Lançamento do novo CD do pe. Fábio de Melo: “Em cima do muro”.

Fonte: Sentir  com a Igreja – nosso agradecimento ao caríssimo amigo Wagner Moura pelo envio.

 

17 Comentários to “Lançamento do novo CD do pe. Fábio de Melo: “Em cima do muro”.”

  1. Faria sentido se ele tivesse uma metade na Igreja…

  2. Desde quando ele está em cima do muro. Ele já escolheu seu lado faz tempo. O lado escuro da Força.

  3. O Pe. Fábio de Melo tenta ser neutro, mas, na verdade, ao deixar de lado, a moral católica, ele já preferiu os aplausos do mundo à verdade que liberta.

    P.S.: O amor ao próximo, a caridade também se estende aos homossexuais (se estende a todos), mas isso não significa que se deve aprovar ou glorificar pecados contra a castidade, ou qualquer tipo de pecado. Deus ama o pecador, mas detesta o pecado.

  4. William e Júlio, viram a fonte?

  5. A falta de cendura a erros por parte da Igreja vai acabar com ela. Este Sacerdote precisa de um corretivo!

  6. *censura

  7. “Dizei sim quando for sim e não quando for não: o que passa disto vem do Maligno”.

    No dizer de um amigo, pe. Melo é um gato de cemitério: vive em cima do muro!

    Porém, as atitudes e posicionamentos em prol do politicamente correto denotam mais ignorância que má-intenção. No clero modernista é difícil saber onde termina uma e começa a outra…

  8. Irmão Pedro: ignorância? Tá, coitado, ele não sabia o que significa a palavra “bendita”… Também, pudera, para quem precisa ir para a academia todo dia, fazer luzes, cuidar das unhas (não é fácil a vida de galã), ufa, deve fazer tempo que ele não reza uma Ave-Maria!!!

  9. O que vocês entendem por misericórdia? E respeito?
    A maioria das pessoas que frequentam este site adoram tomar uma postura “crítica” sobre os mais variados temas e pessoas e caem no mesmo erro que “fingem” ser contra, o julgamento.
    A Igreja, tanto com seu magistério quanto com o riquíssimo depósito dos ensinamentos dos Santos, nos encina a termos respeito e amor pelos sacerdotes. O que vemos aqui é um grupo de pessoas que adoram mostrar que estão a favor da Igreja, que lutam pelo bem da mesma, mas na verdade só engroçam o caldaloso rio dos filhos da Igreja que a ferem e a prejudicam. Ortodoxia doutrinal começa antes de tudo pelo respeito a TODOS que fazem parte da Igreja e pela prundência. Mostrem misericórida e todos da Igreja se santificarão.

  10. Francisco Leão, qual documento da Igreja e do riquíssimo depósito dos santos que há relato de casos como esses:
    http://portantoentretantotodavia.blogspot.com/search/label/Dossi%C3%AA%20F%C3%A1bio%20de%20Melo

  11. E cadê o respeito do dito padre pela igreja Sr. Leão?

  12. Sr. Fancisco Leão:

    “Ortodoxia doutrinal começa antes de tudo pelo respeito a TODOS”

    Nossa… eu achava que ORTODOXIA DOUTRINAL começasse pelo RESPEITO A DEUS, mesmo se para isto fosse necessário desrespeitar a “todos”, humanamente falando.

    Quando o respeito a “todos” implica no DESRESPEITO A DEUS, comete seu fautor um pecado contra o Espírito Santo chamado justamente de RESPEITO HUMANO.

    Respeitar um sacerdote que chama uma lei descaradamente iníqua sancionada por juízes mais iníquos ainda de “Bendita Lei”, e com isso semeando a dúvida e a perplexidade entre suas ovelhas, implica evidentemente no desejo de estar de bem com o humano e desrespeitar o Todo-Poderoso.

    Que tipo de misericórdia poderíamos mostrar diante de tal declaração? Devíamos chamar a lei sodomita de “bendita lei” também?

    A mulher de Ló teve misericórdia de seu povo e olhou emocionada para sua cidade: Sodoma.

  13. Pedro Pelogia

    Quando falo ortodoxia doutrinal subtende-se que já se possui respeito a Deus e a sua Igreja. No meu comentário estava falando a respeito dos que, sendo fiéis à Igreja, devem expressar sua fé de forma misericordiosa e sempre pautada na verdade revelada pelo próprio Jesus. No evangelho encontramos Jesus respeitando a todos, inclusive a pecadora pega em adultério.

  14. Como é que pode gente, Deus do céu!

    Jesus respeitou o pecado da mulher adúltera??? Essa gente rccista acha normal pecar…

  15. <b<O Papa João XXIII, ao inaugurar o Concílio Vaticano II, recusou, e convidou todos os Padres Conciliares a recusar, a postura de ataque e defesa da verdade contra o erro, ao pronunciar as seguintes palavras:

    “Sempre a Igreja se opôs aos erros; muitas vezes até os condenou com a maior severidade. Nos nossos dias, porém, a esposa de Cristo prefere usar mais o remédio da misericórdia que o da severidade.”
    (Comp. Vat. II, p. 8, Introd. Geral, Frei Boaventura Klop, O.F.M., Ed. Vozes, 4.ª ed.).

    http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/117/Profecia-de-Sao-Nilo-430-dC-

  16. São Pedro: ‘É preciso obedecer a Deus antes que aos homens’ (Atos 5,29).

  17. Jesus respeitou a pessoa e mostrou que o pecado era mal. Soube respeitar e mostrar a verdade.