O Bom Pastor protege as suas ovelhas.

Apresentamos abaixo o excelente discurso do padre Michael Rodríguez na Câmara Municipal de El Paso, TX. As palavras claríssimas e ortodoxas do reverendíssimo padre são música para ouvidos católicos cansados de tantas pregações ambíguas, açucaradas e heterodoxas no que diz respeito aos temas morais.

Histórico: Mais ou menos um ano atrás, a Câmara Municipal de El Paso, TX, aprovou uma portaria estendendo benefícios de assistência médica a “parceiros domésticos” de empregados municipais. Vários grupos de El Paso se opuseram publicamente contra essa medida, tanto do ponto de vista moral quanto físico. Os cidadãos participaram em referendum de uma votação sobre o assunto. Nessa eleição especial os eleitores rejeitaram a ação da Câmara Municipal por 55 votos a 45%. [o histórico do combate do padre Rodriguez pode ser visto aqui, aqui, aqui e aqui]

Pouco tempo depois, insatisfeitos com o conservadorismo dos eleitores, os políticos locais resolveram prosseguir com o projeto pró-sodomia.

O texto e o vídeo abaixo mostram a reunião havida na Câmara Municipal, em 14 de junho de 2011, onde os vereadores votariam novamente entre si para acolher ou rejeitar a decisão popular. O corajoso sacerdote, acompanhado de seus paroquianos, fez apenas o que lhe competia como pastor de almas – explicou de maneira claríssima o ensinamento da Igreja sobre os atos homossexuais.

* * *

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Audiência Pública na Câmara Municipal

Benefícios Concedidos a Parceiros do Mesmo Sexo

14 de junho de 2011

A razão pela qual estou aqui é para testemunhar a verdade com caridade para o bem de nossa cidade.  Saibam todos que: A Igreja Católica Romana busca, acima de tudo, a salvação das almas.  Ela ama os seus filhos, independentemente da orientação sexual.  Ela é a grande promotora e defensora da dignidade de cada pessoa, independente da orientação sexual.  Entretanto, saibam todos que: A Igreja Católica Romana é categoricamente contrária a qualquer tentativa de legalizar as uniões do mesmo sexo porque ela ensina infalivelmente, com a autoridade do Filho de Deus, que os atos homossexuais (não as pessoas!) constituem uma grande depravação e são intrinsecamente desordenados e contrários à natureza.  O CCC 2357 afirma que “sob nenhuma circunstância os atos homossexuais podem ser aprovados.”

Alguns membros da Câmara Municipal comentaram que a diocese lhes disse que a Igreja apóia a extensão de benefícios de assistência social a “parceiros” do mesmo sexo.  Este não é o ensinamento da Igreja Católica.  Ouçam um documento de 3 de junho de 2003 da mais alta autoridade em Roma, diretamente sob o Papa, “Todos os católicos são obrigados a se oporem ao reconhecimento legal de uniões homossexuais; os políticos católicos são obrigados a fazê-lo de maneira particular.  Votar a favor do reconhecimento homossexual, algo tão nocivo ao bem comum, é gravemente imoral.”

Devido a tudo que tem transparecido com relação a esse assunto, devido a toda a controvérsia, penso que é incompreensível que haja confusão genuína da parte de alguns, se não todos, os membros da Câmara Municipal com relação ao ensinamento da Igreja

. . . um padre diz algo

. . . agora um outro diz outra coisa diferente

Justo, mas permitam-me esclarecer o assunto – o ensinamento católico não diz respeito a opiniões pessoais nem interpretações pessoais.  Esta manhã, eu arrisco , em público, a minha inteira reputação e credibilidade como sacerdote católico, e garanto a todos aqui presentes que estou transmitindo fielmente o ensinamento da Igreja Católica com relação a esse assunto.  Além disso, se qualquer membro da Câmara Municipal tem dúvidas persistentes sobre esse ensinamento, prometo encontrar-me com ele/ela e seja qual for o padre, bispo ou cardeal estiver falando algo contrário, e o assunto será resolvido.  Uma das belas coisas sobre a nossa Fé Católica é que existe uma autoridade final aqui na Terra que representa Jesus Cristo. . . O Santo Padre, o Papa.  Se necessário, podemos recorrer a ele.

Sobre o assunto de honestidade básica.  Qualquer um que acusar a Igreja Católica de “discriminação contra gays’ ou “negar direitos iguais a gays” está sendo irracional e desonesto na melhor das hipóteses, ou um enganador mal-intencionado, na pior. No interesse da honestidade intelectual, por favor, não comparem a oposição da Igreja ao comportamento pecaminoso a Martin Luther King Jr. e ao movimento de direitos civis em nosso país.  Fanáticos e racistas se opuseram os negros por causa da cor de sua pele – eles não se opunham aos negros por causa de comportamento imoral da parte dos negros.  Não há nenhuma instituição na face da terra que tenha maior preocupação, amor e respeito pelos homossexuais do que a Igreja Católica.  Devido ao seu amor maternal, algumas vezes, acho que ele poderia ser descrito como “amor severo“, ela deve denunciar as ações homossexuais pecaminosas.  Ela busca o verdadeiro bem e felicidade de todos, independente da orientação sexual.  Ela busca, em primeiro lugar, a salvação das almas.

Concluindo, quero instar a todos os membros da Câmara Municipal que estiverem se preparando para votar a favor dos benefícios estendidos a parceiros do mesmo sexo que hoje se abstenham de votar favoravelmente nesse sentido.  Por que?  Porque é bastante óbvio que o ensinamento da Igreja não foi apresentado ainda em todo o seu esplendor, sabedoria e beleza e sem ambigüidade.  Para que todos tomem uma decisão informada sobre esse assunto, mesmo a fim de seguir a sua própria consciência, deve-se levar em conta o ensinamento verdadeiro – sem ambigüidade – da maior autoridade moral na terra.  Por dois mil anos, a cultura e a civilização ocidentais floresceram somente na medida em que foram fiéis aos ensinamentos da Igreja Católica.  Sob que fundamento moral ou código moral qualquer membro da Câmara Municipal ou até mesmo toda uma cidade ou nação, poderia se basear a fim de ir contra a infalibilidade do ensinamento da Igreja?

Obrigado e Deus os abençoe.  Sei que o trabalho de vocês não é fácil.  Por favor, por favor, não ofendam a Deus e não rejeitem a lei moral escrita nos corações de todo ser humano, votando a favor dos benefícios estendidos a parceiros do mesmo sexo.

Sancta Dei Genetrix, ora pro nobis.

* * *

Sobre o tema acima, recomendamos ainda o sermão em inglês “True Catholic Moral Teaching”.

8 Comentários to “O Bom Pastor protege as suas ovelhas.”

  1. Caros, o desrespeito com que vimos os gays hasterem imagens ofensivas à Santa Igreja e aos nossos santos ontem, em São Paulo, é algo que não pode passar apenas com meia dúzia de palavras do arcebispo no Fantástico. Quisera eu ver Rosários tomando conta das ruas, em resposta — tal como o cardeal Burke fizera diante da Planned Parenthood de Houston.

    Cristo, tende piedade desta Terra de Santa Cruz. Nossa Senhora da Conceição Aparecida, a ti clamamos!

  2. Não há quem faça expiação por isso… Não há quem combata com desagravos esses contínuos delitos. Seremos poderosamente castigados em conjunto, pois se de um lado existem esses blasfemadores, de outro estamos nós acovardados, silenciosos… Espero que o Priorado de São Paulo faça um desagravo público. Quem dera que toda cidade onde haja católicos tradicionais no Brasil, houvessem pessoas dispostas a tal coisa!

  3. Interessante que ao final do vídeo, um membro da câmara pergunta ao padre se ele fala em nome do bispo da diocese e o padre responde que não.
    O Novus Ordo só se une na maldade.
    Tal como um general covarde manda seus soldados para uma batalha desigual no campo do inimigo os bispos da nova igreja se escondem e se misturam com o pecado do mundo, chegam até mesmo ao ponto de revelarem a intenção de seus corações através da aparência externa, com uma horrível barba, uma calça jeans, um tênis; contrários ao que foi sempre foi característico e comum na Igreja.
    O valente padre dá a impressão que é o “Último dos Moicanos”, que faz um contra-ataque solitário e extraoficial, sem apoio de seus superiores, fazendo uso somente de sua autoridade de padre. Confia na mais alta instância que dificilmente vai lhe dar ouvidos e que está preocupada com uma agenda de convivas para a grande festança que se aproxima(Assis III).
    Resta o consolo que o mérito do padre já foi registrado no céu assim como a irresponsabilidade de outros.

  4. O Roberto F. Santana está certíssimo,
    Se nós formos ficar somente observando esses ultrajes e não fazer nada Jesus não será bonzinho conosco não, porque se ele é misericordioso ele também é justo , temos a obrigação de no mínimo sairmos nas ruas rezando o terço em reparação a essas ofensas contra ele e sua mãe santíssima e seus santos.

    Não adianta mais esperar de nossos bispos essa atitude porque a grande maioria :

    “acovardou-se e muitos são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não pode ladrar: Andam adormecidos,estao deitados,e amam a ociosidade. Estes cães sao gulosos, nao se pode fartar; E eles sao PASTORES que nada compreedem;Todos eles se torna para o seu caminho, cada um para sua ganancia. (Isaias 56, 10)

  5. O Padre deu exemplo de VERDADEIRO Pastoreio. Mas é importante sempre nos perguntarmos, antes de realizarmos uma critica ao Clero da Igreja: Quem sou eu para questionar um BISPO da Igreja? Serei eu mais digno do que um homem que pode trazer CRISTO NA EUCARISTIA? Difamar um sacerdote, ou expor seus erros é muito fácil, e o inimigo adora isso! Agora orar por eles e calar-se PUBLICAMENTE buscando na intimidade conhecer o “homem” e contar-lhe seus erros que é dificil. Prestem atenção! Somos responsáveis pelas quedas dos Sacerdotes! Se um consagrado cai a comunidade é co-participante dessa queda por falta de oração. Quando difamo, mesmo estando com “razão” não estou ajudando a edificar, ou a corrigir os erros pessoais deste homem de Deus, mas pelo contrario, estou cavando mais fundo uma cova para ele e ajudando a multidão que clama contra a igreja a enterrar de vez neste mesmo abismo…

  6. “Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado” (São Francisco de Sales)

    Pior ainda é evitar a crítica e deixar que multidões se percam por causa de lobos travestidos de pastores.

  7. O que o Ferretti posta aqui não são esses tipos de quedas e fraquezas pessoais ou fofocas ouvidas de terceiros, mas sim acontecimentos PÚBLICOS, testemunhados por várias pessoas, DURANTE muito tempo e REPETIDAMENTE (Veja os escândalos da missa churrasco que seria celebrada pela quarta vez em Viena. Não fora o clamor público motivado justamente pela INFORMAÇÃO, ela continuaria. A mesma coisa com o empréstimo da catedral do sul para uma ordenação anglicana, só para dar alguns exemplos). Veja por acaso o caso de padres escandalosos que por muito tempo dão mal exemplo PUBLICAMENTE e desviam suas ovelhas da verdadeira religião, na maioria das vezes com PLENO CONHECIMENTO DOS BISPOS, você acha que um bom cristão deve se calar e permitir que seus filhos e os filhos de outras pessoas se impregnem do ensinamento errado? Sim, rezar é sempre preciso, mas também nesses casos é preciso algo mais: denunciar, não financiar e até mesmo ir para outra paróquia, se nada adiantar.
    Se essas coisas PÚBLICAS (não quedas e pecados pessoais cometidos pelos padres em seu âmbito privado) – especialmente os ensinamentos errados dados de maneira DURADOURA e REPETIDA não forem DIVULGADAS, as pessoas tenderão a ter suas consciências anestesiadas e acabarão por julgar que não há nada demais.
    A sua indagação “Quem sou eu para questionar um BISPO da Igreja?” parece um pouco ingênua. Não se trata aqui de atacar a hierarquia por gosto, mas denunciar os COMPORTAMENTOS que não estão conforme os ensinamentos da Igreja. Um bispo pode ser uma pessoa maravilhosa, afável, gentil, caridosa e etc. mas ao mesmo tempo induzir seus padres e fiéis a um relativismo progressivo no que tange às falsas religiões, só para citar um exemplo. Então, neste caso expor esses fatos significa um ato de caridade para os católicos que já não sabem mais como devem se posicionar sobre este e tantos outros pontos doutrinais.

  8. Se um consagrado cai a comunidade é co-participante dessa queda por falta de oração, diz skate cristo, Pelo contrário, skate, o consagrado é que está deixando as ovelhas se perderem.