Futura beata viu Lutero no inferno.

Irmã Serafina Micheli e a visão de Lutero no inferno

Fonte: Pontifex

Tradução: Fratres in Unum.com

Em 1883, a Irmã Maria Serafina Micheli (1849-1911), que será beatificada em Faicchio, na província de Benevent, diocese de Cerreto Sannita (Itália), em 28 maio de 2011, fundadora das Irmãs dos Anjos, estava passando por Eisleben, na Sassonia, cidade natal de Lutero. Naquele dia se festejava o quarto centenário do nascimento do grande herege (10 de novembro de 1483), que dividiu em duas a Europa e a Igreja, deste modo as ruas estavam lotadas, as varandas enfeitadas com bandeiras. Entre as numerosas autoridades presentes aguardava-se, a qualquer momento, a chegada do empreendedor Guglielmo I, que presidiria a celebração solene. A futura beata, embora notasse o grande tumulto, não estava interessada em saber a razão para aquele entusiasmo inusitado, seu único desejo era procurar uma igreja e rezar para poder fazer uma visita a Jesus Sacramentado. Depois de caminhar por algum tempo, finalmente, encontrou uma, mas as portas…

… estavam fechadas. De todo modo, ela se ajoelhou na escadaria de acesso para fazer as suas orações. Sendo noite, não havia percebido que não era uma igreja católica, mas protestante. Enquanto rezava, o Anjo da Guarda lhe apareceu e disse: “Levanta-te, pois esta é uma igreja protestante”. E acrescentou: “Mas eu quero fazer-te ver o local onde Martinho Lutero foi condenado e a pena que sofreu em castigo do seu orgulho”.

Depois destas palavras, ela viu um terrível abismo de fogo, no qual eram cruelmente atormentadas um incalculável número de almas. No fundo deste precipício havia um homem, Martinho Lutero, que se distinguia dos demais: estava cercado por demônios que o obrigavam a se ajoelhar e todos, munidos de martelos, se esforçavam, em vão, em fincar em sua cabeça um grande prego. A Irmã pensou: se o povo em festa visse esta cena dramática, certamente, não tributariam honra, recordações, comemorações e festejos para um tal personagem. Em seguida, quando se apresentou a ocasião, recordou às suas irmãs que vivessem na humildade e no recolhimento. Estava convencida de que Martinho Lutero fora punido no inferno, sobretudo, por conta do primeiro pecado capital, o orgulho.

O orgulho o fez cair em pecado capital, conduziu-o à rebelião aberta contra a Igreja Católica Romana. A sua conduta, sua postura para com a Igreja e a sua pregação foram determinantes para enganar e levar muitas almas superficiais e incautas à ruína eterna. Se quisermos evitar o inferno, vivamos na humildade. Aceitemos não ser considerados, valorizados e estimados por aqueles que nos conhecem. Não nos queixemos quando formos desprezados ou deixados por último por outros que pensamos ser menos dignos que nós. Jamais critiquemos, por qualquer razão, as ações daqueles que nos rodeiam. Se julgarmos os outros, nem sequer somos cristãos. Se julgarmos os outros, não somos sequer nós mesmos.

Confiemos sempre na graça de Deus e não em nós mesmos. Não nos preocupemos excessivamente com nossa fragilidade, mas com nosso orgulho e presunção. Digamos freqüentemente com o salmista: “Senhor, meu coração não se enche de orgulho, meu olhar não se levanta arrogante. Não procuro grandezas, nem coisas superiores a mim.” (Salmo 130). Ofereçamos a Deus nosso “nada”: a incapacidade, a dificuldade, os desânimos, as desilusões, as incompreensões, as tentações, as quedas e as amarguras de cada dia. Reconheçamo-nos pecadores, necessitados de sua misericórdia. Jesus, justamente porque somos pecadores, só nos pede que abramos nosso coração e nos deixemos ser amados por Ele. Esta é a experiência de São Paulo: “porque é na fraqueza que se revela totalmente a minha força. Portanto, prefiro gloriar-me das minhas fraquezas, para que habite em mim a força de Cristo “(2 Cor. 12,9). Não impeçamos o amor de Deus para conosco com o pecado ou com a indiferença. Demos sempre a Ele mais espaço em nossa vida, para viver em plena comunhão com Ele no tempo e na eternidade.

Pe. Marcello Stanzione

Tags:

48 Responses to “Futura beata viu Lutero no inferno.”

  1. Olá amigos!

    Gosto muito de seus artigos e os parabenizo por todo este trabalho.

    Que Nossa Senhora os proteja e os ajude neste luta.

    Abraços.

    Eli landim

  2. Hummm…não sei não pois o vaticano não aboliu o inferno?

  3. Que visão anti-ecumênica não é “Nostrae Aetate”? Pobre alma desse homem orgulhoso, soberbo, diabólico.

  4. Parabéns ao Fratres por essa matéria, vou mostrá-la a alguns protestantes.
    Faço apenas uma observação: Lutero foi castigado pela Justiça divina por causa de seu orgulho e por ter se revoltado contra a Igreja e o Papa, e à abandonou.

    O que pensar daqueles que procuram de todos os meios destruir a moral cristã desde dentro da IGreja.. os boffs e bettos e tantos outros eclesiasticos que se manifestam contra tudo o que o Papa e a moral católica ensina e hipocritamente fingem ser religiosos.

    Um dia chegará a justiça divina para esses infelizes religiosos, se não se arrependerem, assim como chegou para o herege e impenitente Lutero.

  5. Em Maio, o Santo Padre beatificará um religiosa que viu Lutero a arder no Inferno.

    Em Outubro, rezará com os descendentes do herege condenado eternamente (e com mais sabe-se lá quantos representantes de seitas falsas religiões…)

    Quo vadis, Santidade?

    São Pedro e São Paulo, rogai pelo Santo Padre e pela Igreja!

  6. Só um pouco de cuidado aos leitores no trecho que diz que não se deve julgar os outros.

    É claro que não se deve julgar a intenção da pessoas, mas às vezes é necessário julgar suas ações. As autoridades eclesiásticas e civis precisam julgar, assim como um pai de família, para bem guiar aqueles que estão sob seus cuidados.

    Os carismáticos gostam de usar esse trecho para tentar invalidar as críticas contra seus erros e abusos. Não caiamos nessa armadilha.

  7. Em tempos ecumênicos como os nossos, quando até o Papa envia sua árvore para o jardim de Lutero, uma notícia dessas é altamente contraproducente, indo de encontro ao espírito do concílio, ainda mais se levarmos em conta o bem que Lutero causou à Igreja, que estava corrompida até a medula. Lutero deverá ser canonizado pela Igreja um dia, que reconhecerá sua boa vontade e coragem de expor os problemas da Igreja.

  8. É melhor não sair espalhando isso, ou podem revogar a beatificação, sob o argumento de não adesão em preciência do espírito ecumênico do concílio…

  9. No início do texto há uma expressão que encerra um erro absurdo ao apresentar que Lutero tenha dividido a Igreja em duas. A Igreja de Cristo é una e indivisível. Ou se está nela, ou não se está. Aliás, todas as demais denominações religiosas nem são igrejas em sentido próprio.A Dominus Iesus expõe isso.

    http://www.arenadateologia.blogspot.com

  10. Jamais critiquemos, por qualquer razão, as ações daqueles que nos rodeiam.
    Viva o islã! Amém para assis 3,4…
    Viva a comunista cnbb! Viva a plena comunhão! Aleluia pelos irmãozinhos separados! Viva o CVII!!

  11. O Papa Bento XVI lembrou disso quando mandou uma arvoré para o “jardim de Lutero”?

  12. Lutero blasfemava contra Cristo. Mas Lutero, com sua insurreição, trouxe de volta de um modo mais expressivo e avassalador, não só para a religião ou para a teologia, o orgulho de Adão de querer saber como Deus ou, como hoje é mais presente, de querer saber para Deus até como Deus deve ou deveria ser. Ouço sem parar de pequenos e grandes: “por quê o papa ou a Igreja tem de me ensinar, se são homens como eu?” A mãe analfabeta de um amigo analfabeto, numa cidade do interior, onde, em cada esquina sai uma nova “igreja” protestante, uma vez me disse isso. É lógico que fiquei sem palavras. Eu me calei, muito entristecido. O quê dizer? Eles não sabem se colocar no lugar de um Pai zeloso que para todas as gerações quer preservar a Verdade, até para poder julgar com Justiça. Na realidade, a desobediência, a falta de solicitude, a ausência de prontidão para sair de si em busca da Verdade, tudo isso, e que leva à revolução e à revolta, é fruto do orgulho. No extremo oposto está a santa humilhação, expressão proibida atualmente, dita pelos psicólogos como uma contradição, é o que converte, porque sensibiliza a misericórdia divina. Como o mundo não a assimila mais, Deus permitirá um convencimento por fatos.

  13. Quem diria que haveria um tempo em que os papas visitariam igrejas protestantes para comemorar o nascimento de Lutero.

  14. Senhor, meu coração não se enche de orgulho, meu olhar não se levanta arrogante. Não procuro grandezas, nem coisas superiores a mim.” (Salmo 130)

    Amém !

  15. Quem são todas as mulheres, servos, senhores, príncipes, reis, monarcas da Terra comparados com a Virgem Maria que, nascida de descendência real (descendente do rei Davi) é, além disso, Mãe de Deus, a mulher mais sublime da Terra? Ela é, na cristandade inteira, o mais nobre tesouro depois de Cristo, a quem nunca poderemos exaltar bastante (nunca poderemos exaltar o suficiente), a mais nobre imperatriz e rainha, exaltada e bendita acima de toda a nobreza, com sabedoria e santidade.”

    .”(Martinho Lutero, “Comentário do Magnificat”, cf. escritora evangélica M. Basilea Schlink, revista “Jesus vive e é o Senhor”).

    MAS PELO QUE PERCEBO EM NADA VALEU TER ESSA CERTEZA SE O ORGULHO O ACOMPANHAVA A PONTO DE SER UM CEGO GUIANDO OUTROS CEGOS PARA O ABISMO NO QUAL NOS FOI APRESENTADO ATRAVÉS DESSA IRMÃ.

    QUE DEUS NOS CONCEDA A GRAÇA DA INTERVENÇÃO SOBRE TODOS ESSES QUE AINDA ANDAM PARA ESSE ABISMO PARA QUE ELES CONSIGAM CONHECER E VERDADE E POR ELA SEREM LIBERTOS, AMÉM.

  16. Parabéns pela excelente postagem. Gostei muito deter lido.

  17. Bueno, se ele está no inferno, é porque não se arrependeu.

    Jesus já avisou: todos receberam a sua recompensa. Esta foi, então, a dele.

  18. Bom, agora eu sei que o Papa em Assis III estará com os “irmãos separados” cujo o fundador está ardendo no fogo do inferno. Não que eu tivesse dúvida, mas agora tenho respaldo.

    Mas, pergunto: será que os protestantes não vão bater o pé pra não irem em Assis Revival, chantageando os católicos por terem uma beata que viu a verdade sobre o fundador deles? Aguardemos!

  19. Claudiomar,

    No inicio do texto não está escrito o que você disse.

    O que teria sido dividido em duas não foi a Igreja e sim a |Europa e a Igreja|, ou seja, antes, elas eram como se fossem uma e depois se dividiram…Igreja para um lado e Europa para outro…

  20. Há “filhos do demônio”. Jesus disse isso enfaticamente sobre os fariseus no seu longo discurso sobre seu próprio testemunho e sobre sua propriedade para julgar. Dizia isso relacionando ao fato do pecado imperdoável contra o Espírito Santo. Vejam que pela visão da santa fica bem patente que Lutero foi co-responsável pela condenação de uma multidão de almas ao inferno. Isto ou um seu reputável pecado contra o Espírito Santo faria dele um “filho do demônio”? “Filho do demônio” pode ser muito bem aquele que passa a lutar contra os planos de Deus e a ajudar a aborratar o inferno de almas. Li uma vez que Lutero teria dito que “a samaritana teria sido apenas a primeira mulher de Cristo”. Se “tudo começa e termina com os padres”, como cita um conhecido ditado, Lutero foi o grande incentivador do antropocentrismo contra o teocentrismo, ainda mais do que Maquiavel. Uma marca ainda presente na influência do pentecostalismo entre movimentos católicos que os levam a resistir contra o Sagrado Magistério de quase dois milênios em direção à sabedoria divina revelada principalmente na Cruz.

  21. Para os protestantes, de nada vale o argumento da visão pela beata, haja vista que vão dizer que tal (visão) foi obra do demônio para nos desviar da verdade, isto é, a verdade que a Igreja Católica é coisa do demônio e que o mesmo quer que continuamos Nela para nos perdemos.

    Alguém duvida?!

  22. Vladimir,

    Parece ficar bem mais confuso se tentarmos entender dessa forma.

  23. O fato de a religiosa ter tido tal visão não será levado em conta, com toda a certeza. O modernismo aborda o que lhe convém.

    A Canção Nova propaga uma gigantesca “devoção” a São Pio de Pietrelcina sem mencionar o “detalhe” de que este santo desaprovou o Concílio Vaticano II e jamais celebrou a missa nova na vida, pedindo mesmo dispensa a Paulo VI de se submeter a este novo e estranho ritual.

  24. Ele tem o que o merece!
    Mais da metade dos príncipes alemães que apoiaram e protegeram Lutero, assim a Santa Inquisição não pôde julgá – lo e condená – lo. Mas a justiça de Cristo, a justiça do Eterno Juiz Universal, essa não falha.

  25. E pelo falar em luteranismo e ecumenismo… Hoje, tendo uma conversa “ecumênica” com um luterano de meu trabalho, ele me contou que será um dos padrinhos de Batismo de uma criança nascida de um Matrimônio misto entre um luterano amigo seu e uma católica! O padre, provavelmente gostando e pré-aprovando a idéia, foi buscar autorização extraordinária junto ao vigário (não sei se o geral ou o da região norte de Brasília) para ter entre os padrinhos um luterano e outra pessoa que não sei nem se professa alguma fé. E obteve a autorização!! Quando o padrinho, um luterano, for questionado, em nome da criança, “o que vens pedir à Igreja?”, ele responderá “a Fé”! Ou seja, esperar que um luterano responda sinceramente que deseja a Fé Católica é um absurdo! Recitará, ainda, em nome da criança, o Credo, e responderá à pergunta “se crê também na Santa Igreja Católica” um supeitíssimo “sim”. Não sei se a mãe age por ignorância ou, tendo má-fé, buscou um padre que lhe atendesse seus caprichos ecumênicos. Sendo a segunda, esse Batismo provavelmente será inválido, marcando a criança por um suposto Batismo que provavelmente lhe dificultaria um verdadeiro Batismo, ou um Batismo sob condição. Modernamente quantas crianças, eu pensei, já não passaram pela mesma situação?! Mas confesso que fiquei surpreendentemente triste em estar um tanto próximo de um caso assim. Alguém me teria alguma orientação para agir, mesmo que corra o risco de fazer-me parecer atrevido?

    Em contraste, esse mesmíssimo vicariato negou-me solenemente um Matrimônio entre dois católicos professos, somente porque o desejavam segundo o Rito Tradicional! Alias, um Matrimônio só, não! Vários Matrimônios, vários Batismos, vários Crismas, e muitas e muitas Missas! O então arcebispo Dom João Braz de Aviz, em descomunhão com o Papa, determinou que fossem todos proibidos (proibição que foi ratificada caso a caso, à medida que as pessoas faziam seus pedidos de reconsideração). O único sacramento que restou autorizado por Dom João foi uma Missa, mensalmente num único domingo, numa única paróquia, cujo pároco celebrante, muito bem quisto e autorizado por ele, já chegou a tachar os assistentes da Missa de alegradores das almas do inferno, dentre tantas outras coisas! Será o mesmo inferno da visão da irmã Serafina Micheli?!

    Em suma, vejam quanto contraste! Aos ecumenistas, infiltrados ou não na Igreja, tudo! Aos “tridentinos” (assim referidos os defensores da Tradição durante as reuniões diocesanas), nada!

  26. Coisas que muitos não sabem sobre Martinho Lutero:
    – ele era alcoólatra;
    – nos momentos ao “lado da cerveja” ele dizia terríveis coisas como por exemplo, “eu já não durmo mais com minha esposa, e sim com o Diabo”, isso tudo está relatado no livro “Conversas a mesa”;
    – O governo da Alemanha expulsou frades católicos de um convento, Lutero residiu lá e praticou a poligamia e a luxúria e
    – ele tinha alucinações, parece que o Diabo aparecia para ele, e ele jogava tinta na direção do suposto diabo e errava a pontaria porque era nos “momentos alcólicos” dele.
    Tudo isso e muito mais.
    Aliás esse livro “Conversas a Mesa”, transcrevia as frases que ele dizia nas tavernas ao beber e ficar embriagado. Esse livro foi escrito pouco tempo depois da morte dele, pelos próprio luteranos que conviviam com ele.

  27. “O orgulho o fez cair em pecado capital, conduziu-o à rebelião aberta contra a Igreja Católica Romana. A sua conduta, sua postura para com a Igreja e a sua pregação foram determinantes para enganar e levar muitas almas superficiais e incautas à ruína eterna. Se quisermos evitar o inferno, vivamos na humildade.”

    Não é de hoje que o orgulho leva ao cisma e à heresia! Libera nos Domine.

  28. Este heresiarca recebeu elogios dos Papa João Paulo II por sua “religiosidade” e “herança espiritual” (sic!).

  29. Alguém escreveu: “Não é de hoje que o orgulho leva ao cisma e à heresia:
    Outro escreveu:”recebeu elogios dos Papa João Paulo II por sua “religiosidade” e “herança espiritual”
    Conclusão: O orgulho e a religiosidade dos herejes são uma hereança espiritual.
    Viva João Paulo II!!!

  30. Antonio de Brasília,

    Salve Maria!

    No caso do batismo da criança, que terá como padrinho um hrerege confesso e outro elemento de religião incerta e não-sabida, o batismo será válido do mesmo jeito. E, até onde eu saiba, na Igreja Conciliar, é lícito convidar um não católico para padrinho de batismo, desde que o outro padrinho seja católico e que a parte não católica se cale no momento das promessas.

    E não se engane: sua excelência D. João Braz de Aviz está em plena comunhão com o atual Papa. O pensamento de ambos é idêntico em vários pontos da doutrina.

    Cada vez mais eu acredito que o SP foi aquele pirulito, que se dá ao sobrinho chato e reclamão para ele parar de perturbar.

    Aqui em Brasília, só nos resta chorar e rezar.

  31. Pior de tudo foi a visita do Papa ao templo luterano. A questão com os luteranos, não é mais a salvação deles por estarem foram da única Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo. Agora é uma questão de unidade, a qual segundo o que o Papa disse naquele templo, só poderia ser dada por Deus. Na verdade só Deus pode fazer os luteranos voltarem a única Igreja UNA, santa, Católica e apostólica, para que se convertam e sejam salvos!

    O conceito de comunhão plena e não plena, é simplesmente trágico…

  32. Que coisa triste – dá entender que nenhum desses que deixaram o comentário, leem a Biblia e tão pouco são convertidos a Cristo! Será que Cristo escrevria coisas absurdas como essas? Será que Cristo e seus seguidores gastariam e perderiam seu tempo com conersas como essas? Ó nescios, quando vocês vão entender e compreender o que significa “ser um discipulo de Cristo”? Leiam a Biblia e estudem-a, e vocês saberão! Que Deus tenha misericordia de vocês!

  33. Prezado Gustavo, eis aí o problema. Não estou certo de que pelo menos um padrinho é católico nem que o outro padrinho, sendo luterano, deixará de responder ao interrogatório sacramental e de professar o Credo. Considero terrível, na questão da validade mesmo do sacramento, se pelo menos uma dessas possibilidades vier a se confirmar. Afinal, o que é, segundo o Catecismo, o padrinho? Aquele que recebe o neófito à Igreja. Como pode um protestante e/ou um pagão cumprir verdadeiramente com tal digníssimo papel, ainda mais em se tratando de uma criança abaixo da idade da razão, adesão de Fé da qual respondem solidariamente os pais e padrinhos?!

    Sobre D. João, ao menos no que diz respeito ao Summorum Pontificum, está em patente descomunhão. Agora, se no futuro o suposto documento regulamentando o SP vier a fazê-lo parecer o tal “pirulito do menino reclamão”, isso não faria de D. João obediente ao papa durante aquele decurso de tempo em que o SP teria vigido sem tais aventadas restrições. E se era o pirulito, por que não dar mais e durante mais tempo? Certamente, se essa fosse a intenção, conseguiria fazer mais e mais pessoas aquietarem-se com relação ao modernismo que assola tantos nos domínios da Igreja.

    No mais, concordo com você que, em Brasília, como em muitos lugares, não nos resta atualmente muito além de lamentar e rezar. Mas também, olhando para o futuro, estudar e se preparar para dias melhores que poderão advir.

  34. Quem es este padre Stanzione?
    este texto me parece confuso.
    Algumas partes boas. Otras ( a partir do parrafo 4) parecem textos da Cancion Nova.

  35. Deus é misericórdioso! Martinho Lutero teria dado um excelentereformador se obedecesse às regras da fé. Se fosse como Santo Ignácio e São Francisco: obedientes. No entanto esse castigo também se guarda à aqueles que não propagam a palavra e não servem de exemplo para guiar as pessoas que tanto querem, nos tempos de agora, um imitador de Jesus.

  36. Tempos de contradição e confusão que propiciam a perdição das almas.”Se aqueles dias não fossem abreviados até os justos pereceriam…(Mt 24:19-29)”.

  37. O mundo tá no fim mesmo, até pastor vem aqui kkkkkkkkkkk

  38. “Pastor” Nicomedes,

    Poderia dizer a que denominação cristã pertençe?
    Ano de fundação e nome do fundador?

  39. Iiiiih Christiano, n dá ideia, jájá os ecumaníacos vem aqui dar as boas vindas
    kkkkkk e de quebra formam um grupo para ir à assis III.

  40. kkkkkkk..
    Voce tem razão mesmo..
    Até o fratres esses protentantes descobrem daqui a pouco o site ta cheio voce vai ver!
    Eles adoram perturbar sites católicos além de acordar a gente cedo aos domingos pra entregar folhetim de suas igrejolas rsrsss

  41. Nicomedes é Pastor?!?!?!
    Quem não é????

  42. Nicomedes, ler e estudar a bíblia resulta no que temos hoje: uma Babel protestante, cada um com sua seitazinha se achando o intérprete da Bíblia e condenando as outras interpretações, não só a doutrina da Igreja (e olha que o excomungado Lutero disse que todos podiam interpretar a Bíblia, sem a Igreja). Tá aí, milhões de seitas, com suas milhões de interpretações saídas desse seu maldito conselho: “Leia e Estude a Bíblia”.

  43. Que visão tão pouco… ”ecuménica”, não é assim que dizem por aí?? eh eh eh

    Que valeu a Lutero o ‘protesto’? Infelizmente, a ruína eterna da sua alma.

    E para a Igreja Católica Romana, para que serviu Martinho Lutero?? Felizmente, para ela ‘abrir os olhos’ e renovar-se finalmente no Concílio de Trento.

    Caríssimos, há males que vêm por bem…
    Se virmos bem, Martinho Lutero ”salvou” a Igreja Católica Romana, mas perdeu a sua alma..
    Penso que percebem o que quero dizer (naturalmente com muita ironia à mistura).

    VIVA JESUS CRISTO E A SUA SANTA IGREJA!
    VIVA O PAPA BENTO XVI!
    Sancta Maria, ora pro nobis!

    Vosso,
    seminarista.

  44. Beata Serafina Micheli, roga por nós!

    Que todos os cristãos afastados da comunhão com o Sucessor de S. Pedro, o Papa, possam arrepender-se, converter-se e salvar as suas almas!

    Amén.

  45. Acabei de ler todos os comentário, publicados neste FRATES IN UNUM. Ainda bem que o autor deste site, parece que tem uma paciência de Jó.
    Ele quando leu, deve ter engolido: “Cobras e lagartos”. Mas… Na globalidade, encontramos mais verdade; que mentira; ou frase distorcida da verdade, tem uma parcela menor. Ainda bem!
    Meus caros amigos: Nosso Senhor, deixou-nos um verdadeiro manancial, de águas cristalinas. Jorrando dia e noite para que ninguém pudesse morrer de sede.
    É a Sua Igreja, Ela tem todos os remédios, para quem quizer curar de qualquer enfermidade.
    Deixou-nos, a Sua doutrina infalível, ondo todos nós podemos ter certeza, que tudo que Ela ensinou e ensina, através do Seu Magistério Infalível, podemos cre, sem ter medo de errar; que isso, é verdadeiro.
    O que Ela ensinou nos seus primôrdios, continua vivo, autêntico e real nos dias de hoje. Não tem um dogma empalidecido com o tempo. Os setes sacramentos estão aí para os mortais usar. Sua misericórdia é infinita. Precisamos, “arrancar” do Coração deste Mestre, este abismo de misericórdia. O maior interessado, na nossa salvação, é Aquele que derramou todo o Seu Sangue Precioso, para nossa salvação.
    Vamos seguir, A TRADIÇÃO DA IGREJA. Procurando sempre: O QUE FOI SEMPRE ENSINADO E POR TODOS CRIDOS. ISSO É VERDADEIRAMENTE CATÓLICO.
    JOELSON RIBEIRO RAMOS.

Trackbacks