Pe. Michel Rosa é capa de jornal em Franca.

Reproduzimos a matéria capa deste domingo do Jornal Comércio da Franca (créditos: Missa Tridentina em Franca):

Clique para ampliar.

PERSONAGEM
Um padre de época ganha fama e admiradores na pequena Restinga

Autor(a): Marco Felippe Função: Repórter
Foto(s): Oliver Moretto/Comércio da Franca
Data: 05/06/2011

O padre Michel Rosa da Silva tem 31 anos, mas parece saído de uma novela de época. Os motivos são a longa batina preta que usa onde quer que vá na pequena Restinga de 6,5 mil habitantes e as missas rezadas em latim, como nos velhos tempos da Igreja Católica. Semelhante à utilizada por personagens de padres na TV, a batina chama a atenção em todos os lugares.

Mesmo sendo recém-chegado a Restinga (assumiu em fevereiro), ele já ganhou muitos admiradores e está mudando o processo de evangelização católica na cidade. No período da Quaresma, por exemplo, fez os fiéis rezarem o terço nas ruas às 5 horas da manhã.

Goiano de São Luís de Montes Belos, ele entrou para o seminário aos 13 anos, estudou dois anos na capital italiana, Roma, e se ordenou padre em 2005 na capital paulista. Em São Paulo, entre seus primeiros trabalhos como padre, foi responsável pela capela de São Jorge, na sede do Corinthians. E participou de uma cena que constrangeu muitos corintianos: em 2008, durante uma procissão, a imagem do santo caiu. O padre até tentou segurá-la, mas a imagem se partiu em vários pedaços.

O padre Michel foi ordenado com 25 anos e, além da capela de São Jorge, também passou pela igreja do Cristo Rei do Tatuapé e pela paróquia Santa Rosa de Lima no Parque São Lucas, todas na zona leste de São Paulo.

Ele veio para a Diocese de Franca atendendo a convite do bispo Dom Pedro Luiz Stringhini, com quem trabalhou em São Paulo. “Quando Dom Pedro veio para ser bispo em Franca me convidou para ser seu secretário, aceitei e aqui ele me engajou nos trabalhos pastorais.” Antes de assumir a Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Restinga, padre Michel atuou na Paróquia Santa Gianna e na Catedral Nossa Senhora da Conceição. “A paróquia de Restinga foi um presente de Natal. É uma experiência positiva, um novo desafio. Tem sido fácil a adaptação, pois onde tem trabalho não sobra tempo para desânimo.

AS MUDANÇAS
A secretária paroquial Renata Sabatelau diz que a chegada do padre Michel mudou a rotina da igreja e reacendeu o interesse da população pela religião. “Foi uma mudança muito grande. As pessoas estavam acostumadas com as irmãs de Sant’ana. Eram apenas duas missas na semana, agora só não temos missa na segunda-feira. E no domingo, em vez de uma, temos duas celebrações.”

Todo sábado, ainda é realizada às 17 horas a missa tridentina com os ritos em latim, que atrai fiéis de Ribeirão Preto, Mococa e até de Guaxupé (MG). “É uma celebração que tem rito próprio em que somente as leituras e a homília não são feitas em latim. Elas existem na diocese desde a época de Dom Caetano e foi o povo quem pediu.”

Padre Michel é o segundo padre a morar em Restinga, cidade fundada há 47 anos. Anteriormente, a igreja era administrada por freiras. “Recebemos de braços abertos e com muita alegria o padre Michel. É muito bom esse contato diário com um padre que ainda cultiva as raízes boas do catolicismo. Em sua apresentação entregamos a ele a chave da cidade, e ele vem demonstrando merecer esse carinho”, disse o prefeito de Restinga, Donizete Montagnini, o Zetão.

Segundo a dona de casa Renata Cristina dos Reis, o padre cativa pelas palavras e desperta a atenção por ser diferente. “O modo dele se vestir acaba sendo novidade, além disso a homília dele é muita bonita, profunda.”

O novo sacerdote de Restinga também canta e realiza trabalhos manuais na casa paroquial. “Faço o que posso e, por incrível que pareça, já me sinto parte da cidade. Quando saio sinto saudade, pois é aqui que me realizo como pessoa.”

Tags:

24 Responses to “Pe. Michel Rosa é capa de jornal em Franca.”

  1. Que lindo exemplo de Sacerdote… O Amor que sente pela cidade, pelas ovelhas que o Senhor lhe confiou é tremendo, e deve servir de exemplo para aqueles que estão se desligando das missões pastorais.
    Esse Sacerdote me lembra muito meu amado Pai Espiritual, Padre Valdo… É lindo ver um sacerdote se entregar verdadeiramente a Jesus!

    Paz e Bem!

  2. Que lindo mesmo hein! Como eu rezo para vir um padre assim pra minha cidade.

  3. Este Padre me fez lembrar de São João Maria Vianney , não sei porque mas o primeiro santo que me veio a mente foi o Cura dars..

  4. “a chegada do padre Michel mudou a rotina da igreja e reacendeu o interesse da população pela religião”.

    E as toupeiras “cristãs-socialistas” do Dom Total publicaram por lá uma manchete intitulada “A religião presa à tradição não sobreviverá”… Creio que teremos boas notícias vindas dessa cidadezinha. Lá faz calor, mas a fé desse padre de batina negra é mais fervorosa ainda! O único defeito dele é ter sido capelão do Corinthians e não do Palmeiras =P ,,,

    Quanto a ter sido capelão do Corinthians, de fato urge evangelizar o meo desportivo, repleto de escândalos. O fato do dom Paulo Evaristo Arns e padre Marcelo Rossi serem corintianos e exercerem uma espécie de “pastoreio” no Clube parece não adiantar muito nesse sentido…

  5. ERRATA: urge evangelizar o MEIO desportivo…

  6. PARABÉNS AO PADRE E AOS FIÉIS ASSISTIDOS POR ELE.
    QUE NOSSA SENHORA ESTEJA SEMPRE À FRENTE DESSE PROJETO!

  7. QUE BOA NOTÍCIA! MINHAS CONGRATULAÇÕES, PADRE!
    UNIDOS EM ORAÇÃO.
    PE. JOÃO BATISTA COSTA

  8. Parabén Pe. Michel !!!

  9. Prezados, Salve Maria!

    eu já vi novela de época, mas padre de época é a primeira vez

    Jeferson

  10. De fato na Igreja há padres cantores e padres cantores…

  11. Nossa, um padre novinho que conhece latim e reza Missa Tridentina. Meu Deus, podemos ter esperança num futuro melhor para a Igreja no Brasil. E foi ordenado em uma arquidiocese progressista.

  12. Que ótima noticia!

    Fiquem com Deus.

    Flávio.

  13. “Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. ” (S. Mateus XI, 25-26)

    Olha o nome do Padre! Tal qual o das terras do Santo Cura d’Ars.
    Tal qual o intrépido Padre Michel de Thiberville, que maravilha!

    Vede que cidade privilegiada, “pequena” e fervorosa!
    E olha o presente que Deus dá a esse povo para que reanime na fé: “e conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”.
    Que Nossa Senhora e São João Maria Vianney o guardem! Amen. (T. P.) Alleluia! (rsrsrs)

    Padre de época! Que “chique”! Olha aí, quem disse que batina espanta o povo, ao contrário! Olhe! Clero que, mais do que viver em meio ao povo e até como o povo, quer viver como pessoas de baixo escalão é que vão contra a batina… E pensar que eu soube ontem que estão querendo proibir de usá-la em nossa Diocese (apenas aqueles que já cursam Teologia)… Ai ai ai! Quero ver me fazerem deixar de acolitar de batina e sobrepeliz. hehehe

    Está aí um exemplo de sacerdote em solicitude e em caridade e zelo pastoral, coisas que tanto nos faltam hoje. Seria bom que mais jornais, Brasil afora dessem mais importância às máximas autoridades que têm em suas cidades: os sacerdotes, se bem que um sacerdote que, pela sua conduta de acordo com a Igreja e a São Doutrina, mereça tal destaque numa cidade como esse, e, alguns ao longo de nossa Pátria, está meio que difícil, ao menos por hora.

    Bem, Nosso Senhor deixou-nos o Espírito Santo, e Ele mostra que nunca deixou de agir na Igreja.
    Bem, em suma, estou muito feliz.
    Pe. Michel, como o da França e Rosa como a flor que, em meio a tantos espinhos, consegue mostrar sua simples, mas nobre, beleza.

    A verdade atrai, batina mostra que “há um padre na cidade”.

    Ad Majorem Dei Gloriam! Ad Majorem Dei Gloriam! Alleluia! Alleluia!
    Virgo Flos Carmeli, ora pro nobis!

    In Cordis Iesu et Mariae, semper!
    Higor R.

  14. Como diriam uns, mas sem ironia, dá-lhe plena comunhão!!!

  15. Um belo fruto da geração Summorum Pontificum! Que Deus envie mais deles!

    Viva Nosso Senhor Jesus Cristo!
    Viva a Mãe de Deus e Nossa!
    Viva o Papa Bento XVI!

  16. Belo trabalho, Pe. Michel!
    Deus o abençõe, ou melhor, nos abençõe…
    Rezemos um pelo outro
    A Igreja é de Nosso Senhor…Jamais será vencida…
    S. Norberto, rogai por nós!

  17. caríssimos,

    Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Eu assisto as Missas Tridentinas de Restinga e, atualmente, são elas o meu refúgio.

    Participei também da Adoração da Cruz naquela cidade, celebrada de acordo com o rito de Paulo VI.

    Houve trechos em latim.

    As orações universais foram rezadas “ad Orientem”.

    E, fato de todo digo de nota, NÃO HOUVE MINISTROS DA EUCARISTIA! Todos os comungantes (algumas centenas que se apertavam dentro da pequena igreja) receberam a Santa Comunhão das mãos do padre.

    E DE JOELHOS!

    Parece que, ao menos em Restinga/SP, a Reforma da Reforma já começou.

    Abraços.

    PS. Desconfio que a queda da estátua de São Jorge teve alguma coisa a ver com o fato de termos perdido aquela final da Copa do Brasil para o Sport em 2.008…

  18. Ah! Perdoem-me, uma nota: quando digo “apenas aqueles que já cursam Teologia” quis dizer que apenas estes – seminaristas que cursam Teologia – para cima é que poderão usar batina, segundo o que soube.

  19. A reação já começou!!!!!!

  20. Conheci no ano passado o irmão dele, então pároco de Caiapônia, GO, bastante assíduo ao uso do hábito talar.

  21. Nunca vi um Pe. da TL ( teologia da libertação) aquecer a fé de uma comunidade. Felizes os Padres que fazem de seu sacerdocio um espelho vivo da doutrina da Igreja. Conservadora.

  22. Padre Michel um amor de pessoa se vc puder confessar com ele venham porque ele é um padre que muitos cristões admiram muito…
    sou coroinha da Igreja Nossa Senhora Aparecida(em Restinga-sp)
    PADRE MICHEL ADMIRO MUITO O SENHOR QUE DEUS TE DE MUITO TRABALHO AQUI EM RETINGA PARA CONTINUAR SENDO ESSE AMIGO CONSELHEIRO QUE TÚ ÉS.

Trackbacks