Arquidiocese de Aracaju pune Pe. Antonio Maria por “simulação de administração de sacramento”.

Depois de receber uma denúncia da participação de Padre Antônio Maria em uma cerimônia de união civil realizada na cidade de Capela, interior de Sergipe no dia 9 de setembro de 2010, a Arquidiocese de Aracaju, de acordo com o código canônico, abriu um processo administrativo para apurar os fatos, e coube ao Bispo Auxiliar e Vigário Geral, Dom Henrique Soares da Costa instruir o processo e emitir a soberana decisão.

Após a conclusão do processo, com a ouvida do reverendo foi constatado que o sacerdote reconheceu seu erro por ter cometido um delito canônico e foi punido pelos bispos da Província Eclesiástica do Estado com a suspensão de atividades em Sergipe por cinco anos.

Fonte: Arquidiocese de Aracaju

16 Responses to “Arquidiocese de Aracaju pune Pe. Antonio Maria por “simulação de administração de sacramento”.”

  1. santo da segunda união.

  2. Impressionante! Queria enviar algumas denúncias para serem apuradas pelo tribunal eclesiástico da Igreja, assim como foi apurado esse.

  3. Melhor ainda foi o Bispo aceitar a retratação do Padre mas manter a punição!

    http://www.nenoticias.com.br/lery.php?var=1289212218

    Salve Maria!

  4. Para que?

    Para depois voltar atrás?

  5. Ainda foi pouco.

    Nos áureos tempos, simulação de sacramento era EXCOMUNHÃO!

  6. Notícia antiga, contudo o fato foi exemplar.

  7. Ufa,enfim boas notícias

  8. Será que ele vai ficar mesmo 5 anos sem exercer as Ordens E qualquer apostolado? Sendo padre de artistas… hum… duvidoso.

  9. Excelentes notícias!!! Lembrando que ele vai ficar 5 anos sem exercer as Ordens e qualquer apostolado “somente no território arquidiocesano de Aracajú”.
    Mas ainda assim já é bom sinal de que alguns bispos estão “abrindo” os olhos…

  10. Salve Maria!

    Esta punição de cinco anos vale apenas para o Estado de Sergipe, Evelyn.
    Na retratação o padre promete não mais repitir essas simulações de matrimônio em lugar algum. Espero que ele mantenha a palavra.

    Leonardo Brum

  11. Seria muito bom se essa onda pegasse e outros lamentáveis absurdos cometidos dentro da Igreja fossem punidos tipo esse do Padre abençoador de união civil de riquinhos e famosos ..

  12. Esse Senhor que se diz Padre (Antonio Maria) deveria ser proibido de celebrar a santa missa durante 5 anos em todo o país e não só em Aracajú. Devemos dar um basta aos excessos que esse senhores que se dizem padres vem fazendo, é claro que muitas vezes com o apoio de Bispos…

  13. Ainda tenho muita esperança que a verdadeira igreja Católica vai vencer, e nooso Santo Padre o Papa Bento XVI nos guiará para esse vitoria.

  14. Punição tardia, mas muito bem vinda e justa.

  15. É extremamente difícil para mim, que fui gerando nas “entranhas missionárias” do Padre Antonio Maria e, conhecendo a sua idoniedade cristã e amor imoderado por homens e mulheres , sobretudo CRIANÇAS E JOVENS, de várias partes do mundo onde ele semeou o viver a “fé, esperança e caridade”, aceitar punição tão grave por um “delito” tão controverso.
    Respeito, como católico, a decisão dos bispos de Sergipe mas, se pudesse, asseguraria, como direito de apelação, uma defesa deste irmão e pai, para que, canonicamente fosse feita justiça, mas com caridade, o que, por sinal, é o que mais possui Padre Antonio Maria.

Trackbacks