Ops… esqueceram de verificar um pequeno detalhe: a religião do novo presidente!

Um protestante será o Presidente da Academia Pontifícia de Ciências

(Kreuz.net, Vaticano) O Papa Bento XVI designou o idoso prêmio Nobel suíço Werner Arber (81) para ocupar o cargo de presidente da Academia Pontifícia de Ciências, informou a Academia hoje.

A decadente Conferência de Bispos da Suíça publicou hoje suas saudações em um comunicado de imprensa.

Porém, ele é protestante.

Um especialista em enzimas

O novo Presidente da Academia provém de uma comunidade de Gränich no cantão suíço de Aarau. Ele estudou química e física em Zurique e foi promovido em Geneva.

No ano de 1965 ele se tornou professor da Universidade de Geneva.

Desde 1971 ele vem trabalhando com bactérias no biocentro da Universidade de Basiléia como microbiologista e geneticista.

Em 1978 ele recebeu o prêmio Nobel juntamente com dois colegas pela descoberta da assim chamada enzima de restrição.

Os bispos liberais festejam

A Conferência de Bispos da Suíça festeja a “nomeação honrosa“ – especialmente devido ao seu suposto “significado ecumênico”.

Os funcionários da Igreja afirmam que a “escolha do cientista atuante para a academia teria sido exclusivamente em razão de méritos científicos e éticos, independente de nação ou pertença religiosa”.

A Academia Pontifícia de Ciências foi fundada há mais de 400 anos pelo Papa Clemente VIII. († 1605). Ela reúne oitenta acadêmicos, nomeados pelo Papa e escolhidos dentre os cientistas mais famosos do mundo inteiro.

Apenas recentemente o Papa nomeou como membro o ideólogo do aborto e homossexualismo brasileiro, Miguel Nicolelis (49).

Tags:

20 Comentários to “Ops… esqueceram de verificar um pequeno detalhe: a religião do novo presidente!”

  1. O genuíno ecumenismo está em respeitar as demais confissões, rezando por elas (para que possam se converter e deixar o erro) e tendo diálogo aberto e digno. Não se faz ecumenismo colocando no lugar do sagrado o rebelde.

  2. É uma coisa que aos poucos começo perceber!

    Depois do Concílio Vaticano II, parece que dentro da Santa Igreja Católica não existe exemplos a ser seguidos e nem exemplos intelectuais.

    Parece que temos que idolatrar os nossos inimigos (protestantes, ateus, espiritas, budistas,…), porque parece que dentro da Santa Igreja Católica não existem exemplos nenhum.

  3. Estou “chocado”…
    De “queixo caído”!…
    Que barbaridade, nomear um protestante!
    Só faltam nomear um satanista!
    Rezemos pelo papa! Para que ele possa tomar atitudes prudentes diante da crise que a Esposa de Cristo está sofrendo.

  4. Muito difícil mais essa tragédia, pois coloca-se em pé de igualdade o erro e a verdade. Com certeza todos os papas anteriores ao CVII condenariam esta atitude.

  5. Cada vez mais me decepciono com o Papa. Por que vou rezar hoje pela conversão dos meus amigos que não são católicos, se até o Vaticano acha que isso não é importante?
    Dá um desânimo.

  6. Sei não, mas acho que este ano o Santo Padre elegeu para agradar os ultramodernistas…

  7. Estou torcendo para que vocês tenham se enganado com esta notícia… Quando a lí não quis acreditar: um protestante? É o fim da linha… Podemos fechar as portas, não falta acontecer mais nada!!!

  8. Sinceramente não vejo problema algum no fato de ele ser protestante. Ele está numa academia de ciências, sem nenhum poder; e não na Doutrina da Fé. Além do que não deixa de ser um cristão.
    O caso do Sr. Nicolelis já é um pouco mais complicado, fica difícil encontrar os méritos “científicos e éticos” nele… Mas que se manifeste apenas por seus méritos científicos de preferência.

  9. Ferretti, uma duvida: por acaso um manifesto por parte dos católicos (um abaixo-assinado por exemplo) poderia reverter essa nomeação?

  10. http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_academies/acdscien/own/documents/passtatutes.html

    Na página dos estatutos da academia não há nada que impeça um não-católico de participar ou de presidir a academia. Se a função dela é assessorar a Santa Sé em questões cinetíficas (e não morais ou de doutrina) não acredito que a crítica do blog seja tão relevante. Mas opinião cada um tem a sua…

  11. Nao esqueceram de verificar nenhum detalhe não. Não.

    Provavelmente o que estes homens do Poder da Igreja não contavam é que no Brasil haveria de ter um Ignorante, escritor de um dos blogs mais lidos da tradição católica, que por não sei que idéia partida de não sei de onde, condiciona as leis das ciências naturais com a religião, como se as mesmas não tivessem leis próprias. O que nenhum machão religioso (sentido lato) consegue me convencer é que nenhum deles serve de terra para um transformador elétrico de alguns ks para defender seu ponto de vista…

    Aliás, se for condicionar as escolhas na Academia Científica por religião (o que é Absolutamente Absurdo) então o grande errado aí é o Papa! Ou você tem mais poder de decisão e entendimento de quem está na cúpula de Poder?

    E lhe faltaria o brocardo “aonde está o Papa, aí está a Igreja”.

    Além do mais, é Pecado Mortal não “obedecer os Pais” Con-fes-si-onáaaario?

    Santo Isaac Newton, rogai por nós;
    Santo Johannes Kepler, rogai por nós.
    São Lavoisier, rogai por nós.

    E não se acovarde, publique este texto!
    Vinicius G – frequentador esporádico da FSSPX/SP.

  12. Dicit ei Iesus: “ Nonne dixi tibi quoniam, si credideris, videbis gloriam Dei? ” (Ioa XI,40). Meu pedido de perdão vai antes, porque ouso falar de coisas que não sei bem e sobre pessoas muito mais importantes que eu. Será que o Papa vê ou sabe de algo que nossa ignorância ou pecado não nos permite ver nem saber? Por vezes penso que o comportamento dos conservadores tem se assemelhado ao de Marta, ao de Zacarias, ao de Pedro, ao de Paulo e outros tantos. A ordem de Deus confunde totalmente a nossa lógica. Tenho a nítida impressão de que estes últimos convites, não sei se diretamente feitos pelo Papa ou por seus auxiliares, foram direcionados a defuntos, segundo minha concepção, creio que de mais pessoas também. Por que Deus quer chamar os defuntos, que já se encontram em processo de putrefação? Por que nos chegam, por seus anjos, mensagens que confundem minhas concepções? Será que minha lógica, prevendo que ao chamar modernistas para cargos-chave o final será a catástrofe (status quo), é tão burra assim? Não tenho respostas. Nem sei se quero mais buscar informações sobre a Cúria de Roma? Penso que, assim como fez com Paulo, o Senhor vai deixar este espinho na carne dos conservadores; e os modernistas e maçons vão continuar exatamente onde estão a para onde estão sendo chamados. Talvez, daqui da baixeza de minha laicidade, a lógica mais correta seja a da avestruz: Santa Missa de Trento, fazer caridade ao meu próximo, ser fiel à minha esposa e filhos, Santo Rosário, confessar meus pecados e ater-me à minha insignificância de comedor das migalhas que caem da mesa do dono da casa. Eu somente não que perder a confiança de que Deus está no controle da Igreja que Ele próprio fundou. Seja quem for, seja quando for, seja como for, em qualquer cargo, função, nomeação, ordenação quero crer sempre mais firmemente que existe uma mão furada de prego sustentando a Igreja e que esta não cairá. Encerro esta minha teologia de quinta categoria dizendo que há ainda uma outra semelhança entre este nosso tempo e o passado: os anciãos de Israel pediram ao velho Juiz Samuel um Rei, segundo seus ideais de realeza e este transmitiu o anseio a Deus. Diz o texto: Dixit autem Dominus ad Samuel: “ Audi vocem populi in omnibus, quae loquuntur tibi; non enim te abiecerunt, sed me abiecerunt, ne regnem super eos ” (I Sam VIII,7). Esperando eu que nosso Rei aja à semelhança dos grandes Reis antigos (Inocêncio III, Pio V, Gregório XVI, Leão XIII, Pio X, Pio XII, etc), talvez esteja, Deus não permita, cometendo a mesma falha dos anciãos de Israel.

  13. Acredito que a intenção da Academia Pontifícia de Ciências seja exatamente essa.

    Reunir vários pesquisadores com méritos científicos, sem a necessidade de professarem a fé Católica a fim de contribuírem com progresso científico.

    Imaginem se essa Academia prova cientificamente que a teoria de Darwin está errada! Se só houvesse fiéis e bons Católicos lá ninguém daria trela para o que seria dito… Mas e se houvesse um Ateu? Ai sim…

  14. Eu não sei quanto a vocês, mas eu prefiro um protestante do que um católico modernista herege. Quantas almas desavisadas não são arrastadas para o inferno por esse último!
    Ao menos quando o protestante dá declarações contra a Santa Doutrina, não encontra tantos católicos que concordem.
    Óbvio que fica a pergunta: Não havia nenhum bom católico para ocupar esse cargo?

  15. Concordo com Antônio Proença. Excelente comentário. O que Deus quis com o depósito? Segurança e juízo justo a todas as gerações diante da Justificação, da Redenção e da Revelação. Agora, o que nos dava segurança parece em risco? “Se não fosse abreviado, até os justos cairiam”. Se entrarmos demais nas coisas que não nos competem, entraremos nos deveres dos outros e nos esqueceremos dos nossos. “Para que não suceda que eu sirva de instrumento para vossa salvação, mas eu mesmo me perca”. Mas, uma coisa parece certa, Bento XVI já se tornou sinal, ao menos, de exteriorização da crise. Ninguém pode negar mais o dissenso e a divergência teológica e litúrgica. O DNA do Concílio e da Reforma Litúrgica está identificado. Por que nem sequer nos respondem, então, como parece indagar cada comentário mais acima? Será que a chamada “diplomacia” do Estado-Vaticano está sobrepujando a questão religiosa, ou a política está sobrepujando a fé e o seu devido testemunho?
    Não sabemos. Entretanto, esconder a luz de uma farol à noite para fingir que não há um porto e marujos aflitos ao redor parece loucura…

  16. Eu não sei se esta teologia deste sr. Antonio é de quinta categoria ou não, sei que em alguns pontos eu concordo e me identifico.

  17. Do Blog do Pe. Marcelo Tenório, para aqueles que dizem que queremos julgar o Papa.

    http://padremarcelotenorio.blogspot.com/2010/11/o-perigo-de-conviver-com-hereges.html

    “Por duas razões não se deve manter relações com os hereges. Primeiramente, por causa da excomunhão, pois, sendo excomungados, não se deve ter relações com eles, da mesma maneira que com os outros excomungados. A segunda razão é a heresia. – Em primeiro lugar, por causa do perigo, para que as relações com eles não venham a corromper os outros, segundo aquilo da primeira epístola aos Coríntios (15, 33): “As más conversações corrompem os costumes”. E em segundo lugar para que não pareça se prestar algum assentimento às suas doutrinas perversas. Daí dizer-se na segunda epístola canônica de S. João (v. 10): “Se alguém vier a vós e não trouxer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis, pois o que o saúda toma parte em suas más obras”. E aqui a Glosa comenta: “Já que para isso foi instituída, a palavra demonstra comunhão com esse tal: de outro modo não seria senão simulação, que não deve existir entre cristãos”. Em terceiro e último lugar, para que nossa familiaridade [com eles] não dê aos outros ocasião de errar. Por isso, outra Glosa comenta a respeito dessa passagem da Escritura: “E se acaso vós mesmos não vos deixais enganar, outros, todavia, vendo vossa familiaridade [com os hereges], podem enganar-se, acreditando que esses tais vos são agradáveis, e assim crer neles”. E uma terceira Glosa acrescenta: “Os Apóstolos e seus discípulos usavam de tanta cautela em matéria religiosa, que não sofriam sequer a troca de palavras com os que se haviam afastado da verdade”. Entende-se, porém: excetuado o caso de alguém que trata com outro a respeito da salvação, com intuito de salvá-lo.”

    São Tomás de Aquino, ora pro nobis.

  18. Será que um católico seria aceito em uma instituição protestante? Já viram algum nessa situação? Eu, não.

    Quem são esses desinformados que dizem que a ciência nada tem a ver com a religião e que ambas não se influenciam?

    Que tolice é essa de dizer que “quer saber mais do que quem está no poder”? Quem já não (ou)viu chefes imbecis tomarem decisões estúpidas porque não conhecem o problema tão bem quanto os menores cá embaixo, que os enfrentam cara a cara? A Regra Beneditina diz para o Abade ficar atento ao que mesmo os mais inexperientes e novatos têm a dizer pois o Espírito Santo muitas vezes se expressa pelos mais humildes do mosteiro.

    Que imbecilidade é essa de dizer que “não obedecer aos superiores é SEMPRE pecado”? Se o superior desobedece a Deus, seu pai, e não escuta a Igreja, sua mãe, há de ser solenemente ignorado, SIM! Infiltrar protestantes na Igreja é uma desobediência à Santa Madre Igreja, e há de ser denunciada e recusada!

    A esses incautos, recomendo CA-TE-CIS-MO!

    E cumpramos bem nossas obrigações: oração, penitência e caridade, e entreguemos as ações insensatas do clero ao Juiz Eterno.

  19. Já conheci amigos, professores, que não são contratados por escolas “cristãs” por serem católicos.