irak.html

  11. As Irmas Mestras de Santa Doroteia Filhas dos Sagrados Coracoes estao sofrendo ameacas constantes da parte dos muculmanos na India,que avisaram que vao bombardear dez igrejas catolicas. Peco a todos oracao por estas irmas, estamos rezando todos os dias ao meio -dia o oficio e o terco por elas.Obrigada.A Paz!
    Vinde,Senhor Jesus!

  12. O tamanho do problema, consiste na seguinte consideração:

    Na antiguidade, o sangue dos mártires, era a semente de novos cristãos. Pode se dizer que nossos mártires morriam por estarem separados do mundo e unidos a Cristo. Mas atualmente com a atualização do Concílio Vaticano II, o sangue dos mártires, só demonstra a falta da liberdade religiosa, portanto, a semente é outra, como também a árvore, é outra. Li inclusive algo de um renomado Cardeal, que, os santos mártires de um certo modo, deram as suas vidas, também, pela liberdade religiosa. Qual dos Papas a condenou como a peste do indiferentismo?

    O Estado Laico, não é muito diferente do Império Romano Pagão. Parece que a única diferença, é que César se tornou o povo, e este é o que se cultua, como soberano do Estado Laico, que é a representante local da Babilônia. Noto que o Estado Laico, não o pede o culto a si, na forma evidente, com que o Império pedia a César. Por analogia, a guerra fria, o culto ao Estado Laico, também é frio. Não há como negar a analogia que ele produz na vida das pessoas.

    Pergunto me:

    Qual seria a atitude dos católicos ocidentais, se vivessem em uma situação, como a dos católicos orientais? Será que fariam a defesa absoluta da vida do corpo, rejeitando morrer por Cristo? Será que fariam a defesa absoluta da vida em Cristo, e morreriam felizes? Ou será que defenderiam, a liberdade religiosa?

    Nosso Senhor Jesus Cristo, seja louvado, pelo sangue de nossos irmãos católicos orientais!

  13. Ferreti, você que tem feito ótimos editoriais, poderia nos oferecer, uma reflexão, sobre a liberdade religios e o martírio. Este é um ponto crucial e antagônico, entre a defesa da fé ou a defesa da liberdade religiosa.

  14. Prezado Borghesi salve Maria !

    Pavimento em xadrez (ou pavimento de mosaico para outros): composto por quadrados pretos e brancos, com que devem ser revestidos os templos ou o centro destes são o símbolo da diversidade do globo e das raças, unidas pela Maçonaria e da oposição de diversos contrários, bem e mal, espírito e corpo, luz e trevas São os opostos, as polaridades, masculino – feminino, Yng-Yang, os contrastes.

    A maçonaria tem segredos alquimistas e dos iluminatis, com bases em Engenharia (O termo maçon, segundo o Dicionário da Maçonaria de Joaquim Gervásio de Figueiredo, provém do inglês mason e do francês maçon, que quer dizer ‘pedreiro’), e princípios do número ouro (PHI).
    Fonte(s):
    pt.wikipedia.org/wiki/Maçonaria, clique em símbolos da Maçonaria na figura ilustrativa.

    A maçonaria é gnóstica, ou seja crê no dualismo. O dualismo é uma crença segundo a qual o bem e o mal são apenas duas faces da mesma moeda.

    Para que haja uma evolução dialética é necessário, segundo os gnósticos, que o bem interaja com o mal para que a evolução, que é uma sintese de tudo isso, apareça.

    Assim os quadrados bracos juntos com os negros representam algo como o Yin e o yang, istó é, o bem e o mal são necessários um ao outro para que haja evolução e se interpenetram.

    Representa a luta entre o bem e o mal…
    O preto seria o lado do ‘mau’ e o branco o lado do ‘bem’!
    Tudo no templo maçônico tem um significado… até o cantinho das paredes…
    TUDO
    mas o preto e branco do chão é isso que eu te falei… representa a luta entre o bem e o mal…

    (agora por favor não vá ver maçons em todo lugar qe tiver um chão xadrez preto e branco.. rsrs)

  15. No mais sr. Borghesi como disse uma vez o Prof. Orlando Fedeli comentando um livro sobre a maçonaria :

    “A seguir, Lengnau, em visão da altura de moita, declarou sua convicção de que as origens da Maçonaria lançam suas raízes até os construtores de Catedrais, na Idade Média. Dos construtores de Catedrais teria saído a “Ordem que ia se dar por tarefa a Construção do Mundo. E note que, na época Moderna homens tão grandes e tão diferentes quanto um Goethe, um Saint Simon, um Augusto Comte, um Hugo (…) não teriam feito o que fizeram se não tivesse existido a Maçonaria por trás deles, mesmo quando individualmente eles não eram maçons.”(Jules Romain, op. cit.,p. 283).

    Jamais “teriam feito o que fizeram se não tivesse existido a Maçonaria por trás deles, mesmo quando individualmente eles não eram maçons”.
    Vá se explicar isto para certos intelectuais, mesmo direitistas, com visão de formiguinha e que julgam que a arte nada tem a ver com religião ou com filosofia…

    Sem mais !!!

  16. Mais escândalo na nossa Igreja: Três órgãos da CNBB trabalham pelo cumprimento do PNDH-3 juntamente com associações homossexuais e pró-aborto !
    Posted on 08/11/2010 by Comunidade Familia de Deus
    Não podemos nos calar diante do que esta sendo feito com a nossa Igreja Católica no Brasil. Nossa Igreja nascida do Coração transpassado de Cristo e confirmada, também, no sangue derramado dos seus apóstolos fiéis; nossa Igreja dos Santos e dos Martíres: de Estevão e de Tarcísio, de São Bento e Agostinho, de Teresa D’Ávila e Edith Stein, de Padre Pio e Madre Teresa de Calcutá, e de tantos outros…; nossa Igreja da Eucaristia, a do <> ; nossa Igreja do Espírito Santo, ela esta sendo humilhada e profundamente envergonhada e ultrajada com o contra testemunho escândaloso de três órgãos da CNBB, que aparecem numa lista de apoio à implementação do PNDH-3.
    Um site faz Campanha pela integralidade e implementação imediata do PNDH-3. E na lista de apoio aparecem várias associações homossexuais e pró-aborto, e juntos delas estão: o CIMI – Conselho Indigenista Missionário, a Comissão Justiça e Paz – SP, e a Comissão Pastoral da Terra, todos da CNBB.
    Eu venho, humildemente na minha condição de Batizado perguntar à Presidência Nacional da CNBB, com todo o meu respeito que tenho aos senhores Bispos, como pode ser isso?
    Os Padres e Bispos que respondem por estes orgãos, conforme o site da CNBB , são:
    Pastoral da Terra – Coordenação Nacional
    Presidente – Dom Ladislau Biernaski
    Vice-Presidente – Dom Enemésio Lazzares
    Coordenador – Padre Dirceu Luiz Fumagalli
    Coordenador – Edmundo Rodrigues
    Coordenadora – Lucimere da Silva Leão
    Coordenador – Padre Hermínio Canova
    Coordenadora – Isolete Wichinieski
    Coordenador – Padre Flávio Lazzarin

    Comissão Justiça e Paz
    Prof. Daniel Seidel – Secretário Executivo
    Irmã Sueli Aparecida Bellato – Secretária Adjunta
    Dr. Geniberto Campos – Secretário Adjunto
    Membros Fundadores Vitalícios (06)
    Cândido Mendes Almeida
    Margarida Genèvois
    Marina Bandeira
    Pe. Virgílio Leite Uchôa
    Tibor Sulik
    Wagner Rocha D’Angellis
    Membros Titulares (12)
    Ayrton Fausto
    Daniel Seidel
    Fernando Neves
    Francisco Whitaker
    Geniberto Campos
    Geraldo Aguiar
    Lúcia Avelar
    Marcello Lavennère
    Maria Auxiliadora Lopes
    Pedro Gontijo
    Saulo Feitosa
    Ir. Sueli Aperecida Bellato
    Membros Suplentes (12)
    Beto Almeida
    Carlos Moura
    Frei José Fernandes
    Gerson Gomes
    Gilberto Sousa
    Glória Moura
    Luiz Siveres
    Marcos Guerra
    Marcos Terena
    Pe. Geraldo Martins
    Pe. José Ernanne
    Ir. Rosita Milesi
    CIMI – Conselho Indigenista Missionário

    Presidente: Dom Erwin Krautler
    Viced-Presidente: Roberto Antônio Liebgott
    Secretário Executivo: José Eden pereira Magalhães

    O que esses Padres e Bispos destes três orgãos da CNBB estão fazendo com a nossa Mãe Igreja no Brasil?! Que ao invés de Testemunhas de Cristo estão se tornando em contra testemunhas ao assinarem um documento que pede a implatanção do PNDH-3, junto com associações que trabalham pela legalização do aborto e do casamento de homosseuxuais! Como as autoridades eclesiais deixam acontecer tamanha aberração?
    E mais uma outra pergunta:
    E os outros Pastores, por que se calam, por que aceitam ficar num silêncio permissivo? Onde estão as lideranças Santas e Fiéis da nossa Igreja, que deixam essas coisas acontecerem e não falam nada e nem fazem nada para defender a integralidade do nosso Magistério e a pureza do Evangelho de Jesus ?
    Já temos vistos tantos constrangimentos acontecerem:
    Vimos o Bispo de Jales atacar publicamente com palavras duras o seu irmão, também Bispo, Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, por ele ter se colocado numa posição clara pela defesa da vida diante do projeto abortista do PT. Nesta sua atitude, vimos esse Bispo diminuir publicamente o Evangelho de Jesus Cristo e colocar um partido político, que tem as suas mãos manchadas pela corrupção e pelo sangue inocente dos abortos, acima da Igreja e acima de Deus. Como pode um próprio Bispo dividir a Igreja, atacar outro Bispo e abrir mão de defender o Evangelho da Vida e não acontecer nada com ele? Ficar isso por isso mesmo?!
    E esse constrangimento fica ainda maior quando vimos esta nota da CNBB, assinada pela sua presidência: <> Se a vida é inegociável – como de fato é – como a Igreja Católica no Brasil deixou as vozes dos Bispos e Padres pró PT falarem mais alto dos que falam pela Defesa da Vida, e pelo Evangelho de Jesus?
    Até chegarmos ao ponto extremo do Papa Bento XVI, às vésperas das eleições, pedir um engajamento maior e mais decisivo dos Bispos do Brasil em favor da defesa da Vida e contra a legalização do aborto no nosso país . E se ele pediu é porque não estava vendo isso acontecer. Particularmente eu penso, que o seu pedido de Pastor tem haver com a omissão de muitos dos nossos Padres, Bispos e Arcebispos. E podemos ter mais de 400 Bispos no Brasil, mais de 5.000 Sacerdotes, mas o Evangelho de Jesus Cristo é um só. Ou Estamos com o Evangelho, estamos com o Papa Bento XVI, estamos com a Igreja e o seu Magistério, ou não estamos. Infelizmente, uma boa parte da Igreja do Brasil não está mais.
    Um dia depois desse pedido do Papa aos Bispos do Nordeste, um Bispo apareceu com um apoio público à Dilma Rousseff do PT. Tudo isso é muito constrangedor, não é mesmo?! Como pode ser uma coisa dessa?! O Papa pede uma coisa e o Bispo faz o oposto. Esse Bispo pode falar e apoiar a Dilma e o PT, só não pode dizer que desconhece as suas ações abortistas. E ao dar o seu apoio, também não pode dizer que está com o Papa

  17. Certa vez no Seminário, um padre responsável pelo que se chama “diálogo intereligioso” da Conferência Episcopal Espanhola nos disse aos seminaristas dados e fatos de estarrecer.

    Aproveito a ocasião para relembrar alguns:

    – o padre, cujo nome não me recordo, dizia que havia na Espanha atual mais muçulmanos do que na época da invasão árabe;

    – que surgia na Espanha um movimento nacionalista no Sul de caráter muçulmano (O Reino de Granada foi o último a ser anexado ao Reino Espanhol pelos Reis Católicos, este fato nunca foi esquecido por eles);

    – que nos diálogos com os muçulmanos, eles demonstravam alegria com a Igreja Católica, pois os dois dogmas cristãos que causam repulsa ao Islã, já quase não é pregado nas Igrejas por nenhum padre: o Mistério da Santíssima Trindade e a o MIstério da Redenção por Jesus Cristo (sic!);

    – que há uma intenção no mundo islâmico de conquistar aos poucos, até 2017, uma forte presença crescente no único reduto do planeta onde eles ainda não têm expressividade alguma: a América Latina!;

    – entre outros fatos nos relatou o martírio de uma jovem egípcia pelo seu próprio pai, quando ele soube que ela seria batizada na Páscoa por um frade franciscano, o pior de tudo é que o pai não foi julgado nem condenado, já que o Corão prevê a morte para os apóstatas da fé, e o Egito é considerado um dos países islâmicos mais moderados…

  18. Textos relacionados:

    ** As Lições do Iraque
    Texto de Dom Lourenço Fleichman.
    Link: http://permanencia.org.br/drupal/node/1621

    ** Martírio de sacerdotes e fiéis católicos no Iraque
    Comunicado do Padre de Cacqueray, Superior do Distrito da França (FSSPX). A morte das nações católicas acarreta o desaparecimento das minorias cristãs Suresnes. Imagens duras do martírio de Sacerdotes e Fiéis católicos em Bagdá, no Iraque nesse domingo, 31 de outubro de 2010.
    Link: http://www.fsspx.com.br/exe2/?p=1361&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+Fraternidade-Sacerdotal-Sao-Pio-X+%28Fraternidade+Sacerdotal+S%C3%A3o+Pio+X+no+Brasil++-++Site+Oficial%29&utm_content=Yahoo!+Mail

    ** Entendendo o Islã
    Artigo escrito pelo Rev. Pe. Gnana Pragash Suresh (FSSPX) sobre o Islamismo, suas mentiras e contradições.
    Link: http://www.fsspx.com.br/exe2/?p=1357&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+Fraternidade-Sacerdotal-Sao-Pio-X+%28Fraternidade+Sacerdotal+S%C3%A3o+Pio+X+no+Brasil++-++Site+Oficial%29&utm_content=Yahoo!+Mail

  19. Rev. Pe Ubirajara,

    o Evangelho nos diz:

    “Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena.” Mt 10,28

    O temor do Vaticano, não se justifica pelo Evangelho. Realmente vivemos um tempo bem complicado…

    Fique com Deus.

    Abraço

  20. Quanto falta faz os Cruzados…

Trackbacks