Agrava-se a crise: Padre próximo ao Papa pede renúncia em massa de bispos Irlandeses.

Catholic Herald – Tradução: Fratres in Unum.com | Um teólogo, antigo aluno do Papa Bento XVI, pediu que todos os bispos irlandeses nomeados antes de 2003 renunciassem.

Pe. Vincent Twomey, professor emérito de teologia moral do seminário Maynooth, disse que a Igreja da Irlanda esteve “sem qualquer liderança efetiva pelos últimos 15 anos”.

Reunião de Bento XVI com os bispos da Irlanda em 2010. Foto: CNS/L' Osservatore Romano via Reuters.

Reunião de Bento XVI com os bispos da Irlanda em 2010. Foto: CNS/L' Osservatore Romano via Reuters.

Ele afirmou que todos os bispos nomeados antes do Arcebispo Diarmuid Martin, de Dublin, em 2003, deveriam renunciar mesmo havendo muitos bons bispos entre eles. “Precisamos de nova liderança”, disse.

Pe. Twomey contou à rádio RTE que ficou “incandescente de raiva” após ler o relatório Cloyne. Disse que a conduta do Bispo John Magee e de outros oficiais era “incompreensível”, descrevando-a como “incompetência, inércia e mentiras”.

“Entendo o ultraje. As pessoas mais preocupadas com isso são as que permaneceram fiéis à Igreja. Eles ficaram desapontados, para falar moderadamente”, disse.

O relatório registrou divergências cabais entre os bispos sobre a renúncia de Dom Magee em 2009.

Em um encontro de emergência da conferência de bispos irlandesa, o Arcebispo Martin [de Dublin] defendeu a renúncia do Bispo Magee, enquanto o Cardeal Seán Brady [primaz da Irlanda] insistia em sua permanência.

* * *

Primeiro-ministro exige explicações. Segundo Catholic Herald, o primeiro-ministro irlandês, Eamon Gilmore, se reuniu ontem com o Núncio Apostólico, Dom Giuseppe Leanza, e exigiu que o Vaticano desse uma resposta formal ao relatório Cloyne. A reunião ocorreu apenas um dia após a comissão judicial acusar o Vaticano de ser “absolutamente inútil” na busca dos bispos irlandeses por implementar firmes políticas contra abusos. Milhares de pessoas pedem, via Facebook, a expulsão do núncio apostólico do país.

Tags:

13 Comentários to “Agrava-se a crise: Padre próximo ao Papa pede renúncia em massa de bispos Irlandeses.”

  1. Nos “áureos” tempos de JPII era tudo abafado e só vieram a estourar bem no “colo” de Bendo XVI. O pontífice está numa “enrascada” sem fim. Rezemos pelo PAPA.

  2. A crise se agrava. As medidas toamadas por Bento XVI, buscando remediar, parecem inócuas …Só a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Nossa Senhora, como ela pediu, trará a solução …
    Enquanto isso, assistimos angustiados, um episcopado modernista que se nega a mudar, e de outra parte um epicopado calado e acuado, que sega a latir. Como disse o profeta, minhas testemunhas são cães mudos …

  3. Pobre Papa Bento XVI! É como você diz Osieres, a bomba estourou nas mãos de Bento XVI! Que DEUS o livre de seus inimigos!

    Quanto ao Papa João Paulo II, gostaria de entender como coisas tão graves passaram desapercebidas debaixo de seu nariz. Não estou querendo dizer que ele foi culpado, apenas gostaria de entender o que aconteceu.

  4. “Milhares de pessoas pedem via Facebook a expulsão do núncio apostólico do país” – bem se vê a qualidade dos católicos habitantes da “Ilha dos Santos” e da ex-Terra de Santa Cruz. Por aqui um milhar de pessoas não sabe o que é um “núncio apostólico” e, aborrecidos com A IGREJA CATÓLICA, não com o clero, vão encontrar “jezuis” na esquina filiando-se à seitas de nomes quilométricos.

    Por menos digna de fé que seja a mídia brasileira, é justamente a imprensa láica quem apresenta notícias eclesiásticas que são sonegadas pela mídia “católica” oficial, fidelíssima em seus votos de obediência a uma Hierarquia corrompida e veladamente cismática. Até um Estadão ou Folha fizeram notar o “silêncio constrangedor” dos bispos brasileiros diante das blasfêmias na última Parada Gay, mas os veículos evangelizadores da massa, em seu fleumático jornalismo (destaque para o JCTV da Redevida e o CN Notícias), só fazem anunciar eventos e piqueniques, reforçando a crença dos céticos de que Religião é assunto para senhoras aposentadas. O JCTV fala dos mutirões das CEBs e dioceses, o CN Notícias noticía os acampamentões da empresa de Heto e Luzia. A mídia láica martela sistemáticamente em cima da pedofilia mas, de vez em quando, faz notar as irregularidades que passam despercebidas às vovós que só assitem aos canais “católicos”.

  5. a situação se agrava cada vez mais: ou Santo Padre toma as atitudes necessárias ou o catolicismo tende a ser ínfimo no mundo.

  6. Osires, o Papa Bento XVI no ínicio do seu pontificado já poderia ter começado uma caça nesses imorais, não é?!

    Preferiu e prefere seguir o “Espírito do Concílio Vaticano II, taí!

    Não tem mais opção. Ou seja:

    Ou se condena esse Concílio infernal, ou pagará caro por isso!

  7. Se a moda pega e resolvem ver o que acontecia no Brasil (ou ainda acontece) ……..

  8. E qual a razão de tudo isso, para quem não está acompanhando o caso fica difícil entender a situação apenas por este artigo.

  9. Enquanto isso, assistimos angustiados, um episcopado modernista que se nega a mudar, e de outra parte um epicopado calado e acuado, que sega a latir. Como disse o profeta, minhas testemunhas são cães mudos … (2)

  10. E agora Santo Súbito?

  11. Com essas atitudes os ditos progressistas estão autodemolindo a Igreja. Não este o objetivo deles ?

  12. Completanto o meu comentario que acrescentar que os Templarios foram vitimas de um golpe semelhante
    (cf. Os templarios, Regine Pernoud, EuropaAmerica – Portugal)