A FSSPX, obra ilegítima?

Por Enemmond – Tradução: Fratres in Unum.com

Para o Padre Lombardi, as ordenações conferidas pela FSSPX seriam ilegítimas. Ele acaba de recordá-lo. A Rádio Vaticano se apressou em retransmitir a mensagem. Somos levados a perguntar o que seria legítimo na Igreja:

– Participar ativamente em ordenações de mulheres na Inglaterra? Sim, isso é legítimo, Dom Nourrichard o fez sem sanção. Continua bispo de Evreux.

– Afirmar que Jesus Cristo não morreu para expiar os pecados dos homens? Sim, é legítimo. Dom Zollitsch o afirmou e continua presidente da conferência dos bispos alemães.

– Participar em missas show-rocks com balões de festa? Sim, é legítimo. O Cardeal Schönborn a “presidiu” e continua arcebispo de Viena.

– Sustentar que o sacerdócio é opcional? Sim, é legítimo. Dom Rouet escreveu um livro promovendo uma Igreja sem padres e acaba de deixar com honra o seu arcebispado em Poitiers para se aposentar.

– Pronunciar a shahada, ato de fé do Islã? Sim, é legítimo. O Cardeal Primaz das Gálias se gabou na catedral de Versailles de pronunciá-la no leito de morte de maometanos.

– Promover o sacerdócio das mulheres? Sim, é legítimo. O Cardeal Patriarca de Lisboa acaba de dizer que não haveria nenhuma razão fundamental para proibi-lo.

– Simplesmente continuar a celebrar a liturgia e a ensinar a doutrina como os Papas sempre celebraram e ensinaram até Pio XII? Não, não é legítimo. A FSSPX é punida por tal ação que, visivelmente, merece reprovação.

Como se quer fazer crer que haja alguma lógica canônica nisso tudo?

* * *

E você, caro leitor, poderia elencar algum ato “legítimo” realizado por seu bispo diocesano?

48 Responses to “A FSSPX, obra ilegítima?”

  1. É isso mesmo. Eu já recordava noutro comentário que a Rádio Vaticano, assim como L’Osservatore Romano, não só se apressa, neste caso, em reafirmar a suposta ilegitimidade das ordenações da FSSPX como também, de vez em quando (quase sempre!), destila seu ódio ao passado da Igreja, jogando seus leitores menos esclarecidos contra Ela:

    Documentos do Arquivo Secreto do Vaticano sobre Portugal revelam «realidade nua e crua da Igreja»
    http://www.radiovaticana.org/por/Articolo.asp?c=501858.

    Tudo para tentar justificar o modernismo doutrinário e de costumes, travestido de “inculturação” e de “renovação”.

  2. Salve Maria,

    Mais um ato “legítimo”: Arcebispo de Belo Horizonte lança projeto de nova catedral feito pelo comunista e escarnecedor Oscar Niemeyer, enquanto um sacerdote que reside na arquidiocese afirma que o reconhecimento civil do “casamento homossexual” é uma grande conquista.

    Que Deus tenha misericórdia de nós.

    Lino

  3. Um erro não justifica o outro. As ordenações da FSSPX são ilegítimas, segundo o direito da Igreja. Isso é um fato, não a opinião do Padre Lombardi.

  4. Sempre tem uns neocon chatos que cospem no prato que comem para vir falar…
    estudem meus caros, estudem e verão o porque, se tu quer ficar com a igreja oficial e “legitima” fique, eu fico com a fé catolica!

  5. Sim!!! Reprovado.!!!

    Graças a Deus, minha liberdade não é regida pela consciência alheia.

    Ser Católico Apostólico Romano. Isto SIM é LEGÍTIMO.

    Com muito júbilo digo novamente: PARABÉNS!!! FSSPX.

    Obrigado, Dom Lefevbre.

    Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Salve Maria!!!

  6. As “ilegítimas” ordenações da FSSPX vem produziindo bons sacerdotes que não deixa a desejar em se tratando de liturgia e respeito para com o Santissimo Sacramento . Agora o que falar da ordenações feitas pelos plena comunhão ?? quanto desgostos ao Santo Padre, quanto desrespeito para com a liturgia , quanta vergonha para a Igreja Católica.. Não vou nem enumerar aqui os frutos de (algumas) ordenações pra não baixar o nível e sujar esse site .

    O ódio desses modernistas contra a FSSPX só tem uma explicação : nasce de satanás que certamente é o que mais odeia a obra de Dom Lefebvre .

    Glória a Deus pela FSSPX !

  7. Aqui em Pernambuco, terra de Dom Vital, encontramos isso:

    http://www.filhosdapaixao.org.br/profanacoes/profanacoes_fotos/profanacoes_fotos_0089.htm

    Vale lembrar que a catedral de Caruaru, muito bela e de estilo sóbrio, foi demolida em idos de 1962 (que coincidência !) para dar lugar a uma “nova catedral” em forma de piramide. Será que essa nova forma surgiu de um acaso fortuito?

  8. Sérgio há vozes, de renomada idoneidade, e que não tem qualquer ligação com a FSSPX que dizem que o ato de D. Lefbvre não foi cismático. Sugiro que você procure se informar sobre o tema. Talvez vc não não se convença, mas a dúvida, certamente, lhe levará a não fazer afirmações assim tão contundentes.

  9. Um erro não justifica outro (2)…
    Por mais que acho sim esses outros erros elencados como muito maiores, não posso dizer que o Pe. Lombardi está errado. O Código é claro…

  10. Sérgio, realmente um erro não justifica o outro. Mas da autoridade da Igreja se espera simplesmente JUSTIÇA. Que tratem a todos com EQUIDADE. Se eles são tão rápidos a condenar a FSSPX (o próprio decreto da excomunhão em 1988 saiu UM DIA após as sagrações), que ajam da mesma maneira com todos os descalabros que ocorrem hoje na Igreja.

    Uma autoridade que é branda com 99% da Igreja e reserva o peso de sua mão a uma ínfima minoria, simplesmente perde a credibilidade e a autoridade moral (apenas a moral, enfatizo…) para dizer qualquer coisa.

  11. Alem disso, Dom Lefebvre na epoca contatou o papa varias vezes pedindo o bispo, porem, eles não permitiam pois para isso teriam de aceitar o concilio vaticano 2 e o novus ordo e bem, entre obediencia e a fé, sempre se escolhe a fé, que é muito mais importante, alem de que, houve a necessidade dos bispos, e por isso foram sagrados, se não meus caros, a coisa taria muito pior hoje em dia!

  12. Eu ja ouvi muito que o Papa Bento XVI enquanto Cardeal Ratzinger afirmou que FORÇARAM A MÃO DELE quanto a excomunhão de Dom Lefebvre … isso deixa evidente que havia politicagem por trás da excomunhão e por isso o Papa Ratzinger levantou as excomunhões pois logicamente eram injustas .

  13. A minha diocese é perfeita, usam a melhor maquiagem que existe no mundo. O dia que estourar a bomba, terá efeito da atômica.

  14. Eu disse e “re-digo”: SEITA DO CONCÍLIO VATICANO II, seita hipovolêmica ferida de morte. Morra seita maldita!!!!! Morra!!!!!! Que os teus representantes, cloacas de impurezas (nas Santas palavras de Nossa Senhora de La Salette), sucumbam junto a esta seita maldita. Assim, poderá brilhar em total esplendor a Verdadeira Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    CNBB: antro de podridão, sepulcro caiado, serpentário de víboras.

  15. Vejo certas afirmações sobre a situação canônica da FSSPX como a deste artigo e outras de autoridades eclesiásticas, incluso o Papa Bento XVI, na perspectiva de um convite para a regularização, não tanto como uma crítica destrutiva. Mas sou consciente que boa parte dos leitores deste espaço discordarão de mim.
    Sou impedido, por meu estado clerical, a falar em meios de comunicação social contra meu bispo, ainda que seja verdade. Mas nunca deixei de comunicar a ele qualquer percepção de situações que me parecessem graves e de correção urgente. Ele pode até não ficar sorrindo, mas muitos invejam a confiança que ele manifesta em relação a mim.

  16. Prefiro ficar com doutrina de sempre do que o silêncio da regularização canônica. Para alguns é preferível a foto de uma famíla desunida, mas que todos estejam sorrindo.

    Em tempo: Este Sérgio Meneses é o mesmo que escrevia para a Monfort.

  17. Um erro não justifica outro (3)…

  18. Legitimo é como alguns bispos tratam os casos conhecidos de Padres que mantem famílias, no plural mesmo, ao mesmo tempo que promovem um destruição da fé católica. Além é claro do caso de acobertamento de casos de pedofilia e homossexualismo que em seminários diocesanos já não é mais exceção, mas regra. Um exemplo claro é o da minha diocese: São Miguel Paulista. Convido ao leitores a fazerem uma visita ao, terrível, seminário diocesano de teologia “Nossa Senhora da Penha”.

    Nossa Senhora da Penha, rogai por nós.

  19. Beijar o Alcorão, receber o sinal de Shiva, adorar Maomé… eis aí um erro que não justifica obediência cega.

  20. Mas nunca deixei de comunicar a ele qualquer percepção de situações que me parecessem graves e de correção urgente. Diante destas palavras o seu bispo tem corrigido os abusos existentes, Pe. Marcelo? Quais?

  21. Posso elencar vários: mas um em particular: meu Arcebispo diocesano – S. E. R. D. Aldo C. P., SSS – apoiando os espíritas, dizendo que “temos de trocar figurinhas com os espíritas (…) nós não temos verdade” (palavras dele, até onde sei), escrevendo prefácios em livros espíritas. A Congregação para os Bispos objetou contra ele, mas terminou por aí… Não preciso nem falar do que ele maldiz seus próprios seminaristas: e depois querem que saiam padres de verdade, homens de verdade de dentro dos seminários: com um Bispo assim… HAHA!
    Só para confirmar: http://www.arquidiocesepb.org.br/index.php?arqui=pages/noticia&cod_noticia=133

    Quanto à obra da FSSPX: “ilegitima” (Canonicamente, via 1983…), pode até ser…
    Mas é mais do que válida!
    É preferível ser válido do que cair no farisaísmo a que muitos se submetem… Deixam de defender a Fé e o Papado, sem falar da Tradição, para estar em “conformidade” com a Ecclesia Dei ou com o Bispo Diocesano…. Será que o Bispo está em comunhão com Roma Eterna…?
    Sua Santidade pode não ser tão claro na maneira como fala e age, todavia… Será que ele está “de acordo” com essa posição de afirmar ser “ilegítimo” o trabalho da FSSPX!?
    Acho que não!

  22. Bruno,
    Ordenações feitas sem mandato pontifício são ilegítimas. Ponto final. Não há o que discutir; é ato cismático sim. Não interessa o que pessoas de “renomada idoniedade”?? achem ou digam sobre isso, pois o direito canônico não é cadápio a la carte que vc escolhe em que casos serve ou não. Lefbvre, Milingo, a Igreja patriótica, todos praticaram atos ismáticos e sofreram a excomunhão por isso. O problemas dos lefebvristas é que eles acham que eles “guardam a fé e que o Lefbvre fez isso poruqe, vejam só, era o último guardião da ortodoxia da Igreja… triste.
    Aurélio Novaes: a Igreja SEMPRE tratou com excomunhão casos de sagração sem mandato pontifício, pois isso fere de morte a comunhão eclesial com o sucessor de Pedro (condição sine qua non par pertencer à Igreja Católica). Concordo com vc que muitos descalabros ocorrem sem que se faça algo, ou quando faz é numa letargia de dar pena, mas em casos como esse, a FSSPX foi tratado como foram todos os outros: excomunhão. Nisso eles não podem reclamar de falta de isonomia. Essa semana mesmo um bispo chinês ordenado sem a autorização do papa foi excomungado.
    Deivid: conversão do papa????? Sério isso??? No dia em que o papa não for mais a rocha sobre a qual Cristo edificou sua Igreja, tenha certeza que não haverá mais Igreja Católica, porque nunca, repito, nunca chegará o dia em que o papa precisará se converter a alguma coisa, pois ele confirma os irmãos na fé, e ninguém mais na Terra tem essa função. O Sucessor de Pedro é o que é por vontade do próprio Jesus Cristo.

  23. A grande revolta dos adoradores do Super Concílio Vaticano II é que o circo pegou fogo e a FSSPX ficou de fora.
    Ela não aceitou essa aventura liturgica que se tornou uma tragédia nem o ecumenismo qe nunca converteu ninguém e nem essa nova teologia .
    Agora querem fazer de tudo para a Fraternidade entrar no circo também.. Mas a verdade é foram eles que se afastaram da tradição . A Fraternidade sempre se manteve fiel à Santa Igreja Católica. Graças a Deus senão as coisas estariam BEM PIORES que agora !

  24. É LEGÍTIMO em JUIZ DE FORA a campanha do agasalho de 2011 organizada e patrocinada pela arquidiocese e pelo LIONS CLUBE.

  25. Ouvir o padre Lombardi dizer que somos ilegítimos deveria nos fazer rejubilar, ao invés de causar aborrecimento.
    Eu gostaria que toda a plena comunhão do mundo me tratasse como ilegítimo, porque para mim é uma grande consolação não compartilhar da neo-crença deles!
    Se fossem grandes homens, homens CA-TÓ-LI-COS em absoluto, então seria realmente uma pena que fossemos repudiados. Mas apesar de seus cargos, não passam de pobres-diabos. Uma ave-Maria por eles, e uma para que jamais possamos nos converter ao modo de vida deles para sermos tidos como legítimos.

  26. Avante povo nesta peleja, a Santa Igreja triunfará! Com alegria a Virgem Maria triunfará! De cruz na mão, a Religião triunfará! Esse belo e piedoso canto sempre me recorda o que eu ouví de um padre ligado a FSSPX: “Não importa se nós somos a minoria, devemos permanecer fiéis, pois quando N. Sr. foi crucificado uma enorme multidão gritava: – Crucifica-o e uma ínfima parcela (Maria Ssma., Sta. Maria Madalena, S. João e algumas piedosas mulheres sofriam e tinham suas vozes abafadas, porém quem venceu no fim?

  27. É verdade Bruno Luís Santana. Há muito tempo que eu já penso isso:

    Quando um sacerdote em “Plena Comunhão” como o Pe. Lombardi (99% dso sacerdotes de hoje!) ou um leigo adorador do Concílio Vaticano II me dizem que eu estou fora da Igreja Católica por apoiar a FSSPX, cada vez mais tenho certeza que estou no caminho certo.

  28. Ah pois é, Bruno Santana… No dia em que essa gente cuja fé ficou louca nos elogiar, aí sim podemos começar a ficar preocupados.

  29. A supressão canônica da Fraternidade São Pio X pelo bispo de Sion na Suiça é que foi ao arrepio da lei,à maneira dos procedimentos de Stalin quando invadiu as repúblicas bálticas.
    ATÉ HOJE NÃO ENTENDI COMO A FRATERNIDADE NÃO PEDIU A ROMA QUE REPARASSE TAMANHA INJUSTIÇA, MAS SE LIMITOU A PEDIR O LEVANTAMENTO DAS EXCOMUNHÕES.
    ORA, TUDO COMEÇOU EM 1975 COM A VIOLENTA SUPRESSÃO DA FRATERNIDADE. O BISPO NÃO TINHA A FACULDADE CANÔNICA DE SUPRIMI-LA. E O PIOR O SUPREMO TRIBUNAL DA SIGNATURA APOSTÓLICA SE CURVOU DIANTE DA PREPOTÊNCIA DO CARDEAL VILLOT!
    QUE VALEM ESSES TRIBUNAIS ECLESIÁSTICOS? SÓ TOMAM DINHEIRO DOS TROUXAS QUE QUEREM O DIVÓRCIO CATÓLICO!

  30. Angelo Antônio,

    O Papa Honório I (+638), depois de morto,foi condenado como traidor da Igreja por um outro Papa, São Leão II (+683):

    “Anatematizamos Honório, que não ilustrou esta Igreja Apostólica com a doutrina da Tradição Apostólica, mas permitiu, por uma sacrílega traição, fosse maculada a Fé imaculada (…) e não extinguiu, como convinha à sua autoridade apostólica, a chama insipiente da heresia, mas a fomentou por sua negligência” (Denz. Sch. 563).

    Pois então: Honório precisava ou não de conversão? Ninguém aqui disse que o papa NÃO É a rocha posta por Cristo para edificar a Igreja. Mas ele, por vontade própria, pode NÃO SER.
    Por acaso João Paulo II quis confirmar na fé católica, quis edificar, fortalecer (os católicos) quando beijou o Alcorão? Se você acha que sim, vá lá e beije-o também, afinal de contas O PAPA fez isso.

    A própria Ladainha de Todos os Santos tem o seguinte trecho:“Que Vos digneis conservar na Santa Religião o Sumo Pontífice e todas as Ordens da Hierarquia Eclesiástica, nós Vos rogamos, ouvi-nos, Senhor!”
    Logo é possível que o Papa venha a se afastar da Santa Religião.

    E se ele se afasta, é estranho rezar para que ele se converta?

    Quando D. Lefevbre foi excomungado, até na Gregoriana surgiu um doutorado comprovando como os efeitos das excomunhões e todas as censuras extensivas à FSSPX eram nulas por princípio. Foi o padre Blet quem foi aprovado em sua tese de doutoramento com esse estudo.

    Vocês que defendem obediência cega às autoridades religiosas, teriam ficado do lado de Aarão quando ele comandou a adoração ao bezerro de ouro (cf. Ex XXXII, 1-6), ou do lado de Caifás e dos príncipes dos sacerdotes que condenaram Jesus à morte (cf. Mt XXVII, 20), afinal, eles detinham o direito canônico na ocasião, e vocês usam o mesmo direito como um fetiche, como um amuleto.Arre, parecem que têm um processador na cabeça, ao invés de cérebro.Agem por programação, ao invés de usar o bom-senso!!!

    • Bruno, padre Blet foi um amigo de JPII que disse que estaríamos livres para acolher o que julgassemos pertinente, dada o caráter Pastoral do Concílio. O padre da tese de doutorado a que você se refere é o Padre Gerald Murray, da arquidiocese de Nova Iorque.

  31. Aqui, no Recife, tem um sacerdote em plena comunhão que alugou o pátio da entrada da Paróquia para uma seguradora de automóveis avariados (batidos, capotadas etc.. etc) .O pátio ficou lindo……mais parecendo com pátio do DETRAN e da Delegacia de furtos de veículos. Depois eu conto mais.

  32. Bom, doidice por doidice, tem uma Igreja aqui em Meia Praia (Itapema/SC), toda triangular e muito feia, construída sobre um pavilhão onde grande parte do ano acontecem feirões da cama, mesa e banho. A impressão é a de que construíram o templo, mas para aproveitar o terreno e fazer renda, fizeram no térreo um salão comercial. Não bastasse a coisa em si, tem também a propaganda super ostensiva na frente da Igreja, parecida com aqueles dísticos das lojas de departamentos que avisam a localização dos produtos em suas galerias, só que isto na fachada da Igreja…
    Quando passo na frente não posso deixar de pensar na comparação com os vendilhões do templo. O pior é que eu cresci fazendo o Sinal da Cruz ao passar defronte às Igrejas, (minha mãe nos cobrava: Meninas, fizeram o “Nome do Pai”?) Mas na frente destas aberrações não dá, viu…

  33. O problema é que o que a FSSPX tem feito (pelo menos, pelo menos, desde a morte de seu Fundador — na verdade, bem antes disso) não é “simplesmente continuar a celebrar a liturgia e a ensinar a doutrina como os Papas sempre celebraram e ensinaram até Pio XII”.

    E, Bruno (o Bruno de antes): fontes há de montão. A questão são os fatos. E o fato é que a FSSPX ordinariamente ignora a jurisdição da Igreja. Talvez o fato isolado da sagração não tenha criado um cisma, mas por mais de 20 anos construir capelas sem nunca pedir autorização do Ordinário do lugar, administrar os Sacramentos sem legitimidade (Missas ilícitas, confissões inválidas… nem autorização para PREGAR eles têm; aliás canonicamente o Pe. Calderón sequer é TEÓLOGO…), constituir tribunais para julgar assuntos reservados à Santa Sé… isso por tanto tempo… Se não é um cisma material isso, é o que?

    A FSSPX tem coisas muito boas! Mas não adianta ter essas coisas muito boas se não tiver o principal, que é estar com a Igreja (aquela que tem sede em Roma, que é a Igreja católica… a qual alguns chamam “Igreja oficial”, ou “Igreja Conciliar”, ou eufemisticamente “Roma” ou “Vaticano”, só mostrando assim o quanto estão imbuídos de mentalidade cismática) e com o Papa.

  34. Nessa situação só nos resta o essencial. Entregar a Santa Igreja ao Dono e rezar todos os dias pelo clero. Modernista e apostata e o tradicionalista também. Pedindo que os primeiros saiam da apostasia e que os segundos não se deixem levar pela soberba e caiam no cisma e mesmo na heresia. Jesus pode parecer dormindo na barca de Pedro mas ele não a deixou. Temos que manter nossa fé nisto. A Igreja é Católica e o papa é papa. Deixemos que o Espírito Santo purifique a Igreja a seu tempo e façamos a nossa parte sem soberba e com fidelidade. E acima de tudo com a verdade, mas na caridade.

  35. Engraçado que meu comentário não apareceu, mas a réplica a ele sim rsrs…
    Então “Bruno Santana” (ou GM Ferretti?) em que momento defendo obediência cega às autoridades religiosas? Defendo estreita obediência ao papa, o que é bem diferente. O papa não é um bispo qualquer, um bom católico sabe disso. Por acaso Caifás e Aarão receberam de nosso Senhor as chaves do reino, para ligar e desligar?? Creio que não… portanto não ficaria ao lado de nenhum deles. Aliás comparar “sacerdotes” do Antigo Testamento com os Sacerdotes de Cristo é muita forçação de barra, depois eu que tenho um processador no cérebro. Vc não pode pegar um trecho da ladainha, e distorcer seu significado. O papa nunca errará em matéria de fé e de doutrina, porque é infalível. Jesus disse: “…eu roguei por ti para que tua fé não desfaleça; e tu, uma vez convertido, confirma teus irmãos”. Você sinceramente acha que a sua oração para a conversão do papa vale mais do que a que o próprio Senhor fez para que Pedro (e obviamente seus sucessores) permanecessem firmes na fé??? Poderoso vc hein…
    Desde quando tese de doutorado virou doutrina da Igreja agora? Tese (e não sei se vc sabe teses são feitas para serem discutidas e questionadas, pelo menos quando fiz a minha foi assim) não tem valor magisterial. Quer dizer que um padre de NY faz uma tesezinha dizendo que as excomunhões não são válidas e pronto, anulou o CDC? Poxa, quanta autoridade ele tem!!
    Quanto a Honório I, há uma grande controvérsia histórica, que vc deturpa para fazer valer seu ponto de vista, de maneira desleal. Esse papa buscou a integração dos monotelistas na Igreja – heresia que negava a vontade de Cristo – a qual ele pode não ter combatido, mas em nenhum momento ele fez apologia dessa heresia, nem nunca a ensinou (por acaso em algum momento algum papa proclamou essa heresia como verdade de fé? Não!!). Essa questão gerou controvérsia durante o Concílio Vaticano I, mas não impediu a proclamação do Dogma da Infalibilidade Papal. Agora vcs vão negar esse Concilio também?? O beato Pio IX também é modernista na concepção de vcs? Deixo as palavras do beato Cardeal Newman defendendo a infalibilidade: “é como uma medida adotada pela misericórdia do Criador para preservar a verdadeira religião no mundo e para refrear aquela liberdade de pensamento que, evidentemente, em si mesma, é um dos nossos maiores dons naturais, mas que urge salvar dos seus próprios excessos suicidas.” (Apologia pro vita sua. Editorial Verbo. 1974, pág. 276).
    É essa liberdade de pensamento que faz com que esses pseudo-católicos se aferrem ao rito tridentino de maneira fetichista (pra usar suas palavras) achando que a Igreja Católica surgiu quando esse rito surgiu; mas a Igreja tem 2000 anos, e esse rito não cobre nem um quarto do tempo da Igreja. Quem se apega a amuletos não sou eu meu caro….
    Quanto ao beijo no alcorão, vc acha que isso faz algum católico duvidar da verdadeira fé e do evangelho? Se faz é porque nunca teve fé de verdade meu filho. JPII fez isso como um gesto de respeito pelo livro sagrado do Islã, mas ele sabia que podia fazer isso porque ele possuía a plenitude da verdade, que só a Igreja Católica tem. Quem sabe que está num plano superior, pode lançar gestos de paterna benevolência para com aqueles que ainda estão nas trevas meu amigo. É assim que deve ser visto por exemplo, o encontro de Assis, o beijo do alcorão. Agora querer questionar o magistério papal, e lançar dúvidas sobre a fé do papa por causa de gestos tão sem importância é ter uma fé muito, mas muito rasa e estreita. Sugiro que vc estude a fé católica um pouco mais. Comece pelo básico: o Catecismo da Igreja Católica.
    In Cor Iesu et Maria,
    Angelo Antonio

    • Sr. Angelo, se quiser que seus comentários sejam publicamos, baixe o tom e deixe os deboches e ataques aos outros comentaristas de lado. Se continuar como está, nem perca seu tempo redigindo os comentários.

  36. Sr. Angelo Antonio,

    O Sr. justificar o beijo de JPII no alcorão, a benção de Sheva e o encontro de Assis, usando do argumento que:

    “ele sabia que podia fazer isso porque ele possuía a plenitude da verdade, que só a Igreja Católica tem”,

    É de uma manobra que nem o saudoso Ayrton Senna foi capaz de fazer em Mônaco…

    Veja o Sr. que Cristo, que é Deus, nunca usou dessa sua prerrogativa de cometer “uma mal exemplo” por paternidade ou benovolência, justamente por saber que um mal ATO provoca nas testemunhas um efeito extremamante nocivo para a alma.

    Se o sr. atentar, verá que Nosso Senhor fez justamente o oposto daquilo que o sr diz, pois estando na CASA de fariseus os amaldiçoou sem dó nem piedade, atestando que de diplomacia e conchavo sua nota era zero!
    Sr. Angelo, o que preciso ser entendido aqui é que JPII gozava da infabilidade papal dada por Cristo, e nisto concordamos.
    Agora querer justificar todos os erros cometido por esse saudoso Papa é dar a ele o atributo absurdo da impecabilidade…
    Nisto, o sr. divaga só.
    Abraços.
    Olegario.

  37. Um gesto deste(Beijar um livro não sagrada, o Alcorão) foi muito mais grave do que o de São Pedro fingindo ser do grupo dos judaizante.. E São Paulo para o bem da Igreja o enfrentou na Cara. Claro que nós não chegamos nem perto do apóstolo Paulo. Mas um bispo pode sim alertar o papa para uma ação indevida, afinal ele não é impecável. É infalível em materia de fé. Beijar o livro que coloca Jesus abaixo de Maomé e nega a sua divindade é mesma coisa que dizer tanto faz ser católico como muçulmano, o importante amar a Deus na sua religião. E isto é negar o fundamento único que é Cristo Jesus (1Cor 3,10). Porem para nossa tranqüilidade o Papa João Paulo II nunca declarou que devemos beijar o Alcorão e nem declarou que ele é sagrado. Mas que foi um gesto indevido foi e ainda mais, um testemunho indevido para os que não tem firmeza na fé em Cristo e defendem com unhas e dentes este ecumenismo eclético que mistura tudo.

  38. Por essa e outras que espero que D. Fellay e os lideres da FSSPX, regularizem a sua situação
    com a Igreja.

    Para o bem da Igreja e da própria FSSPX.

  39. Obrigado, Ferreti. Falei o milagre, e errei o nome dos santos…
    Ângelo Antônio, seu comentário desapareceu, de forma que agora não me recordo do que foi exatamente escrito para replicar.
    Mas ao menos posso pôr novamente nos trilhos o exemplo que coloquei de Arão e Caifás, porque seu palavreado todo para dizer que eles são Antigo Testamento, que não receberam o poder das chaves e etc. fogem completamente do motivo pelo qual os citei.
    Eu citei o que fez Arão e Caifás para ilustrar que eles eram o EQUIVALENTE ao que são hoje o papa, a hierarquia e os sacerdotes , com suas devidas proporções.
    E obedecer aos superiores é sempre um dever. Mas benditos os que desobedeceram Arão, quando passaram a fio de espada os hebreus que se prostituíram à hierarquia; benditos os reacionários que, amiúde as solenes condenações de Caifás e do Sinédrio, optaram pelo bom senso, ao invés de endurecerem o coração sob pretexto de que estavam sendo obedientes às autoridades!
    Em suma: ninguém aqui comparou sacerdotes do antigo e do novo testamento: a questão que coloquei gira em torno da obediência, e não do grau de autoridade.
    Gostaria de saber também qual o significado que se pode dar para o que diz esse trecho da Ladainha, que segundo você, eu distorci:
    “Que Vos digneis conservar na Santa Religião o Sumo Pontífice e todas as Ordens da Hierarquia Eclesiástica, nós Vos rogamos, ouví-nos, Senhor!”
    Eu digo que a Ladainha pede para conservar na religião o papa e os hierarcas, para que os mesmos se mantenham sempre em sua observância. E isso significa que é possível que eles se afastem por própria culpa.
    Mas se você entende de outra forma, se entende que “conservar” significa colocar num frasco fechado, condimentar, ou sabe-se lá o que, então, fique a vontade para nos ilustrar com o que seria o verdadeiro significado desse trecho da ladainha.
    “O papa NUNCA ERRARÁ em matéria de fé e doutrina porque é infalível” – palavras suas.
    Ah é?
    Pois saiba que ERRA SIM. Se ele não repete o ensino constante, ou se ele explicitamente não ensina como Vigário de Cristo, mas como teólogo pessoal, está totalmente passível de erro, como qualquer pessoa.
    O que mencionei sobre a tese de doutorado foi para ilustrar que até mesmo entre os que estão “dentro do direito canônico” há controvérsias. E uma tese de doutorado não tem o peso de um ato de magistério, mas vale muito mais por seu embasamento (e ao que consta, ele foi aprovado) do que a maioria dos pitacos que esvoaçam de todos os lados, e em todas as direções.
    E colocando mais um pingo nos “Is”: o caso de Honório não está deturpado coisíssima nenhuma: o pontífice, muito conciliador em trazer os heréticos para o seio da Igreja, sem exigir deles que abandonassem o monotelismo, no frigir dos ovos, foi muito enérgico sim… Em, adiante, excomungar exatamente… Santo Atanásio!
    Mas tenho que concordar com você que o exemplo de Honório não é absolutamente bom. Honório PAPA DA IGREJA, Sucessor de Pedro, Vigário de Cristo, foi excomungado por MUITO MENOS: por sua omissão, por sua inércia.
    E Honório não fez nem 10% do que fez Paulo VI e João Paulo II, ambos papas, ambos legítimos, ambos Vigários de Cristo, e ambos capazes de ensinar de forma infalível…
    Quanto ao mais, o Concílio Vaticano I, Pio IX, cardeal Newman, por favor, não me envolva em sua confusão. Não consta que ninguém aqui tenha um conceito próprio a respeito do dogma da Infalibilidade Papal. E o Concílio Vaticano I foi um concílio dogmático, que todos aqui (assim espero) acatam com muita alegria e sem mal-entendidos.
    Dispensa maiores comentários o “apego” que você tenta nos associar ao rito tridentino, antes de tudo porque o rito só foi chamado tridentino por ter sido APERFEIÇADO nos tempos do concílio de Trento, mas ao contrário do laboratório bugniniano, já existia essencialmente NO MÍNIMO desde os tempos do papa Gregório (590-604). E todos sabem muito bem que a questão da Missa Tradicional não é apenas a Missa, mas trata-se do embate entre a religião do Deus que se fez homem contra a religião do homem que se fez Deus, parafraseando Paulo VI.
    Seu comentário final sobre o beijo do Alcorão dado por João Paulo II é argumentado de forma tão desgraçada, que acabou depondo contra você mesmo. Você praticamente pede para apanhar. Mas não serei eu quem fará isso. A maior parte dos leitores aqui pode desmontar isso facilmente.
    Não questiono o magistério papal, porque ultimamente tem sido muito difícil para mim localizar onde está esse magistério. Acaso os papas têm se expressado magistralmente? Quando foi a última vez? Creio que a dificuldade está exatamente na FALTA de Magistério Tradicional da parte deles…
    Enfim, longe de me convencer, agora estou ainda mais persuadido de que acertei no ponto, porque realmente o que se vê é uma distorção crônica do que se entende por obediência.
    Não vejo necessidade para repetir o que já disse no comentário anterior. Passar bem

  40. ERRATA:

    Onde escrevi “E obedecer aos superiores é sempre um dever. Mas benditos os que desobedeceram Arão, quando passaram a fio de espada os hebreus que se prostituíram à IDOLATRIA (não “hierarquia”).

  41. Legítimo é o PROJETO DA CATEDRAL CRISTO REI,patrocinado pelos católicos mineiros através da “Campanha Faço Parte” kkkkkkkk

  42. Osires,
    Sua solicitação, aparentada com a solicitação ao final do artigo, dado o teor do can. 1373, não só para os clérigos, mas para mim que sou clérigo com razão maior, no mínimo não seria prudente. Penso que a mesma coragem para comentar o erro de outrem deveria ser antecedida da acusação pública dos próprios pecados; evidente que tenho que melhorar muito em relação a mim mesmo no que estou sugerindo. Quero meus colegas clérigos convertidos e não difamados. Dizendo o que meu bispo corrige posso expor pessoas que pecam por fraqueza, ignorância, inadvertência, paixão, mas querem sempre poder conhecer e fazer o melhor. E posso colocar o obstáculo da vergonha para a conversão de quem faça o que é errado por maldade, mas mesmo assim pode arrepender-se. Evidentemente meu bispo corrige abusos, como todo bispo faz, mesmo os que incidem em abusos. Não todos, pois vários limites se lhe impõem, como para todos os bispos. Um dos limites é que deve entregar a Diocese em breve. É o primeiro bispo e entregará bem melhor do que quando recebeu. Peço suas orações para que minha diocese tenha um bom bispo, que a Divina Providência concederá, ao qual quero obedecer, como prometi no diaconado, olhando nos olhos de meu bispo. Reze também pela minha conversão, que anda a passos muito lentos, de modo que percebo que os clérigos com pior fama pública ou são mais santos (ou menos pecadores) do que eu ou têm mais chances de chegar ao céu do que eu.
    A FSSPX, por sua vez, não precisa ser comparada para que seus bons frutos sejam reconhecidos. Aguardo uma maior integração da mesma com uma solução canônica para fomentar a conversão de muitos clérigos, como eu mesmo! Que Deus o inspire sempre no amor à Igreja, que deve ser pura para Nosso Senhor. Grato pela paciente atenção. “Laudetur Iesus Christus”.

  43. E um casamento onde o tapete da nave era feito de areia (talvez algumas toneladas) que iam da porta da Igreja até o altar, para que a noiva pudesse entrar a caráter de “havaiana” como se estivesse numa praia. A do shrek perdeu feio.

Trackbacks