“No respeito destes Divinos Mistérios”.

Secretum Meum Mihi: Ouvido durante a Santa Missa de despedida da Visita pastoral deo Papa Bento XVI a Aquilea e Veneza, 7-8 de maio de 2011:

“No respeito destes Divinos mistérios que estamos celebrando em comunhão com Sua Santidade, o Papa Bento XVI, recolhamo-nos em silêncio orante; portanto, não se aplauda mais, nem sequer durante a homilia, e não se use as bandeiras nem cartazes”.

Tags:

6 Comentários to ““No respeito destes Divinos Mistérios”.”

  1. Finalmente um recado claro nessa matéria. Parabéns, Santo Padre pela coragem.

  2. A que ponto chegamos ao qualificarmos como um ato de coragem de Santo Padre ao pedir aquilo que todos deveriam aprender nas primeiras licões das aulas de catecismo, e nas famílias.

    Dom Antônio de Castro Mayer, não me lembro se em Carta Pastoral ou algum boletim diocesano da década de setenta, já denunciava a dessacralização na liturgia nova quando, sob o pretexto de “inserir” o povo nas cerimônias, utilizavam elementos mundanos na Missa, como: abraços, instrumentos musicais, palmas, vestes, linguajar vulgar nos sermões, etc. Daí, o povo já não faz distinção de onde está, se num templo, numa sala de visitas ou num show.

  3. Esse recado cai bem também pra Canção Nova entre tantos outros grupos carismáticos pentecostais que consideram a Santa Missa uma festa onde se pode aplaudir soltar gritinhos pular dançar … Taí o recado “no respeito desses divinos mistérios recolhamo-nos em silêncio orante”..

  4. Fizeram a mesma coisa na Missa de beatificação do Beato João Paulo II

  5. De quem é a voz que dá esse recado?

    Penso que seria muito mais significativo se fosse o próprio Papa a fazer esses pedidos.

    Rezemos pelo Santo Padre

  6. Quem vai obedecer ?

    Aqui no Brasil acho que ninguém!