A resposta da Secretaria de Estado sobre o pedido de um Ano Mariano.

Diz o leitor Franklin Alves, a quem agradecemos a gentileza de nos comunicar a resposta da Santa Sé:

Ontem recebi uma carta do Santo Padre, que era resposta de uma que eu mandei para ele,  entre outras coisas na carta pedi a Ele, que fosse instituído o ano mariano por conta dos 300 anos do Tratado da Verdadeira Devoção à Santa Maria, de São Luís de Monfort, nas últimas linhas se fala claramente que este pedido deve partir das autoridades eclesiais, que entendo sejam os bispos, logo se não pedimos aos bispos que eles escrevam de nada servirá nossos pedidos!

Tags:

11 Comentários to “A resposta da Secretaria de Estado sobre o pedido de um Ano Mariano.”

  1. Num entendi nada…alguém traduz…? kkkkk

  2. Caro Vinícius ele respondeu pelo Papa (certamente o Santo Padre nunca nem viu essa carta, a nível paroquial e diocesano eles fazem isso, eu mesmo fui testemunha várias vezes, um secretário responde pelo padre ou bispo e esse por sua vez nem sabe do teor das cartas). Após o agradecimento de praxe, informou que não era costume que a Santa Sé tratasse destes assunto com leigos e sim com autoridades eclesiásticas, e que esses é que deveriam solicitar o referido Ano Mariano.

  3. Reintero que é tempo perdido mandar cartas, e-mails com reclamações ou coisas do tipo ao Santo Padre pois eles só entregam o que é conveniente. Até parece que o Papa fica sabendo de toda essa sujeira que ocorre pelo mundo afora. Agora mesmo acabei de saber que num pais de língua inglesa um grupos de padres e seminaristas “HOMOSSENSSÍVEIS” (acho que criaram esse nome para diferenciar dos sodomitas leigos – kkkkk – NOJO!) pôs no ar um site chamado (VENERABILIS.TK) que quer segundo eles ser uma “ponte” entre os jovens seminaristas e sacerdotes afim de que não se “reprimam”, tem até sala de bate papo gay para o “clero”… DETALHE: ELE JÁ EXISTE HÁ QUATRO ANOS E NINGUÉM NUNCA COMUNICOU AO SANTO PADRE! Pode uma coisa dessas? Cito este exemplo só pra voces terem noção de como andam as coisas.

  4. Eu sei perfeitamente que há muitos males que o Santo Padre poderia evitar (Assis III), (Celebração ecumênica da reforma luterana), e outros que ele poderia conter (A CNBB por exemplo), mas não podemos também ser tolos e pensar que o Papa sabe de TUDO o que ocorre no mundo e deixa o barco correr solto. Rezemos à Ssma. Virgem suplicando para o Sumo Pontífice uma Fé firmíssima e uma grande santidade de vida para governar a Santa Madre Igreja em tempos tão medonhos…

  5. *CORREÇÃO: Onde se lê “num país de língua inglesa”, leia-se “na Itália” (pelo menos o site está em italiano)… Cometi uma distração durante a digitação, rsrsrs.

  6. Parece que fizeram uma tradução rápida no Google de algum texto escrito em outra língua, hehe.

    E também a resposta não faz sentido. Para instituir um ano mariano é preciso que algum bispo peça? O Vaticano não poderia fazê-lo de ofício? Pelo que eu saiba ninguém pediu pelo ano paulino, foi o papa quem quis. Já o ano mariano algum bispo tem de “explicitar tais alvitres”?

    Sendo pessimista, foi uma forma educada de dizer que não vão fazer o ano mariano.

    Sendo otimista, pode ter sido só uma forma educada de desencorajar esse tipo de pedido por particulares, pois se cada um pedisse uma coisa seria impossível atender a todos. Nada impede que eles façam o ano mariano e aleguem que foi um pedido episcopal – do Mons. Franklin, rs.

  7. É óbvio que, numa instituição hierárquica, o Santo Padre receba apenas o que foi filtrado pelos seus Bispos. E se os assessores do Papa não lhe repassam as questões relevantes, é culpa do próprio Pontífice que não escolheu bem os que estão a sua volta.

    Alguém próximo ao Papa tem de ensina-lo a acessar o Fratres…

  8. Nem quis acreditar… “alvitres”
    O “alvitres” ficou aí muito mal. Essa resposta veio mesmo do Vaticano?!

    Como é possível que um católico não possa sugerir ou aconselhar-se sobre o que seja, junto da Santa Sé?

    As coisas andam mesmo mal. A forma como julgaram um pedido dessa natureza…

    Até parece que se meteram em seara alheia (a julgar pela resposta).

  9. Dizer que o Papa não sabe de nada em plena era da internet é ingenuidade que beira a burrice- basto o Santo Padre fazer um busca rápida pelo Google que ele vai achar muita coisa!
    Essa historinha de que o Papa não sabe de nada parece aquela que dizia que o Lula não sabia do mensalão : mas sempre há gente disposta a crer em contos de fadas por que eles são reconfortantes – afinal admitir que o Papa sabe e nada faz não é fácil mas é a verdade, infelizmente.

  10. Será que alguém deva solicitar uma audiência com o Papa? Invocando um direito de um filho (leigo) em relação ao seu pai (o Papa)? Sei que os mesmo que não deixaram este pedido chegar ao Papa também não deixariam uma audiência dessa. Não vejo nada de errado em um leigo dar uma boa idéia ao Papa e nem o Papa deixa de ser menos Papa por acatar uma boa idéia que saiu de uma cabeça que não usa Mitra.
    Talvez se fosse um pedido para reconhecer como normal a sodomia tinham deixado chegar e até incentivado chegar nas mãos do Papa.

  11. Alguém quer dizer que o Papa tem um computador só por enfeite? Que o Papa não sabe de uma boa parte do que acontece na Igreja no mundo? Que o Papa não ver alguns noticiários da TV? Que o Papa não tem um gato de estimação que mora com ele em sua residência oficial? (O que é maravilhoso) O Papa não é um “deus” nem um “bobo.” Menos! O Papa é um homem bem informado.