Líbia: prelado diz que sharia pode ser “contribuição positiva”.

Por Catholic Culture | Tradução: Fratres in Unum.com: Reagindo ao anúncio feito pelo líder do governo de transição da Líbia de que a sharia será a “fonte básica” da lei na Líbia pós-Kadaffi, o vigário apostólico em Tripolo disse que a sharia pode ser uma “contribuição positiva” para a unidade nacional.

“A Líbia tem uma tradição de um Islã equilibrado”, disse Dom Giovanni Martinelli, de Tripoli. “Interpreto a referência à lei sharia  como a vontade de escrever uma constituição a fim de servir o homem através dos princípios religiosos do Islã. Nesse sentido, isso pode ser uma contribuição positiva na construção da unidade do país”.

4 Comentários to “Líbia: prelado diz que sharia pode ser “contribuição positiva”.”

  1. É ótimo, intolerância, bigamia, o trato das
    mulheres como se fossem objetos dos homens, etc.

  2. Apagando fogo com álcool.

  3. Igreja Católica rumo a autodestruição, a depender das atitudes de muitos Bispos…
    O Papa, mais uma vez, promovendo o indiferentismo em Assis.
    Por que o Papa não fala dos cristãos perseguidos no Egito? Por que os muçulmanos não permitem que NENHUM culto ou Missa (pra não ficar falando só dos católicos) seja rezada na Arábia Saudita?
    Desiludido, amargurado e triste com tudo isso eu peço: volta Jesus, vem logo salvar-nos. As ovelhas estão perdidas, os pastores feridos…
    Hoje, mais do que nunca, leiam Lucas18:8.

  4. O argumento é válido profanamente, a título de estratégia política para a difícil unidade. Ilusão tosca achar que o catolicismo seria a religião oficial na Líbia hodierna! Mas um eclesiástico fará bem em acrescentar os riscos. Será que Dom Martinelli – questiono respeitosamente – seria favorável ao Estado oficialmente católico nos países que têm tal tradição religiosa?