Situação atual dos religiosos: tema na reunião do Papa com autoridades vaticanas.

Vaticano, 14 Jun. 11 / 08:01 pm (ACI) Na reunião que o Papa Bento XVI presidiu com as autoridades da Cúria Vaticano na segunda-feira 13 de junho, o tema tratado teria sido a situação atual dos religiosos e os consagrados no mundo.

Embora e boletim de imprensa da Santa Sé somente mencione, brevemente, a reunião, o vaticanista italiano Andrea Tornielli explica que na agenda da mesma esteve “a vida consagrada e o exercício da autoridade em alguns institutos religiosos e organizações eclesiásticas”.

De modo particular, explica Tornielli, trataram-se dois pontos. O primeiro em relação à “distinção entre comunidades religiosas masculinas e femininas: a intenção seria marcar a necessidade de vidas comunitárias separadas, ao contrário do que acontece em algumas comunidades. Ao mesmo tempo, teriam sublinhado a necessidade de distinguir bem a vida religiosa consagrada da vida laical”.

Além disso, prossegue o vaticanista, é possível que tenha se discutido o fato de que os leigos responsáveis por um movimento ou de uma associação não deveriam exercer uma jurisdição sobre sacerdotes ou religiosos.

“Deve haver sempre um sacerdote responsável pelos sacerdotes e os religiosos membros do movimento. Contribuições sobre este ponto foram oferecidas pelo Prefeito da Congregação para os Bispos, Cardeal Marc Ouellet, e do Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko”.

O segundo ponto da reunião teria sido “o exercício da autoridade de parte dos fundadores de ordens religiosas e formas de vida consagrada”.

“Uma relação em particular, preparada pelo Cardeal Secretário de estado, Tarcisio Bertone, tratou o tema da obediência exigida ao fundador, que em alguns casos corre o risco de ligar os membros do instituto a essa pessoa, de modo tal que faz passar a um segundo plano a pertença eclesiástica e a adesão ao magistério da Igreja“.

Tornielli refere neste ponto que “foram citados casos extremos de plágio, e em alguns estranhos mas muito dolorosos casos, os abusos sexuais. Em tempos recentes um problema, bastante conhecido, surgiu com o fundador dos Legionários de Cristo quem tinha imposto por decênios a proibição de criticar a atuação ou a pessoa do superior, obrigando a advertir ao próprio superior, quando um irmão o fazia”.

A última reunião deste tipo realizou-se no dia 12 de novembro de 2010. Naquela ocasião, diz o vaticanista italiano, o Papa consultou as autoridades sobre o Pontifício Conselho para a Nova Evangelização que criou no ano passado. Em geral estas reuniões de coordenação ocorrem duas vezes por ano.

One Comment to “Situação atual dos religiosos: tema na reunião do Papa com autoridades vaticanas.”

  1. Muito bem!
    Tudo isso é necessário fazer!
    Nada de comunidades religiosas mistas (com homens e mulheres habitando juntos).
    Nada de leigo mandando em padres, pois são os padres os pais espirituais, são eles quem devem exercer o poder espiritual dado a eles por Cristo para apascentar as ovelhas (os fíeis).
    Nada de exagerada e fanática veneração pelos fundadores de Institutos Religiosos.