O ‘Osservatore Romano’ ataca a Comissão ‘Ecclesia Dei’.

(Kreuz.net – Tradução: Fratres in Unum.com) No dia 2 de fevereiro o vaticanista do diário ‘Osservatore Romano’ publicou um artigo escandaloso sob o título “Uma exigência mais premente de transparência e simplificação”.

Trata-se de uma análise saída da pena do redator chefe representante do jornal, Carlo Di Cicco.

O referido artigo aborda questões canônicas. Nesse contexto, Di Cicco chega a falar de uma suposta “situação estranha de algumas novas ordens religiosas” que dependem da “instituição peculiar” chamada ‘Ecclesia Dei’. A Comissão ‘Ecclesia Dei’ foi fundada pelo papa João Paulo II e se ocupa das preocupações dos tradicionalistas.

A ‘Ecclesia Dei’ é apresentada pelo ‘Osservatore Romano’ como uma comissão supostamente excepcional. Ela teria algumas competências canônicas, que supostamente necessitariam de uma regulamentação em todos os campos, pelo menos, no que diz respeito à doutrina.

Assim, a Comissão estabeleceria institutos religiosos e controlaria o funcionamento dos mesmos, onde esses institutos dependessem efetivamente da congregação para as ordens religiosas segundo o direito canônico.

Di Cicco sugere que a aprovação canônica da ‘Ecclesia Dei’ – embora certificada pelo próprio Papa – deve ser até mesmo questionada retroativamente.

Ele questiona ainda a ortodoxia dos institutos aprovados pela ‘Ecclesia Dei’ e escreve literalmente: “No caso dos institutos que foram aprovados pela ‘Ecclesia Dei’, pode-se pensar se a aprovação deles não poderia ser dada pela Congregação para as Ordens Religiosas, depois que se comprovasse que tudo está em ordem sob o aspecto doutrinal.”

Assim, o Osservatore Romano assume que a Comissão Pontifícia ‘Ecclesia Dei’ estabelece e administra institutos religiosos cuja ortodoxia seria duvidosa.

Sendo o blog ‘summorum-pontificum.fr’, parte do artigo é uma manobra interna do Vaticano contra o Motu Proprio ‘Summorum Pontificum’ e contra a reconciliação da Fraternidade Sacerdotal São Pio X com o Vaticano.

13 comentários sobre “O ‘Osservatore Romano’ ataca a Comissão ‘Ecclesia Dei’.

  1. Tal artigo revela e comprova que dentro da hierarquia há quem considere os institutos submetidos a Ecclesia Dei fautores de heresia. Não deixa de ser curioso que aqueles que acusam FSSPX de cismática, fazem coro com esses inimigos da Igreja. Ignoram a política interna da Cúria e se aproveitam dos inimigos da Tradição para atacar a FSSPX. É sintomático, que se fazem de desentendidos quanto a real situação que assola a Igreja. Esse artigo põe a lume que não se deve ter ilusões. Portanto, IBP, FSSP, AASJMV, etc. etc segundo esse prestigioso jornal, todos tem sua ortodoxia posta em dúvida, malgrado todos eles arrotem submissão. PERGUNTO: A QUEM SERVEM ESSES SENHORES??

    Curtir

  2. Assim, o Osservatore Romano assume que a Comissão Pontifícia ‘Ecclesia Dei’ estabelece e administra institutos religiosos cuja ortodoxia seria duvidosa.

    Muito interessante!
    ECLESIA DEI ,SEGUNDO OSSERVATORE ROMANO TEM ORTODOXIA DUVIDOSA.

    AFINAL .. A QUEM SERVEM OS PLENA COMUNHÃO ????
    CADE OS PLENA PRA RESPONDER (RISOS)

    Curtir

  3. Sem nenhuma novidade, pois quem manda no Osservatore não é o Papa. A Maçonaria já dominou este jornal há muito tempo. Eles só sabem falar bem dos Beatles e dos Simpsons, que são duas claríssimas expressões de satanismo. Já passou da hora de mandar toda a direção deste jornal embora para a prelazia de Gomorra. Uns homens deste tipo não servem nem para acender velas, quanto mais para dirigir um jornal que fala em nome da Cúria Romana. Se o Papa precisar de um cangaceiro para fazer o trabalho de botar prá correr da Cidade Eterna a raça do cão, eu me candidato agora. Não tenho medo de Maçon e sei bem que a meta de todos eles é a desgraça da Igreja.

    Curtir

  4. Já passou da hora de mandar toda a direção deste jornal embora para a prelazia de Gomorra.
    Acho que vou fazer um post sobre os melhores comentários do Fratres
    kkkkkkkkkk prelazia de gomorra kkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  5. “Se o Papa precisar de um cangaceiro para fazer o trabalho de botar prá correr da Cidade Eterna a raça do cão, eu me candidato agora. Não tenho medo de Maçon e sei bem que a meta de todos eles é a desgraça da Igreja.”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ri litros com essa

    Curtir

  6. Coisa bonita heim???

    O jornal que leva em seu cabeçalho as insígnias papais, falando deste jeito…

    Tá pior que estas revistinhas brasileiras.

    É o fim…

    Curtir

  7. Parece que falta ao “L’osservatore” um puxão de orelhas do Papa. Concordo com o Bruno que a doutrina deste jornal é duvidosa, mas é duvidosa porque possuí uma autonomia misteriosa ou melhor dizendo, este jornal perdeu a vergonha de não ser católico.

    Curtir

  8. Esse pasquim presta um péssimo serviço à Igreja! Deveria ser fechado, seus editores demitidos e criado outro Jornal comandado pelo Papa.

    Curtir

Os comentários estão desativados.